Eu quero casar com meu namorado

Ocupando cargo de liderança e bem financeiramente. (Logo irão entender o motivo de eu ter frisado esse ponto) Vou chama meu namorado atual de X, para facilitar o entendimento. Bom eu e X namoramos a 1 ano, como todo namoro temos nossos altos e baixos, mas somos bem felizes, pelo menos eu sou. Eu decici que quero morar junto com meu Namorado,vamos completar 1 ano de Namoro agora dia 06/06/2010,ViVemos muito felizes,é uma pena que só nos vemos final de semana mas isso aumenta mais o nosso Amor,então decidimos morar junto antes de se casar,Juro estou com um poquinho de medo,mas vou com a cara e a coragem,o que eu sei é que Longe um ... Eu te amo e quero casar contigo. Eu adoro seu cabelo e não aguento ficar longe do seu cheiro que me eleva para outros mundos, outros sons. Eu amo escutar sua voz e na beleza do seu olhar me perder entre o profundidade e a certeza das palavras que ele trasmite ao meu coração. Eu sou feliz até quando você briga comigo; até quando eu Como convencer meu namorado a casar logo? Vocês já estão juntos há um tempão, se amam, fazem planos juntos, mas o pedido oficial não acontece. A família começa a questionar, as amigas que começaram a namorar depois de você já estão planejando a festa e procurando o vestido de noiva, e você aí, sem saber como convencer o namorado a ... Mas, de repente, quero ficar solteiro de novo. E eu quero muito! Tive meu primeiro namorado quando cheguei à puberdade e estive em apenas quatro relacionamentos em quase duas décadas. E, surpreendentemente, nunca fui capaz de dispensar mais do que alguns meses de estar solteira entre todos os amores. Eu não acho o casamento algo fundamental. Não acho que a felicidade de um casal dependa de assinar um papel. Mas entendo o seu ponto de vista. No entanto, a Marta vai ter que fazer um ‘esforço’ para entender as razões do seu namorado para que, apesar de terem a vida resolvida, ele não querer casar. Meu amor, meu namorado. De alguma forma, quando eu te conheci soube que seria diferente com você. Você instiga em mim faces que eu nem sabia que me pertenciam. Amar você me faz olhar pra dentro e, no fim, o amor é isso: transforma nós mesmos e o outro. Eu simplesmente amo compartilhar a vida com você e ter você como o meu amor. tambem acho. sao muitas perguntas, muitas duvidas nao respondidas pra dizer sim prum casamento. sem falar que voce é novinha ainda. eu com 18 anos achava que queria casar com meu namorado tambem, tenho 30 e ja namorei mais 2 vezes e nao é assim nao. voce sente atração por outras pessoas, o que é normal num relacionamento monogamico. experimenta outras bocas, esse namoro nao é pra vida ... Bebia comigo do jeito que eu gosto Ele que era homem de verdade Ai que saudade do meu ex Desconfia agora eu faço o que eu quero Tô nem aí se tá com vergonha de mim Se quer saber hoje eu vou beber de novo Vou voltar pra casa louca Pra você largar de mim (2x) Ai que saudade do meu ex Ai que saudade do meu ex Ai que saudade do meu ex Ele que ... Ele é um ótimo namorado mais será que vai ser bom marido, pq o casamento está desacreditado, mais eu ainda acredito no casamento quero casar só uma vez ñ quero casar pra me separar, pq casamento viza lucros fianceiros, emocionais , e pessoais, mais ainda n sei se e a pessoa certa… mais eu o amo so n sei se ele e o cara pra mim me casar ...

Sou babaca?

2020.08.16 13:35 Nicocchi606 Sou babaca?

Bom, nunca tentei fazer isso, mas realmente não sei mais o que fazer. Essa história vai ser meio longa, mas obrigada de coração para quem puder me ceder esse tempo.
Contexto: Sou filha única e ilegítima, nunca conheci meu pai por isso, ele nunca quis me encontrar, não me reconheceu e nunca mandou nenhum tipo de suporte e minha mãe não pede ao governo. Ele não é br e mora em outro país com a mulher e dois filhos. Minha mãe conheceu ele na Itália e sempre amou esse país. Ela veio me ter no Brasil mas sempre quis voltar para lá. Anos atrás, quando eu tinha 12 ela entrou em contato com um ex namorado italiano por e-mail, e em 2 anos decidiram se casar. Obviamente eu era contra, mas ela me levou para Itália contra a minha vontade mesmo assim, e minha família não fez nada já que era "uma chance de um futuro melhor". (Não discordo, o ensino é melhor mas é muito pesado, sem feriados e sem consideração, o Brasil é bem melhor nisso).
O problema: Desde que desci do aeroporto não fui com a cara do homem, mas aguentei pela minha mãe. Mas semanas depois o casamento não deu certo. O cara era um escroto, e nós dois não nós dávamos NADA bem. Naquele mesmo ano, minha mãe me colocou na escola (eu não sabia a língua, e valem duas coisas, ela me fez duas promessas. Não vou te colocar na escola até você se acostumar com a língua. E se não se acostumar em 2 meses a gente volta). Bom, como dizer....foi o inferno literalmente, eu sempre fui tímida, e não sabia a língua, logo fui excluída pela sala. E uma professora parece que se aproveitava de eu não poder me defender pra me humilhar na frente de todos. Enquanto isso em casa, eu passei a nem mesmo sair do quarto, nem para comer pois não aguentava nem ver o marido da minha mãe. E ela não se impunha com a desculpa de "a casa é dele, temos que respeitar". Nesse ano acabei com depressão e fobia social aliás. E agora não duvido nada que ainda tenha Distúrbio de personalidade Esquiva, suspeitas tenho muitas mas só o psicólogo pra confirmar. Me mudei de escola e passei um ano mais ou menos. Mudei de novo, de escola e de casa, nisso tinham passado 2 anos. Outro inferno, minha mãe não conseguiu manter o apartamento onde estávamos morando só as duas. Não tinham móveis em condições de uso, e passei muito tempo tendo que dormir no chão por isso, sozinha em casa a maior parte do dia. Alí a escola estava igual ao primeiro ano, ignorada por todos. E aquilo tudo piorou minha situação, comecei a ter crises de pânico e ansiedade e não consegui mais ir para a escola 15 dias antes de tudo ser fechado pela pandemia, mas não consegui nem mesmo participar das aulas online pelo medo de viver tudo aquilo de novo. Por pouco não perdi o ano... Agora é o 4 ano morando aqui. Nos mudamos de novo, para a casa do pai do ex marido dela, que é como um pai para a minha mãe. E é horrível aqui. Ele tem 86 anos, logo viveu em tempos de guerra e não entende que as coisas mudaram, nem tenta entender os outros, acha que todos tem que viver do mesmo jeito que ele, é REALMENTE teimoso e cabeça dura. Um exemplo: Eu estou de férias, logo quero dormir um pouco mais tarde, o que já é difícil já que em todos esses anos e ainda agora, divido um quarto com a minha mãe, então nem a minha privacidade eu tenho. Ontem não estava conseguindo dormir, acabei pegando no sono as 04:00, acordei às 10:00 e fui tomar café. Ele já entrou na sala falando de como era um absurdo isso. Que eu tinha que comer mais cedo. Razoável? Talvez se fosse só isso. Ele quer que eu siga esses horários dele: dormir às 21:30, acordar às 06:00, almoço às 12:00 e janta as 18:00. Principalmente o almoço, meio dia eu TENHO que estar na mesa. Uma vez eu tava de cama sem respirar por uma crise alérgica e não desci. Ele começou a berrar, jogou o chapéu no chão e saiu falando que eu estraguei o dia dele, que bem ou não, com fome ou não, meio dia eu tenho que descer e assistir eles comerem. Então comer fora? Nem pensar. E minha mãe não fala nada por que "é a casa dele" eu já tô tão irritada com isso! Quer dizer, nas FÉRIAS, eu não posso pegar um dia pra sei lá, almoçar fora com ela, comer um pizza fora, NADA. Por que se não a princesa em casa surta! Desculpa, eu sei que ele tem a idade e mentalidade dele, mas pelo amor de Deus. As vezes sinto que tenho que pedir permissão pra respirar, me sinto sufocada! Minha mãe fala que está tentando melhorar as coisas esse tempo todo, e sou eu que não me esforço. Na verdade tenho medo de quando a escola começar, eu falto bastante por crises de pânico/ ansiedade, é HORRÍVEL mas sei que esse cara vai fazer uma cena maior ainda de me ver em casa.
No final, falando assim, é um pouco do que eu passei, mas viver assim, todo dia em 4 anos, com uma pressão enorme de "ter que fazer tal coisa por tal pessoa ou eu sou mal educada" ou de ter que ser perfeita i tempo todo para agradar fulano porque é a casa dele vem acabando comigo. Minha família e uma psicóloga que eu fui (que eu tive que infernizar a minha mãe para me levar quando comecei as crises) me disse que quando eu tiver 18 vou poder fazer o que quiser..mas não sei se resisto até lá.
No final eu sou babaca? Por que não me esforço para ajudar a minha a "melhorar as coisas" (honestamente eu nem sei o que fazer pra ajudar, ela praticamente me largou na escola e parece que coloca todos antes de mim) e por ficar mal por toda essa situação? De verdade, eu não sei, talvez eu devesse dar mais suporte para a minha mãe? Tratar ela melhor ou algo? Eu realmente não sei mais o que fazer com tudo isso...ou com essas pessoas com quem moramos/ morávamos, é muito insensível da minha parte querer viver? Porque eu tô na Itália, e nunca fui visitar lugar nenhum, Veneza, Milão, Genova, Pisa, nada. Eu só queria um pouco de liberdade nisso tudo.
Desculpem o tamanho do texto, mas obrigada de verdade a quem leu até aqui. Realmente precisava colocar isso para fora.
submitted by Nicocchi606 to desabafos [link] [comments]


2020.08.14 23:57 NandaMoser É egoísmo n me deixarem morrer

Há 2 semanas meu namorado terminou cmg Eu tava guardando dinheiro pra casar com ele, entreguei ate minha alma pra esse homem Eu n era mais eu, era nós Tudo oq eu pensava eu incluía ele Ele terminou cmg e no mesmo dia(15 min depois pra ser mais exata) ele tava na minha casa buscando a aliança
Eu n consigo mais me sentir viva Tudo que eu fazia era por ele Eu me dediquei tanto nesse relacionamento Não é justo Eu quero acabar com a minha vida, eu quero morrer Minha amiga fez eu prometer que não faria nada Mas não É justo Eu n suporto mais estar viva Eu n tenho pq viver, se minha outra metade m me quer mais Eu tb n me quero Pf me deixa acabar com a minha dor
submitted by NandaMoser to desabafos [link] [comments]


2020.07.30 20:54 nehesis Relacionamento aberto a distância

Oi gente bonita
Olha só: eu não sou monogâmica. Sou casada há 4 anos e meio e namoro há um ano. Eu moro em Portugal e meu namorado vai se mudar pra Alemanha por pelo menos um ano. Durante esse período, vamos nos ver a cada dois meses.
Ele já viveu um relacionamento a distância (ele via a ex dele uma vez por ano e eles passavam as férias juntos. Durou tipo 5 anos e era monogâmico/fechado) e eu sei que PRA ELE isso não será problema nenhum, principalmente porque nosso relacionamento sempre foi aberto e permenacerá assim.
Eu o amo profundamente e quero casar com ele um dia. Inclusive, planejo pedir ele em casamento no primeiro "retorno" dele após a mudança, porque caso ele aceite (e acho que vai), isso vai me dar uma motivação pra aguentar esse um ano e a gente começar a planejar nossa vida a longo prazo. Enfim...
Meu problema é: como lidar com a saudade? Eu nunca fiquei mais de uma semana sem ver ele durante todo esse ano de relacionamento e me deixa apreensiva a saudade física que vou sentir dele. Alguém aí possui histórias de sucesso de relações assim? Sejam elas não monogâmicas ou não.
É isso gente obg.
[Resumin da massa: meu namorado vai mudar de país por um ano e nosso relacionamento se tornará a distância]
submitted by nehesis to desabafos [link] [comments]


2020.07.28 19:20 marilu_010 A MINHA FILHA MERECE MAIS QUE VOCE LOGO VC TEM QUE DAR ISSO PRA ELA

Olá turma, Espíritos dos papéis no aumentativo, gatas lindas, meu lindo editor e o luba Hoje vou contar como eu quase perdi meu namorado por culpa da minha irmã idiota Eu tenho os pais separados desde meus oito anos (antes disso n tinha mta presença paterna) mas enfim, eu tenho 6 irmãos, 5 por parte de pai e 1 por de mãe. 4 mais velhos (pai) 2 mais novas (mãe e pai)...(guardem isso) Eu hoje em dia tenho 15 anos e namoro o mesmo cara (de 19) a quase 2 anos, e vai parecer bobo mas quero me casar é com ele até minha mãe fala pra mim fazer isso. Uma das minhas irmãs por parte de pai Tem 33 anos e nem namora, está terminando a faculdade de Medicina e quer se casar.. A mãe dela q nunca foi com a minha cara, chamou eu e meu pai pra almoçar lá esses dias e me perguntou - Maria como vai a vida amorosa, tá cheia de namoradinho? -Na verdade dona (Vou falar outro nome ) Jarls eu tô com o mesmo homem a quase 2 anos - ouvi dizer q já pensa em casar, tá nova demais, vc poderia dar seu namorado pra minha filhinha -como é q é Jarls?Eu tenho q dar o homem da minha vida pra sua filha mimadinha?(ela tem 33anos essa minha irmã e até hoje é sustentada pelos pais) - É que você n precisa, entt vc Tem q dar pra ela Essa discussão sobre dar uma pessoa que tem sentimentos durou horas até que ela se estressou e jogou em mim a bebida dela (era café N sei pq mas ela gosta de tomar depois do almoço) n me queimei relaxem pq tirei a blusa rápido e só fechei o casaco (fiz isso no banheiro ) Depois disso a família inteira n quis falar comigo pq dizendo eles eu fui extremamente egoísta. Hoje estou super feliz com ele e de vez enquanto minha irmã cria números falsos e manda msg pra ele falando pra terminar comigo. É isso lubixco Beijos -4+1
submitted by marilu_010 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.27 07:26 tacaleb maior mico do meu romance

la luba ,inscritos editores, gata e mães/ pais solteiros que estão haver
nossa que triste essa historia ....
tenho 16 anos e moro em são paulo ..
certo dia estava na escola e tipo sabe aqueles momentos que você unnh vou morre sozinho então ,vishkk
bora para historia
um certo dia cansado da escola cheguei em casa abri o portão , meus cachorros estava me esperando na porta de casa super comportados /tipo só quem tem labrador sabe, beleza . entrei em casa arrumei minha coisas abri liguei o celular e fui mexer, lembrei que estava sozinho em casa e já que sou um menino muito santo abri um app de namoro ( cujo nome é chat anonimo) que já usava fazia um ano só na zoeira . tudo bem papo vem papo vai niúngue que me chamou atenção, ate que fui em área e vi um boy de cabelo ate o pesco tipo Harry Styles kkkk não se compara . nossa eu me apaixonei ficava todo o santo dia conversando com ele, ja que ele era mais velho do que eu vivia em segredo calma era so (2 anos ) na verdade dia 31/07 e aniversario dele afins
cara eu tava realmente amei ele mais ele foi um cuzão cmg ahhhh ele sumiu por uma semana ai eu chorei e tal. ele me bloqueou e mando isso pra mim ( eu tava sendo o amante dele sem saber que ele ainda não tinha termindo com o namorado dele, ai depois que ele "terminou achei que estvamos junto
"eu sou parasita tóxico, e não quero te fazer sofrer mais. Não vou fazer ninguém nunca mais sofrer, eu queria me despedir por ligação, mas o choro iria me atrapalhar, você merece encontrar alguém que não te faça sofrer, alguém que possa te amar pessoal, alguém que queira estar vivo, talvez você comece a me odiar por isso, e talvez eu mereça.
Tchau doce criança
I love you too"
não apaguei isso ainda que tenho que mostra pra minha psicologa depois apago.
depois de ter chorado por uma semana inteira minha amiga da minha sala pediu o numero dele ai ela falou com ele e tals ,ai ele quis falar comigo pediu desculpa ai eu fui trouxa e voltei com ele tipo na minha visão vc vai entender
fui da minha escola ate a minha casa falando com ele a esqueci de falar ele morava em Goias se não me ingando em maria rosa sei la .
tava muito feliz que nos íamos nos casa no aniversario dele escondido dos meus pais homofóbicos que vão na igreja que fica perto do lugar que iamos nos casar kkk, to rindo chorando
tínhamos ate alguns planos de ir para o canada com ele
ate que tudo que estava bom se acaba né , beleza no inicio da quarentena a gente brigou mais foi tipo que ele furou quarentena para Brasilia , compra algumas coisa para o restaurante da mãe dele , ele me conto algumas coisas pesadas tmb ne ja que ele era meu psicologo eu era o dele ,ai um cero dia ele ficou o dia inteiro sem fala comigo .ai tava achando estranho
ai vi que ele tava online ai eu fiquei mando mensagem pra ele acada 1h para ver se me respondia tipo eu- oi vida tudo bem? 9:00
eu- bom dia amor da minha vida ?10:00
eu- to aqui me responde? 13:00
eu - amor como foi seu dia 18:00
s- oi.
s- o que vc quer ?
eu- atenção
ai ele foi escroto fiquei bravo desliguei o celular e foi viver a minha vida no dia seguinte ela tava um amor comigo ai falei que não tava bem ai me bloqueou no whatspp e todas as rede sociais, ok
ai fui pagar uma de a vingativa peguei o numero dele madei para um mlk ,que ele deve ta pegando agr , ok
ai esse mlk colocou ele no grupo que eu tava de nudes. ai ele ficou dando em cima desse menino esse menino falando que ele era meu namorado ai ele perguntou do nosso relacionamento ai ele falou que a gente nem namorava ai fiquei pistola liguei chorando para minha para minha amiga graça a universo to conseguindo supera ele . kkk.bjs<3<3
chama o t3ddy pra gravar mais vezes
submitted by tacaleb to nhaaa [link] [comments]


2020.07.20 23:37 MayCorrea Quis me expulsar de casa, me proibiu de namorar uma pessoa que eu amava, tentou me obrigar a mudar meu depoimento na polícia e agora diz que caso eu não aceite a nova "esposa" que pretende arrumar, não amo ele, e que eu tenho que inclusive estar no casamento e "gostar" da pessoa

Oi, estou escrevendo isso tudo em português pois sou do Brasil, e como o texto é grande, daria muito trabalho escrever e corrigir em outra língua... Acho que é uma fusão de "pais intitulados" com "eu sou o babaca?" o que vou escrever, com um acréscimo de chantagem emocional e toxicidade... Me desculpem pelo texto gigante, mas eu realmente preciso desabafar, e como não tenho como ir na terapia até semana que vem, acho que preciso colocar tudo isso pra fora de alguma forma senão vou ficar maluca...
Eu tenho 18 anos atualmente, e como contei em um post no TurmaFeira que teve pouco alcance, no inicio do ano passado acabei tendo de mudar de escola por conta de uma amante do meu pai que por algum motivo maluco resolveu dar aula na escola perto da minha casa na mesma semana em que eu me matriculei (suspeitosamente específico ser logo lá, não?) , tive uma crise de ansiedade (coisa que meu pai nunca ligou, e ainda me culpa toda vez que acontece)... Pouco depois disso, eu comecei a namorar (estamos noivos atualmente, mesmo com tudo que aconteceu) e desde o inicio meu pai tentava apressar o relacionamento, tentando me fazer levar ele na nossa casa com poucas semanas que tínhamos nos conhecido e etc... Tanto eu quanto meu namorado curtíamos sado, porém um dia acabou saindo um pouco fora do calculado e eu terminei com uma veia estourada no olho... Mesmo eu explicando a situação, em momento nenhum meus pais quiseram me ouvir, e me obrigaram a abrir um boletim de ocorrência contra esse namorado (vou chamar de carls pra facilitar), e quando viram que tudo que falei não era contra ele, tentaram me fazer mudar esse depoimento e ameaçaram inclusive me declarar incapaz para que eles mesmos mudassem esse depoimento...
(Quero deixar claro antes de tudo, que eu não iria defender ele nunca se ele fosse um namorado abusivo, vivi relações abusivas já e saí delas justamente por serem abusivas. O ponto é que além disso tudo, eu e ele sabemos que o que aconteceu foi erro dos dois, imaturidade e inexperiência... Ele sempre me respeitou e me tratou super bem, mas ninguém da minha família quis me ouvir...)
Quando, a uns 3 meses, contei que estava com ele, e que realmente queria esse relacionamento, e pedi pra que eles aceitassem pelo menos uma conversa, não quiseram me ouvir, ameaçaram de me expulsar de casa só com a roupa do corpo, e quando e disse que iria, disseram que como eu ainda não era maior, teria que acatar o que eles quisessem, então eu não poderia ir e que ele iria mandar matar o carls... Mesmo depois de os ânimos acalmarem, quando souberam que ele tinha vindo me ver no bairro, e que umas amigas me ajudaram a encontrar com ele, e meu pai mais uma vez me bateu e foi atrás dele, mas acabou desencontrando e se resumindo em ele e a minha sogra trocando farpas. Sempre disseram que era pro meu bem... Porém acho que pelo menos alguém concorda que fazer esse tipo de joguinho emocional a base de ameaças com a filha depressiva e com transtorno de ansiedade é qualquer coisa menos saudável... Até hoje quando tento conversar sobre minha mãe fala que ela pode "levar essa culpa pro caixão", mas que nunca vai pisar na minha casa quando eu me casar com o carls, e meu pai até então dizia o mesmo, que não iriam me ver e nem dar o mínimo apoio financeiro, porque sou mal agradecia e etc... Que eu ainda seria bem vinda aqui e os possíveis filhos também, mas que ele nunca... Ok, eles estão no direito deles, certo? Guarde isso pra daqui a pouco.
Bom, semanas atrás eu comecei a desconfiar que meu pai estava traindo a minha mãe mais uma vez, e acabei olhando o celular dele (sei que vão me xingar mas escutem antes por favor) onde eu vi várias coisas, incluindo com mulheres casadas e até uma prima que ele jurou não ter nada, registros de motel e etc... E o ponto é que ele nunca me deixou falar quando se sentiu ameaçado, e desde então decidi tratar com ele por escrito ou com provas sempre que a situação é mais complexa... Então imprimi tudo e coloquei em um envelope dentro da bolsa dele (ele trabalha em outra cidade e vem nos fins de semana... bom, agora só a cada 15 dias...) com mais algumas coisas que escrevi pedindo ele que me ouvisse e inclusive aceitasse se tratar porque isso não é normal, ele mesmo já disse que é doença.
No dia seguinte, ele leu e ligou me ameaçando, dizendo que eu não mereço o amor dele, o respeito dele e nem nada, que eu sou a pior pessoa do universo e me ameaçou mais quando eu disse que iria enviar aquelas fotos pras pessoas em questão por conta da raiva e da decepção... Ele já tem duas filhas fora do casamento e sempre falou que tinha orgulho de mim, mas pra justificar o motivo de não se divorciar pras outras mulheres, falava que eu sou demente e maluca, que faço tratamentos pesados e etc... E eu aproveitei esse dia pra colocar pra fora tudo que eu precisava colocar, ele só ia voltar 10 dias depois, pro meu aniversário, então ele não teria como me bater e nem falar nada comigo até lá.
Nesse meio tempo a minha avó, mãe dele, foi internada com Covid em estado muito grave, e está intubada na UTI até hoje... Por conta disso, essa briga toda foi deixada de lado por uns dias. Ele chegou na quarta, e meu aniversário de 18 anos seria na sexta.
No dia do meu aniversário, meu pai tentou puxar o assunto mas eu pedi que pelo menos esse problema ficasse pro outro dia. No sábado de manhã, disse que sairia de casa e entre diversas outras coisas, que ainda gostava da professora que citei no post anterior e no inicio desse, e que estava sim conversando com ela. Minha mãe não quer aceitar a separação, e me pediu ajuda para convencer ele a mudar e continuar em casa, e eu juro, eu fiz de tudo, mas sempre que não falo com ele o que ela quer e como ela quer, ela fica com raiva, grita comigo, me xinga e fala que eu estou contra ela... E ele, quando eu falo, diz que não amo ele o suficiente, que eu sou parcial e só defendo a minha mãe, e que ele sempre foi o melhor pai do mundo mas eu nunca dei carinho e atenção, quando na verdade, ele nem sai do telefone ou tv quando vou falar com ele, e geralmente responde com "hmm" ou "ah".
Dois dias atrás ele me ligou pelo número da minha mãe (eles me proibiram de ter whatsapp, celular e de ter acesso a qualquer outra rede social, mal sabem que posto aqui no reddit), e junto com uma enxurrada de chantagem emocional, ele disse que se eu me casar com o carls ele vai dar um esporro, mas que vai amar ele como um filho se ver que ele está sendo bom pra mim (coisa que ele até poucos dias jurava ser impossível) e que se eu não aceitasse a nova esposa dele, isso provaria que meu amor é condicional mesmo que a esposa em questão fosse uma amante (a professora ou uma maluca que ja citei, que me ameaçou de morte e ele não fez absolutamente nada, ela saiu de são paulo e veio para minas atrás de mim quando eu tinha 14 anos)...
Hoje eu liguei pra ele contando que acho que consigo entrar pra medicina com bolsa pelo prouni... e ele começou a me xingar sem necessidade... Quando reclamei, ele puxou esse assunto, e insistiu que se eu não aceitasse eu não mereço o amor dele, entre outras coisas... E enquanto isso minha mãe estava do lado, digitando tudo que ela queria que eu dissesse, como queria, e até a hora que queria... Senti uma fincada na barriga na hora, não sei o porque, e as vistas chegaram a escurecer... e mesmo assim os dois continuaram buzinando na minha orelha e chegou num momento que até levei um tapa por não ter falado o que a minha mãe queria, e pedido pra esperar um pouco.
Em resumo, a briga dele foi para me convencer que tenho que aceitar, e inclusive estar no casamento dele e conviver com a pessoa mesmo que seja a professora em questão... E que se eu não fizer isso meu amor é condicional, mas que quanto ao casamento com o carls, eles estão completamente no direito de escolher se querem ou não conviver com ele, e que isso não é um tipo de amor condicional...
Eu realmente não sei o que fazer quanto a isso... mas atualizo vocês, caso tenham interesse, com os próximos capítulos dessa novela mexicana com enredo ruim que tenho vivido.
Obrigada por ter lido esse "testamento", e sintam-se livres para julgar a história nos comentários...
submitted by MayCorrea to EntiltedParents [link] [comments]


2020.07.20 06:21 MayCorrea Quis me expulsar de casa por namorar alguém que me machucou sem querer, disse que iria me obrigar a mudar meu depoimento, que nunca iria aceitar meu relacionamento e agora quer me obrigar a aceitar a relação dele com a amante que ele tem, e que inclusive eu vá no casamento e "goste" da pessoa

Hola turma que está a ler , e hey Luba-Luna-Luno, caso chegue a ler isso, tudo bom? Acho que é uma fusão de "pais intitulados" com "eu sou o babaca?" o que vou escrever, com um acréscimo de chantagem emocional e toxicidade... Me desculpem pelo texto gigante, mas eu realmente preciso desabafar, e como não tenho como ir na terapia até semana que vem, acho que preciso colocar tudo isso pra fora de alguma forma senão vou ficar maluca...
Eu tenho 18 anos atualmente, e como contei em um post anterior que teve pouco alcance, no inicio do ano passado, acabei tendo de mudar de escola por conta de uma amante do meu pai que por algum motivo maluco resolveu dar aula na escola perto da minha casa na mesma semana em que eu me matriculei (suspeitosamente específico ser logo lá, não?) , tive uma crise de ansiedade (coisa q meu pai nunca ligou, e ainda me culpa toda vez que acontece)... Pouco depois disso, eu comecei a namorar (estamos noivos atualmente, mesmo com tudo que aconteceu) e desde o inicio meu pai tentava apressar o relacionamento, tentando me fazer levar ele na nossa casa com poucas semanas que tínhamos nos conhecido e etc... Tanto eu quanto meu namorado curtíamos sado, porém um dia acabou saindo um pouco fora do calculado e eu terminei com uma veia estourada no olho... Mesmo eu explicando a situação, em momento nenhum meus pais quiseram me ouvir, e me obrigaram a abrir um boletim de ocorrência contra esse namorado (vou chamar de carls pra facilitar), e quando viram que tudo que falei não era contra ele, tentaram me fazer mudar esse depoimento e ameaçaram inclusive me declarar incapaz para que eles mudassem esse depoimento...
Quero deixar claro antes de tudo, que eu não iria defender ele nunca se ele fosse um namorado abusivo, vivi relações abusivas já e saí delas justamente por serem abusivas. O ponto é que além disso tudo eu e ele sabemos que o que aconteceu foi erro dos dois, imaturidade e inexperiência... Ele sempre me respeitou e me tratou super bem, mas ninguém da minha família quis me ouvir...
Quando, a uns 3 meses, contei que estava com ele, e que realmente queria esse relacionamento, e pedi pra que eles aceitassem pelo menos uma conversa, não quiseram me ouvir, ameaçaram de me expulsar de casa só com a roupa do corpo, e quando e disse que iria, disseram que como eu ainda não era maior, teria que acatar o que eles quisessem, então eu não poderia ir e que ele iria mandar matar o carls... Mesmo depois de os ânimos acalmarem, quando souberam que ele tinha vindo me ver no bairro, e que umas amigas me ajudaram a encontrar com ele, meu pai mais uma vez me bateu e foi atrás dele, mas acabou desencontrando e se resumindo em ele e a minha sogra trocando farpas. Sempre disseram que era pro meu bem... Porém acho que pelo menos alguém concorda que fazer esse tipo de joguinho emocional a base de ameaças com a filha depressiva e com transtorno de ansiedade é qualquer coisa menos saudável... Até hoje quando tento conversar sobre minha mãe fala que ela pode "levar essa culpa pro caixão", mas que nunca vai pisar na minha casa quando eu me casar com o carls, e meu pai até então dizia o mesmo, que não iriam me ver e nem dar o mínimo apoio financeiro, porque sou mal agradecida e etc... Que eu ainda seria bem vinda aqui e os possíveis filhos também, mas que ele nunca... Ok, eles estão no direito deles, certo? Guarde isso pra daqui a pouco.
Bom, semanas atrás eu comecei a desconfiar que meu pai estava traindo a minha mãe mais uma vez, e acabei olhando o celular dele (sei que vão me xingar mas escutem antes por favor) onde eu vi várias coisas, incluindo com mulheres casadas e até uma prima que ele jurou não ter nada, registros de motel e etc... E o ponto é que ele nunca me deixou falar quando se sentiu ameaçado, e desde então decidi tratar com ele por escrito ou com provas sempre que a situação é mais complexa... Então imprimi tudo e coloquei em um envelope dentro da bolsa dele (ele trabalha em outra cidade e vem nos fins de semana... bom, agora só a cada 15 dias...) com mais algumas coisas que escrevi pedindo ele que me ouvisse e inclusive aceitasse se tratar porque isso não é normal, ele mesmo já disse que é doença.
No dia seguinte, ele leu e ligou me ameaçando, dizendo que eu não mereço o amor dele, o respeito dele e nem nada, que eu sou a pior pessoa do universo e me ameaçou mais quando eu disse que iria enviar aquelas fotos pras pessoas em questão por conta da raiva e da decepção... Ele já tem duas filhas fora do casamento e sempre falou que tinha orgulho de mim, mas pra justificar o motivo de não se divorciar pras outras mulheres, falava que eu sou demente e maluca, que faço tratamentos pesados e etc... E eu aproveitei esse dia pra colocar pra fora tudo que eu precisava colocar, ele só ia voltar 10 dias depois, pro meu aniversário, então ele não teria como me bater e nem falar nada comigo até lá.
Nesse meio tempo a minha avó, mãe dele, foi internada com Covid em estado muito grave, e está intubada na UTI até hoje... Por conta disso, essa briga toda foi deixada de lado por uns dias. Ele chegou na quarta, e meu aniversário de 18 anos seria na sexta.
No dia do meu aniversário, meu pai tentou puxar o assunto mas eu pedi que pelo menos esse problema ficasse pro outro dia. No sábado de manhã, disse que sairia de casa e entre diversas outras coisas, que ainda gostava da professora que citei no post anterior e no inicio desse, e que estava sim conversando com ela. Minha mãe não quer aceitar a separação, e me pediu ajuda para convencer ele a mudar e continuar em casa, e eu juro, eu fiz de tudo, mas sempre que não falo com ele o que ela quer e como ela quer, ela fica com raiva, grita comigo, me xinga e fala que eu estou contra ela... E ele, quando eu falo, diz que não amo ele o suficiente, que eu sou parcial e só defendo a minha mãe, e que ele sempre foi o melhor pai do mundo mas eu nunca dei carinho e atenção, quando na verdade, ele nem sai do telefone ou tv quando vou falar com ele, e geralmente responde com "hmm" ou "ah".
Dois dias atrás ele me ligou pelo número da minha mãe (eles me proibiram de ter whatsapp, celular e de ter acesso a qualquer outra rede social, mal sabem que posto aqui no reddit), e junto com uma enxurrada de chantagem emocional, ele disse que se eu me casar com o carls ele vai dar um esporro, mas que vai amar ele como um filho se ver que ele está sendo bom pra mim (coisa que ele até poucos dias jurava ser impossível) e que se eu não aceitasse a nova esposa dele, isso provaria que meu amor é condicional mesmo que a esposa em questão fosse uma amante (a professora ou uma maluca que ja citei, que me ameaçou de morte e ele não fez absolutamente nada, ela saiu de são paulo e veio para minas atrás de mim quando eu tinha 14 anos)...
Hoje eu liguei pra ele contando que acho que consigo entrar pra medicina com bolsa pelo prouni... e ele começou a me xingar sem necessidade... Quando reclamei, ele puxou esse assunto, e insistiu que se eu não aceitasse eu não mereço o amor dele, entre outras coisas... E enquanto isso minha mãe estava do lado, digitando tudo que ela queria que eu dissesse, como queria, e até a hora que queria... Senti uma fincada na barriga na hora, não sei o porque, e as vistas chegaram a escurecer... e mesmo assim os dois continuaram buzinando na minha orelha e chegou num momento que até levei um tapa por não ter falado o que a minha mãe queria, e pedido pra esperar um pouco.
Em resumo, a briga dele foi para me convencer que tenho que aceitar, e inclusive estar no casamento dele e conviver com a pessoa mesmo que seja a professora em questão... E que se eu não fizer isso meu amor é condicional, mas que quanto ao casamento com o carls, eles estão completamente no direito de escolher se querem ou não conviver com ele, e que isso não é um tipo de amor condicional...
Eu realmente não sei o que fazer quanto a isso... mas atualizo vocês, caso tenham interesse, com os próximos capítulos dessa novela mexicana com enredo ruim que tenho vivido.
Obrigada por ter lido esse testamento, e sintam-se livres para julgar a história nos comentários...
Bye chat e bjs de minas :v <3
submitted by MayCorrea to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.14 14:34 White_girl_ Por que o whatsapp GB *NÃO* deveria existir.

Olá luba, editores, gatas, possível convidado, turma que está a ler e se minha história entrar no vídeo, para as pessoas que estão a ver também.
Título: O dia em que minha vida quase acabou.
Pra quem não sabe, Whatsapp GB é tipo um mod, que deixa o whatsapp totalmente diferente, dá pra fixar várias pessoas, mudar as fontes e estilo do wpp
Até aí tudo bem
Mas, quem usa o whatsapp GB pode ver mensagens e status apagados.
Minha história se inicia no final de 2019.
Vou chamar o garoto de panda, era o apelido dele pq ele é meio... é ofensivo chama-lo de gordo? Não sei, ele era.. grande? Fofinho? Você entendeu.
Eu já namorava ele à um tempo e ele vivia mandando foto da pica, que mais parecia um salame, e pedia frequentemente pra eu retribuir com fotos dos meus seios, um dia eu cedi e mandei. Esse foi o maior erro da minha vida- Ele elogiou e tals, e continuou pedindo, implorando, e quando eu disse não, ele virou um puta nice guy Me xingando de tudo quanto é nome pq não mandei a foto a ele Fui dormir brigada com ele, mas no dia seguinte já estava tudo bem entre nós, continuei o namoro, ele me pediu uma foto dos meus peitos com o nome escrito, depois mandou uma foto pra mim da EX dele, com os peitos de fora e o nome dele escrito, com a legenda "assim"
Eu não fiquei full puta com ele, pq tipo, as coisas que eu sentia por ele não eram muito fortes e verdadeiras, ele estragou toda a chance de eu amar ele de verdade, mas eu insisti e pensei que poderia mudar, pq ele era um cara legal e achei que valia a pena, mesmo assim, não mandei a foto com o nome dele nos meus peitos.
Sobre a parte: "eu insisti e pensei que poderia mudar, pq ele era um cara legal e achei que valia a pena."
Mudei de idéia sobre isso quando ele me mandou uma foto da larissinha da MESMA EX com a legenda "eu gosto assim"
Terminei com ele, bloqueei em tudo, aí, uns dias depois recebi uma mensagem de uma conta fake dele pedindo desculpas por explanar a única foto que mandei a ele e pedindo pra voltar, porque me amava muito e tal
Meu sangue subiu, xinguei ele de todas as maneiras possíveis e mandei ele nunca mais falar comigo, bloqueei a conta fake e falei da cara de pau dele pra uma amiga minha, obviamente não contei sobre a foto.
Mas, agora, o real motivo de eu sentir a necessidade de postar isso.
--Anteontem, 12 de julho de 2020.--
Eu estava tendo um dia bem agradável. Eu tenho um Namorado, vou chama-lo aqui de sorvete, fodac- Então, eu e sorvete já tínhamos o costumes de trocar fotos, vídeo e gifs "indecentes" naquele dia em especial nós combinamos de enviar vídeos mais longos, porém durante a noite, por conta dos meus compromissos e respeito as pessoas na casa de ambos. Chegou o momento e ele enviou o dele, estava tudo bem, eu estava me preparando pra gravar o meu, até que chega uma mensagem de uma amiga minha, que eu conheço desde 2017
"Desculpa o incômodo, mas por que o seu namorado postou uma foto de você nua?"
Primeiro eu pensei que ela estava brincando, depois que percebi que era verdade, meu mundo virou de cabeça para baixo, meu corpo todo tremia, meu coração estava saindo pela minha boca, descidi que ia questiona-lo
"Sorvete, você postou uma foto minha pelada?"
Ele começou a dizer que clicou errado, que já tinha apagado, que foi sem querer, disse que estava chorando muito, e implorou pra eu não terminar o nosso namoro, ele tbm disse algumas vezes q sabia que eu tinha perdido a confiança nele, mas não era isso, é que eu já havia passado por uma situação parecida, eu tinha alertado ele para guardar as fotos bem, que era pra ele tomar cuidado ao postar as coisas
Liguei pra ele na tentativa de acalmar ele
Acho que ajudei um pouco, mas eu não ia deixar isso de graça, disse a ele que ia postar e apagar uma foto dele e ele falou q realmente era justo, então foi isso q eu fiz.
depois eu falei um pouco com ele sobre isso e fui dormir triste
--Ontem, 13 de julho de 2020--
Ele tentou enganar as pessoas que responderam o status dele.
Dizendo q era da internet, eu mandei ele me mandar os prints
A primeira q viu foi a minha melhor amiga desde 2017, me alertou, ela sabia que era eu.. foi humilhante.
O segundo foi um mlk q eu n conheço, o Sorvete conseguiu fazer ele acreditar q era da internet
A terceira foi uma colega de turma, ela tinha ctz q era eu, mas o Sorvete disse a ela q era da internet, ela falou q o cabelo era igual E ele disse q esse era o jeito enquanto eu não mandava- Acho q ela ainda acha q sou eu, mas faz parte né?
E talvez tenha outras pessoas com whatsapp GB ou YO que viram, mas ñ responderam.
Pedi a ele se eu podia fazer essa postagem no seu subreddit, como uma forma de desabafo, ele disse que tudo bem, e cá estamos..
--Hoje, 14 de julho de 2020--
Não terminei com ele, foi um acidente, não é culpa dele.. né? Eu amo muito ele, e não quero superar isso sozinha, eu quero ficar com ele pro resto da minha vida, sem o sorvete me apoiando, eu acho que eu já estaria bem pior, quem sabe nem mais viva... E ele tá numa depressão do caralho por causa disso, ele me diz que não queria q me vissem desse jeito, acho q ele ficou com ciúmes
Sorvete, se estiver vendo isso, eu quero te pedir uma coisa- eu sei que vai ser difícil passar por isso, mas eu sei que nós vamos superar, juntos.
você é o meu sol, e é com quem eu quero passar toda a minha vida.
Você quer casar comigo?
submitted by White_girl_ to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.12 00:12 britojp ODEIO MEU PAI E NÃO VEJO A HORA DE ME SEPARAR DELE

ESSA HISTÓRIA É BEM LONGA, SALVE E SE NÃO PUDER TERMINAR, TERMINA DPS, TALVEZ VOCÊ SE INTERESSE. (OU NÃO)
Meu pai é um desgraçado, mexe com meu psicológico desde que eu nasci, queria ter nascido sem pai. Atenção: Tenho 14 anos.
Meu pai desde que eu era pequeno me bate, me maltrata e faz eu me sentir um lixo, além de já ter tentado bater na minha mãe, traiu minha mãe com 11 BISCATES, e quando ela vai sair ele segue ela. Todo dia ele me xinga, quando eu era pequeno ele me bateu na cara com fio de extensão elétrica, infelizmente as fotos ficaram no celular antigo da minha mãe que estava velho e eu não tenho mais as fotos. Uma vez eu estava vendo a Branca de Neve, porque quando eu tinha uns 5 ou 6 anos, minha tia tinha uma amiga que vendia dvd's, e minha tia me comprou vários. Aí quando eu estava vendo um, depois de já ter assistido vários, minha mãe perguntou se ela podia ver a novela dela (com educação lógico), e eu não me importei já que eu tinha visto um monte e precisava de uma pausa, mas antes de eu responder, ele disse pra ela: "Deixa o menino ver." Meio grosso, minha mãe só respondeu pra ele (não lembro o que ela disse, mas ela não foi grossa ou mal educada em nenhum momento) e ele começou a brigar com ela, e a briga foi até a porta da cozinha, na frente do meu quarto, e lá, ele empurrou ela e ela escorregou e caiu, e meu pai não fez nada, ficou lá parado, e eu chorando, queria muito ir ajudar ela a se levantar mas o medo não deixou. Depois, com 9 anos, eu lembrei ela disso e meu pai escutou, falou que me mandaria pro hospital se eu falasse naquilo de novo. Antes disso quando eu tinha 7 anos, ele traiu minha mãe, e eu fui testemunha, meu pai estava no quarto deitado e minha mãe estava colocando as roupas no varal, e eu estava ajudando ela, quando a gente vê uma mulher chamando: "Fontini, Fontini!" No portão. (Fontini é meu sobrenome e do meu pai, e todos chamam ele assim) Minha mãe foi atender a mulher comigo também, depois minha mãe tirou satisfação com meu pai e depois descobrimos que ela estava traindo minha mãe com ela, e vários anos depois (agora) ele já traiu minha mãe com a dona do bar que ele vai, com umas mulheres que ele já fez móveis, e minha mãe achou uma foto com ele agarrado com a mãe da minha melhor amiga no celular dele, na véspera do natal que ele tava na casa dela, depois eu mandei pra minha melhor amiga e ela também ficou chocada. Meus pais não são casados no papel, só decidiram que iam se casar, mas não foram no cartório assinar o casamento, e nem fizeram uma festa, só decidiram se casar, e um ano depois deles terem se conhecido, tiveram eu. Em Janeiro se separaram, e no celular dele na verdade minha mãe pediu (sem me obrigar) pra mim tentar conseguir provas com traições dele, achei conversas com a Dona do bar, e outras que eu nunca achei que ele escreveria aquilo. Isso esse ano, porque com 9 anos meu pai começou a pegar o celular da minha mãe pra ver se né, sendo que ela nunca fez isso. Agora minha mãe tá com o namorado dela, mas só começou a namorar com ele quando ela falou pra ele que queria um divórcio, o que prova que ela nunca traiu ele, e eu sou testemunha de tudo. Agora mudando de assunto, tudo ele joga na minha cara, que ele paga meu curso, que comprou celular, computador e tv. Tô de saco cheio disso até hj, tanto que não quero mais nada que venha dele, celular minha mãe comprou outro, e claro sou grato a ela, o computador, não aguentei e vendi, pra não escutar merda dele, e vou pegar o dinheiro e comprar um notebook. Só não vendo a TV pq eu uso. Já minha mãe nunca falou nada e nunca jogou na minha cara, prefiro mil vezes ela do que ele. E ele vai receber o auxílio emergencial, e ele pediu meu cpf pra fazer, e minha mãe perguntou se ele ia receber e ele disse que não, se ele disse que não é pq ele tem certeza, sendo que eu vi aprovado no app, ou seja, ele vai receber 1200 já que ele colocou pai solteiro, com as 5 parcelas dá 6000 reais, fez o cadastro pedindo o meu CPF, e não quer me dar nem 100 reais, já que tenho que ficar fazendo favores pra ele quase todo dia, minha tia disse pra minha mãe que eu tava triste por causa disso, e sem eu saber minha mãe falou com o meu pai, que me acordou dizendo que ia me dar sim, e pediu pra mim acessar pra ele, sendo que ele tá me enrolando faz dois dias só pra não dar um centavo pra alguém que ele maltratou por 13 anos, e usou o meu CPF pra pegar. OUTRAS COISAS: Minha mãe já saiu e ele seguiu ela e xingou ela como se tivesse obrigação de seguir ela, xinga ela e eu, fica no bar até de madrugada comendo as biscate e não deixa minha mãe sair um minuto. Ele já chamou minha vó de puta, e disse que minha tia e minha vó, que moram na casa do lado da nossa, deveriam morar na rua ou na cadeia. Tô cansado dele, e só não saiu daqui ainda depois que eles separaram porque ainda não tem dinheiro pra alugar um lugar, mas eu não aguento maia ele e minha mãe também não, quando eles discutem nem eu nem minha cachorrinha gostamos de ficar perto, minha cachorra que é também é minha irmã, odeia ouvir eles brigando e sai chorando pra casa da minha tia, ou pro guarda roupa do meu quarto, e quando ela não pode ir pra essas lugares eu coloco ela na minha cama e abraço ela, e uma vez eu tava indo pra lá e ele me obrigou a ficar lá onde eu tava, minha mãe reclamou com ele e eu fui, além dele ser insuportável e ter me deixado com depressão dois anos atrás. Ah, e em maio, eu acordei, e fui desbloquear meu celular, quando eu digito a senha errada sem querer, o celular faz eu esperar 30 segundos, sendo que isso só acontece quando erra 5 vezes, então achei que alguém poderia ter mexido, Depois, a noite, eu instalei um app que tira fotos da pessoa assim que ela erra sua senha (o app chama Intruder Selfie Alert), e no dia seguinte, quando eu acordei e peguei meu telefone vi duas fotos do meu pai mexendo no meu telefone, querendo ver e talvez apagar as provas já que minha mãe falou que tinha tudo guardado num pen drive. Mas ele deve ter tentado ver se tinha no meu telefone. Mas de tudo, o que eu mais fiquei mal foi ele me chamar de hacker, uma vez minha mãe chegou dps de 2 horas que ela saiu, e eu fui lá atrás dela, só tava com meu telefone e carregador na mão normal, indo lá, aí eu dou UMA MÍSERA OLHADA PRA TRÁS, que não foi de propósito, tipo coisa do cérebro de olhar prós lugares, e ele logo achou que eu tava olhando pra ele, uma olhada de 0,1 segundos, e disse: "VEM AQUI PEDRO!! DEIXA EU VER ESSE TELEFONE!" (Meu nome é João Pedro, mas pro meu amigo e minha família é só Pedro) e eu falei que eu não fiz nada e ele falou que eu tava mexendo nas coisas dele, ficou falando que eu hackeei senha dele pq minha mãe pegou as conversas, sim, eu ajudei minha mãe pra pegar as conversas de traições, mas isso colocando a senha que ele fez na minha frente, nunca fiz e nem sei fazer essas coisas, e ficou falando que eu era hacker, só por causa de uma olhada, e outra vez também, ficou falando que eu fazia essas coisas. E eu odiei, porque mesmo eu me interessando MUITO, D+ por tecnologia desde que eu tinha 9 anos, eu não sei programação, e mesmo se soubesse eu nunca faria essas coisas, se eu quiser dinheiro vou ganhar do meu suor, e se Deus quiser não quero viver com nada que venha dele, e já me planejo agora pro futuro, porque quando eu atingir maioridade, não quero mais ver ele, vou trabalhar, pagar minha faculdade (ou uma parte, mas só se minha mãe se oferecer pra isso), e talvez alugar uma casa e dividir com a minha melhor amiga, e já falei pra ela que aí cada um paga metade do aluguel, até lá já vou arrumando meu dinheiro, ainda não posso trabalhar né, mas eu dou um jeito. FOI GRANDE, MAS É ASSIM MESMO. ESPERO QUE TENHAM GOSTADO.
submitted by britojp to desabafos [link] [comments]


2020.06.23 00:46 piremari Vida nova sem os pais

Oiiiieeee galerys, sou nova aqui e não entendo bem as coisas mas queria a opinião de vcs... Bem vamos a minha história (desculpa qualquer erro de português kkkk)
CONTEXTO:
Bem eu sempre fui uma menina que obedecia cegamente meus pais quase não saia pra dormir na casa das amigas, sou de uma família onde meu pai é EXTREMAMENTE conservador kkkkk mas ele sempre quis meu bem e minha mãe não é conservadora mas também não dá opinião ela sempre fica meio fora das brigas ou do lado do meu pai por ser o pai né.
Bom com 17 anos eu comecei a futricar no Tinder hahahahahaha com permissão da minha mãe daí achei um cara que fomos conversando e virou meu namorado que hj em dia somos casados. Ele foi meu primeiro namorado primeiro beijo primeiro tudo kkkkkk e somos extremamente felizes ele é incrível 😁😁😁 mas antes de casarmos meus pais disseram que para fazermos coisas mundanas kkkkk precisávamos estar casados no papel pq isso é o certo (na visão cristã do meu pai)
Daí eu obviamente por não concordar fiz tudo as escondidas depois de uns meses meus pais descobriram e minha vida virou um terror obs.: Esperei até os 18 pra fazer fucfuc pra ter menos b.o. e fiz tudo do jeito certo com métodos contraceptivos fui no médico tudo lindo nessa parte.
Por eles terem descoberto meu pai virou outro cara, pq por mais que ele fosse religioso e conservador ele era incrível pra mim me deu tudo oq eu precisava e comprou instrumentos violão guitarra pra que eu tivesse uma oportunidade melhor na vida, ele é meu herói na vdd kkkk mas o homem que ele virou foi horrível na época a gente brigava só de estar no mesmo cômodo, eu só ficava no quarto até jantava no quarto pra não ver ele.
Chorei horrores, isso me afetava muito pq já era foda o trabalho de telemarketing parece bobo essa reclamação mas ouvir de alguém que vc não conhece que vc é um lixo ou qualquer palavra de ódio em um dia ruim é desastroso.
AGORA VEM O JULGAMENTO:
Cansada dessa situação eu decidi (não só por isso pq amava meu namorado) decidimos casar ou morar juntos pq não foi no papel, fizemos tudo escondidos pois meu pai ia atrapalhar se descobrisse. Compramos algumas coisas pra gente tv sofá etc e levamos os móveis pra casa da minha sogra que sempre nos ajudou 💜 .
O problema é que minha família tinha entrado numa dívida terrível por má gestão e luxos desnecessários pra piorar minha irmã que estava casada tinha divorciado e virado mãe solteira de 2 meninos kkkkkk trazendo mais dificuldade para os meus pais.
Nessa época eu estava juntando boa parte do meu dinheiro junto do meu namorado para os móveis pra gente mudar e eu sair daquela situação na casa dos meus pais.
Eu fiquei e ainda fico quando penso nisso muito triste por não ter ajudado em tudo que eu podia pois eles estavam em necessidade e eu comprando móveis (ninguém passou fome tipo não foi desse nível pois meus pais foram se endividando pra não acontecer isso até o carro foi renegociado pra ter um empréstimo não sei bem disso).
E aí uma semana antes (não lembro bem quanto tempo exatamente) contei para os meus pais que estava saindo de lá e ia morar com meu marido na casa da sogra foi difícil mas fui e nem tinha como meu pai não deixar pq eu já tinha tudo planejado de certa forma e tudo pronto com móveis lugar sabe...
Quero saber se fui a babaca por deixar meus pais endividados não ter ajudado nas compras com todo meu salário pois comprava móveis, fui babaca em não contar do meu "casamento"?
Obrigada por lerem e bom dia/boa tarde/boa noite!!!😗😗
Ps.: Hoje 2020 (a história de passou em 2018) eu e meu marido ainda moramos na casa da sogra mas tudo flui muito bem somos felizes e meus pais agr são felizes da minha vida estar bem mesmo eu não tendo casado no papel e eles ainda estão endividados a última dívida que meu marido viu era 11.000 pra pagar.
submitted by piremari to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.21 20:43 Wooden_Statistician3 Tudo que falo só piora e só queria que voltasse a ser como era antes

Desabafo. Há alguns meses casei, depois de menos de um ano de namoro. Apressado? Com certeza. Mas as circunstâncias meio que pediam. Ela veio de uma família extremamente quebrada e tóxica. Vivia sozinha há alguns anos, dependendo de auxílios de faculdade, parentes que só sabiam reclamar de estar ajudando, etc. Ela tem depressão profunda, e não tinha nem como se tratar.
Quando a conheci ela estava namorando, mas um namoro só de fachada, pois na verdade ele era abusivo e não deixava ela terminar, sob ameças contra a própria vida por parte, e à vida dela por partes de parentes dele. Durante boa parte da sua vida, a chamaram de feia, estranha, etc. Na faculdade as coisas mudaram, e começaram a enxergar a sua beleza, ficou com vários, mas sua auto-estima baixou tanto ao longo da vida que ela aceitou namorar com essa cara, sem nunca de fato querer, e acabou presa nesse relacionamento por mais de 2 anos.
Eu só tive uma namorada, há mais de 10 anos, e um crush forte até alguns anos atrás, o qual acabou em inimizade total. Sempre percebi que não era interessante pra nenhuma garota, na aparência, e nunca tive qualquer desenrolar pra "chegar". Depois de namorar, tomei gosto, e tentava. Porém do meu jeito tímido e, claro, ineficiente. Anos disso me fizeram perceber que não havia porque eu ficar insistindo em "achar alguém", se fosse acontecer seria no dia-a-dia normal, ou quando eu realmente me melhorasse como pessoa. Foquei então na minha educação e no profissional.
Um dia ela, ainda em namoro abusivo, falou comigo pelo Whatsapp, tarde da noite. O meu racional dizia pra eu ir dormir, pois a pessoa responsável e profissional dorme cedo e acordar cedo (ou assim deveria, pelo que dizem). Mas algo me fez querer falar com ela, mesmo que ainda de forma um tanto fria, admito. Papo vai, papo vem. Como parecia ser só uma amizade, eu falei abertamente com ela, inclusive quando ela perguntou de relacionamentos/crushes passados.
Semanas depois, ela termina o namoro e diz que gosta de mim. Pela primeira vez em muitos anos volto a sentir aquilo que senti no primeiro namoro. E ficamos, e namoramos, e tudo foi muito intenso. E então casamos, para que ela pudesse ter acesso ao meu plano de saúde como dependente e tratar, principalmente, da depressão, pois várias noites a vi chorar pelo seu passado que ainda atormenta o seu presente: ela não consegue nem mais estudar e boa parte das tarefas domésticas ficam pra mim. Mas havia tudo pra melhorar, não havia? Infelizmente, tudo mudou um dia.
Ela acordou e disse que sonhou que eu falava que eu achava aquele meu crush forte (Fulana) de alguns anos antes mais bonita que ela. Depois de algumas horas, como se perguntasse algo banal, ela perguntou se achava mesmo. O problema: eu considero a Fulana bonita, mesmo nível, mas o sentimento que existe é pela minha esposa e, obviamente, ela me é "a mais bonita". Mas ela não aceitava esse tipo de resposta, ela queria que eu respondesse de forma crua. Eu, que sempre procuro ser honesto, correspondi. Como considero as duas de mesmo nível, foi difícil. Conseguia lembrar de momentos onde uma estava mais bonita que outra, mas não chegava a "vencer". Uma certeza eu tinha, e continuo tendo, minha esposa tem a maior capacidade, ou seja, consegue ser a mais bonita. Mas ainda assim minha resposta não foi suficiente: ela dizia que eu estava enrolando, com medo de dizer a verdade. Não entendi do que deveria ter medo afinal, pra mim, a resposta mais direta e crua não fazia a menor diferença nos meus sentimentos para com ela. E, se eu estivesse raciocinando direito eu teria percebido a armadilha bem ali na minha frente, mas eu caí nela quando ela novamente exigiu a resposta direta e crua: ou ela ou a Fulana. E eu falei a Fulana.
E, de repente, ela começou a me atacar. Dizendo que eu acho a Fulana "linda e maravilhosa" e ela feia (quando pra mim ambas tão no mesmo nível, e pra mim ela vai ser sempre a mais bonita, pois é ela que eu amo). Que meu sonho era que tivesse dado certo com a Fulana, mas que ela foi o que deu (quando ela, e somente ela, que conseguiu reacender meus sentimentos, mesmo quando tudo dizia que não valia a pena sonhar com isso (afinal ela tinha namorado, etc.). Eu tentava explicar meus sentimentos, mas nada adiantava. A frustração, a angústia tomou conta e então, a raiva. Raiva de como algo que estava morto no passado, voltou pra me assombrar. Raiva de que algo completamente irrelevante no meu presente, e portanto nosso presente, estava ali, destruindo nosso casamento. Pois ela começou a querer ir embora, anular casamento, se separar. E na tentativa de melhorar as coisas, eu sempre piorava. Acabei falando palavras (que pra mim não teria tanto significância se ela dissesse), mas infelizmente pra ela tinha: disse que ela estava sendo "idiota" por insistir tanto nas afirmações desses ataques e desconsiderar completamente o que eu sinto e falava. Só estava tendo "amenizar" a situação, segundo ela. E que no fundo, eu queria alguém """melhor""" que ela.
Isso foi uma tarde. Ela eventualmente parou quando percebeu o quão mal eu estava. E claro que eu estava. A pessoa que eu amo e por quem eu faço tudo, praticamente "inventou" um motivo pra me atacar. E daí que numa análise crua e racional, naquele ponto específico da história, a Fulana havia "vencido" no concurso de beleza entre as duas. Grande bosta. Minha esposa continuava sendo bonita, e pra mim e meu amor, a mais bela. Era ela que realmente havia gostado de mim, era ela que quis casar comigo, era ela que me acompanhava nos filmes de sábado à noite, era ela com eu me via vivendo pra sempre do lado. E de repente, parecia que nada mais disso iria se tornar realidade e por quê? Por algo que nem ao menos mudava o que eu sentia em relação a ela e nunca iria.
Durante o final da noite, eu tentei dormir, mas não conseguia. Tentei assistir vídeos de "como lidar com a pessoa amada em depressão". E ela começou a chorar do meu lado, muito. Larguei o vídeo, abracei-a. E ali as gentes se aceitou novamente. Ou assim parecia, porque poucos minutos depois, ela pergunta, inocentemente, se eu acho minha irmã mais bonita que ela. E o fato é, se eu dissesse que não seria uma bela duma mentira, e mesmo que eu achasse, ela diria que eu estava falando aquilo só pra agradar. E eu, O idiota, achando que estava tudo bem de novo, respondi que sim. E novamente ela começou a me atacar. E POR CAUSA DA MINHA IRMÃ!?
Atualmente eu me considero forte pra aguentar essas coisas, mas não dava mais. Ela quebrou minhas defesas com esses ataques. E tudo que ela me falava soava como "EU TE ODEIO". E eu aceitei esse ódio dela, pois, afinal, ela devia estar certa. Eu sou uma pessoa com 30 anos, aparência ok, mas que não tem amigos e só teve uma namorada antes dela. É óbvio que tinha algum problema, o problema de que eu era detestável. Eu sempre tentei demais ser prestativo e tudo mais, mas quando o assunto são sentimentos eu nunca consegui transmitir isso. Abraço minha mãe quatro vezes ao no: aniversário dela, o meu, dia das mães e natal. Sempre um abraço bem "desengonçado". Eu noto isso, mas sempre foi assim, e eu não sei mudar. Eu sei o que eu sinto, mas minha demonstração é e sempre vai ser insuficiente. E por isso todos ou acabam por me detestar ou se afastar de mim. Mas eu realmente pensei que com ela seria diferente.
Alguns dias se passaram e as coisas até foram melhorando. Até que cai tudo de novo. Ela conta pra uma pessoa, que mal conhece, que eu achava que ela na praia não ficava tão bem quando dentro de casa. Sim, eu havia falado algo do tipo, quando no começo da discussão ela pedia pra eu ser mais direto. Oras, ela tem umas manchas, gordurinhas a mais, etc. do que a fulana. Eu me sinto menos bonito do que um cara que não é assim, mas nem por isso me acho feio, ou ache vou sempre ser inferior. É só eu cuidar disso. E se não cuido, é porque tenho outras prioridades. Da mesma forma com ela. Não acho ela feia, nem menos bonita, só relatei o óbvio. E se ela não quiser cuidar, ou não conseguir cuidar, não é problema pra mim. Eu casei com ela pelo pacote completo. E assim como eu, ela também vai com o tempo perder pontos na aparência. E assim como eu, espero que ela ainda me ame, ainda me ache bonito, com eu continuarei amando ela e achando bonita. Mas não importa eu falar isso. Pois ela quer sempre dizer que tudo isso que eu falo é balela, enrolação, agrados, etc.
Pelo meu jeito detestável de demonstrar sentimento ela perdeu totalmente a confiança nos meu sentimentos, a ponto de nada o que eu falo valer mais. Ou talvez, no fundo, ela espera que eu seja pra sempre tão bonito quando ela acha atualmente, e quando eu não foi mais, ela vai me trocar por alguém que envelheça melhor. Mas se eu falo isso pra ela, ela bate o pé pra dizer que pra ela é completamente diferente, que o sentimento dela é real, mas que o meu? O meu é de mentira, porque assim ela decidiu. E ela ainda diz que eu mereço alguém ""melhor"". Mas o fato é, que ela se estiver certa, o que eu mereço é desaparecer. Pois o meu eu que ela odeia, é o único eu que existe. E se ela não é capaz de amar esse meu eu, e insiste em brigar, está mais que na hora de ela admitir o que está bem na frente dela: ela não me ama. Não mais. Só espero que não tenha sido nunca. Porque pior que ver tudo se destruindo e não poder fazer nada, pois nada do que eu falo impede, pelo contrário, piora, e ficar calado não é opção, então que pelo menos não tenha sido tudo uma mentira.
E hoje ela do nada veio falar que tá com medo de engordar, pois, segundo ela, eu falei que iria querer outra se assim acontecesse. Eu nunca falei isso, assim como nunca falei outras coisas com as quais ela vem me atacando. Mas o pouco que eu digo, se transforma num muito na cabeça dela. Eu não aguento mais. Eu peço pra ela parar, mas ela insiste em, nas palavras delas, "me colocar contra a parede pra botar as verdades pra fora". Mas do que adianta isso, quando ela já decidiu o que é verdade e o que é mentira? Nada, e por isso eu só queria que ela parasse. Que não pelo amor que ela supostamente sente por mim, mas pelo menos em consideração a tudo que eu fiz por ela.
Pois agora eu já não sinto nada. Um nada que não me permite nem ao menos dizer o que sinto por ela. Mas enquanto eu quero acreditar que ainda amo ela, ela insiste. Eu novamente pedi pra ela parar, e afirmei que não sei mais se gosto dela, mas que se ela realmente me ama, ela tinha que parar, e me deixar sentir novamente. Mas meu medo é que ela continue (ela está passeando com uma amiga nesse momento), pois se ela continuar o pior vai acontecer. O amor vai virar ódio. A vida vai virar morte. Figurativamente (apesar de temer, e muito, que aconteça literalmente para ela).
submitted by Wooden_Statistician3 to desabafos [link] [comments]


2020.06.21 01:42 meninopis Am I the asshole?

Rola pra nós Luba.
É o seguinte, eu sou um adolescente de 19 anos que resolveu meio que "casar" com um cara, vamos enfatizar que só morei junto. Bom, no ano de 2015 eu me descobri Bi(eu tinha apenas 14 ano) contatei meus pais e amigos. Dae conheci um cara que passei 5 anos com ele(o mesmo que vou falar no texto), ficávamos muito e tals. 4 anos depois a gente começar a ficar(obs: eu já estava dormindo com ele e tals), ele resolveu me chamar pra morar com ele; eu aceitei né até porque já faziam 4 anos que ficávamos e nos conhecíamos bem já. Todos meus amigos sabem que sou uma pessoa muito caseira, curto algumas festas com meu amigos, mas prefiro ficar em casa. A maioria das vezes que eu saia era pra ir a praia a noite(tenho um amor enorme por isso, pôs fico escutando música enquanto sinto a energia do mar; e também por que já tive uma pré depressão e ir a praia me ajudou muito a superar.) Ao mercado ou sorveteria. Bom, por eu ser muito novo e consideravelmente bonito, muitas meninas me julgavam e soltavam a piadinha do "que desperdício", me magoava muito e foi uma péssima parte da minha vida. Vamos a o que importa! Um dia meu pai fez uma festinha na casa dele, me convidou e convidou meu "namorado/esposo ou sla", aí fomos e tals e, eu resolvi vir pra casa mais cedo por que queria ler um pouco e dormir. Quando ele chegou(totalmente alcoolizado), começou a me xingar e falar muita merda cmg do tipo: você é um imbecil, você não me ama, você sai e não me diz nada(lembrando que eu não saiu de casa), deve está comendo umas putas por aí, você deve ter alguma DST. Aí eu fiquei super espantado, até porque se fosse pra eu pegar mulher eu não estaria com ele e seu eu tivesse uma DST ele também iria ter. Ele xingou, pegou no meu braço e apertou, me puxou pra lá e pra cá. Aí eu falei a ele que eu não estava mais o conhecendo e que eu não iria mais ficar com ele, peguei minhas coisas e fui embora, voltei só pra pegar minha gata e as coisas dele(ele sempre ficava mandando mensagem pedindo pra voltar). 1 mês depois comecei a ficar com outro garoto, aí ele descobriu e ficou muito bravo por isso, tanto que eu e meu atual estávamos tomando açaí juntos e ele nos viu. No momento que ele nos viu, ele instantâneamente foi lá tirar satisfação, ele falou: é assim né seu vagabundo?! Acabou cmg pra ficar com ele né?! Eu sempre soube que você não valia nada e coisas do tipo. Daí eu peguei meu açaí e joguei no rosto dele(aconteceu pra crlh), falei que eu não quero mais ficar com ele, que abomino ele, que ele é um lixo e que nunca mais quero olhar na cara dele. Ele saiu mal(não sei porque), mas daí o guri que eu estava disse que passei um pouco do limite e tals. Que história grande véi pqp. Mas e aí Lucas e turma, eu sou o babaca?
submitted by meninopis to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.17 10:33 Lariplush Achei que era romance Netflix mas virou novela mexicana.

Olá, Lubisco, editores, Jeans, convidados e turma que está a a ver,(rip papelões). Minha história é meio grande mas vou tentar resumir pra vcs. Essa história já tem uns anos que vem rolando mas só percebi recentemente, tudo começou em meados de 2016. Eu vim morar em uma cidade de interior bem pequena lá pra 2013 ou 2014, (ps: nasci em SP e cresci lá tem 7 ou 8 anos que estou aqui), logo que cheguei me engracei com um hetero e tivemos um relacionamento longo, logo não saia muito de casa era só rolê de casal mesmo (logo vao entender o pq). Em meados de 2016 eu e o boy estávamos brigados minha mãe não queria ver ele, então combinei com uma amiga de ir na única boate da cidade pra fingir que to no rolê com ela e sair com ele, antes de ir pra boate ficamos eu, minha amiga e meu amigo gay esperando o meu noivo na época chegar em um barzinho de frente. Quando chega um grupo de meninas, uma delas ficou me olhando fixamente e meu amigo disse que o gaydar dele tava apitando que ela me queria, sempre fui bisexual mas não dei muita importância na época pq tava focada no meu relacionamento com o boy que logo chegou e eu sai de lá. O tempo passou e em 2017 eu pra casar com boy estava terminando os estudos junto com ele, estudávamos a noite na mesma sala, chegando na sala nova me deparo com a garota esquisita de novo (Ps: na época não me lembrava que era a mesma do barzinho), sentávamos próximo a ela tipo do lado separados por um corredor. O boy que eu estava era extremamente tóxico (vivia em um relacionamento abusivo e nem sabia) brigava comigo por tudo e sempre riamos brigas feias na sala, e ela acompanhava tudo de perto. Um belo dia ele ficou encarando a menina dizendo “essa desgraça não desconfia? Culpa é sua que gosta de ficar chamando atenção por ai”, eu sem entender nada achei que era loucura da cabeça dele, no outro dia começei a reparar e vi uns sinais, mas permaneci acreditando que era loucura, nesse meio tempo fomos sorteados pra ganhar um curso pré vestibular. E adivinhem quem foi sorteadas? É isso ai eu e ela. Nos aproximamos durante esse curso que era junto com outras escolas, sentávamos juntas e brincávamos tava começando a sentir coisas diferentes, até que um dia ela foi com outra garota que nem era do curso pra lá, eu supus que era namorada dela (a mina tinha cara de mal) então esse dia sentei com grupo de amigas, eu andava com as blogerinha populares pq era modelo na época, depois que ela me viu com a turma ela sumiu do curso, (na época não achei que fosse por minha causa). Na escola ela faltava quase sempre e eu tbm e não nos falávamos porque o boy morria de ciúmes dela, trocamos umas msgs no face pra trocar matéria ela me chamou pra sair com amigos mas não fui. Vida seguiu ano acabou, anos se passaram. O boy abusivo começou a ser agressivo comigo e lá pra fim de 2018, um belo dia em casa viu minhas msgs do face e achou minha conversa com ela e surtou “vc disse que ia sair com ela? Ia escondida? Pra quem não meche no face entrou só pra responder ela?” E no meio da briga me agrediu. Dai eu dei um basta e separamos, meses se passaram e já tava até com outro boy. Veio a black friday de 2019 e eu e meu novo boy decidimos passar na Americanas a madrugada comprando besteira, na fila a minha frente tinha uma garota primeira amiga que fiz quando cheguei na cidade, tínhamos nos afastado com o tempo e aquele dia nos reaproximamos e marcamos uns rolês, no segundo rolê com essa amiga minha estávamos conversando sobre sexualidade e eu disse que era bi mas que daquela cidade nunca tinha tido interesse em nenhuma guria, exceto uma ela me perguntou como era, dai eu expliquei, dai ela disse “mentiraaaa” e a (vamos chamar de Arls) eu disse que sim ela disse “que tudo” e passou, isso foi no domingo, quando foi quarta-feira, adivinha quem me solicita seguir no insta? Poiseee, já logo perguntei oque minha amiga tinha falado. Ela mandou o print que dizia “minha amiga quer beijar sua boca” pra Arls, é amados essa vergonha eu passei a vista. Começamos a conversar eu me expliquei pra ela papo vai papo vem, ficávamos conversando durante horas e horas madrugadas e madrugadas, marcaram um rolê pra gente se vê, (eu já tinha largado o boy da época), e dai rolou nosso primeiro beijo no banheiro de um posto de gasolina com total de 90% de pressão das 20 pessoas em volta que eu conhecia apenas 2 ou 3 no máximo, (Ps: sou extremamente tímida pra mim foi muito difícil), as coisas foram indo, nós morávamos no mesmo bairro, chegou Natal (ai Natal), ela foi em casa com uma galera depois fim de noite fomos pra outro posto. Estava eu lá bem bebada doida, mas clima de casalzinho com ela e a galera. Adivinha quem chega no posto? Isso mesmo o boy tóxico, (esqueci de contar que depois do término antes desse Natal ele já tinha me ameaçando várias vezes e tentado passar em cima de mim com o carro várias vezes tenho testemunhas disso) eu vi, ela viu que eu fiquei nervosa (medo o nome mesmo) e sem saber que um dos motivos do meu término foi ela, me beijou na frente dele, e foi lindo pq eu queria mesmo que ele me deixasse em paz e com ela eu tava bem e feliz (por enquanto). Depois disso ele só me chegou muito por msg e sumiu. Eu pensei é isso, mas meus pais não sabiam que eu era Bi, e tudo era escondido na cidade pequena e ela sempre me vinha com papo de “fique com outras pessoas pq não quero me prender eu vou pegar geral tbm uhul ✌🏻” falei “suave suavao” tava na época de liberdade pós relacionamento abusivo e tals dai eu tinha uma pessoa pra cada dia da semana, era o Farls a Larls o Cals a Tals, e por ai vai, sempre tive muitos amigos e bebia quase todos dos dias (meus pais estavam se separando tbm estava em uma fase difícil), mas sempre dava preferência pra ela (se ela quisesse namorar de verdade abriria mão de tudo por ela), até que prece que ela começou a se incomodar, a amiga da black friday começou me dar uns toques “para de trair ela” e eu “gente não namora é isso que ela quer”, ela tentava me fazer ciúmes nos roles que iamos mas as guria davam em cima de mim e ela emburrava, (nunca fiquei com ninguém na frente dela, quando tava com ela era só ela), um dia perguntei pra ela se ela queria que eu parasse se isso incomodava ela, ela me disse que não é que era coisa da minha cabeça, e que ela não podia namorar pq já tinha uma web namorada. Ok, continuei nos roles curtindo como se não houvesse amanhã, ela começou a mudar comigo me tratar mal ficar estranha, já não nos falávamos mais as madrugadas e sempre com grosseria, dai parei com meus roles tentei ser mais presente sempre levava um chocolate quando ela estava triste, (eu sempre gostei dela fazia aquelas coisas pra não me apegar a alguém que eu achava que não me queria e tinha medo de me machucar de novo), mas as coisas foram ficando cada vez mais estranhas, quando eu ia pra lá ela não saia do celular conversando com umas guria, nunca senti ciúmes pq não me achei no direito já que não tínhamos nada mas parecia sempre que ela queria esfregar na minha cara. Fato é um belo dia ela pediu para sermos apenas amigas, não durou 3 dias tava na cama dela de novo, ai começou um briga e se pega de novo teve muita coisa nesse meio não vou contar tudo pra não ficar muito maior do que já ta, mesmo assim ainda acho que ela não gostava de mim. Tinha uma amiga de faculdade minha que pagava de hétero e nós pegávamos as vezes, quando comecei a ver que estava gostando de mais da Arls a Larls se reaproximou bastante de mim (até então a Larls era única menina da regiam que eu tinha me envolvido sentimentalmente mesmo) um belo dia eu postando stores com a Larls a Arls parou de me seguir, dai eu vi que tinha magoado ela e me senti um lixo, nesse dia eu vi que estava apaixonada (nunca disse isso a ela) mas não conseguia mas “dormir” com a Larls, logo ela viu isso é tbm me mandou ir atrás da Arls, dai pra frente amores foi meu desande e descordai. Tentei me reaproximar dela mas ela sempre grossa me cortava sempre tentava me afastar, de todo jeito possível, mas de alguma forma eu vez ou outra conseguia dobrar ela e era perfeito noites lindas que sinto falta. Isso durou meses ela nunca mudava sempre me rebaixando e webs namoradas e tentando fazer de tudo pra me magoar. Eu permaneci até um dia cansar, e tentar ficar com outra pessoa agora serio sem tudo isso, ela me viu com essa guria e me mandou foto mal, adivinha quem foi no outro dia atrás? É eu mesma, foi mais uma das noites bonitinhas e perfeitas parecia até que tinhamos “voltado” . Não durou muito depois disso voltou tudo, mas ela ainda me chamava pra ir ver ela as vezes, até que um dia bebada em rolê (nosso grupo de amigos é o mesmo), a conheci uma guria e fiquei foda-se tava magoada e tals, advinha se não chegou na Alrs? E ai só piorou tudo. Nunca tinha dito oque sentia por ela por ela me tratar mal não queria ser piada na roda de amigos esses dias pra trás eu bebada acabei falando oque eu sentia pra ela ela por sua vez, demonstrou pena e disse que tava web namorado a 3 dias e queria que isso dela desse certo (detalhe a gente tinha se beijado 40 minutos antes). Fiquei triste mas aceitei afinal já esperava que ela não gostasse de mim, final de semana fui na casa dela buscar minha guitarra (Ps: havia sonhado com meu ex boy abusivo e ela uma semana anterior a eu ir na casa dela a semana toda, morro de medo desse guri quero ele longe), e adivinha né fiquei mais doque devia dormimos juntas. E ela com vídeo chamada com a web mina dela seila oque, no outro dia de manhã ela me acorda dizendo que a prima da guria amiga dela que tinha adotado uns cachorros dela tava lá pra mostrar os filhotes, ela me disse pra não sair do quarto e eu perguntei porque, ela disse que tinha acabado de descobrir que o boy da menina era o meu ex boy doido. Ela fingiu demência e foi brincar com os dogs e eu fiquei em estado de choque dentro da casa “me deu crise de ansiedade e pânico” sozinha enquanto eles confraternizavam tranquilamente, eu sem bateria no cel e sem dinheiro pra ir embora. Ela entrou depois de um tempão e olhou nos meus olhos e me perguntou. “Tem certeza que ele te batia? Ele parece ser legal.” De todas as coisas que ela tinha me dito e feito essa foi a que mais me feriu, depois disso ficou do meu lado dizendo por video chamada sobre como queria chupar a web namorada, e a minha carona não chegava, (Ps: não moro mais perto dela tipo do outro lado da cidade) aqui não tem ônibus e mesmo que tivesse tava sem grana só cartao, aqui não tem uber nem os moto táxi não aceitam cartão e era domingo, ou seja tava presa ali, tudo aquilo tava me matando eu fui pro quarto dela escondida chorar tipo muito, até que ela me mandou msg pra me falar pra ir embora, disse que pagava e tudo que não me queria ali mais, meu celular acabou a bateria não consegui avisar quem ia me buscar que eu ia sair daí mas mesmo assim, levantei chorando peguei minha guitarra e atravessei a cidade toda com a guitarra nas costas chorando. Infelizmente ainda esqueci minha blusa lá e vim embora com a roupa dela. Minha carona meu amigo me achou na rua chorando ele tava desesperado tadinho, dai fiquei bad sumi de tudo whats, insta, durante uns 4 dias, (isso tudo foi no domingo) depois de um tempo voltei e no outro final de semana descobri que na terça-feira (dois dias que eu tava sumida de tudo) ela havia trocado de numero e na quinta me “silenciado” no Instagram, crente que eu ia atrás dela. Não fui,nem iria, nem vou, pois dessa vez eu fiquei muito magoada com oque escutei dela mesmo tendo ela visto tudo que viu e apesar de gostar muito dela é isso não passou até hj. Cansei disso tudo... Não vi mais ela depois disso tudo nem sei se verei (toda vez que nos víamos era um climão bizarro sempre acabava na cama dela ou atracada em um canto) por enquanto permaneço firme, mas magoada e com saudades ao mesmo tempo. Queria muito que tivesse dado certo mas enfim, gosto muito dela talvez ela nem saiba e nem vai saber se o Luba ler pq ela odeio YouTubers em geral então é isso. E ai eu fui a babaca?
submitted by Lariplush to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.14 03:05 KiffaMuniz Nice Cosplayer

Oi Lubtcho, editores, não convidado e turma que está a ver
(me faz com sotaque gaúcho pq eu nunca consigo fazer, é meu sonho ashuashausa)
Sou cosplayer desde 2015. No primeiro evento que fui encontrei um cara de um personagem que era do mesmo anime que eu estava fazendo cosplay e tiramos umas fotos (essa informação é bem importante). Eu o vi no máximo um ou dois eventos depois só e ele sumiu, parou de fazer cosplay.
Cortamos pra 2020. Minha amiga me manda posts de uma conta no insta que postou essas fotos que tirei lá em 2015 com esse rapaz. Descobri que a conta era do mesmo rapaz e em nome da nostalgia em vez de pedir pra ele me cortar ou apagasse sa fotos de vez eu pedi pra ele me mandar para que eu pudesse, primeiro passar num app que melhora a resolução e segundo pintar minhas sobrancelhas. Já que eu estava de peruca colorida e na época não sabia pintaesconder sobrancelha. E até hj isso é uma especie de insegurança para mim, uma vez que no meio cosplay tem muita coisa toxica e aquele famoso meme "expectativa vs realidade" onde colocam um cosplay fodão lá do Japão na expectativa e sua foto no realidade e ficam te zoando e xingando no facebook. Por isso nem uso ou falo meu nome real nas coisa de cosplay pra ninguém achar minhas redes pessoais e eu só poder sumir desativando/deletando tudo da internet qnd preciso.
Mas eu nunca mesmo editaria meu rosto ou corpo, sou totalmente contra só que o cara já me julgou me chamando basicamente de mimizenta com beleza. Ok, deixei passar e mandei as fotos editadas pra ele. Ele postou, mas antes mesmo dessa briga q vcs verão nos prints ele já tinha apagado pq segundo ele eu tava mentindo pras pessoas, pros seguidores só pq eu queria pintar as minhas f*ucikng sobrancelhas.
Agora em junho é mês do orgulho LGBT e eu sou assexual arromântica e decidi fazer uma maquiagem nas cores das minhas bandeiras e tirar fotinha bem brogueira e postar com textos explicando sobre minha orientação sexual e identidade romântica. E é aí o bonito veio na minha DM se oferecer de namorado se um dia eu quiser. Respirei fundo e respondi com toda educação do mundo, tô bem didática esses dias e sei que assexualide e arromanticidade ainda são temas pouco conhecidos mesmo dentro da comunidade LGBT.
Aí eu como estou nessas vibes visibilidades, postei print no storie preservando a imagem dele, mas avisando pras pessoas "olha num falem essas coisas para pessoas arromânticas, eu literalmente acabei de fazer um post sobre isso, e a pessoa só focou no fato e que eu não gosto de fucfuc ou penso em me casar. Assim, nem todo lgbt tem saco ou acha que deve ficar te explicando as coisas, não custa dar um google sobre oq signfiica cada letrinha e evitar receber grosseria de graça." E eu ainda finalizei dizendo que expliquei pra pessoa e q ela pareceu entender e então o objetivo com tudo isso de visibilidade e conscientização foi alcançado. (Obs: eu ja costumo fazer uma especie de nice guys nos meus stories, sempre tampando o nome, pq eles são algo recorentes pra nós cosplayers. Otaku tem q acabar! rs)
Mas oh engano achando q ele tinha aprendido
Segue prints da transmutação do cosplayer otaku fofinho nico nico ni quero te namorar pra nice cosplayer que me arrependo de ter tirado foto.
Obs1: eu nunca mexi em reddit, fiz um só pra isso e não sabia q não era no nhaa q se postava os nice guys, por isso o erro ai no final dos prints
Ob2: como cosplayer oq não me falta é nice people na DM, se quiserem mando mais dos que ainda tenho print
Bjú se vcs quiserem
Aro = arromanticos
PRINTS: https://imgur.com/gallery/rdwiz6C
Ps1: Luba (e todo mundo ai) indico fullmetal alchemist (o clássico e brotherhood, nessa ordem) pra qnd tu ficar sem anime pra ver e /ou quiser começar um novo muito bom
submitted by KiffaMuniz to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.10 07:00 Mily_Colucci_Herrera FuI BAbAcA POr TeRmiNaR uM RElaCiONaMenTo OnDE o CaRA eRa NoIVo dE oUTrA?

Olá luva, Editores, possível convidado que duvido que tenha, gatas, restos de fodrigo raro e turma que está a ver (OLHA EU AQUE MANHÊ HIHIHI). Ativa a voz de moça traída, fria e calculista. Antes de tudo, para entender melhor a história, quero dizer que meus familiares moram em Fortaleza e eu em Manaus (sim sou nordestina e teu sotaque é horrível (desculpa a sinceridade vish kk) ) Estava em em pleno os 14 anos, no auge do início da puberdade, louca por um namorado e querendo uns amassos (não me julguem, não sou mais assim juro kk) então, meu primo tinha vários amigos na época, eu comecei a gostar de um e o Carls, meu primo, falou ao desgraçado do Farls, meu crush (Poupei o trabalho dos editores de nada <3) e então o Farls me chamou no WhatsApp (tínhamos um grupo entre amigos) estávamos conversando sobre alguma coisa que hoje eu não me lembro e do nada quando a conversa morgou, ele soltou; Quer ficar comigo?. Sim, sem mais nem menos, apenas jogou a pergunta, e eu como uma menina inocente e com fogo no rabo acabei aceitando (passando pra ressaltar que eu morava em Manaus e ele em Fortaleza) nós começamos um namoro a distância, sempre nos falávamos, ele era uma boa pessoa, mas eu sentia que ele escondia alguma coisa, sabe? Ele as vezes era um tanto misterioso. As vezes eu ligava pra ele por chamada de vídeo e ele na atendia, recusava e respondia depois que estava ocupado ou no banho, ou algo assim, sempre desculpas esfarrapadas. Então uma vez eu liguei mais uma vez e alguém atendeu, a pessoa cobriu a câmera frontal com o dedo e uma voz feminina perguntou; Quem é você? Porque está ligando pro meu namorado numa hora dessas garota?. Eu simplesmente gelei, eu não tinha entendido nada, estava chocada demais pra entender, até que eu ouvi a voz do desgraçado, a garota tinha jogado o celular na cama e foi discutir com ele, eu só ouvi ela perguntando quem eu era, porque estava ligando pra ele e ainda mais aquele horário que já era bem tarde. Eu simplesmente desliguei a chamada, eu não estava acreditando que eu estava passando por uma novela mexicana na vida real. No outro dia ele foi tentar se explicar e disse que estava noivo da garota (Detalhe; ele tinha 18 anos. 4 anos mais velho que eu.) que ele queria saber se realmente gostava dela a ponto de casar, eu simplesmente não falei mais nada, apenas mandei um belo Vai tomar no cu, e bloqueei ele, nós tínhamos ficado por um pouco mais de 1 ano é esse tempo todo ele me enganou, no natal de 2017 eu fui pra Fortaleza passar o natal e o ano novo pra lá, e adivinha quem eu achei? Sim, o desgraçado.. Ele ainda estava noivo e pelo visto ainda enganava a pobre coitada, (burra eu diria, mas né, fazer o que), um dia nos encontramos na rua e eu simplesmente fingi que ele não existia, ele não parava de me olhar (Vendo o que tinha perdido obviamente kk) mas desde então, nunca mais nos falamos ou nos vimos. Foi isso lubisco, um beijo <30.
View Poll
submitted by Mily_Colucci_Herrera to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.10 04:17 caldadecereja A CASA E A TV SÃO MINHAS E EU NAO SOU OBRIGADA A VER ESSAS MERD*S!

Oi luba, gatas, editores, papelotes mortos, possível convidado e turma que está a ver!! Essa história aconteceu essa semana, e é algo que está me chateado bastante mas vou publicar porque ao menos gera conteúdo.
É um pouquinho grande então vou resumir.
Para começar eu e minha sogra sempre nos demos muito bem, até ela cair na real de que eu e o filho dela realmente iríamos nos casar, desde então ela tem agido diferente comigo e realmente não tenho me sentido bem com ela já que ela começou a criticar muito meu peso, o jeito que eu cozinho e até pediu para eu adiar o casamento simplesmente porque o neto dela iria nascer em uma data próxima do casamento... o que aconteceu foi: Estava na casa dela no fim de semana e ela estava dormindo no sofá ao lado... eu pedi para meu namorado para assistirmos um dorama (novelas orientais do tipo que o casal demora 20 episódios para segurar na mão um do outro) e do Nada minha sogra acorda surtando falando que a gente só assiste merd* e quando nos casarmos só vamos assistir merd* na nossa TV... aquilo me incomodou muito (talvez eu não devesse ligar tanto pra isso) que eu decidi ir embora...quando ela viu que eu realmente ia para casa ela comecou a gritar pros vizinhos todos ouvirem que A casa e a TV eram dela e que ela não era obrigada a ver aquilo...
Bom se ela queria ver tv ela podia ter falado "agora que acordei quero ver algo na tv" que eu tiraria a novela mas ela preferiu fazer o show...
Como eu já achava que ela estava estranha comigo conversei com ela sobre o que estava achando e se ela tinha algum problema comigo, pedir desculpas...sei lá... isso nunca aconteceu antes...
Então ela simplesmente falou que se tivesse algum problema iria falar na minha cara... A Vizinha me perguntou o que aconteceu e eu falei "quando estamos na casa dos outros precisamos nos retirar..."
Ainda estou chateada e estamos sem nos falar... quem é o babaca?
submitted by caldadecereja to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.09 20:20 Snoo8844 Treido pelo ex e a Naja amiga

[A TRAIÇÃO DO MEU NAMORADO COM A MELHOR AMIGA] (Sou do nordeste, aprende a fazer o sotaque direito poxa)
olá lubisco(sonho em casar contigo), editor (gato gostoso), pessoas a ver, possíveis convidados seres binários e não binários, olá mãe, tia e avó, enfim...
Eu sou G-A-Y (escrevi assim pq tenho orgulho), e me descobri aos 14 anos de idade, passei por vários processos com minha família que não vem ao caso agora, aos 15 eu conheci um menino que era PROFESSOR no cursinho que eu fazia estágio, e a gente na hora do almoço comia junto tendeu? Hahahaha Fomos nos aproximando mais e mais até que um dia ele escreveu uma carta pra mim me pedindo em namoro, eu aceitei e começamos a namorar. Nos dois primeiros anos foi ótimo até que (editor coloca efeito de avançar dois anos aí? Obrigado amado, depois te mando um nudes, brincadeira ksksksksks) Até que eu conheci uma menina num grupo do Facebook, como eu havia dito no começo eu tive uns persegues com minha família, e eu participava de grupos de auto ajuda no Facebook, que foi onde é conheço o desmantelo da minha vida, se eu soubesse teria mandado ela ir pra casa do baralho antes... Mas voltando a história, eu conheci ela e ficamos próximos, (avança mais dois anos) no quarto ano de namoro, eu comecei a desconfiar de certas atitudes deles (da Naja com meu ex), tipo, eu estudava em escola integral, entrava pela manhã e saia a noite, e ELA PASSAVA O DIA NA CASA DELE, aí eu comecei a desconfiar, foi quando eu comecei a dar corda (investigar aqui no nordeste) e deixar os dois mais a vontade, FOI AÍ QUE EU DESCOBRIR TUDO (faz voz de choro) Eu larguei da escola e fui pra casa dele, eu tinha a chave de lá, entrei sem fazer barulho, porque eu sabia que eles estavam lá, mas as luzes estavam todas apagadas, procurei eles pela casa toda (a casa tinha 3 andares) e encontrei os dois lá em baixo desnudos, do jeito que vinheram ao mundo, carls e Darls FAZENDO SEXU cara, meu mundo caiu, eu virei as costas pra eles e fui embora (eu nunca fui de fazer barraco nem de brigar, sempre odiei discutir com alguém), fui embora pra casa de tia Carminha... No outro dia ele (o ex descarado) começou a falar comigo pelo Facebook, me mandou vários print da conversa deles mostrando que ela queria separar a gente, foi aí que eu decidi não me segurar mais, mandei um FUCK YOU MATHERFUCK e bloquiei ele até hoje...
Beijos lubisco, te amo, quero casar contigo, se tiver interesse em saber quem sou eu, vou deixar aqui meu instagram, aceita meu pedido e casa comigo, eu sou tão e boa, diz a tia carminha que eu já amo ela como sogra...
submitted by Snoo8844 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.07 00:54 SrGuel Não sei bem em qual categoria de história essa que vou contar se encaixa, mas vamos lá

Olá turma, chat, papelões, editores, Luba e quaisquer um que ache que não se encaixe em nenhum desses. Vou contar a história de como uma ex falou da minha atual e no final atual se mostrou ser quem minha ex tinha falado.
Primeiro preciso contextualizar a história, eu me envolvi com uma guria (a Calrs) e sempre que ela estava sozinha ia para a casa dela, assistíamos Netflix (realmente assistíamos), dançávamos e zuávamos, ela realmente era uma garota interessante para mim, mas acabamos nos afastando (por conta de que eu acabei virando um amante, eu sei fui muito babaca e mereci ter me ferrado) depois que volto a falar com ela, descubro que ela estava prestes a se casar, apesar de eu gostar dela estava super feliz por isso, estava dando dicas para ela e tal, mas é ai que a história começa a desandar.
Conheci uma pessoa (a Farls) muito top, muito gente boa e, que eu acreditava ser de boa índole, essa minha ex (Carls, que está em Portugal) me mandou uma mensagem um tanto babaca em relação a moça com quem eu estava, era uma mensagem com um teor racista e com xingamentos, na hora eu defende a pessoa com que eu estava, não iria deixar ela falar aquelas coisas, passados alguns dias a pessoa com quem eu estava conhece um dos meus amigos, acabo por falar com ela para se afastar dele, pois ele estava pedindo "dicas" para poder se aproximar de uma menina que ele gostava, mas estava na cara que ele estava dando em cima dela, ela me disse que iria se afastar; pouco tempo depois eu estava envolvido em um projeto, estava montando umas coisas de sócio e, para chegar em um resultado precisaria fazer umas coisas (nada de ilegal, mas que se os outros soubessem iriam desaprovar) o projeto fica pronto e estávamos todos feliz, durante a execução desse projeto eu terminei com ela, tinha que organizar minha vida antes de um relacionamento, eu estava passando por uns problemas de saúde com minha família e não poderia dividir atenção agora, então para não acabar ignorando Farls, terminei. Quando falta um dia para o projeto sair, num sábado, ela me manda uma mensagem dizendo "Sabe alguma novidade da sua vida?" eu sem entender perguntei qual era, ela não me disse nada, fiquei irritado, não gosto que alguém comente algo que vai acontecer na minha vida assim, mas na hora não fui atrás de me precaver, na segunda a bomba estourou, ela havia dito o que tinha acontecido para a mulher de um dos meus sócios, que simplesmente me tirou de tudo, me mantive tranquilo, mas ao chegar em casa eu vi uma foto dela com o garoto que eu disse para se afastar em uma das redes sociais dela, e pela forma que estavam eles já estavam juntos a mais tempo, só tínhamos terminados a uma semana.
Bem minha ex (Calrs) estava certa sobre quem essa guria era, deveria ter dado ouvidos? Atualmente Carls esta casada, mas me disse que está a ponto de terminar, estou dando conselhos a ela sobre como ela pode mudar o quadro do seu casamento, ainda gosto dela, mas quero vê-la feliz. Já Farls vive a postar fotos com o namorado dela, mas ainda se utiliza de toda a estrutura de marketing que eu montei para que ela se tornasse uma pessoa famosa, os 26k de seguidores dela agradecem a minha passada pelo insta dela, ela usa o método que eu desenvolvi para que ela ganhe dinheiro online, mas ferrou com um projeto meu apenas por bel prazer. Bom eu atualmente estou sozinho e tentando me reconstruir, ñ o coração os projetos mesmo. É issu, vlw flw. Menor que três.
submitted by SrGuel to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.22 18:15 dentinho_top Sou babaca por preferir morar com minha irmã e odiar minha mãe?

Bem vou falar um pouco de antigamente para criar o contexto ok. Moramos eu, meu pai, minha mãe e minha irmã tudo junto, e minha mãe sempre briga com nós (claro qe as vezes é normal mas as vezes nao) ela acaba brigando com nós por motivos bobos e as vezes até sem nada ter acontecido, quando isso chega a um nível de ter qe chamar minha vó (mãe dela) é não estamos conseguindo acalmar ela, sempre quando chamamos minha vó para ve se consegue acalmar ela minha vó simplesmente passa a mão na cabeça dela falando qe ela está certa e tals. Como minha vó fez isso a vida inteira minha mãe acabou ficando "mimada" no quesito de "eu quero isso é ponto final" e as vezes é difícil de viver junto dela pq não podemos fazer nada qe queremos sem ela tbm querer.
(Isso foi na segunda a tarde)Bem agora qe contei um pouco vou começar a falar, como ja disse moramos tudo juntos e so trabalha meu pai e minha irmã, minha irmã tem 20 anos e trabalha em uma empresa de frango, la ela conheceu um rapaz e foram se conhecendo e tals até eles criarem um laço de amor, eles começaram a namorar escondido (até pq minha mãe nunca aceitou nenhum namorado da minha irmã mesmo ela ja sendo de maior) então eles foram namorando e um dia eles descuidaram naquela hora e tals e parece qe ela está grávida, então o menino foi em casa se apresentou, falou onde trabalha, fez faculdade e o mais importante falou qe ama minha irmã e quer assumir a criança. Meu pai concordou aceitou o namoro e falou que se precisar de ajuda ele está aqui, minha mãe tbm aceitou na hora mas ficou falando que esta a decepcionada com minha irmã (até que por um lado eu concordo por ela ficar assim pq deve ser um baita de susto descobrir) quando o menino foi embora e meu pai foi trabalhar descidimos ir na casa da minha vó (mãe dela) quando estávamos chegando la minha mãe simplesmente mudou de jeito e começou a falar novamente qe estava decepcionada, perguntava pq não tinha contado, se ela era um monstro e tals. Quando chegamos na casa da minha vó ela começou a chorar falando qe minha irmã tinha feito burrada qe ela ia parar de estudar (em nenhum momento minha irmã falou isso) qe essa criança ia ser uma aberração e mais um monte de baboseiras, minha vó como sempre passou a mão na cabeça e conseguiu acalmar ela e depois de um tempo nos três fomos embora, chegando em casa ela virou de face de calma ela virou para brava, ela começo começo fazer as mesmas perguntas novamente começou começou querer bater na minha irmã e até tentou se matar, nessa hora eu liguei para minha vó para nós ajudar então desceu ela minha tia e meu tio para ajudar, quando chegaram aqui ela fingiu que estava com as coisas no corpo falava que nós tínhamos machucado ela qe ela ia se matar, daí todo mundo tentou ajudar ela a se levantar mas ela não se ajudava e ficava se jogando no chão ou ficava enfrentando minha tia (sendo qe a mesma tem pavil curto) até que em um momento de briga briga elas começaram a se bater e tivemos que tentar separar, com esse briga briga minha tia e meu tio foram embora por causa da raiva deixando apenas minha vo, minha mãe fazendo o seu Teatro igual como faz sempre fingiu que tomou um remédio falando que ia se matar, como ela ja fingiu fazer isso várias vezes nem nos importamos, minha vó subiu para a casa dela e tivemos qe entrar. Eu e minha urma dormimos no mesmo quarto então estávamos juntas, minha mãe foi no nosso quarto fingiu estar grogue(realmente tava para perceber qe era fingimento) e depois de tava falacao ela foi sentou na cama da minha irmã e simplesmente começou a apertar a barrigada da minha irmã para ela perde a criança, quando ela apertava minha mãe falava assim "-Você vai perde essa criança e não vai precisar casar com aquele cara", minha irmã percebendo a situação tentou se defender e eu tive que intervir no meio(o que não adiantou nada ja que ela tem 80kg e eu simplesmente tenho 14 anos e uns 54kg) então minha irmã simplesmente gritou falando para eu ir na vizinha pedir ajuda, e eu fui correndo pedir ajuda, quando os vizinhos me atenderam foram até minhba casa e tiraram minha irmã de lá, eu levei ela até na casa da minha vó pedindo ajuda pois minha irmã chorava de dor na barriga, enquanto os vizinhos ficaram na casa com minha mãe. Quando chegamos na casa da minha vó meus tios levaram ela pro hospital e fiquei com meus avôs, até que não demorou muito ela chegou irritada me chamando para ir embora, eu apavorada falava qe não e meus avós tentava acalmar ela é me acalmar, não demorou muito e minha irmã chegou um pouco mais calma junto com meus tios, e minha mãe ja foi logo de unha e dente reclamar pq levaram ela pro hospital e novamente eles começaram a brigar, meu avô tem asma e começou a passar mal e eu tive qe ajudar ele a fazer inalação ou se não teríamos qe ir no hospital novamente, quando finalmente ela desceu embora minha vó arrumou um colchão para nós dormir ja qe era uma base de 10 da noite, mas quando pensávamos qe tudo tinha acabado estávamos erradas pq novamente ela subiu falando para irmos embora se não iríamos chamar o meu pai (o mesmo ja sabia de tudo mas não podia ir la ja que estava na roça) quando falávamos que não íamos ela saía e descia embora é não demorava 20minutos ela voltava falando a mesma coisa, ela fez isso umas 4 vezes e falava a mesma coisa, até qe resolvemos ir pq se não meu vô novamente iria passar mal, quando chegamos fomos para nosso quarto e ficamos juntas, minha mãe ao invés de se acalmar não ela começou a preprarar um monte de chá abortivo para minha irmã tomar, eu queria muito pode intervir mas não podia fazer nada então eu via minha irmã tomando contra sua vontade e vomitando, quando ela tomou tudo nesse meio tempo ja era umas 04 da manhã e meu pai ainda não tinha chegado, não dormimos por medo dela fazer algo a mais e esperamos meu pai chegar. Quando foi 06 da manhã meu pai chegou e foi tomar banho ( ele ja sabia oq tinha acontecido ja qe eu avisei ele) então como ja estava amanhecendo minha mãe faoou para minha irmã se arrumar para ir no hospital fazer o teste de gravidez, então nos arrumamos e fomos nos quatro, quando chegamos eu e meu pai ficamos no carro(ja que estávamos sem máscara) e as duas foram, assim qe elas sumiram de vista contei tudo para meu pai e ele apoiou nos e falou qe se ela não mudasse o jeito de pensar ela ficaria sem ninguém. Quando elas voltaram fomos para a casa é novamente fomos para o quarto, meu pai foi no banheiro e minha mãe achando que ele tinha saído entrou no quarto com um pau de vassoura e fechou nosso quarto(nossa porta não tranca então ela so enconstou) ela foi seca para bater na minha irmã e eu falava assim "-para que esse pau mãe? Pra que vc trouxe o pau?" Para alertar meu pai e nos ajudar, então quando minha mãe deu a primeira paulada na minha irmã meu pai entrou no quarto e entrou na frente (ele nunca bateu na minha mãe apenas entra na frente e deixa ela bater nele) então minha irmã com medo resolveu arrumar suas coisas, ela pegou sua cobertar e abriu ela é colocou um monte de roupas, amarramos ela e fomos pegar suas bolsas, meu pai conseguiu tirar ela até na sala oq foi bom ja que podíamos sair do quarto, minha irmã então olhou para meu pai e pediu chorando se podia sair de casa, meu pai simplesmente falou um sim, então foi eu e minha irmã com as roupas, subimos na casa da minha vó mas nos escondemos na casa da vizinha (na qual ela nunca saberia) a vizinha na hora deixou nos entrar e nos acalmou. Não demorou muito e minha mãe apareceu na casa da minha vó procurando nós é começou a xingar, gritar, brigar e foi literalmente o dia inteiro assim quando não brigava na casa da minha vó ia na casa do menino xingar ele. No outro dia(quarta-feira dia 20 agora) fomos na casa da minha vó pois como yenho 14 anos sou de menor e minha mãe tinha chamado o Conselho tutelar, comemos um pouco e fomos para o Conselho, quando chegamos estava minha mãe e meu pai e sentamos eu minha irmã e minha vó, começamos a discutir e a falar e no final não resolveu em nada. Então fomos embora, chegando la na casa da minha vó novamente deu a briga e meu vô a passar mal, eu simplesmente comecei a gritar com minha mãe pois meu vô começou a chorar ( e eu nunca vi ele chorar e isso realmente fez meus nervos subirem em um nível qe eu nunca vi) enquanto eu afastava ela do meu vô minha tia insistia nele ir no médico ver a pressão dele e a diabete dele. Até que ele aceitou e foi meu tio eu minha irmã e ele. Quando chegamos la ele novamente chorou enquanto média a pessao e a diabete dele, sua pressão não estava muito alta mas sua diabete estava a 290 (um nível muito alto mesmo), quando voltamos ela ainjda estava la brigando, e quando ela viu como estava a diabete do meu vô começou a falar que era por causa de bala( meu vô chupa e tals mas ele sabe quando pode e quando não pode) em momento nenhum ela pensou qe ela estava matando meu vô aos poucos. Até que por um milagre ela conseguiu se acalmar e tudo acalmou então almoçamos(menos ela) e descansamos, mas ela continuava a fala para irmos embora é tivemos que ir. Chegando la ela ficava perguntando aonde tínhamos dormido e eu falava que foi na casa de uma amiga chamada Júlia de outra cidade (ja qe eu não podia falar que foi na vizinha se não iria ser pior) e ela passou o dia inteiro fazendo as mesmas perguntas, chorando ou fingindo, pegou meu celular e ligou para um monte de Júlia até que em um momento ela bebeu veneno que fica na dispensa do meu pai e começou a falar qe estava com dor de cabeça. Então preocupadas tivemos qe chamar minhha tia para levar ela pro hospital ja que meu país estava trabalhando a noite. Chegamos la apareceu todo mundo meus avós, minha tias e meus tios, ela chegou ficou la até na Quinta feira dia 21, eu e minha irmã dormimos na casa da minha vó e quando acordamos ela ja estava la, aparentemente mais calma, então nos almoçamos depois e descemos em casa, ela estava mais calma e fingia qe não se lembrava de nada, chegou a noite e eu resolvi não dormi ja que eu tinha medo dessa "onda de calmaria" passase e ela tentasse fazer algo novamente, então eu e minha irmã revezamos o sono, eu fiquei até umas 03 da manhã eh minha irmã o resto. E aqui estou na sexta feira com ela um pouco calma mas esperta ainda, minha irmã está com marca roxa na barriga e eu saí sem marca roxa mas meu psicológico está totalmente acabado, estou com medo de dormi aqui em casa e com medo dela, sei que tudo bem ela ficar magoada por causa do namoro mas acho qe ela não tinha capacidade de fazer oq ela fez.
Então, eu sou babaca por preferir morar com minha irmã(se ela me convidar) e ter ódio da minha mãe por ela ser assim tão mimada a um nível qe ela irá ficar sozinha?
¤desculpe se ficou grande é pq foi literalmente 4 dias acontecendo isso e eu precisava saber. Se vcs quiserem que eu continue informando vcs me falem pois eu ainda acho que essa calmaria dela vai ter um fim e irá começar novamente a mesma coisa...¤
submitted by dentinho_top to TurmaFeira [link] [comments]


2020.03.28 13:28 takushy Como se desculpar com você mesmo?

Olá, sou homem de 22 anos de idade namoro a 3 anos e meu namorado tem 23 anos. Na escola sempre fui muito extrovertido e feliz. Era popular pela alegria que contagiava a todos, lá conheci meu atual namorado que para proteger sua identidade vamos chamalô de Matheus. Tivemos um belo começo de relacionamento mesmo ele parecendo ser um pouco ciumento. Ele sempre queria que eu estivesse com ele e parasse de andar com meus amigos. Assim eu fazia pq eu não tinha muitos tabus contra isso na época e me dava bem com praticamento todo mundo. O tempo foi passando começamos a morar juntos e por conta de sua possessividade eu tive que literalmente abandonar todos o smeus amigos de infância, de escola, de Facebook. Tudo. Sempre achei estranho ele ser tão rigoroso quanto isso e no Facebook dele crescer mais e mais o número de amigos. Tudo bem, como eu disse, eu não cresci com muitos tabus, o único que eu repetia para mim desde a minha infância era de que eu nunca iria trair a pessoa com quem eu iria me casar. Os dias passaram, comecei a trabalhar e o relacionamento estava indo de mal. Já cheguei a apanhar em casa, desenvolvi crises que nunca pensei em ter, e ele feliz com a vida dele. Sempre me sacrifico muito pelas pessoas, sempre quero que elas tenham o melhor porém nessa época comecei a me trinar egoísta pelo o egoísmo dele. Eu não sabia a senha do celular dele e ele fazia questão de saber a do meu. Eu sabia que não estava nada bem. Um dia o celular dele quebrou, levei a assistência e consertei para ele. Quando peguei o celular no papel do laudo do celular tinha a senha do celular. E aí a história começa. Entrei no celular, e só de lembrar já tá me dando gatilho. Eu vi todas as conversar dele com inúmeros homens perguntando por que ele não foi ao encontro, dele marcando encontros com caras na praia cuja qual ela acabara de chegar de viagem com a família ( não fui pq estava trabalhando). Nudes do primo dele. Enfim. Fiquei triste entrei em mais uma crise de Pânico tive que ir pra casa com o meu gerente. Pegamos minhas coisas e levamos para casa. A vida seguiu, ele voltou atrás de mim e acabei cedendo mais uma vez. Eu gosto dele. Não queria perder isso tudo. Reatamos. Todos os dias que eu pegava o metro para ir para casa eu esbarrava com um menino bonitinho que vamos chamalô de ítalo. Ele me encarava o metrô inteiro e eu sem graça olhava de voltava, os dois ficavam sem graça e começavam a rir. Até o dia que ele sentou em um banco eu fui caminhando até a direção dele, ele ficou paralisado me olhando, quando cheguei na frente dele sentei no banco de trás. Ele ficou sem entender nada. Ele ficava se torcendo todo pra olha pra mim. Daí eu dei um chutezinho no pé dele, ele riu e perguntou se minha estação era longe, e era uma das últimas, e eu falei que era casada. Ali acabou com ele, ele me pediu desculpas e ele já iria descer. Disse que estava tudo bem e assim acabou. A gente começou a desenvolver uma amizade de ônibus, e tal estava indo tudo bem até eu começar a me sentir muito atraído por ele, e ele por mim também. Descobri que o Matheus conversava com ele, e queria ficar com ele. Fiquei arrasado mas guardei. Dias depois terminei com o Matheus e disse que não iria para casa, ia pra casa de uma antiga amiga que ele fez eu brigar. Quando cheguei na estação já era tarde não esperava encontar o Italo lá e encontrei. Conversei com ele e ele me chamou para ir dormir na casa dele. Fiquei "como assim mano não pq eu faria isso cara. É errado". Italo também era casado e o marido dele não estaria em casa no dia o que era uma coisa muito rara. Depois de muito insistir ele acabou me convencendo e eu fui. Aconteceu o que tinha que acontecer lá... Sabe né... Mas meu coração doía por causa do Matheus. Quando falei que eu não ia para casa ele surtou. Rasgou minhas roupas. Esfaqueou as próprias pernas. eu chorei mas não voltei. No fim reparei com Matheus e Italo seguiu com o marido dele. Mas eu nunca soube se o Matheus realmente me traiu. Nunca. Hoje estamos juntos somos felizes ele parece ter acalmado quanto aos caras mas mesmo assim ainda sou muito inseguro por tudo que já passei. Não consigo me perdoar por ter feito isso, porque meu pai traia minha mãe e eu via o sofrimento dela. E acho que não me perdoo pq eu gostei do que fiz. Enfim obg por deixar eu desabafar
submitted by takushy to desabafos [link] [comments]


2019.10.29 18:20 perna--longa Acabei de terminar meu namoro e só não sei se fiz a escolha certa

Já fiz um post aqui tem um tempo (que excluí tem um tempo também), sobre quando comecei a namorar em 2018 e minha namorada teve atitudes extremamente horríveis comigo. Muita gente me disse pra sair fora que era problema e eu continuei, ela mudou muito naquele aspecto, uma pessoa nova.
Nós completamos 1 ano e 4 meses agora em Outubro, e já tem uns 3 meses que temos DR todo final de semana porque ela está insatisfeita com algo na relação e etc. Ela tem depressão e crise de ansiedade, e eu a ajudo muito nisso desde que a gente começou, só que isso ocasiona que ela nunca se sente feliz na situação atual dela (em tudo: com os pais, trabalho, namoro) e talvez esse seja o motivo dela estar tão insatisfeita. Ela também não tem atividades sozinha, a vida dela é resumida a mim, e nisso se eu tiro um tempo pra jogar, pra ver algum amigo ou assistir uma série, ela muda completamente comigo, mas to falando de coisas esporádicas e não de fazer isso sempre (ver um amigo uma vez por mês e etc).
Ela diz que quer casar, e já ta orçando as coisas (tipo, eu quero isso, mas agora sem estabilidade alguma? do jeito que nossa relação tá?) e esse é o sonho dela, contudo, isso também está ligado a aquele fato de não estar feliz com a situação atual, ela é doida de vontade de sair da casa dos pais.
O fato é que com tudo isso, atrelados ao momento horrível que estou passando no trabalho, eu estou me desgastando psicologicamente e hoje estou um lixo. Eu nunca estive pior, minha autoestima é zero, desanimado pra tudo e triste. Sinto um peso enorme nas decisões que tenho a tomar, decisões do tipo: estou estressado e queria jogar > mas jogar deixa ela bolada comigo > não vou fazer nada. Sem falar que toda segunda já é difícil por saber da pressão e do clima merda do trabalho, eu preciso me recompor da DR do final de semana e mudar algo em mim que magoa ela, toda semana.
O ponto é que, ela também tem lados positivos, se não eu não teria namorado com ela e não a amaria tanto. Ela é muito parceira, me incentiva, me ajuda, cuida de mim e etc.
Nós dois já fizemos muita merda nesse namoro, mas nunca desistimos. Só que hoje eu tomei a decisão de ir até o trabalho dela no horário de almoço, colocar tudo pra fora e terminar.
Não sei se tomei a decisão certa, afinal, pra chegar nesse ponto eu pensei e repensei umas mil vezes, porque não quero perder ela, mas não quero viver nessa situação. Não sei se ela pode mudar isso, ela já mudou uma vez, pode ser que mude outra, mas e se ela mudar momentaneamente e tudo voltar? E se eu estou assim só porque estou mal e não era esse o problema? E se eu tomei a decisão errada em terminar?
Eu nunca namorei, é meu primeiro relacionamento e eu não podia imaginar que é tão difícil. Eu sei que ela faz muito por mim, sei mesmo disso.
entreguei minha aliança pra ela, a deixei na porta do trabalho, ela ficou parada me olhando até eu sumir de vista, eu fui andando e olhando pra trás, chorando e com o coração na mão.
Ela me pediu a chance de ouvir o que ela tem a dizer hoje a noite na minha casa, eu acho que é justo ouvir. Vamos decidir se essa é a decisão final e se for, ela já vai pegar as coisas dela.
E na real, eu só queria que fosse mais fácil ter certeza do que estou fazendo e parar de me sentir um lixo.
submitted by perna--longa to desabafos [link] [comments]


2019.05.14 18:21 cafealmocojantar Propus contrato de namoro e meu namorado ficou ofendíssimo: e aí, devemos morar juntos ainda?

Transformando uma história longa numa curta: namoramos há 5 meses e tanto meu namorado como eu passamos a ter problemas demais em nossas respectivas casas e decidimos morar juntos. Mas há uma diferença significativa de renda entre nós, portanto, estou arcando com 90% das despesas e ele só com 10%.

Como amo muito ele e quero que esse relacionamento seja eterno enquanto dure, provavelmente ficaremos muito tempo vivendo juntos ao ponto de automaticamente cairmos na situação jurídica de união estável. Mas nunca falamos em nos casar, não combinamos que estamos juntando patrimônio. Apenas resolvendo juntos o problema habitacional que cada um tem.

Pedi então para registrarmos um contrato de namoro em cartório, um documento que já tem jurisprudência em que os namorados na frente do tabelião registram que estão apenas namorando, que não estão juntando patrimônio, que não é uma união estável, que não estão se casando embora muito se pareça como tal. Ao firmar o contrato de namoro, abre-se mão de herança e pensão. Sem esse contrato, vivendo juntos, divindo despesas, teto, sendo reconhecidos pela sociedade (vizinhos, amigos) como casal, automaticamente o casal vira união estável e na separação um pode pedir metade dos bens ao outro.

Aí vem a minha surpresa: meu namorado ficou OFENDIDÍSSIMO com meu pedido pelo contrato. E estou aqui esperando na imobiliária para pegar a chave do lugar onde moraremos juntos os próximos 12 meses pelo menos. Estou triste por tê-lo ofendido, gosto dele, não quero que ele se sinta mal. Mas também começo a ficar incomodado: se você tem uma dada intenção, por que se ofende em assinar num papel registrando que essa é a sua real intenção? E aí, devo ainda morar junto com ele se ele se continuar a se recusar a assinar o contrato?

Me ajudem, caros redditors.

EDIT 1: Talvez uma falha minha tenha sido falar do contrato de namoro justo hoje no dia da retirada de chaves do imóvel. Entendo a surpresa ou espanto dele. Mas também fico preocupado e triste com a reação e resistência dele.
EDIT 2: Segue página oficial de um cartório falando sobre o contrato de namoro.
EDIT 3: Segue um exemplo de texto de contrato de namoro.
submitted by cafealmocojantar to brasil [link] [comments]


Roberto Carlos - Quero Me Casar Contigo (Áudio Oficial ... ANGÉLICA - MEU NAMORADO (ZOANDO NA TV) NÃO QUERO MAIS CASAR - TROLLAGEM Eduardo Nunes - Eu quero casar, ele quer morar junto... CANTANDO NO CHUVEIRO COM MEU NAMORADO - QUEM CANTA MELHOR ... EU NÃO QUERO CASAR COM VOCÊ  Daniel Bovolento Eu Quero Casar, Mas Ele Não - Canal Interativo 89 - Meiry Kamia NÃO QUERO MAIS SER SUA NOIVA !! *trollei meu namorado * MEU NAMORADO É CONTROLADOR E TENHO MEDO DE CASAR COM ELE NÃO QUERO MAIS CASAR COM VOCÊ ! (ELE CHOROU MUITO) *me ...

Meu amor, eu quero casar com você - Mundo das Mensagens

  1. Roberto Carlos - Quero Me Casar Contigo (Áudio Oficial ...
  2. ANGÉLICA - MEU NAMORADO (ZOANDO NA TV)
  3. NÃO QUERO MAIS CASAR - TROLLAGEM
  4. Eduardo Nunes - Eu quero casar, ele quer morar junto...
  5. CANTANDO NO CHUVEIRO COM MEU NAMORADO - QUEM CANTA MELHOR ...
  6. EU NÃO QUERO CASAR COM VOCÊ Daniel Bovolento
  7. Eu Quero Casar, Mas Ele Não - Canal Interativo 89 - Meiry Kamia
  8. NÃO QUERO MAIS SER SUA NOIVA !! *trollei meu namorado *
  9. MEU NAMORADO É CONTROLADOR E TENHO MEDO DE CASAR COM ELE
  10. NÃO QUERO MAIS CASAR COM VOCÊ ! (ELE CHOROU MUITO) *me ...

A pergunta deste Canal Interativo é da Adriana! “Namoro há sete anos e já moro com meu namorado, mas eu gostaria de casar com ele! Porque isso é importante para mim por várias razões, por ... eu nunca polÊmico com minha mÃe !! ... trolei meu namorado - nÃo posso engravidar ... casal eribru 51,323 views. 12:08. nÃo quero mais casar com vocÊ ! (ele chorou muito) *me arrependi ... Quero morar junto com meu namorado, mas ele não confia em mim - Duration: 4:11. Escola do Amor - The Love School 38,103 views 🔺BAIXE O MEU APLICATIVO PARA TER ACESSO A VÍDEOS EXCLUSIVOS: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.hub7.jaquelinesobrinho ESPERO QUE TENHAM GO... NÃO QUERO MAIS CASAR - TROLLAGEM Pâm Ghiselli. Loading... Unsubscribe from Pâm Ghiselli? ... TROLLEI MEU NAMORADO INDO EMBORA DE CASA! - Duration: 9:48. Din e Celo 21,735 views. Eu não sei o que vou fazer Pra voc?e ligar mais em mim. Vem me ver na hora que quer Quando eu quero você não tá afim. Sou sua namorada, Eu quero me casar com voc? De v?e grinalda, Pra ficar ... Áudio oficial de “Quero Me Casar Contigo” de Roberto Carlos. Ouça no álbum: “Roberto Carlos (1963)”: https://SMB.lnk.to/RC1963 Ouça os maiores sucessos do Ro... meu namorado É controlador e tenho medo de casar com ele ... eu me prostituo e meu marido nÃo sabe - duration: ... e eu nÃo quero mandar - duration: ... ESPERO QUE TENHAM GOSTADO DO VÍDEOOOO! CANAL VALENTINA SOBRINHO: https://www.youtube.com/channel/UClCBeR-qPKcYbSH7TjFm77g Minha caixa postal: 10093 Cep: 2305... Eu tô cansado de gente que não entende que demonstrar interesse não significa querer casamento. Tem gente que perde oportunidades incríveis de conhecer alguém porque acha que a outra pessoa ...