Visita plano simples

Actualización de la Comunidad, 21 de Septiembre 2020

2020.09.22 04:33 JavierStorm Actualización de la Comunidad, 21 de Septiembre 2020

Actualización de la Comunidad, 21 de Septiembre 2020

https://preview.redd.it/q60bht9wflo51.png?width=800&format=png&auto=webp&s=305c388fb7a1cfd623467258aa2ba23a666b7c91
¡Saludos querida comunidad de Call of Duty: Mobile Hispano! Llevamos poco más de una semana en la temporada 10 y ya hemos lanzado una gran cantidad de contenido, como el modo cuartel general, el mapa terminal, el pase de batalla y varios desafíos de temporada. Hoy todo se encuentra disponible y además tenemos el primer evento destacado Hunt for Makarov, el regreso del modo 10v10 y más desafíos estacionales en los que sumergirse. Sin embargo, antes de saltar a eso, queríamos tomar una barra lateral de todos los aspectos destacados habituales de la temporada para hablar sobre las mejores jugadas realizas hasta el momento en el Campeonato mundial.
Hemos realizado una campaña social etiquetada como #AreYouInCODM y se ha centrado en encontrar algunos de los mejores clips de los jugadores que participan en nuestro Call of Duty: Mobile World Championships. Hicimos una recopilación de lo más destacado de jugadores centrado en unos excelentes clips con francotiradores. ¡Échale un vistazo!

https://reddit.com/link/ixexk6/video/h3m9klnxilo51/player
Dentro de unos días también tendremos un video de lo más destacado en jugadas generales, así que esté atento a eso en nuestros canales sociales habituales. Por ahora, veamos algunas noticias y aspectos destacados sobre eventos recientes, el Campeonato Mundial y algunos comentarios e informes de errores.


https://preview.redd.it/nf19ryz8jlo51.png?width=800&format=png&auto=webp&s=21e7815f1dcba7b66458390bd0e44a2d20eb1b9c
Aquí está el resumen completo de la mayoría de los eventos que se están llevando a cabo actualmente o que estarán disponibles próximamente en COD Mobile:
  • 9/10 - 9/24 ~ Modo cuartel general (MP)
  • 9/10 - 9/27 ~ Terminal 24/7 Lista de reproducción (MP)
  • 17/9 - 23/9 ~ Modo de guerra Battle Royale
  • 18/9 - 24/9 ~ 10v10 Lista de reproducción de la colección (MP)
  • 18/9 - 24/9 ~ Lista de reproducción de Gun Game Moshpit (MP)
  • 18/9 ~ Dos nuevos desafíos de temporada lanzados, Nueva ventaja disponible a través del desafío Vigilancia.
  • 18/9 - 01/10 ~ Búsqueda del evento Makarov
  • 24/9 ~ Modo extremo
  • 24/9 ~ Nuevo mapa Pine 24/7
  • 24/9 ~ Ataque de los no muertos
Si bien hay mucho por lo que trabajar o adquirir en este momento, como la nueva habilidad de operador: ecualizador, la nueva escopeta Echo, la M4: acechador salvaje o esta nueva ventaja de alerta alta, todavía hay mucho más en camino. Solo como una llamada rápida, el modo Hardcore todavía está en camino, el nuevo mapa de Pine para Gunfight y una nueva clase de Battle Royale: Hacker.
Antes de pasar a todo y analizar muchos aspectos de este lanzamiento, nos gustaría compartir nuevamente nuestra hoja de ruta diseñada con cuidado y mucho cariño para que les de una idea de lo que ya se ha lanzado y qué más puede esperar ver durante esta temporada. ¡Échale un vistazo!

https://preview.redd.it/vuvnv7famlo51.png?width=1920&format=png&auto=webp&s=03238ed27e70f8249227019d441317908397b849

https://preview.redd.it/cwyyfxxjmlo51.jpg?width=1280&format=pjpg&auto=webp&s=09a4d2e4cd48031855cfba468766dac125fa9d48

https://preview.redd.it/qyy4sghmmlo51.jpg?width=1079&format=pjpg&auto=webp&s=7477b022dbeb41314f4a4d421d93045753f15875

Campeonato del mundo - Playoffs regionales
¡Por fin ha llegado el momento de que comience la fase 4 del COD Mobile: World Championship 2020! Estos son los playoffs regionales y se están lanzando en diferentes regiones en diferentes fechas 😉. Transmitiremos estos Playoffs regionales a través de una variedad de plataformas diferentes, como YouTube, Twitch.tv y Trovo. Si bien amplificamos y compartimos contenido en nuestros principales canales globales, también tenemos diferentes páginas configuradas para regiones específicas. Dado que LATAM y Japón son nuestros dos primeros playoffs, aquí es donde puede encontrar esos canales de YouTube para ver las próximas transmisiones en vivo:
LATAM (Español) YouTube: Call of Duty: Mobile Spanish Official - YouTube Brazilian (Portuguese) YouTube: Call of Duty: Mobile Portuguese Official - YouTube Japan YouTube: CoD Mobile Japan - YouTube
Todos los participantes de estos eventos ya deberían haber recibido información de nuestros equipos sobre cómo participar en esta etapa del torneo, pero si por alguna razón es un participante y no ha visto nada, consulte nuestro sitio web del Campeonato Mundial recientemente actualizado para Información de la etapa 4. https://www.callofduty.com/mobile/esports#stage-4

https://preview.redd.it/yhtmpskbplo51.jpg?width=1024&format=pjpg&auto=webp&s=ae8254636952003d5bda0453a8abc12630bc5b73

Caza del evento Makarov
Nuestro primer gran evento de la temporada ya está aquí: la caza de Makarov. Este evento sigue a la estela del evento Finest Hour de S9 y le brinda un mapa para explorar y algunas formas sencillas de recolectar los puntos de exploración que necesitará para descubrirlo todo y encontrar a Makarov.
Todo lo que necesita hacer es jugar cualquier partido de MP o BR para adquirir puntos de exploración y luego regresar a este evento destacado para descubrir áreas y obtener nuevas recompensas, como el plano M4 - Feral Stalker. Si eres un entusiasta de Battle Royale, también hay piezas ocultas de la foto de Makarov para recolectar allí, lo que te dará una recompensa única si las encuentras todas. ¡Obtenga una descripción general rápida del evento a continuación!

¿Y tú ya obtuviste todas las recompensas?
Puede encontrar más información sobre el evento junto con algunos consejos sobre cómo completarlo rápidamente en nuestra publicación más reciente newest Activision blog post . Por último, sigan enviándonos comentarios sobre eventos como este para ayudar a influir en la creación de eventos similares en el futuro. Disfruta y mucha suerte cazando al siempre escurridizo Makarov.

Desafíos estacionales
Tenemos dos desafíos de temporada más ahora, con lo que el total hasta ahora llega a cinco lanzados en la temporada 10. La semana pasada lanzamos el kit de supervivencia, el operador maestro y Run Gun. Esos tres presentaban en su mayoría armas temáticas diferentes y exclusivas de S10, ya sea camuflajes o proyectos, mientras que este nuevo lote de eventos tiene muchas armas disponibles, pero también una nueva ventaja: Alerta alta. Consulte los detalles a continuación.
Punto en blanco
Este gran desafío de temporada de ocho partes es, con mucho, el más desafiante de estos dos, ¡pero con ese desafío adicional viene una docena de recompensas! Como de costumbre, tenemos créditos y Battle Pass XP mezclados con elementos específicos, y para adquirirlos necesitarás usar y matar con una variedad de armas diferentes, incluidas algunas más cercanas como Cordite y Echo. Aquí están las principales recompensas:
  • (Poco común) RPD - Pelt
  • (Poco común) Cordite - Verde plateado
  • Amuleto (raro) - Tasy Treat
  • (Raro) Pegatina - Retroceso
  • (Raro) Cordite - Iridiscente

https://preview.redd.it/fn8v1u4mtlo51.png?width=1600&format=png&auto=webp&s=b03351cdff35de28e163408753a35d86b2cac115

Vigilancia
Este desafío de temporada de cuatro partes es bastante simple y directo siempre que estés a la altura del desafío de conseguir algunas muertes en el modo multijugador con rifles de francotirador y algunas ventajas específicas equipadas. Sin embargo, para obtener todas las recompensas, tendrás que desbloquear el nuevo beneficio de Alerta alta, que es una de las primeras recompensas que desbloqueas, y luego también conseguir asesinatos con él equipado. Aquí están las principales recompensas:
  • (Poco común) DL Q33 - Piel
  • (Poco común) M21 EBR - Verde plateado
  • Tarjeta de visita (rara): tiradores térmicos
  • Ventaja (común): alerta alta

Modo 10v10
¡Este modo caótico y lleno de acción está de vuelta por demanda popular! Este modo relativamente nuevo, que se lanzó en la temporada 9, ha tenido una gran demanda a pesar de estar disponible con frecuencia a través de listas de reproducción por tiempo limitado. Ha regresado hasta el 27 de septiembre (UTC) y como parte de una lista de reproducción de la colección 10v10.
Asegúrate de saltar y utilizarlo tanto como puedas para subir de nivel las armas en Gunsmith y completar los desafíos de temporada que se benefician de la acción constante, como el nuevo desafío Point Blank.

https://preview.redd.it/f3lja3xqulo51.png?width=1920&format=png&auto=webp&s=a024a1801842456ae74eb9cf14ff0fbc544cfc2b
Por último, dado que la gente pregunta con frecuencia cómo hacer que un modo sea permanente; como hemos mencionado antes con otros modos, como el ahora permanente Kill Confirmed, si quieres que este modo siga regresando con frecuencia, o incluso potencialmente sea permanente, entonces juega todo lo que puedas mientras esté disponible y así sabremos que tan querido es entre toda la comunidad.

Nuevas ruletas
Tanto nuestros desarrolladores como la comunidad CODM en general han hablado a menudo sobre cómo equilibrar diferentes temas y estilos en Call of Duty. Todos comparamos a menudo equipos de especificaciones militares que son realistas y están destinados a hacerte parecer un soldado de élite, con opciones más cómicas, alegres, coloridas y no típicas. Es algo que siempre tenemos en mente con el diseño de cada dibujo, caja, BP y tema de temporada, y ese equilibrio es claramente importante para todos.
Ahora, con el nuevo Dark Ritual Draw, tenemos un enfoque atípico que combina especificaciones militares como el traje de francotirador ghillie con algunos diseños divertidos y salvajes como su mascara de ritual antiguo. En este sorteo disponible esta semana podrás adquirir el increible DLQ-33 Legendario, el personaje Grinch entre muchas otras recompensas mas!. Echa un vistazo a la nueva ruleta y el efecto de muerte único del DLQ-33 en acción:

https://reddit.com/link/ixexk6/video/l76csls6xlo51/player

https://preview.redd.it/q0f5ksb9xlo51.jpg?width=1280&format=pjpg&auto=webp&s=350b9e5c9f1ba7e0ab12a3cfde16d2720cefa3ea

Feedback
Ha habido una variedad de discusiones diferentes que hemos estado siguiendo desde el lanzamiento de la Temporada 10 y, si bien es posible que intentemos intervenir rápidamente en aquellas con respuestas en las redes sociales o publicaciones de la comunidad, hay algunas que nos gustaría dedique más tiempo a discutir esta semana.
Mejoras y correcciones de errores
Un desafío al que se enfrenta todo desarrollador es si concentrarse en lanzar contenido nuevo y nuevas funciones todo el tiempo, o dar un paso atrás y hacer una actualización de mantenimiento con la intención de corregir errores, proporcionar cambios de equilibrio o cosas que son mucho menos obvias pero que mejoran el salud a largo plazo del juego. Con COD: Mobile, siempre hemos intentado equilibrar ambos en cada actualización.
Sin embargo, la temporada 9 y Gunsmith fue una de nuestras actualizaciones más grandes para este juego (si no la más grande) y eso significa que también fue la más desafiante en relación con el mantenimiento. Lo que todo eso significa es que tenemos algunas actualizaciones planeadas en un futuro cercano que probablemente sean más una actualización de mantenimiento que una caída de contenido. Sin embargo, siempre intentaremos identificar, investigar y arreglar todo lo que podamos en el camino.
Con respecto a las mejoras, planeamos tener actualizaciones futuras que ayudarán a abordar algunos de los comentarios sobre los nuevos cambios de BR, los cambios en la interfaz de usuario de Gunsmith y una variedad de cosas que deberían ayudar a que todo se sienta un poco más limpio. Puede venir en esta próxima actualización o en la siguiente, pero siempre estamos leyendo comentarios, planificando mejoras y trabajando esas mejoras en la próxima actualización que tenga espacio para ello. Sigue informando errores, dejándonos comentarios, y compartiremos información y cualquier cambio o corrección cuando podamos.

Bug Reports
Si bien todavía estamos investigando varios problemas y esos errores problemáticos que no se pueden identificar, reproducir o informar fácilmente, hay algunos temas y errores que queríamos discutir esta semana.
Faltan voces de chat rápido
Hace unas semanas, en una actualización de la comunidad, les pedimos a los jugadores que nos hicieran saber si todavía tienen problemas con los personajes que no tienen voces en off / voces en los menús de chat rápido. Muchos jugadores amablemente se tomaron el tiempo para informar, muchas gracias a todos por eso, y nos complace decir que esto es algo en lo que ahora se está trabajando. No hay una ETA clara en nada relacionado con este, pero intentaremos actualizarlo y darle una llamada específica una vez que lo veamos en un próximo parche o actualización.
Problemas de recompensas de eventos
Hace poco más de una semana, tuvimos algunos eventos al final de la temporada 9 que tenían algunos errores que impedían a los jugadores recolectar las recompensas. Estos dos eventos fueron Regimiento de 10 hombres y Habilidades de supervivencia. Hemos estado enviando estas recompensas a los jugadores que no las recibieron, a través del buzón del juego, así que si aún no has recibido la tuya, simplemente pasa el rato, ya que es posible que aún estén en camino aunque ya deberían de todos tenerlas en su inventario.
Sin embargo, si no ha recibido la recompensa faltante comuníquese con nosotros para que podamos investigarla. ¡Gracias por la paciencia!.
Problemas relacionados con la desincronización y el retraso
En general, ambos son temas candentes en la comunidad, y aunque todavía estamos siempre abiertos a investigar cualquier problema relacionado con cualquiera de estos, queríamos mencionar que se trata de problemas diferentes.
Los problemas de desincronización generalmente están vinculados a que intentes disparar a alguien, que se mueva normalmente y reaccione normalmente, y ninguno de tus disparos se registra o se registra tarde. Si alguien está atascado en su lugar, no se mueve y no responde, entonces eso es solo un retraso en su conexión con el servidor. Creemos que con la actualización más reciente hemos mejorado al menos significativamente los problemas relacionados con la desincronización, pero si aún los ve, háganoslo saber e infórmenos.
Hablando de eso, nos encantaría recopilar información al respecto esta semana. Comenzaremos un hilo en los comentarios a continuación y lo pegaremos, pero si aún experimenta problemas relacionados con la desincronización, responda a continuación y háganos saber los detalles que estamos solicitando. Esto debería ayudarnos a ver si hay patrones claros, ya sea en la región, las redes, los dispositivos o cómo se experimenta. Gracias de antemano a cualquiera que se tome el tiempo de ayudar a informar este problema.
Opciones de soporte
Por último, si bien vemos e informamos errores a través de los canales de la comunidad, generalmente solo se trata de problemas grandes y claramente identificados, mientras que nuestros equipos de soporte al jugador pueden revisar todo tipo de informes y de una manera mucho más detallada. Informe los errores a través de estos canales de asistencia principales:

https://preview.redd.it/apgaobbizlo51.png?width=800&format=png&auto=webp&s=f2fe7b8b23dde728ae5466359686d69dcad17c1e
¡Esta semana volvemos a promover algunos trabajos creativos en la comunidad! Por lo general, siempre estamos mirando a través de varias áreas de la comunidad y cada vez que vemos obras de arte, creaciones, videos, memes o cualquier cosa que nos gustaría compartir con la comunidad en general, lo ponemos en este apartado especialmente diseñado para ustedes. ¡Esta vez, se trata de 2 memes!. Revisemos a continuación el primero del usuario u/lavender621 y nuestro amigo Carnicero buscando recursos para su almacen jaja.

https://preview.redd.it/i5erf1co0mo51.jpg?width=934&format=pjpg&auto=webp&s=783ffe6970837809b7da6e834f6c3488e6d74d7c
Ahora tenemos el grato placer de mencionar al usuario u/MEXJFZ87 con su increíble camuflaje boscoso jaja.

https://preview.redd.it/t6b09hm21mo51.jpg?width=1079&format=pjpg&auto=webp&s=a049ccb38d6b4d3b281f56c7091a70705e95416b
Tenemos algo en camino en un futuro cercano que debería ser perfecto para todos los que les gusta crear proyectos de armas nuevas (en armas preexistentes) o variaciones de camuflaje 😉. Sin embargo, eso es todo por esta actualización de la comunidad y gracias a todos por todo el apoyo que continuamente de dan a este Reddit hispano. Tenemos mucho, mucho más por revelar en octubre y estamos ansiosos por compartir más al respecto. Tendremos un aniversario que celebrar donde cada uno de ustedes será parte de esta gran fiesta. Trabajamos duro para poder hacer de este juego, el mejor juego de dispositivos móviles. Eso es todo por ahora, nos vemos en los comentarios y ¡recuerden! Cuídense Soldados y obedezcan a sus Capitanas 😉. Saludos!!
submitted by JavierStorm to CallofDutyMobileES [link] [comments]


2020.09.19 14:53 TezCalipoca A ignorância é uma bênção

A ignorância é uma bênção. Não sei se alguém já cunhou essa frase antes, mas cada vez mais consigo perceber o quão verossímil ela é.
Não me refiro a ignorância bruta, à forma humana agressiva e violenta, de tratar das coisas sem conhecimento. A ignorância de não saber o que aconteceu com o computador e tentar consertar através de golpes na máquina. A ignorância de um homem que é incapaz de compreender a liberdade e a independência de uma mulher e com isso, parte para agressões, como maneira de justificar a posição superior que supõe estar.
Falo de uma ignorância intelectual. De uma falta de interesse sobre o mundo. Até mesmo de uma falta de ambição. Uma despreocupação com o futuro, com o que se passa em Brasília, com qualquer outra coisa que não seja o agora. Grande parte da população brasileira (quiçá latino-americana) se encontra nesse âmbito da ignorância.
Essas pessoas não possuem grandes metas de vida. Normalmente, no caso masculino, a grande preocupação, o grande sonho, é possuir um carro. Não precisa ser um carro completo, não tem problema pagar 72 prestações de R$500,00. O importante é ter um carro para chamar de seu, que possa usar nos fins de semana, ou quando quiser “dar uma banda”, como se diz por esses rincões gauchescos.
Até mesmo o carro pode ser algo simples. Afinal, o Gol caixa de 1992 é estiloso. Esses homens, que denomino aqui como ignorantes (e veja bem, não me cancele antes de entender o significado e a razão pela qual uso dessa nomenclatura!) almejam, simplesmente, um carro. Trabalham suas oito horas por dia em fábricas, lojas, mecânicas, eventualmente escritórios, com seu salário em torno de R$1.700,00 por mês. Não precisam de mais do que isso. É o suficiente para pagar as prestações do financiamento, os boletos de água, luz, internet e da TV a cabo que não usa. Até consegue fazer sobrar um dinheiro para sair beber uma cerveja com os amigos no fim de semana, ou ir em uma “baladinha pegá as mina”. Ou para tornar esse texto mais próximo da minha realidade geográfica, “pra pegá muié”.
Qual é a meta desses homens, após conseguir seu carro? Investir em uma educação, para poder ter um emprego melhor e que lhe seja mais aprazível? Preparar-se para viajar para lugares diferentes do mundo? Abrir um empreendimento? Não. O homem ignorante não tem ambição, não tem a capacidade de planejar. Para ele, alcançado o seu sonho de ter um carro com 24 anos de idade, é hora de seguir com a vida.
Muitos passam mais alguns anos usando o salário para fazer investimentos. Mas não em ações, negócios ou educação. Investimento no carro. Rodas, som, estofamento de couro, qualquer coisa é suficiente para que o homem ignorante queira usar seu suado dinheiro para fazer seu Kadett 1988 ficar mais atraente, mais potente, mais bonito. Outros homens, porém, não sentem tanta atração assim pelo seu carro. Que fazem então com seu salário? Usam com sua namorada.
A namorada. A mulher. Todo homem ignorante quer ter uma companheira. Não significa que ele seja fiel a ela, ou que ele a ame de verdade. O mesmo talvez seja verdade para com a mulher. O homem ignorante quer uma mulher porque para ele, somente assim ele poderá ter uma família. Mas que tipo de mulher iria se interessar por esse tipo de homem?
A resposta é muito simples. A mulher ignorante. Assim como sua contraparte masculina, ela também não tem ambição, não tem metas, não tem planos. Findo o Ensino Médio, com sua gloriosa festa de formatura, momento mais alto de sua vida, onde está embebida do carinho (nem sempre verdadeiro) de suas amigas. Onde recebe elogios pelo simples fato de respirar. Onde sente que alcançou uma conquista deveras relevante – e que talvez realmente o seja, se considerarmos o contexto da mulher ignorante.
Após esse apogeu da sua juventude, a mulher ignorante segue o mesmo caminho do homem ignorante. Algum trabalho simples, com pouco esforço intelectual, em lojas, supermercados, eventualmente como secretárias ou recepcionistas. Ninguém quer lhe oferecer uma função melhor. Ela não quer uma função melhor.
Qual o sonho dessa mulher ignorante? Ao contrário do homem, não é algo que se materializa em um carro. É algo maior: uma família. Em cidades interioranas, a forte presença de ideários machistas ainda faz as mulheres sonharem em ter um casal de filhos e um marido, em um casamento onde dificilmente haverá amor. Mais justo dizer que há uma obrigação nesse casório. Não querem ter suas vidas, seus sonhos, seus projetos. Querem apenas um lar para cuidar.
É nesse momento que os dois ignorantes se encontram e assim, dão início a sua longeva vida como casal. Talvez se conheçam em uma festa genérica. Talvez se conheçam nas redes sociais, com uma conversa genérica. Talvez sejam apresentados por amigos em comum, também genéricos. Independente de tudo, os ignorantes se encontram e começam sua vida ignorante de maneira conjunta.
Aos poucos os filhos nascem. Normalmente os ignorantes querem um casal de crianças, para que o guri seja educado pelo pai e a guria pela mãe. Assim como seus progenitores, esses pequenos também serão ignorantes, também herdarão essa falta de ambição, de visão, de planejamento.
Mas não vamos nos adiantar. Antes, vamos analisar o casal ignorante. Muitas vezes as amarras machistas se mantem nesses casais, onde a mulher assume o papel de dona-de-casa, como isso função natural feminina. Mas existem casos – muito mais movidos pela necessidade material – onde ambos trabalham. De qualquer forma, a rotina da família é sempre a mesma. As crianças estudam, pai e mãe trabalham. Às vezes há a visita de familiares, primos e tios igualmente ignorantes. As férias, no máximo, consistem em viajar para uma praia. E durante todo o tempo, a família ignorante vai para a mesma praia e faz a mesma coisa. Sentam-se na areia olhando para o nada, bebendo cerveja e mexendo no celular. As crianças, como lhes é próprio da infância, aproveitam para brincar no mar. A imaginação faz com que qualquer grão de areia possa ser único e divertido à sua maneira.
Mas as crianças viram adolescentes. Adolescentes ignorantes. Não há um interesse em estudar, a maior preocupação são as fofocas dos amigos (e dos inimigos) e dar uns beijos, eventualmente. Pai e mãe não fazem essa cobrança dos estudos. Afinal, única coisa que importa é passar de ano. Para que exatamente, não se sabe, mas é importante.
Durante toda essa existência familiar, esse homem, essa mulher e essas crianças ignorantes não almejam nada que esteja fora do alcance. Talvez não saibam da possibilidade disso. São facilmente maleáveis pelos fluxos constantes da sociedade, em suas vertentes sociais e políticas. O pai não entende nada de economia, mas sempre dá sua opinião infundamentada sobre alguma coisa. Normalmente leva em conta o que alguém lhe disse em uma mesa de bar. A mãe, se quer se preocupa com esses assuntos. À mulher ignorante lhe interessa apenas a fofoca, a intriga, os assuntos mundanos próximos da sua realidade. O arroz está caro? Que pena, mas sabia que a tia da Neusa, que era casada com o Robson, agora se casou pela terceira vez, dessa vez com um paranaense?
E os adolescentes ignorantes? São esponjas de ondas políticas e sociais, nem sempre com boas intenções. Quantos por aí sequer abriram um livro na vida? Não possuem nenhum senso de cultura a não ser aquilo que a massa consome. Tom Jobim? Legião Urbana? Djavan? O que lhes interessa é o MC alguma coisa, a dupla sertaneja de nomes genéricos, no máximo alguma cantora pop de renome internacional, como uma Anitta.
Ainda assim, essas pessoas são felizes. A maior preocupação é o entretenimento. O homem ignorante só quer sair nos fins de semana com seus amigos beber cerveja, comer carne e assistir ao jogo de futebol. Mesmo depois de casado, sua maior preocupação continua sendo o futebol e uma eventual bebedeira com seus amigos. A mulher ignorante, mais limitada ainda, só se preocupa com a vida dos outros. Nada lhe deixa mais feliz do que se reunir com suas amigas para conversar sobre a vida das vizinhas. Não há satisfação maior na vida.
E aqui venho novamente dizer que a ignorância é uma bênção. Por quê?, talvez você me pergunte. Afinal, após toda essa crítica a esse lifestyle dos ignorantes, como posso afirmar que isso é uma bênção?
Certa manhã, estava eu, estudando, como tenho feito nos últimos meses. Após estudar o que havia planejado, decido ouvir um pouco de música. Minha criação não foi a mesma de uma pessoa ignorante. Desde criança, minha mãe sempre me incentivou a estudar. Quando eu tinha cinco anos, ela me comprou uma Revista Recreio. A partir daí, desenvolvi um grande interesse pela leitura, pelo conhecimento. Paleontologia, arqueologia, história, até mesmo a criação geológica do planeta, tudo isso me fascinava e me instigava a ir atrás de explicações, de respostas.
Mas estou divagando. Voltemos à música. Meu gosto musical, não sei como foi desenvolvido, mas é um tanto, digamos exótico. Sou um grande aficionado por estilos musicais que não são muito ouvidos pelos rincões do Rio Grande do Sul, onde vivi minha adolescência e meus primeiros anos como adulto. Tango, salsa, jazz, blues, bossa nova, só para mencionar alguns. É claro, não quero dizer que sou um erudito, até porque também gosto de ouvir estilos musicais mais populares.
O ponto que quero tratar aqui, é que nessa manhã, após os estudos, decido ouvir um tango, enquanto me arrumava para sair. A elegância e a qualidade musical me deixaram estupefato de maneira única e logo comecei a refletir sobre meu futuro e como adoraria, em alguns anos, visitar novamente Buenos Aires.
Logo que penso nisso, vejo o que tenho feito da minha vida. Quantas preocupações, ânsias, tormentos não tenho passado por conta do futuro? Em pensar se terei sucesso no que almejo? Não pretendo compartilhar meus sonhos, mas com certeza é algo muito mais grandioso (é claro que é relativo, mas me refiro no sentido de esforço) do que um simples carro.
Pensar em quanto eu e tantos outros, que estão fora dessa categoria de ignorantes, se preocupam com essas questões, me deixou reflexivo. Basta ver a quantidade de pessoas ansiosas no Brasil. Ansiosas por esses mesmos temores: será que terei sucesso? Será que conquistarei o que almejo? Será que vai dar tudo certo? Preocupações essas que os ignorantes não possuem. Afinal, a cerveja da sexta-feira é garantida.
É claro, os ignorantes ainda se preocupam em quem sabe perder o emprego. Mas normalmente, seus trabalhos não requerem muito esforço. Os ignorantes só querem receber o salário, sem se preocupar em buscar uma posição melhor, uma renda melhor.
Com isso concluo que a ignorância é uma bênção. A ignorância lhe permite ter uma vida feliz. Uma vida simples, sem variar muito, mas sem dúvida feliz. Uma vida protegida das hostilidades do mundo, uma vida abençoada, pela ignorância. Através desse véu que ilude e que engana, os ignorantes são satisfeitos.¹
¹É claro que existem inúmeras questões sociais em torno do que compõe os ignorantes. Educação fraca, ausência de ações sociais, pobreza, enfim. Mas o propósito desse devaneio, não é questionar esses problemas, ou sequer apontar as consequências dessa ignorância intelectual. É refletir sobre como a vida é simples para aqueles sem conhecimento. Se você considera como boa, ou ruim, depende de você.
submitted by TezCalipoca to desabafos [link] [comments]


2020.07.06 07:32 NogEndoerean Guia teórica y práctica Para el Randonauta

Guia teórica y práctica Para el Randonauta

https://iili.io/d9uolI.jpg
Buenas.
Lo siguiente es una traducción, re interpretación y compilado de información acerca de La aplicación Randonáutica y toda la teoría que tiene detrás. El material introductorio y teórico abunda, pero mas que nada en idioma de habla inglesa, y dado a la cantidad creciente de usuarios de habla hispana, me pareció buena idea elaborar algo que los usuarios nuevos puedan leere a modo de guía para entender de que trata esto.
intentaré explicar primero de forma resumida la función y naturaleza de la app, para luego pasar a explicar algo de teoría, de modo que entiendan 2 puntos clave:
  1. Por que fue creada la app?
  2. Para que sirve?
No explicaré por ahora en detalle, el funcionamiento específico de la APPpero sabiendo lo presentado en este artículo podrán entender el significado de las palabras que se usan en la app, y sabrán entender como utilizarla correctamente, asi que lo mejor que pueden hacer es tomarse unos minutitos para leer lo siguiente. Les prometo que vale la pena.
Comencemos por el principio.

Que es un Randonauta?

Un Randonauta es una persona que explora tanto la aplicación practica como el impacto de la aleatoriedad (el factor azar) en la experiencia cotidiana de nuestra realidad. Dicha exploración puede ser llevado a cabo mediante diversas maneras. Para esto sirve la App de android y iOS, para llevar a cabo los dos principales experimentos que los randonautas estan realizando actualmente.
Blind-spots y Mind-Matter, esos son los nombres de los 2 experimentos iniciales que los Randonautas proponen llevar a la práctica, veamos de que tratan.


https://iili.io/d9uxSt.jpg

Experimento 1: Probabilty Blind-Spots o puntos ciegos de probabilidad

La teoría detrás de este concepto consiste en lo siguiente:Imaginense un sitio que para ustedes sea habitual, digamos el barrio o la cercanías de la casa de uno. Ahora imaginen que en las cercanías de ese lugar, hay una ubicación en específico que jamás visitan, posiblemente ni si quiera saben que exista.
Laexistencia de dichos lugares es algo lógicamente real y matemáticamente determinado, dado que nuestro comportamiento esta siempre influenciado por cierto grado de determinismo. Imagina que lanzas una moneda, puede aterrizar en cualquiera de ambos lados o quedar paradade perfil, pero este conjunto de psibles resultados esta determinado por la moneda en si. El dado no puede darte como resultado 2 y medio, porque todos sus lados son números enteros.
Lo mismo aplica sobre rutas geográficas, no importa el camino que eljiamos, donde sea que decidamos ir, hay un número limitado de cadenas lógicas que nuestra mente utilizará cuando elija una ruta, incluso si tenemos la impresión de que actuamos solo por azar, siempre hay un lugar a donde ninguna de esas cadenas lógicas puede llevarnos.

Un ejemplo bastante convincente es el tan llamado "Chaos game" o juego del caos, el cual ilustra este fenómeno el cual en la teoría del caos:
https://en.wikipedia.org/wiki/Sierpinski_triangle#Chaos_game
https://www.youtube.com/watch?v=DcvY_45XFU4
Resumido: Imaginen 3 puntos en triángulo, cada punto le asignamos 2 números del 1 al 6, y arrojamos un dado, dependiendo que número nos toque, recorreremos la mitad de la distancia desde un punto aleatorio hasta el punto correspondiente al número del dado, y marcaremos el lugar con una pequeña marca. A pesar de que todos los movimientos fueron generados al azar por un dado, si seguimos repitiendo esto, eventualmente las marcas formarán lo que conocemos como el triángulo de Sierpinski. En otras palabras, la presencia de cualquier tipo de regla en la generación aleatoria da como resultado un patron de espacios delimitados. Es interesante que en el centro de este triángulo hay un espacio el cual las marcas que hicimos,jamás tocarán. Un espacio como este en nuestro caso, puede ser llamado Blind-Spot.
Ahora imagina cuantas reglas influencian tus rutas y comportamientos: La lógica, Habitos, Normas sociales, experiencias de vida, prejuicios cognitivos, factores externos acordes a tus características o personalidad, etc etc.
Todo esto junto puede crear un conjunto de causalidades, que puede ser llamado Stasis Field campo de stasis, La fuerza que te mantiene dentro de tu propio Reality-Tunnel o tunel de realidad propio, es decir, la realidad que ves dia a dia constituida de las cosas que normalmente uno se toparía, si visitase solo y única mente los lugares habituales.
Reality-tunnel podria denominarse a lo que observamos y le prestamos atención por defecto, de manera habitual.
Quizás estes pensando, que entonces no vale la pena asignarle un término, ya que una acción tan trivial como visitar un lugar no habitual de manera deliberada, puede alterar este patrón y romper nuestro Reality-Tunnel.
Pues bien, el termino de tunel de realidad o Reality-Tunnel, supone que sin importar las desiciones que tomemos, o cuantas variaciones de tu dia o costumbres puedan darse para motivar tus acciones, de todas formas es casi imposible que nos topemos con lugares fuera de nuestro Reality tunnel, pero afortunadamente existe una manera de encontrar lugares que estén mas allá de las rutas que inevitablemente determinan nuestros procesos mentales.Por medio de la generación de números al azar, o un RNG (Random number Generator)Si usamos el azar para determinar puntos en un área, dichos puntos no obedeceran nuestros criterios mentales, por lo cual podemos seleccionar al azar lugares que luego podems visitar, si seguimos intentando reiteradas veces visitar lugares generados al azar, eventualmente nos encontraremos con un Punto ciego, o Blind-Spot, un lugar que jamás hayamos pensado que si quiera existía.

el descubrimiento de estos lugares puede ser descripto similar al de haber aterrizado en otro planeta, debido a lo extraño del fenómeno, asi que por eso se bautizó a los participes de este proyecto como Randonautas. Y a la app como Randonautica. (Random + astronautas)
A pesar de que muchos blind-spots han sido encontrados, por supuesto solo son tal cosa para cada cual de manera individual. Preguntas como si esto se puede dar en común con varias personas, o las concecuencias teóricas de visitar lugares como estos, permanece abierta y a libre interpretación de cada uno.
El problema aquí es el siguiente, según teorizan los creadores de este proyecto, incluso con un generador de números aleatorio o RNG, hay factores externos que determinan el resultado, las maquinas no son capaces de generar un número completamente aleatorio debido a que siempre utilizan un factor o dato externo para arrojar un número que al desconocer su origen, para nosotros PARECE aleatorio, pero en realidad no lo es.Entonces, como generamos un Número Verdaderamente aleatorio? es eso posible?
Aquí es donde entra en juego los Generadores De Numeros Aleatorios Cuánticos, o qRNGson números aleatorios generados usando teorías de Fisica CuánticaLa aleatoriedad verdadera de estos números, esta determinada por elPrincipio de indeterminación de HeisenbergEn otras palabras, un número aleatorio generado de esta manera, a diferencia de un número aleatorio cualquiera, se teoriza que es VERDADERA mente aleatorio sin influencia de ningun factor externo.Sin embargo muchos Randonautas creemos que si bien esto es cierto, hay un factor que puede afectar en los resultados, hablaremos mas de esto en el experimento número 2.

Factores meméticos y efectos secundarios

Primero dejenme aclarar que cuando decimos memes no les hablo de imagenes graciosas o memes de internet jajajsino de la definición de diccionario de memesUn meme en realidad es basicamente una unidad de información transmitida desde una conciencia a otra, a menudo en grandes cantidades y debido a su naturaleza viral.https://es.wikipedia.org/wiki/Meme
ahora bien, teniendo eso en claro, el siguiente punto a considerar es los posibles teoricos efectos que pueda tener en un investigador, quedarse mucho tiempo en lugares en donde no se supone que normal esté. Hay gente que piensa que pueden darse afectos alversos al visitar estos lugares o interactuar con objetos y personas que encuentren allí.Por supuesto que esto es meramente teórico, pero todo esto es posible considerando que cada uno percibimos el mundo de manera distinta, tomamos desiciones por motivos diferentes y seguimos caminos únicos para nosotros mismos, por lo cual al visitar un punto ciego no es del todo alocado pensar que podríamos terminar en el Reality-Tunnel de otras personas, y conocer ahi a alguien que nos de una pieza de información que no habríamos obtenido de otra manera, o conseguir algo que de otra forma jamás habríamos conseguido.
También podemos hablar de los efectos psicológicos que visitar estos lugares pueden tener en los Randonautas, que son simples respuestas psicológicas a una situación fuera de lo cotidiano. Esto es algo natural, y puede darse como algo negativo o positivo es decir, algunas personas reaccionan con miedo, perciben peligro, etc (a esto le decimos Despair-meme, y otras les emociona descubrir algo nuevo, y se sienten bien haciendolo (a esto le decimos Void-meme)

Experimento 2. Mind-Influenced Randomness (IDAs)

aca es donde las cosas comienzan a ponerse complejas.en 1998 se comenzó un experimento de parapsicología llamado The Global Consciousness Project, en el laboratorio Princeton Engineering Anomalies Research Lab (PEAR).Generaban números aleatorios y veían si los sujetos de prueba podian alterar el resultado de dichos números, y los resultados fueron que los sujetos de prueba podían causar cierta alteración respecto a los valores que normalmente se obtendría
http://noosphere.princeton.edu/papers/peafieldreg2.pdf
esto tambien se observa en el experimento conducido por Jacob Jolij en la universidad de Groningen donde se le mostro a participantes ver una secuencia de números random e intentar encontrar patrones que signifiquen algo para ellos https://rug.eu.qualtrics.com/jfe/form/SV_3ZXOIAG6hdImsbb
básicamente Jolij quería saber si había alguna diferencia entre hacer esto con números aleatorios normales, y números aleatorios cuánticos. Y lo crean o no, había una dierencia significativa.
asi que a sabiendas de todo esto los Randonautas diseñaron un experimento en el contexto del Randonaut, en el cual intentan jugar con la posibilidad de que la mente afecta al azar cuántico, asi sea en una muy pequeña escala.
En este experimento, tambien se genera un punto para visitar en el mapa, pero la forma en la que se genera es muy distinta.Primero que nada hace uso de un servicio público para obtener números cuánticos aleatorios, este sistema es un qRNG público https://qrng.anu.edu.au/y después consiguieron ademas un dispositivo que se consigue por internet que es un REG-1 Psyleron.
Lo que hacen luego es agarrar una determinada área, y establecer puntos al azar usando los Generadores de numeros aleatorios cuánticos o qRNG, generan miles de puntos en el área que elijas con la app,, si las teorías basados en los estudios antes mencionados son correctas, los números cuánticos son entonces alterados por el observador, y esto sería lo que crea los patrones que observamos en los resultados
DE AHI ES DE DONDE SALEN palabras como Attractors, Voids, Anomalies
este es un ejemplo de la distribución de dichos puntos cuánticos en un área.
https://iili.io/d9uIHX.png
Las áreas mas azul obscurasson concentraciones de puntos, a estos les decimosATTRACTORS
mientras que las áreas que por algún motivo son evitadas por los puntos, se pueden ver en un color mas cercano al amarillo, esas zonas son llamadasVOIDS
Las dos cosas son enómenos extraños de alteraciones estadísticas, que se dan presuntamente por la interacción de el observador en cuestión. Tanto a los Attractors comoa los Voids, se les dice Intention-Driven Anomalies (IDA). O anomalías generadas por intención.
Vale la pena mencionar que los Bind-Spots y esto (IDAs) son dos tipos de fenómenos diferentes ya que estos últimos se supone que son generados en alguna medida por la influencia de el investigador.
Al principio de estos experimentos la comunidad creyó que el visitar estos IDAs podría provocar algo, una cadena de eventos improbables, nunca se sabe realmente que esperar.
Muchos investigadores o Randonautas, reportaron con el paso del tiempo encontrar en las localizaciones de IDAs cosas relacionadas a lo que estaban pensando al generar los puntos. Lo que ocurre con mas frecuencia segun vams viendo hasta ahora, son soincidencias improbables mucho mas seguido de lo que es natural verlas, y muchas veces relacionadas como mencione previamente a cosas que los Randonautas hablaban, o incluso pensamientos de los Randonautas.
A la fuerza modificando la probabilidad en favor de los Randonautas,se la ha bautizado como Genesis Field o Campo génesis.
Se teoriza dentro de la comunidad de Randonautas que objetos encontrados en los IDAs pueden tener algun efecto en la casualidad de el investigador (les decimos Artefacto), por lo que se alienta a los Randonautas a conservar un objeto que considere particular o llamativo respecto a la sincronía o coincidencia experimentada, en el caso de ser encontrado uno. Pero porfavor SIEMPRE siendo prudentes, respetando a uno mismo y a terceros. No apoyamos bajo ningún punto de vista el robo hurto o daño a propiedad asi como tampco que se pongan en peligro o se expongan a algún riesgo innecesario. (o sea a ver, si encuentran una canica hermosa abandonada no hay problema, pero no se van a llevar el correo de un vecino porque estaba en el lugar señalado xD un poco de sentido común debería bastar, No se lleven nada que sea propiedad de alguien, pueden sacarle una foto siempre y cuando no represente un problema para nadie)
Muchas de las veces, la ubicación exacta de un Attractor o un VOID, no será Justo en un Atifact o coincidencia, sino mas bién que el traslado y visita de el inveestigador o rRandonauta a ese lugar, hará posible que dicha sincronicidad/casualidad o artefacto sea encontrado.
En el caso de coincidencias encontradas, lo que se encuentre puede variar, pero es siempre algo relacionado a lo que el investigador se estaba concentrando, es decir , su "intention" o intención.Un ejemplo muy visto puede ser un graffity que dice algo relacionado a la intención del Randonauta.

https://preview.redd.it/958fkpzju5951.jpg?width=640&format=pjpg&auto=webp&s=bd104d3f5d88ba7f8866d78f57ebed7e6c86674c
También han habido casos donde los IDAs llevan a los Randonautas a encontrar artefactos esperados no por ellos sino también por otros participantes. Se han dado casos en la comunidad de gente que encuentra artefactos de los cuales se estaba hablando en el chat de la comunidad al momento del encuentro. El Test mas completo que se ha hecho para corraborar este último aspecto del fenómeno fue el "experimento de la LECHUZA", fue una vez en la cual el administrador del sistema puso una estatuilla pequeña de una lechuza o Bhúo, arriba del servidor físico, sin comentar o publicar nada al respecto, es decir, sin que nadie se enterase. Luego verificaron que el número de reportes de lechuzas subía significativamente. Lo mismo se repitió con otros objetos.
La comunidad ha comprobado de manera rotunda y concistente, que los mejores resultados con los IDAs se dan al crear cadenas de anomalías, es decir, generar IDAs hasta encontrar una anomalía, y una vezen el sitio que se encontró la anomalía, utilizar ese sitio como ubicación y repetir el proceso desde allí, usual mente, un resultado notable suele darse en el tercer punto de la cadena.
Sin embargo tanto el sistema como la tecnología utilizada se sigue mejorando y se sigue descubriendo mas al respecto, asi que se esta buscando por ejempo implementar el elemento tiempo en la ecuación, ya que la alteración de la maente del Randonauta sobre el IDA es tal siempre y cuando haya una intencion presente por parte del investigador.

Especulaciones y teorías.


En este capítulo el autor https://old.reddit.com/useunitiveconsciousness Procede a teorizar al respecto, les explicaré brevemente las teorías que propone para que pensemos, sin meterme demasiado en su opinión personal o la mía.
Una teoría que mucha gente puede sugerir en internet al toparse con este tipo de experimentos, es la teoría de la simulación, que pretende proponer la idea de que vivimos en una simulación. Nosotros podríams relacionar dicha idea con nuestro proyecto suponiendo que los tuneles de realidad son patrones determinados deliverada mente para cada individuo, sin embargo, la mayor parte de la comunidad no apoya ni sugiere el hecho de que esta teoría pueda ser cierta. Mas alla de las especulaciones personales de cada uno, no es de esto de lo que trata el proyecto en primer lugar.
En cambio, el concepto teórico de cambio de planos, o saltos dimensinales, nos interesa mucho más.
Las realidades alternas son una teoría derivada de la física cuántica, universos que coexisten al mismo tiempo que el nustra realidad y que difieren del nuestro por pequeños detalles. Se podría pensar entonces que el efecto mandela no es mas que un ajuste a los detalles diferentes de una realidad alterna, si suponemos que esto sea cierto, hipotéticamente hablando, podría ser asociado con el campo génesis.

https://preview.redd.it/jix175yf76951.png?width=960&format=png&auto=webp&s=b506d50e750eb71576b1357d9a50f566284eddd7
Todo esto cobra sentido si imaginamos a los universos paralelos NO como burbujas independientes separadas unas de otras, sino como sistemas co existiendo al mismo tiempo en el mismo lugar, si vemos las cosas de esta manera, podemos pensar que el campo de stasis o Stasis Field es la fuerza que nos mantiene en una dimensión determinada.
Es el campo de stasis lo que hace que el espectador determine en que dimensión se encuentra con la mera presencia de la conciencia, que vendría ser el espectador en los experimentos de fisica cuántica, sin embargo haciendo uso de los elementos a disposición del Randonauta sería teóricamente posible burlar la probabilidad para encontrar huecos en el campo de stasis, y si esto es lo que nos mantiene en nuestra dimensión, un hueco en el campo de stasis puede ser considerado un portal a otras dimensiones paralelas
La intención del investigador aplicada a un mapa generado por un qRNG nos estaría guiando como un timón no solo a travez de el mapa en cuestión sino también hacia en contra de las probabilidades mas alla de el campo de stasis, modificando la probabilidad a favor nuestro, lo cual explicaría el funcionamiento de las IDA's , fenómenos como las sincronicidades o el encuentro de artefactos son posibles entonces por el movimiento mas allá del campo de stasis, ignorando los factores que normalmente nos delimitarían a nuestra realidad. Entonces, cada vez que logramos una sincronicidad, esto es posible porque una vez libres de el campo de stasis, guiados por la intención, realizamos un pequeño salto a una teórica dimensión alterna, que favorezca y posibilite la manifestación de nuestra intención y nuestro eventual encuentro con la sincronicidad o artefacto.
https://preview.redd.it/lc4a86oi76951.jpg?width=1280&format=pjpg&auto=webp&s=016f7144461d3e6bd1906e209f411f7aef9e54b9
En ese caso, relacionando el uso de los Attractors a estos tipos de fluctuaciones en la probabilidad, podemos suponer que el proyecto de los Randonautas, (llamado proyecto Fatum) propone no solo la creación de nuevos túneles de probabilidad, sino también un medio para viajar a travéz del multi-verso.
Despues de un cambio tan encontra de la probabilidad, algo en nuestra realidad podría cambiar como concecuencia, quizás algun pequeño evento del pasado, lo que explicaría la aparición del tan llamado efecto Mandela.
Bajo estos conceptos se recomienda prestar atención y evitar el efecto Despair-meme , ya que esta respuesta psicológica podría causar espectativas negativas que provoquen que terminemos saltando hacia realidades mas peligrosas. (esto explicaría eventos negativos relacionados con malas experiencias de Randonautas.)
Por esto es recomendable conservar siempre q sea psible, objetos encontrados en los puntos Attractors, ya que su mera existencia en el tunel de realidad propio, puede servir para sincronizarse con la nueva realidad. Dichos artefactos podría tener también propiedades que aún desconocemos.
---------------------------------------------------------------------------------
Fuentes (además de los estudios ya citados:)https://medium.com/@TheAndromedus/randonauting-for-dummies-how-to-hack-reality-with-your-phone-using-quantum-randomness-5ce82f66c10ehttps://old.reddit.com/randonauts/wiki/theoryhttps://medium.com/@TheAndromedus/a-beginners-guide-to-randonauting-1dd505c3c5a9 Edit: las definiciones de void meme y despair meme estaban invertidas, las he corregido, muchas gracias Musohka por hacermelo notar, ahora está bien.
submitted by NogEndoerean to randonauts [link] [comments]


2020.07.06 00:45 dukaymon Ou os dois são loucos ou nenhum é.

Dia 1: Mário pega no carro e foge, saindo do concelho.
Dia 2 a dia 10: após abandonar o carro num parque de estacionamento a 230 km de casa, Mário esconde-se num pinhal e aí fica até acabaram as poucas latas de comida que trazia na mochila.
Dia 11 a dia 33: alimentado-se de frutas e vegetais que vai roubando de campos agrícolas e sem nunca ficar no mesmo sítio mais do que um dia, Mário encontra-se já a 300 km de casa, perto da fronteira.
Dia 33 a dia 77: sem se atrever a aproximar-se da civilização, por medo que o reconheçam (e não só), no meio do mato Mário encontra refúgio num casebre abandonado, envolto em silvas e arbustos, que funcionam como camuflagem, impedindo que mesmo o transeunte mais atento pudesse vislumbrar o edifício aí escondido. Na praia deserta que fica a 500 metros do local, Mário obtém o alimento que precisa e bebe a água da chuva que se acumula num pequeno tanque decrépito atrás do casebre.
Dia 78: Mário tenta pôr fim a tudo.

"Desculpem-me o mal que vos causei", lia-se na carta, "mas quero que saibam que, tal como rio rebenta o dique e inunda os campos em seu redor, se vocês sofrem por minha culpa, é porque não consegui conter em mim tanto sofrimento."
Dobrou a folha ao meio e deixou-a sobre um banco. Uma lágrima tinha esborratado o texto, deixando uma das palavras totalmente ilegível e, de forma parcial, a palavra que lhe antecedia e a palavra seguinte, mas ele nem reparou. Também não interessava, provavelmente ninguém iria descobrir aquela carta.
Levantou-se, saiu do casebre e caminhou nervosamente até à arriba de onde decidira que haveria de ser conduzido pela gravidade até ao abismo álgido e salgado que o tinha vindo a seduzir sempre um pouco mais de cada vez que o contemplara.
Era um dia ventoso e borralhento, mais ventoso ainda à beira mar, no cimo da falésia. Lá em baixo o mar castigava as rochas impassíveis que outrora haviam estado cobertas por um amplo lençol de areia.
Mário olha para baixo e murmura sofridamente:
-Como é possível que isto já tenha sido uma praia, e eu tenha sido tão feliz nela!
E não contém as lágrimas quando à mente lhe vêm as imagens dos longos e soalheiros dias de verão passados naquele lugar com os amigos, na adolescência.
Vinte anos separavam essas memórias do presente, vinte anos que, a bem dizer, pareciam cem ou mesmo vinte anos vividos por uma pessoa diferente, de tão antipodal era o seu estado de alma na altura em que decide suicidar-se, face à alegria, a energia e o fulgor do seu espírito na juventude.
Mário tentava sempre, quando ainda fazia um esforço para não desistir de viver, impedir-se de recordar esses bons momentos do passado, por saber que lhe agravavam a dor do presente. "O mau não parece tão mau a quem nunca conheceu o bom. Tomara que nunca tivesse experimentado a felicidade!", pensava ele.
Mas agora que está prestes a acabar tudo, que mal advinha de deleitar-se uma última vez com o sol e o calor desses Verões longínquos? A dor terminaria em breve.
- Seja esta a minha última refeição de condenado, um festim para as sensações! - disse ele.
A sua mente é então invadida por todas essas boas recordações que tanto procurara reprimir: as gargalhadas de fazer doer a barriga, os planos e objectivos idílicos para o futuro, a descoberta do prazer da sexualidade, as fogueiras acendidas pouco antes do Sol mergulhar no mar, com o intuito de obrigarem a praia a dar palco à sua puberdade até durante a noite.
Mário trauteia uma música da adolescência, de um desses Verões insuportavelmente felizes, e conforta-se com acreditar que dentro dos vãos e grutas daquela defunta praia ainda é possível ouvir o eco da sua melodia.
No alto do precipício o vento fustiga-o, e ele, de olhos fechados, imagina-o como sendo os seus amigos a saltarem para cima dele em jeito de brincadeira.
Esteve assim largos minutos, a colher quanta felicidade podia colher de um campo de alegrias já ceifado há muito. Até que a noção do presente retorna, para converter essa alegria em suplício: a realidade desesperante que põe fim à miragem de um oásis.
A chuva começava a cair tímida e lentamente, mas era perceptível que se estava a tornar ligeiramente mais forte a cada minuto que passava. Mas o vento, pelo contrário, seguia o sentido oposto ao crescendo da chuva.
-Ah, sim, o último banho do meu último dia de praia - diz Mário sarcasticamente, no seu habitual exercício de auto-comiseração, levantando a cabeça para encarar a chuva.
- Basta! - resmungou ele, cheio de repulsa de si mesmo, por não conseguir deixar de tratar com sarcasmo nem mesmo aquele que era o momento mais sério da sua vida.
Dito isto, baixa a cabeça, fita o abismo, vendo o mar que parecia aumentar de fúria, ofendido com a indiferença dos rochedos, e, sem ponderar um segundo, por medo que a coragem lhe viesse a faltar, dá aquele que pretende que seja o último mergulho da sua vida.
Mantém os olhos fechados e sente nos ouvidos o assobio do ar, que sobrepõe-se ao som da ira do oceano. E assim vai descendo, até que, de súbito, vê as memórias da sua vida, que naquele derradeiro momento parecem-lhe mais vívidas do que alguma vez pareceram, darem lugar a memórias estranhas e alheias a tudo o que vivera, e mas mais bizarro ainda: vê-as, não da sua perspectiva, mas da perspectiva de outra pessoa, que ele não fazia ideia de quem era.
Assustado, abre os olhos de repente e vê o mar a uns quantos metros de distância. Depois disso não se lembra de mais nada.

Quando acordou, Mário deparou-se com uma enfermeira que, empunhando uma seringa, tentava encontrar uma veia no seu braço. Ao vê-lo acordar, a enfermeira apressa-se a chamar um médico.
- O que é que aconteceu? - pergunta Mário, desorientado, ao médico que lhe auscultava o peito.
-Não se lembra do que aconteceu? - pergunta o médico. - O senhor atirou-se de uma falésia. Por sorte, ou mesmo por milagre, caiu numa zona em que a água tinha profundidade suficiente para que não tivesse morte imediata nas rochas. O hospital irá contactar a sua mulher e o o seu filho para informá-los que o senhor já se encontra consciente.
-Desculpe!? Mulher e filho? Eu sou solteiro e vivo com os meus pais! Enganou-se no paciente.
O médico, surpreendido, observa a sua ficha clínica e pergunta-lhe:
- Você não se chama Mário Costa Figueiredo?
-Sim - respondeu Mário.
-Então não há nenhum engano!
-Não, desculpe, há de certeza um equívoco... - retorna Mário, irritado e, ao tentar levantar os braços em protesto, repara que um deles estava algemado à cama.
- Ah, sim já me lembro, apanharam-me finalmente! Mas eu não tenho família nenhuma! Nem sou responsável pelo crime que me atribuem!
O médico calou-se, na dúvida entre estar perante um legítimo caso de amnésia ou um criminoso a mentir para tentar passar a ideia de que estava inocente.
Disse: "eu volto já" e afastou-se.
Os dois polícias que estavam de vigia à porta da sala onde Mário estava internado entraram assim que o médico avisou-os que ele tinha acordado e, a alguma distância, fitaram-no com cara de poucos amigos e trocaram entre si palavras que Mário não conseguia ouvir.
Provavelmente insultos, pensou Mário.
E pela razão certa, mas não contra a pessoa certa. Mário era suspeito de matar uma mulher grávida. O crime fora gravado e a cara dele tinha aparecido na televisão, mas não era ele.
Porém, o facto de se ter posto em fuga não fizera nenhum favor à sua reputação de auto-proclamado inocente, embora se ele próprio se tinha visto em vídeo a cometer aquele crime hediondo, seria impossível parecer mais culpado mesmo que tivesse ficado placidamente sentado no sofá à espera que a polícia arrombasse a porta de sua casa para o prender.
Setenta e oito dias em fuga andou Mário, até ser encontrado inconsciente na praia, após a tentativa falhada de suicido.
Mas porque fugiu Mário? E porque se tentou matar? As respostas, que parecem óbvias - não ser injustamente condenado por homicídio e estar cansado de viver como um pária fugitivo - não satisfazem totalmente as perguntas. Se esses foram factores a ter em conta, havia contudo algo de mais profundo, mais inquietante e mais assustador - ele fê-lo porque, no seu íntimo, sentia-se de alguma maneira culpado pelo crime que não cometeu.
Um Mário completamente seguro da sua inocência talvez não fugisse se o acusassem de um crime cometido por outrem. E decerto que jamais aceitaria carregar a culpa alheia por um crime, mesmo que todas as testemunhas jurassem pelos parentes defuntos que o tinham visto a disparar a arma. Nem mesmo que ele se tivesse visto a matar a vítima, como de facto viu. Nem mesmo que a sua vida dependesse disso. Mário estava inocente e sabia-o com toda a certeza, mas sabia também, com equivalente grau de certeza, que era (um pouco) culpado.

Mas os problemas de Mário não começaram com o homicídio.
Um estranho acontecimento ocorrido vinte anos antes, fora o que dera início à inexorável descida de Mário ao abismo.
Mário sempre jurou que pouco tempo antes do acidente que o tinha deixado desfigurado, tivera uma premonição. Um sentimento repugnante, um misto de desespero e medo avassalador, acompanhado por um arrepio na espinha, que sentira ao ver um relâmpago cair no sítio onde meses mais tarde seria atropelado por um carro.
Estropiado e desfigurado, não foi mais capaz de arranjar emprego e muito menos manter uma vida amorosa com uma mulher. Tinha passado os últimos vinte anos da sua vida a viver em casa dos pais, dependente destes, sem quase nunca sair à rua. Um adulto que nunca experimentara ser adulto, alguém que ia envelhecendo mas cuja vida parara para sempre na adolescência.
Sem coragem para matar-se, a única coisa que desejava, dia a pós dia, era a morte.


As provas não deixavam margem para dúvida: as impressões digitais recolhidas no local do crime eram dele, bem como ADN. Se ele não era culpado deste crime, as prisões estavam cheias de inocentes.
E no entanto não era culpado, asseverava ele com toda a convicção e honestidade possíveis de se encontrar num inocente injustamente acusado.
Mário foi condenado à pena máxima. A "sua" mulher esteve presente no julgamento, chorosa, desolada, horrorizada. E na cara de Mário era patente a incredulidade de um viajante do tempo que encontra no futuro um mundo tecnologicamente impossível de conceber na sua era. Estarei louco?, pensou ele. E foi nisso que preferiu acreditar, confrontado com a sua "nova" realidade. Mas não cometi aquele crime, posso estar louco mas não sou assassino!
A mulher visitou-o relutantemente apenas uma vez na prisão. Quando, durante essa visita, ele lhe disse que nunca a tinha visto na vida e que não tinha filho algum, nem com ela nem com ninguém, ela sentiu alívio por ter sido ele a pôr fim a tudo. Se fosse eu a rejeitá-lo, ele ainda me mandava matar!, pensou ela à saída da prisão.Mário depressa se aclimatou à vida de recluso, que ele não considerava pior que a vida miserável que tinha levado durante os últimos vinte anos, enclausurado em casa dos pais. Ao fim do primeiro ano, Mário decide escrever um livro, uma espécie de biografia "barra" apologia da sua inocência.
Falou da premonição, do acidente meses mais tarde, da visão que teve quando se tentou matar; tentou demonstrar o seu álibi para a momento do crime e falou das suas famílias: a verdadeira, os pais, dos quais nunca mais teve notícia e nunca mais não foi capaz de encontrar, como se nunca tivessem existido (a casa onde viviam também não existia), e da nova família e nova vida que o universo lhe atribui depois de se ter atirado da falésia.

O manuscrito chamou a atenção do psiquiatra que acompanhava Mário. O psiquiatra tinha diagnosticado Mário com amnésia retrógrada e classificara as memórias anteriores ao acidente de confabulações.
O psiquiatra tinha um amigo, Alexandre, um sujeito lunático mas interessante, que tinha interesse no ocultismo, em particular na parapsicologia. O psiquiatra, Carlos de seu nome, que gostava de ficar a ouvir o seu amigo e antigo colega de faculdade a debitar disparates fantasiosos mas originais quando se encontravam aos domingos à tarde, na casa deste último, sempre com um leve sorriso de troça na cara, sem, contudo, ser desrespeitoso e sem que Alexandre levasse a mal, decidiu mostrar-lhe uma cópia do manuscrito, com a autorização de Mário.
Numa terça-feira de manhã, no caminho para o trabalho, Carlos parou na casa do seu amigo e entregou-lhe o manuscrito, na expectativa de ouvir Alexandre discorrer sobre o assunto no domingo seguinte.
- Olha o que um recluso lá da prisão escreveu. Diverte-te.
E saiu um pouco apressado, pois já ia atrasado.
Domingo chegou, e, para quebrar o hábito, era Alexandre que batia à porta de Carlos logo após o almoço e não o inverso, como sempre sucedera. Estava nervoso e efusivo, como um adolescente prestes a perder a virgindade.
- Tenho de falar com esse tipo. A que horas podem os prisioneiros receber visitas? - perguntou Alexandre.
Carlos tentou demovê-lo, pois não lhe agradava a ideia que um doente mental como Mário, e ainda por cima um paciente seu, fosse influenciado por um excêntrico como Alexandre, por mais bem-intencionado que fosse. Discutiram e foram-se zangando gradualmente mais com o decorrer da discussão. No fim, para não arruinar aquela amizade que ambos prezavam, Carlos concedeu que Alexandre visitasse Mário, até porque não havia maneira legal de o impedir.

O dia em que Mário e Alexandre se conheceram chegou, e, assim que Mário o viu, pensou tratar-se de algum daqueles "novos" parentes ou amigos da sua realidade pós tentativa de suicídio.
- Ah, sim, você é o tal amigo do psiquiatra - disse Mário, aliviado por não ser nada daquilo que esperara.
Alexandre disse que lera o livro e Mário interrompeu-o:
-Deve pensar que eu sou maluco ou mentiroso, não é? - acrescentou ele.
Houve uma pausa e Alexandre, num tom sério, respondeu:
- Não, não acho...
Os olhos de Mário acenderam-se e, após alguns uns segundos, perguntou:
Quer dizer que você... acredita?
Uma pausa, mais longa que a anterior, separou a pergunta de Mário da resposta de Alexandre. Alexandre aproximou a cara do vidro e, como que reconfortando um amigo em sofrimento, diz com voz baixa mas firme:
- Acredito.
Mário pergunta imediatamente, incrédulo e extático:
-Acredita que eu sou inocente ou no resto? Ou em tudo?
Alexandre diz:
-Acredito que teve de facto aquilo a que chama de "premonição". Acredito que viu o que viu quando se atirou para o mar e, embora não descarte a hipótese de amnésia, creio que é possível que esteja a ser sincero quando diz que a sua família não é de facto a sua família. Quanto ao crime, devo ser a única pessoa no mundo que não está convicto da sua culpabilidade.
Mário não sabia o que achar. A realidade para ele não fazia sentido. Se ele próprio vira-se a cometer o crime e sentia-se um pouco culpado por isso, embora soubesse que não o cometera, e se havia provas irrefutáveis que apontavam para si, como é que era possível que alguém duvidasse disso, ainda para mais um total desconhecido como Alexandre? Uma realidade em que Mário era casado e tinha um filho, era uma realidade em que também podia existir alguém como Alexandre. Mas provavelmente estava louco, como preferia acreditar.
Quase a chorar, Mário pergunta:
-O que o leva acreditar em mim?
Alexandre diz:
-Conhece o conceito de doppelganger?
- Sósias? Sim - respondeu Mário.
-Certo - retorquiu Alexandre-, mas não me refiro somente a pessoas apenas com similaridades físicas com outras pessoas sem parentesco. Falo de uma relação entre dois ou mais indivíduos que vai além do que é meramente o aspecto físico, a uma relação de transcendência psicológica, uma ligação talvez metafísica entre mentes.
-Desculpe, mas não acredito nessas coisas - retrucou Mário. - E não vejo o que tem isso a ver com o meu caso. Está a querer dizer que foi um sósia meu que cometeu o crime?
-Não acredita, mas no entanto jura que a sua família foi trocada, que não cometeu o crime apesar das evidências e que viu a vida de outra pessoa à frente quando tentou matar-se. Se não acredita, então só podemos concluir que é louco, certo? E para além disso, é você que afirma ter tido uma "premonição". Ora, não acredita em si próprio? Loucura por certo...

Mário, sentiu-se tocado. Nunca revelara a ninguém que achava que talvez estivesse louco. Mas que outra explicação haveria?
-Não me diga que o meu sósia também tem o meu ADN e as minhas impressões digitais? - disse Mário, um pouco desdenhoso. - E quando eu falei de premonição, se você leu mesmo livro, decerto se lembrará que não invoquei explicações paranormais. Eu senti que algo de mau ia acontecer, e aconteceu. Foi apenas isso, um sentimento. Se eu "adivinhei" o futuro ou se foi um sinal "dos Céus" abstenho-me de especular.
Pense nisto - disse Alexandre-, tal como duas pessoas diferentes, sem qualquer contacto entre si, podem acertar nos números da lotaria, também é possível, mas extremamente improvável, que duas pessoas tenham o mesmo ADN. A probabilidade é tão baixa que no mundo você não encontrará ninguém geneticamente igual a si, mas se a população mundial fosse suficientemente numerosa, seria possível encontrar; e quanto mais numerosa fosse, mais probabilidade haveria. Seriam seus "gémeos" idênticos, apesar de não serem filhos dos mesmos pais... - Mário ia dizer algo, mas Alexandre aumentou e apressou a voz de modo a impedido de exprimir-se. - Quanto à premonição, se você pressentiu algo de mau que iria acontecer meses depois, então é óbvio que temos de recorrer a explicações não usuais para isso, pois prever o futuro não é considerado possível pela ortodoxia científica. Dou-lhe o seguinte exemplo como forma de fazê-lo perceber melhor onde quero chegar:
"Há várias décadas, na Austrália, um homem, incapaz de adormecer, decide ir à varanda para apanhar ar. No momento em que vê a lua cheia sente uma repulsa macabra inexplicável, como nunca tinha sentido, um mal-estar físico como se tivesse ingerido algum veneno. Era perto da meia-noite. No dia seguinte, a polícia bate à sua porta e informa-o que a sua filha fora assassinada. O médico legista determinou que ela tinha sido morta por volta da meia-noite.
"Não havia maneira do pai saber que a filha estava a ser assassinada a dezenas de km de distância, no entanto esse acontecimento foi sentido por ele de algum modo, a não ser que acreditemos que se tratou de uma coincidência.
"Isto costuma acontecer também com gémeos idênticos, em que um deles é sensível ao que se passa com o outro."
-Continuo sem perceber o que tem isso a ver comigo - disse Mário.
-Da mesma forma que a mente consegue sentir a dor ou alegria de alguém que nos é biologicamente próximo, ou mesmo idêntico, você, como confessou no seu livro, talvez sente-se um pouco culpado pelo crime porque aquele poderia ser o seu irmão gémeo ou algum "clone" sem relação a si, como referi há pouco. Esta - um irmão gémeo - seria a explicação mais simples, e portanto mais plausível, para o sucedido. Mas como acreditar nisto se você próprio confessou o crime na sua carta de despedida? E se eu acreditasse nisto não estaria aqui.
Mário ficou atónito:
-Desculpe?
Alexandre, que não estava surpreendido com a surpresa de Mário, não que achasse que ele estava amnésico ou a fingir, diz:
-Sim, após acordar no hospital você revelou o seu esconderijo à polícia e lá encontraram a sua carta, na qual desculpava-se pelo sofrimento causado à sua mulher e filho e confessava o homicídio da sua amante grávida. .
-Não, lamento, isso não aconteceu. Eu escrevi uma carta, sim. Mas como tem você conhecimento disso? - pergunta Mário. Que um estranho tivesse conhecimento de uma carta que nem a polícia que investigou o crime e perseguiu Mário durante quase três meses conhecia, seria motivo de estupefacção e medo para qualquer pessoa, mas em Mário, que já passara e continuava a passar por coisas mais bizarras, isso não causou tanto espanto como deveria. Mário acrescenta:
-Mas não escrevi isso que diz. E para além disso, a polícia, que eu saiba, nunca encontrou a carta porque eu, com vergonha, nunca mencionei o esconderijo. Não queria que a minha carta de despedida fosse descoberta tendo eu sobrevivido, seria vergonhoso demais. Mas em nenhum parágrafo da carta admiti o crime, pois não o cometi. Apenas pedia desculpa aos meus pais pelo sofrimento que lhes causei, motivado pelo sofrimento que eu sentia.
-Lembre-se, eu acredito que esteja a ser sincero quando diz o que diz. E que essa sinceridade não advém das confabulações em que um amnésico acredita, mas correspondem aos factos.
"Eis o que eu acho: você não matou aquela mulher. Mas você também matou-a. E as suas duas famílias são ambas suas mas não ao mesmo tempo. E as memórias que viu na mente são suas e e não são suas, pois foram e não foram vividas por si.
"Aquela sua premonição, tida no momento de uma descarga de energia - o relâmpago - foi a recolecção, por parte da sua mente, da informação de um evento que tinha acontecido no futuro, mas um futuro doutro universo, futuro esse que, em relação à linha temporal do nosso universo, seria um acontecimento do passado. Doutro modo, você não poderia ter tido a premonição, pois a causa (o acidente) teve de anteceder o efeito (a premonição do acidente) para que aquele pudesse ser previsto. Como, de acordo com as leis da física, as causas nunca antecedem os efeitos, o acidente teve de ocorrer primeiro noutro universo para que o conhecimento dele neste universo pudesse anteceder o seu acontecimento neste universo. É esta, a meu ver, a explicação para o fenómeno vulgarmente denominado «premonição»: a falsa «previsão» do futuro que não é mais que a lembrança, neste universo, de um evento já ocorrido noutro universo e que irá também ocorrer neste. E falo da verdadeira premonição, não da ilusão de premonição que advém das naturais falhas e vieses cognitivos da mente humana."
-Agora você já está a abusar- disse Mário. - Ou você é mais louco do que eu ou está a fazer pouco de mim.
Alexandre esboçou um sorriso, mas logo ficou sério:
- Não, repare, o que eu lhe estou a tentar dizer é que acredito que cada um de nós tem pelo menos um outro "eu", e talvez uma infinidade de "eus", que existem simultaneamente connosco, mas não aqui. O que acontece, na minha opinião, é que, por razões que ainda não vislumbro, às vezes esse(s) diferente(s) universo(s), ou partes dele(s), como você, ou eu, ou uma cadeira, ou uma árvore, ou um simples átomo, cruza(m)-se com o nosso, da mesma maneira que duas linhas de pesca se emaranham ao cruzarem-se, ou como dois fios de electricidade, que correm paralelos de um poste ao outro, tocam-se quando há vento. E ao fazerem-no podem trocar matéria, energia e informação. As memórias que você viu, e que se calhar irá ver com mais frequência, ou nunca mais, são as memórias do seu outro "eu" de um universo paralelo, com o qual você trocou informação. A "nova" vida que todos dizem ser sua após a queda no mar, talvez não seja mais que a "sua" vida de um universo paralelo. Talvez você não seja deste universo, ou talvez sejamos nós, e quando digo nós refiro-me à totalidade do que existe neste universo, que estejamos a mais; se calhar este universo, ao emaranhar-se com outro, foi esvaziado do seu conteúdo original, excepto você, e preenchido com o conteúdo desse outro universo. E agora você, neste seu universo, paga pelo crime que o seu outro eu cometeu naquele nosso universo. E o seu outro eu deve andar por lá livre como um passarinho. Que bela forma de escapar à justiça, não acha?
"E às vezes, creio que acontece o seguinte: quando dois universos se «cruzam» apenas um deles recebe matéria ou energia do outro. É esta, a meu ver, a origem de alguns doppelgangers. Que podem ser de pessoas, animais, plantas ou coisas inanimadas.
"É natural que se sinta culpado do crime, foi você que o cometeu. Se um pai é capaz de sentir uma filha a ser assassinada e um gémeo a dor de outro gémeo, como não havia você de sentir o que você próprio fez?"
Mário abanou a cabeça como quem está farto de ouvir baboseiras e levantou-se da cadeira.
-A visita acabou - disse ele ao guarda. E foi reconduzido à sua cela.
Devo estar louco, de facto. E se calhar até cometi o crime e não me lembro. Se calhar estão todos certos. Mas aquele tipo também não devia andar à solta, pensou Mário. E talvez estivesse certo também.
submitted by dukaymon to escrita [link] [comments]


2020.06.08 19:02 Coming_Back_To_Life Vampiro: A Máscara backstory de personagem

Olá pessoal, gostaria de compartilhar o backstory do meu personagem atual de Vampiro a Máscara. A nossa campanha se passa nos dias atuais, em Brasília, e eu resolvi fazer um personagem que está nessas terras a um tempinho. Espero que curtam.
Eu morava em uma cidade chamada Campo Formoso, no estado de Goiás. Uma cidade pequena, de gente simples, que sempre existiu na base da esperança do progresso que viria junto da prometida linha do trem. Eu vivi até morrer e não vim trem algum.
Minha família era pequena, mas grande o bastante para ter dificuldade para se esconder da sombra da fome e das necessidades. Desde criança fui ensinado a caçar no cerrado, as vezes na pedrada ou paulada, as vezes na surdina para não despertar o bicho ou o seu dono.
Quando passei dos dez anos ganhei minha primeira carabina, paga com queijo feito de leite de vaca magra. Não havia privilégio de errar os tiros, já que bala não dá em árvore, mas árvore dá em criança que erra o tiro, espanta a caça, chama a fome e desperdiça a munição.
Nos dias em que a caça era das boas, chegada era a hora de colocar em prática outra habilidade tão importante quanto conseguir caça de sobra: Vender, ainda que as vezes para quem não precise ou não queira comprar. Uma conversa mais próxima, uns trejeitos reconstituindo como foi a caçada na frente do comprador e as vezes até o cumprimentar carismático com as duas mãos juntas, tudo pela família.
Passando o tempo e o tempo passando, com os anos em meio ao cerrado também aprendi a diferenciar o que faz bem e dá energia daquilo que faz a pessoa desistir de tentar pôr hoje. Nem toda raiz forte faz mal e com algumas folhas maceradas se faz um chá e do bagaço curativo para feridas.
Por volta dos meus 17 anos chegou em Campo Formoso a pessoa que definiria o meu futuro de forma definitiva, para bem e para mal.
Miguel dos Anjos, um homem de meia idade, mas com ar jovial. Boa forma física, cabelos castanhos-fogo e vestido como quem não espera visitas. Logo se instalou em uma casa de tábuas de Mutambo no fim da segunda rua depois da avenida principal. A casa mais parecia uma morada de João de Barro, sem muito conforto por dentro e luz do sol somente por fora. Não tinha cadeiras, ou confortos básicos, talvez fosse assim que as pessoas fizessem em outras cidades. Vai saber. Dentre as poucas posses, ele tinha um par de luvas grandes e vermelhas, com cadarços brancos, boxe. Eram luvas de boxe. Eu não sabia o que isso queria dizer, mas não via a hora de saber.
Poucos dias depois da sua chegada à cidade, nós passamos a conviver e como foi fácil nos tornarmos amigos. Parece que caímos como uma luva um para o outro. Logo eu comecei a aprender a lutar, parecia que todos os sacrifícios e dificuldades da vida serviram para tornar mais fácil a minha habilidade para esse esporte. Em pouco tempo passamos a treinar todos os dias, enquanto dividíamos histórias sobre o cerrado e as coisas que andam pelo mato, falávamos até sobre lendas que outras pessoas da cidade sonhavam em esquecer.
Os anos passaram. Cada vez eu tinha de me preocupar menos com caçar ou barganhar no mercadinho da cidade pelo pão de cada dia. Boxe, o caminho para mim era o boxe.
E assim foi até o dia, muitos anos depois, da etapa regional de boxe peso-pena da cidade de Campo Formoso.
Só muito tempo depois eu descobriria a notícia a seguir, mas o importante é que eventualmente eu descobri:
Clarim Goiano
Mathias - Luvas de aço e Coração de Ouro
Mathias Oliveira venceu na noite de ontem, 22 de Junho de 1940 em Campo Formoso, a etapa regional de boxe peso-pena. A vitória suada no ringue goiano classificou o atleta para disputar o campeonato nacional.
Aquela noite seria a última em Campo Formoso, até o dia em que só existiriam noites. Depois de lutar e conseguir a vitória eu tive de ir às pressas para a rodoviária pegar o último ônibus em direção a São Paulo, consegui embarcar a tempo, mas nunca cheguei ao destino.
Quando eu desperto eu não sei onde estou e nem o que aconteceu comigo. Logo descubro que sou um monstro! Minha pele agora é fria, meus dentes parecem afiados e sinto fome de algo que nunca comi e mais do que fome, desejo.
Eu perambulo noite após noite tentando entender o que aconteceu, tentando me encontrar, mas a confusão é tanta que me perco em pensamentos e em meio todo tipo de matagal. Chama a minha atenção os diversos tipos de besta que surgem na escuridão, mas aparentemente nenhuma com coragem o bastante para se aproximar de mim.
Com o tempo aceito que agora eu sou isso...
Eventualmente eu consigo voltar pra minha cidade, entretanto ela está absolutamente abandonada.
Em busca de respostas eu acabo descobrindo na biblioteca, se é que posso chamar assim, um jornal datado de alguns anos atrás, nele a notícia: "Governador Brandão muda planos sobre ferrovia".
Certamente com essa notícia de que a ferrovia não viria mais para a cidade as pessoas largam a esperança de morar aqui e abandonam a cidade.
Desolado eu sigo em frente e chego até a minha antiga casa, quase nada foi deixado pra trás, algumas roupas rasgadas pelo chão, a parafina de várias velas e sujeira, bastante sujeira.
No meu antigo quarto eu vejo um jornal do dia seguinte da minha luta.
Na capa uma foto minha com os braços levantados comemorando a vitória, ao fundo tentando se levantar nas cordas está o meu oponente, porém eu não consigo ver o seu rosto, eu sei que está na foto, mas eu não consigo ver!
Há ainda uma outra pessoa na foto, ao fundo, na torcida que eu também não consigo ver o rosto, apenas um borrão.
Eventualmente eu sigo em frente, mas levo sempre comigo algumas coisas como lembrança da minha vida, dentre elas esse jornal.
Um dia um colega de viagem, muito talentoso na arte do desenho e pintura se impressiona com a minha história de boxeador, pelo menos com a parte que eu permiti que ele soubesse e assim ele se oferece para recriar a foto com um toque mais artístico.
No que ele faz o desenho eu consigo ver os rostos que antes apareciam borrados para mim. Eu não me lembro daqueles rostos, mas suspeito que estão ligados ao fato de que eu me tornei um vampiro.
Talvez o adversário que eu derrotei fosse um vampiro?
Apesar de a cidade ter sido abandonada, vez ou outra eu me via andando pelas redondezas, talvez a procura de um rosto familiar.
Esse desejo me foi realizado.
Certa vez enquanto observava as nuvens negras no céu, por vezes encobrindo as estrelas e a lua, fui surpreendido com uma visita inesperada.
Miguel dos Anjos, o meu antigo treinador de boxe, além da surpresa da sua presença ele também me surpreendeu a tornar algo bem claro.
Ao perceber que eu não havia chegado ao meu destino, ele se pôs a me procurar incansavelmente. Depois de duas noites me encontrou num matagal, a meio fio de distância da morte. Mesmo sabendo que o ônibus que eu havia tomado chegou ao destino, ele se sentiu tentado a procurar os destroços de qualquer que fosse o acidente em que eu havia me envolvido. O estrago era muito grande.
Ele decidiu me "salvar" e assim me transformou em um morto imortal, da morte nasceu o eu vampiro.
Ao longo dos anos ele se pôs a me ensinar o que é ser Gangrel, as leis do novo mundo e os limites dos meus novos poderes.
Eventualmente chegou a nós uma notícia que deixou Miguel extremamente transtornado, no coração do cerrado se materializaria uma nova cidade, das mais modernas, feita de rios de concreto e sem meia consideração com as terras daquele planalto. Como nenhuma flor são só espinhos, havia algo de bom nessa história. Junto com a nova capital, chegaria nessas terras um outro Gangrel chamada Annabelle, a quem sou apresentado e com quem passamos várias noites conversando sobre quem somos e principalmente sobre as implicações da nova cidade que estava nascendo. Dentro de pouco tempo a insatisfação e a irritação com relação a tudo isso cobra o seu preço e Miguel decide que deve retornar para o cerrado virgem onde certamente estará mais em sintonia com a sua natureza.
Passados alguns anos, buscando meios de aperfeiçoar as minhas habilidades medicinais eu acabei fazendo amizade com uma moça, na época, chamada Leia. Curioso como percebemos que sabíamos tantas coisas diferentes sobre as plantas do cerrado. Uma mesma planta, mas com usos totalmente distintos. Eventualmente, talvez por conta do meu carisma ou por conta euforia que Leia sentiu em poder dividir sua forma de ver o mundo com alguém, ela me confessou ser uma bruxa. Me contou com alegria sobre a sua ligação com a natureza e com os animais. Eu aproveitei a deixa para lhe contar que eu também sei um feitiço, sobre como me manter sempre jovem, mas que não poderia jamais revelá-lo sobre pena de perder o seu efeito. Ao longo de todos esses anos ela nunca me questionou, por mais que as vezes seja fácil perceber a curiosidade nos seus olhos.
Nada melhor do que o encontro de dois espíritos livres. Foi assim que a minha amizade com o Oliveira começou. Brasília se mostrou uma cidade fácil de se entediar. Isso se torna um pouco mais difícil quando você está em cima de uma moto rasgando os eixos do planalto de ponta a ponta no silêncio da noite, ouvindo apenas o borbulhar do escapamento que meio grita meio tosse como um velho fumante e alcoólatra. A lataria tremendo com o sobe e desce dos pistões a cada revolução do motor e o som rápido e curto dos postes, placas e outros veículos que ficam para trás. Pilotar é pra mim, uma daquelas coisas na vida que a gente não sabe fazer muito bem, mas se diverte fazendo. Já o Oliveira sabe o bastante para ensinar. Depois de horas pilotando, os braços ficam doloridos de tanto ler o que se escreve em braile ao longo do tempo no asfalto, costumamos ir para um mirante olhar a cidade dormir.
submitted by Coming_Back_To_Life to rpg_brasil [link] [comments]


2020.05.27 18:50 blaklamb04 Cosas extrañas suceden en mi estado y tengo historias de ello. Actualización 1: Monte sur

Mi tío tiene un terreno ubicado muy lejos de la ciudad, pasando más allá de la presa, el lugar es algo desolado, la mayoría de las personas que tienen casas ahí, solo las usan como casas de campo o quintas, como se les dice normalmente por acá. Solo que cuando te venden un terreno son es, solo terreno, ya siendo tuyo es cuando puedes construir lo que te plazca, lo que te da libertad de tener la casa que queras o puedas costearte. En este caso, mi tío no ha construido o planeado hacer algo con ese terreno, pues ya tiene cerca de 10 años con él y no lo visita muy seguido, un par de veces al año quizá. La razón, el tener un terreno en esa zona al parecer te da derecho a una membresía de una especie d club campestre llamado monte sur. Eh visto fotos de como lucia en sus inicios, le daré crédito a que aparecer se ha mantenido bastante bien, solo que el paso del tiempo y un poco de descuido hizo que lo que antes era pasto verde ahora solo es hierba seca o suelo lleno de piedras, fuera de eso aún es un sitio agradable. El lugar no era nada fuera de lo común, un club simple con albercas, canchas de tenis y esas cosas. Las personas suelen ir en vacaciones de verano a acampar unos días o simplemente ir desde temprano para aprovechar un día entero.
En lo personal me encanta acampar, pero no lo he hecho mucho pues no tengo el equipo y no conozco muchos lugares para hacerlo, aparte, soy más un amante de bosques que de lugares secos o desérticos. Eh ido a monte sur unas cuantas veces, y fue en una de esas múltiples ocasiones cuando “acampe” por primera vez, arme la tienda de acampar y la pusimos bajo el techo de uno de esos lotes con los que cuentan para que las personas tengan un lugar donde cocinar carne y tener un lugar techado donde sentarse, estos lotes están alegados unos de otros por alrededor de quizá unos 20 metros cada uno. El punto fue que por alguna razón mi idea de acampar era estar refugiado en esas estructuras pero con una tienda de acampar, aunque el césped estaba a menos de un metro del duro y plano piso. Estas estructuras no tienen más de que dos paredes y un techo así que la mitad esta abierta, después de todo no es para acampar, sino solo para tener un lugar donde comer lo que cocines en las parrillas. Recuerdo que ese día empezó a relampaguear, el viento era una locura y los rayos eran muy cercanos, siempre que hay tormentas, veo desde mi cuarto los lejanos rayos cayendo en zonas lejanas a la ciudad, ahora yo estaba en una de esas zonas, una muy expuesta. Los rayos caían cerca de del lugar, algunos en los árboles, otros en algunas antenas que si estaban a pocos kilómetros. Recuerdo como un rayo cayó tan cerca, que el sonido fue casi instantáneo, ya sabes lo que dicen, entre más cerca este el trueno del rayo es que el rayo cayó cerca y también recuerdo que se ilumino el campo, pues a pesar de ser un club, la mayor parte de este es terreno amplio para acampar. Fue en ese momento me di cuenta del color que un rayo produce al caer, un morado azulado, ilumino el campo por menos de un segundo, el entorno se volvió algo fantasioso, era como si fuera de día pero con un filtro morado. Eso no fue todo lo que paso en ese instante, fue en ese pequeño momento de nomas de 1 segundo que pude distinguir la figura de lo que parecía ser una mujer con ropa blanca, tenía el cabello largo y oscuro, solo eso pude distinguí en lo poco que duro la iluminación del relámpago, después la perdí de vista.
No le di importancia, pues no sabía si esos árboles estaban al límite o fuera del club, y bueno, de todas formas no éramos los únicos ahí, había más personas acampando en todo el área y no se me hizo raro pensar que alguien simplemente entro a esa zona por alguna razón.
Regrese a la casa de acampar y dormí dentro, mi padre y mis tíos durmieron dentro del auto, no compartían mi intento de a campista.
A la mañana siguiente, alrededor de las 6 am, me dieron ganas de ir al baño, y piensen lo que piensen preferí ir al baño a orinar. Mi primo y uno de mis tíos me acompañara hasta los baños, los cuales estaban al menos 200 más de nosotros, solo era cuestión de cruzar el camino formado por los autos que pasaban por ahí, en el corto y oscuro camino tan solo iluminado por las luna y estrellas, unas grandes aves pasaron sobre nosotros, lo poco que vi fue estaban haciendo ese tipo de vuelo el circulo sobre un punto específico el cual era la zona con los arboles donde vi antes a la mujer, supuse que eran buitres o algún tipo de a aves de rapiña, pues son muy comunes por allá. Llegando al baño, entre e hice lo mío, termine antes que mi tío y rimo así que espere afuera. Las aves aún seguían es ese vuelo en círculo cuando de entre los arboles pude volver a la mujer salir, caminaba con tranquilidad, y se dirija a una de las casas de acampar que supongo era suya. Después las aves se fuero hasta perderlas de vista. Mis tíos son de puebla, así que la mayoría son algo supersticioso, cuando mis otros tíos y primos llegaron más tarde, mi tío les contaron acerca de las aves, algunos decían que habían sido brujas, pues dicen que se transforman por las noches en ave. No les dije nada acerca de la mujer que vi pues supuse que ya empezaban a sugestionarse, guarde silencio y continúe como si nada de lo que paso esa noche hubiera pasado.
Después de eso el día estuvo normal, asa carne, ir a la alberca y pasear por los alrededores del lugar
cuando empezó a atardecer, debido a lo que sucedió con las aves y las creencias de mis familiares, nos fuimos de ahí antes de que fuera más tarde, pues ya no querían estar cuando estuviera oscuro y es que teníamos que hacer un viaje largo por carretera para volver a casa.
Con el paso del tiempo, hemos regresado a ese lugar unas pocas veces más, solo que la idea de dormir ahí ya no es algo en tomar en cuenta. Como último dato curioso, desde el club se podía ver a lo lejos una especie de torre, parecía de esas que están hechas de piedra, como una torre de castillo, a mí y a mi hermana nos pareció algo muy intrigante, pues que hacia una torre así en ese lugar, no encontramos ninguna fotografía del sitio, tampoco nadie supo decirnos que es lo que era exactamente, quizá cuando volvamos a ir pueda convencer a algunos primos de visitar el lugar o al menos acercarnos, sería interesante.
Hasta entonces seguiré escribiéndoles otras historias, pronto será tiempo de vivir nuevas.
submitted by blaklamb04 to HistoriasdeTerror [link] [comments]


2020.03.20 20:56 tarotmadrid Consulta vidente gratis whatsapp

Respuestas inmediatas en el numero de teléfono: 932 995 463 Atención mediante tarjeta visa TAROT VISA. Consulta vidente gratis whatsapp.
Tirada de cartas del tarot en La Coruña. ¿Ansias una mirada de tarot, para conocer que te parlan las cartas para hoy, con una conclusion muy adecuada y intachable?. No fluctues en dialogar por teléfono con nosotros. Un tarotista competente y reconocido en los medios te oira. Nos distinguimos por ser una de las marcas que impulsamos a médiums muy distinguidos alrededor del globo, con cientos de asiduos tranquilos.
Encuentra respuesta a tus inquietudes y descubre tu destino con ayuda del tarot. Tus predicciones de manera cómoda y rápida.. LlamarCuando estés listo para comenzar con tu lectura de Tarot Presione en Llamar ↑.📷
ÍNDICE.:
Si estas establecido en: Albacete. No titubees en platicar por teléfono gustosamente te atenderemos y consultar sobre Consulta vidente gratis whatsapp.

Consulta ahora Consulta vidente gratis whatsapp

La mayor parte de tus pesadumbres relacionadas con:
Tienen Resolución, solo precisas de la exhortación oportuno/a.
Te aconsejaremos para que sepas realizar la pregunta cabal al tarot, y dependiendo de tu problema te revelaremos muchos ejemplos de echadas puntuales para cada peripecia. Ademas si requieres conocer sobre tu signo Astrológico o los números de la ventura para:
. Tienes que consultarlo, contestaremos a cada una de tus intranquilidades. Te expondremos el modo a proseguir y te orientaremos por tu día a día, para que todo lo que sueñas te salga bien. Fíate de nosotros, ya que multitudes de asiduos satisfechos en el planeta, Firman y dan fe de nosotros.

Somos Mediums de fiar.

Son demasiadas las personas que certifican los extraordinarios resultados, que han cosechado siguiendo los consejos de nuestras definiciónes de cartas del tarot.
No es por alardear, no obstante individualmente he alcanzado distinguir las muestras de atención de esos clientes, que dejan de ser simples usuarios para convertirse en amigos inseparables, gracias a la empatía y familiaridad que solo nuestros médiums pueden dar.

Somos los mejores videntes.

Usted no estará hablando a otro número más, si no que sin duda somos el mejor numero, que te dará: En primer lugar:
Y en segundo lugar te suplira:
El único servicio de tarot donde encontraras camaradas que apetecen que tus jornadas se abarroten de regocijo.
Arriesgate y consulta al número de teléfono:: 806 556 213. Y se testigo de la nobleza de lo que aquí está escrito. Asimismo somos:
Y permaneceremos a tu lado en todo ocasión. Lo que las cartas anuncien eso te declararemos, no camuflaremos nada y te aconsejaremos que hacer, la mejor recomendación a seguir la obtendrás de nosotros, los inmensos años de costumbre dan fe de nosotros. No hallara ocasión o contrariedad que no hayamos visto antes, no descubrirá incógnita a la que no le descubramos solución.
Pues que esperas llámanos y juntos tu y yo con la ayuda del tarot lo resolveremos. No esperes más el tiempo es ahora, no tengas temor los cobardes jamás tienen una vida plena y llena de felicidad. Además los precios son muy accesibles.

¿Cuál es el costo? para consultar Consulta vidente gratis whatsapp

Costo por utilizar las líneas 806 para consultar al Consulta vidente gratis whatsapp

El precio máximo por minuto de esta llamada es de 1 euro y 18 céntimos de euro si llama desde un teléfono fijo y de 1 euro y 53 céntimos de euro si llama desde un teléfono móvil, impuestos incluidos. Este servicio de entretenimiento reservado a mayores de 18 años está prestado por TAROT DE LAS ESTRELLAS. APARTADO DE CORREOS 57204. 28223 MADRID.

Costo por usar la consulta de Consulta vidente gratis whatsapp con tarjeta visa:

Horóscopo para hoy Viernes, 20 de Marzo de 2020 todos los signos del zodiaco

Aries:

Aries: la rabia que puedas tener dentro no te dura mucho,sólo unos minutos hasta que te desahogas con gritos que se escuchan hasta en Marte

El amor.

A pesar de ciertos altibajos o desilusiones en lo amoroso, resultará un Sábado tranquilo; a veces hay que ceder, en beneficio de la convivencia y la armonía en las relaciones. La economía. El apoyo de la Luna y Mercurio en el signo será una ayuda oportuna para el triunfo de la habilidad expresiva; habrá oportunidades de realizar negocios brillantes, o cerrar acuerdos muy convenientes.

Su salud.

Dedica más tiempo a tu recreación personal, ganarás en salud.

Tauro:

Tauro: que nadie ose moverte ni molestarte, y menos si: 1.estás durmiendo, http://2.si estás comiendo y http://3.si estás centrado en tus cosas.

El amor.

Un día positivo y animado; tendrás una excelente predisposición a la comunicación, tu faceta más positiva te ayudará a concretar objetivos sentimentales; quienes estén en pareja, encontrarán gratas renovaciones en la vida sentimental. La economía. En el plano de tus ocupaciones, renueva ciertos criterios un tanto conservadores que están impidiendo que avances en el trabajo como mereces.

Su salud.

Molestias en las articulaciones.

Géminis:

Géminis: Hoy te costará mucho ponerte en el lugar de los demás y vas a vivir una jornada en la que podrías tener dificultades para entender las motivaciones ajenas

El amor.

En cuestiones de pareja, la cuadratura de Venus señalará preocupación a causa de rivalidades y desacuerdos inesperados; las discusiones pueden ser contraproducentes, ya que no te proporcionarán las soluciones que realmente esperas. La economía. Cuidado con las personas de dos caras en el ámbito laboral, trata de mantener un perfil bajo, y no involucrarte en comentarios sobre los demás, (mañana el perjudicado podrías ser tú).

Su salud.

Bienestar en aumento.

Cáncer:

Una de las principales virtudes de los Cáncer, es que actúan desde el corazón. Lo que hacen, lo hacen porque lo sienten así.

El amor.

Tus iniciativas personales en cuestiones sentimentales o pertinentes a tu vida social van a dirigirse a propósitos concretos y muy meditados, deja también un espacio para lo inesperado. La economía. La capacidad propia encuentra expresión cuando está concentrada y disciplinada; es necesario esperar y actuar en el momento apropiado, siguiendo una planificación.

Su salud.

Dolores de cabeza.

Leo:

Leo es posesivo con la gente a la que ama.

El amor.

En cuestiones amorosas, los tránsitos celestes marcan una etapa espléndida para tu expresión personal a través de aquellos aspectos de la vida que más gozo y entusiasmo te brindan. La economía. Es hora de emprender cambios en la orientación de tus actividades: aprende a establecer tus prioridades y encauza nuevas estrategias laborales que te garanticen un mañana sin apremios.

Su salud.

Los nervios te producen problemas digestivos.

Virgo:

Cuando Virgo se aplica en algo, de verdad, acaba siendo el/la mejor en ello. Y lo saben...El problema es que se tienen que poner a ello.

El amor.

Gracias a tránsitos planetarios afables, lo mejor de lo mejor para tu vida amorosa: te resultara fácil ser romántico, y disfrutar de las fantasías que otorgan un despertar a nuevas sensaciones y experiencias positivas. La economía. La Luna en oposición puede provocar problemas o momentos de tensión; lo mejor será no dejarse influir por terceros, sobre todo en lo que respecta a la economía.

Su salud.

Visita al dentista.

Libra:

Libra es dinámico, enérgico y de espíritu alegre, aunque tiende a caer en la melancolía de repente y sin causa aparente.

El amor.

Conflictos internos y contradicciones entre lo que sientes y lo que piensas; deberás reflexionar sobre lo que realmente importa, y no prestar atención a quienes hablan de más. La economía. En el terreno de tus ocupaciones, trata de enfocarte más en cumplir con tus tareas, no permitas que tu vida personal interfiera con tus asuntos laborales.

Su salud.

Molestias estomacales.

Escorpio:

Escorpio es terrible a la hora de expresar afecto o cariño.

El amor.

No permitas que una experiencia negativa contamine tu relación amorosa: tus cambios de humor y contradicciones generan situaciones de tensión y propician una mala predisposición a la hora d

El amor.

La economía. En cuestiones laborales, posibles oportunidades de cambios físicos, ya sea una mudanza en la misma empresa, o el inicio de un nuevo trabajo.

Su salud.

Cuida tu alimentación, contrólate en las comidas.

Sagitario:

Sagitario es una puerta abierta. Pueden entrar y salir. Nadie la cerrara, nadie pondrá llave, aunque lo intenten.

El amor.

Continúa la armonía en la pareja y el hogar; el entendimiento será fluido, habrá seducción y romance; los solos tendrán buenos cielos para enamorarse y comenzar una relación. La economía. Cautela en el ámbito profesional, recuerda que la forma en que te relaciones determinará en gran parte que consigas tus fines.

Su salud.

Presta atención al aparato circulatorio.

Capricornio:

Un Capricornio puede parecer tranquilo pero si hay una cosa que lo desequilibra también puede volverse lo.

El amor.

Pasar más horas en soledad, aislarse del ruido y evitar las confrontaciones con los seres queridos es lo más positivo que puedes hacer si tu estado de ánimo es sombrío. La economía. Para mantener modelos positivos de trabajo, siempre es bueno favorecer el intercambio de ideas y estar abierto a sugerencias; te beneficiará salir de tu zona cómoda y animarte a cosas nuevas.

Su salud.

Tu salud y energía en aumento.

Acuario:

Acuario no va a conquistar al guapo o a la guapa de la fiesta, Acuario se mueve por alguien que le llame la atención por su forma de ser.

El amor.

Mejora la estabilidad en el amor y las relaciones sociales; te sentirás muy receptivo a iniciar nuevas amistades, tal vez se presente la oportunidad de un romance efímero, pero de atractivo romanticismo. La economía. Gracias a las más amables influencias astrales, lograrás avanzar hábilmente en medio de obstáculos; será una etapa ideal para saldar deudas, abrir una cuenta de ahorro o simplemente disfrutar de la tranquilidad que ofrece la estabilidad.

Su salud.

Problemas circulatorios.

Piscis:

Piscis: lo que deseas ahora, nunca será lo que desees un minuto más tarde o lo que deseabas tres minutos antes.

El amor.

No te dejes guiar por la inconsciencia en asuntos del corazón: aunque a primera vista los arrebatos resultan seductores, si buscas una relación estable te convendrá evitar personas que ya están comprometidas. La economía. Con respecto a tus actividades, baja el nivel de exigencia en tus objetivos; paso a paso, lograras mejores resultados que abarcándolo todo de una vez, trata de ser más paciente y dominar tu ansiedad.

Su salud.

Bebe más líquido, una buena hidratación es importante para tu organismo.
TAROT
Para el número 806 El precio máximo por minuto de la llamada al número 806 es de 1 euro y 18 céntimos de euro si llama desde un teléfono fijo y de 1 euro y 53 céntimos de euro si llama desde un teléfono móvil, impuestos incluidos.
Este servicio de entretenimiento reservado a mayores de 18 años está prestado por tarot de las estrellas.
Quintanilla del Olivar, Atico 1 Apartado de correos 57204. 28223, Madrid
Teléfono 932 995 463

Preguntas frecuentes sobre Consulta vidente gratis whatsapp

1. Quiero hacer una consulta de Tarot, ¿sobre qué puedo consultar?
Puede consultar sobre lo todo aquello que le preocupe, el Tarot es ideal para temas sentimentales de todo tipo, matrimonios, divorcios, parejas, infidelidad, etc, para temas laborales y de juicios, viene muy bien para preguntas sencillas, afirmativas o negativas, también para cuestiones financieras, de herencias, etc. En cuestiones de salud somos muy precavidos, porque no somos dioses y podemos equivocarnos en temas tan delicados.
2. ¿Por qué tiene tan mala fama los servicios de Tarot y a menudo se les persigue como estafadores?
No entendemos muy bien la caza de brujas a la que siempre estamos sometidos, bien es cierto que estafadores existen en este sector, pero como en cualquier otro sector ( abogados, médicos, jueces, etc ), al igual que también existen muy buenos profesionales. Pensamos que la valía de cada empresa se demuestra por sus hechos, sea del sector que sea, y siempre el miedo y el desconocimiento hace que las personas desconfíen del servicio, sea cual sea éste.
3. ¿Las consultas de Tarot por teléfono son igual de fiables que en directo?
Nosotros diríamos que son incluso más fiables, por la sencilla razón de que el tarotista es más objetivo, está en su entorno, concentrado, puede visualizar mejor porque no está pendiente de los gestos del cliente, su canal está más limpio y ve más y mejor.
4. ¿Cuántas veces se puede consultar el Tarot?
El Tarot no se debe utilizar a la ligera , primero porque es un sistema que pierde efectividad si se consulta muy a menudo con las mismas preguntas una y otra vez , y segundo, porque es un servicio que te puede salir muy caro si no controlas tus consultas. Debe ser un servicio que se consulte cuando hay necesidad, no como juego o diversión.
5. ¿Por qué cobráis el servicio que prestáis?
No entendemos porque no debemos cobrar el servicio, nuestro equipo está formado por profesionales que se han dedicado toda su vida a esto, ya sea de forma innata o estudiada, dedican su tiempo, su esfuerzo en conseguir ver aquello que los consultantes no ven y de muchas formas ayudan a personas a diario, por lo tanto, deben cobrar por su trabajo, como cualquier profesional que dedique esfuerzos y trabajo en su actividad profesional.
6. ¿Quién consulta el Tarot?
El Tarot lo consulta todo aquel que lo necesite en algún momento de su vida, tenemos clientes de todas las clases sociales, de todas las profesiones posibles, de todos los países del mundo, y con multitud de problemas de toda índole, por lo tanto, el tarot lo consulta quien quiera y quien sea, si es mayor de 18 años, claro.
7. ¿Las consultas que yo haga son privadas?
Por supuesto, todas las consultas que usted realice con cualquiera de nuestros profesionales son confidenciales y no pueden ser desveladas a nadie, ni grabadas, garantizamos su privacidad.
8. ¿Vosotros acertáis en las consultas que hacéis?, ¿ qué tanto por ciento acertáis?
Aquel Tarotista o equipo de Tarotistas que diga que acierta en un tanto por ciento, realmente no lo dice correctamente. No tenemos unas estadísticas o tablas fiables que nos digan nuestro porcentaje de aciertos. Lo único que confirman nuestros aciertos son los testimonios de nuestros clientes, que son los que comprueban si con el tiempo las predicciones realizadas se han cumplido, y por ahora hay muchísimas que se han cumplido, algunas esperando ser cumplidas y otras que por ahora no se han cumplido. Creemos que nuestro Gabinete es uno de los más consultados actualmente porque tenemos grandes profesionales con un índice de aciertos muy alto, recibimos a diario cientos de confirmaciones y agradecimientos por ello. No lo dude consulte ahora sobre Consulta vidente gratis whatsapp
9. ¿Por qué es tan difícil que el tarotista adivine con exactitud el tiempo o las fechas en que se van a realizar las predicciones?
No somos una ciencia exacta, por lo tanto, es normal, que en cuestiones de fechas, nos aproximemos, pero no somos exactos. Si fuera así, adivinaríamos con mucha facilidad números de loterías, premios diversos, etc, y no es el caso.El Tarot es más complicado de lo que parece, no es fácil “ver“ lo que se pregunta, y muchas veces se ve lo que no se pregunta, por esto, necesitamos mucha concentración y energía.
10. ¿Por qué una tarotista me acierta a mí y otra no, y ésta le acierta todo a otra persona y la mía no?
Los tarotistas son como los médicos, lo psicólogos, los abogados, etc, el que es bueno para unos no lo es tanto para otros, por esto, siempre aconsejamos que se pruebe a varios tarotistas y con mucha paciencia, se quede con el que mejor les acierte. Somos seres con energía, conectamos con algunos, pero con otros no tanto, por eso decimos que la lectura del Tarot depende del consultante y del consultado, no hay un solo canal, se necesitan los dos canales para conectar bien.
submitted by tarotmadrid to u/tarotmadrid [link] [comments]


2020.03.17 16:09 kaxinawa-pan Contratos do Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde vai receber, até hoje à noite, propostas de empresas para o fornecimento emergencial de 11.210.000 aventais hospitalares, de três diferentes tamanhos. São aqueles aventais que cobrem todo o corpo, descartáveis, para uso único. Real Oficial.
Também até hoje o ministério irá receber propostas para o aluguel de equipamentos para leitos de UTIs. O aluguel será de “kits”, que deverão ser alocados em cada 10 leitos. Cada kit será composto por dez camas motorizadas com elevação, dez monitores multiparamétricos, dez ventiladores pulmonares microprocessados, dois desfibriladores, entre outros itens. O aviso de chamamento público, no entanto, não especifica quantos kits serão alugados pelo governo. Real Oficial.
O Ministério da Saúde publicou também uma contratação por dispensa de licitação, no valor de R$ 28.680.000,00 para “fornecimento de gestão integrada de equipamentos para leitos de UTI, compreendendo locação de equipamentos, programa agregado de educação continuada, manutenção preventiva, corretiva e suporte logístico (fornecimento de insumos e acessórios necessários para a realização da manutenção). Real Oficial.
A empresa contratada foi a RTS Rio S/A, sediada no Rio de Janeiro. A companhia já teve contratos assinados com o governo federal, associado a diferentes órgãos, desde 2010. Mas nenhum chegou perto do valor da contratação de agora. O maior deles, conforme dados do Portal da Transparência, foi no valor de R$ 986,4 mil, assinado com a Fiocruz, em 2016, para a manutenção de equipamentos de saúde. No atual governo, foram assinados somente dois contratos, ambos de baixo valor, totalizando R$ 25 mil. Agora a empresa foi a escolhida para um contrato de quase R$ 30 milhões.

Medidas normativas sobre o coronavírus

Real Oficial: Decreto nº 10.277, de 16 de março de 2020, Portaria nº 395, de 16 de março de 2020 (Ministério da Saúde), Portaria nº 4, de 15 de março de 2020 (Departamento Penitenciário Nacional), Instrução Normativa nº 21, de 16 de março de 2020 (Ministério da Economia), Portaria nº 125, de 16 de março de 2020 (Ministério da Justiça), Resolução nº 4.782, de 16 de março de 2020 (Banco Central), Resolução nº 4.783, de 16 de março de 2020 (Banco Central) e Deliberação nº 846, de 16 de março de 2020 (Comissão de Valores Mobiliários)
submitted by kaxinawa-pan to coronabr [link] [comments]


2020.02.15 02:28 carretinha O padre e A Baronesa

Em uma aldeia havia um padre conhecido pela sua piedade com os monstros. Possuídos de todos os lugares viajavam até a pequena aldeia para serem curados de seus demônios. O padre atendia em uma pequena igreja, sem bancos, feita de madeira, pintada de branco, que era quente demais no verão e fria demais no inverno. A simplicidade das instalações não incomodava aquele sujeito humilde, porém a Baronesa se contorcia de ver um servo de Deus trabalhar num lugar tão mal cuidado. Claro, isso não seria um problema se Ela não tivesse que ‘visitá-lo’ toda dia de missa.
A Baronesa, dona daquelas terras e outras na região, tentava emplacar seus novos produtos no mercado. Máquinas como o mundo nunca tinha visto, criaturas metálicas espertas, programadas para todo tipo de tarefas: limpeza, construção, cuidado com as crianças, vigilância dos escravos, mordomos e tudo mais que o cliente pudesse imaginar. Mas o povo, pobre de conhecimento e ainda mais pobre de dinheiro, olhava para as máquinas com desconfiança, viam em seus olhos amarelos e iluminados motivações ocultas e sombrias. A Baronesa, sabia o que o povo pensava de suas construções e se surpreenderia se fosse diferente.
“Esses ignorantes e imbecis, não compreendem os avanços da tecnologia! Mas de que adianta? Ainda que entendessem, nada poderiam fazer! Essa gentalha não consegue manter uma moeda no bolso. Oh, imagine! Nem que juntassem todos os pobretões de todas as aldeias da região, não conseguiram comprar um peça das minhas maravilhosas máquinas.”
O que a surpreendia era a reação dos seus pares, os sofisticados baroneses, duques e nobres, que rejeitavam com igual força suas ideias sobre a modernidade.
“Minha querida Baronesa, a senhora possui tantas terras boas, devia focar em cultivá-las ao invés de construir essas criaturas de metal.”
Para impressionar a nobreza, encontrar possíveis compradores ou pelo menos alguém que a apoiasse, a Baronesa gastava partes enormes da sua interminável fortuna com festas e mais festas. Onde as máquinas serviam, cozinhavam, faziam segurança e entretinham os convidados, sem parar, sem reclamar e sem se cansar.
No entanto os barões, duques e nobres não pareciam impressionados e tratavam com profunda indiferença as maravilhas da tecnologia. Num mundo iluminado por velas, onde moinhos de água tinham acabado de ser inventados, tais criaturas metálicas pareciam apenas uma alegoria festiva, um enfeite, algo que está ali por estar e ao mesmo tempo não existe, uma mistura estranha entre personagens bizarros de circo e mendigos de rua.
Foi durante uma missa, num dia extraordinariamente quente, agravado pelas instalações da igreja; no meio da aglomeração do povo, que se agregava mais próximo do altar para acompanhar mais um exorcismo e cura de um monstro; onde a nossa querida Baronesa se sentia absolutamente desconfortável; que Ela teve a ideia de que
“Se meus pares fecham os olhos para as modernidades, a igreja há de abri-los.”
Foi assim que irrompeu um grito pedindo atenção. O povo, até então atento a cura, voltou-se para Ela. Até o monstro sobre o altar se virou. O único que não se mexeu foi o padre, pois aquele era o momento mais crucial do exorcismo, se ele saísse do transe a alma daquela pessoa poderia se perder para sempre.
“Senhoras e senhores, desculpe-me interromper o espetáculo que é a cura divina! Todavia preciso anunciar para todos vocês, que depois de tantos anos que passamos neste lugar caindo aos pedaços, finalmente teremos uma nova igreja! A doação, claro, será feita do meu próprio bolso e construída com minhas próprias máquinas, de modo que todos só tem a ganhar.”
O povo que desconfiava no começo da fala, sorriu ao ouvir ‘do meu próprio bolso’. Mas logo fechou a cara novamente, ao ouvir ‘com minhas próprias máquinas’. Afinal, se não fossem por essas malditas criaturas de metal, os pedreiros teriam algum trabalho e receberiam o suficiente pra gastar no bar, no verdureiro e na peixaria; que faria com que a dona do bar, a moça das verduras e os pescadores tivessem mais dinheiro pra gastar no padeiro, no alfaiate e no ferreiro; e assim, sucessivamente. De modo que o pouco dinheiro pago aos pedreiros passasse pela mão de todos na aldeia, em seguida na mão de todos das aldeias vizinhas, até enfim ser pego por cobradores de impostos e finalmente se perder dentro do cofre de algum nobre.
Apesar da decepção, o ânimo geral foi positivo. Afinal uma igreja nova ainda era melhor que nada. E embora duvidassem das intenções da Baronesa e de suas criações, jamais duvidariam de sua Fé, que alegavam ser a maior entre todo povo comum. Boatos passados de boca em boca diziam até que Ela era capaz de realizar milagres, mas claro que não passavam de boatos.
Entretanto por mais fervorosa que fosse a Baronesa, a ponto de sair da sua confortável mansão no topo do Monte; descer a pé todo o morro; atravessar o rio; subir a colina onde estava a igreja; e fazer o caminho de volta todas as vezes que ia à missa, Ela ainda questionava certas ações do padre. A Baronesa, assim como todos ‘cidadãos de bem’, defendia que os monstros não deveriam ser curados, muito pelo contrário, deveriam ser caçados e mortos pelos crimes que cometeram contra Deus, pois ‘os crimes contra Deus’ eram a única explicação para tem se transformado. Isso se não tiverem matado gado, ou estripado alguém depois que assumiram a sua forma monstruosa.
Após o anúncio ninguém mais assistia o exorcismo e para o padre isso não fazia diferença, na verdade era até melhor. Não gostava de fazer os exorcismos em cima do altar ou em público, se o fazia daquela forma era por dois motivos: O primeiro, era literalmente por pressão popular, porque uma vez o povo quase quebrou a porta dos fundos da igreja enquanto tentavam espiar um ritual. E o segundo, porque aquela era uma boa forma de divulgar seu trabalho e atrair aqueles que precisam de cura. Portanto apenas um exorcismo era feito em público e só no final da missa, se ainda houvesse outros possuídos a serem curados eles seriam atendidos na parte de trás da igreja, quase em segredo.
Só depois que o demônio foi expurgado e finalmente o monstro pode olhar no espelho e ver a pessoa que era, que o padre abandonou o transe e a concentração no trabalho. E não demorou muito a saber da novidade através dos cochichos e conversas que corriam por toda assembléia:
“Onde ficará a nova igreja?”
“Será que vão derrubar essa daqui?”
“Tomara que tenha uma torre do sino!”
“Espero que não seja em cima do morro.”
“Ia ser lindo se fosse em cima do rio!”
Assim que pescou informação o suficiente sobre a construção da nova igreja, foi imediatamente contra. Jamais um único fiel deveria ser responsável pelo dinheiro e construção do templo, porque
“Um templo, assim como a Fé, deve ser uma construção conjunta. Feita pela dedicação e amor das pessoas e não por ganhos materiais ou glória pessoal. O marceneiro deveria trabalhar a madeira que o lenhador cortou e doou, para que os ajudantes usem os pregos que sobraram da construção de suas casas, para pregar juntas as tábuas. Todos trabalhando juntos, sem ninguém cobrar a ninguém, cada um fazendo e doando de acordo com o que pode e tem!”
“É assim que deveria ser construído um templo! E foi assim que foi feita essa capela.”
Esperou a multidão se dispersar e foi conversar com a Baronesa, que por sua vez estava ansiosa para contar os detalhes da obra.
“Eu agradeço sua oferta minha querida, mas um templo assim como a Fé deve ser uma constr...”
“Desculpe senhor padre, porém acredito que alguém mais competente deveria tomar a decisão. Passados mais alguns anos ou uma praga de cupins e esse lugar vem abaixo! Além disso o povo clama por um lugar mais confortável! Já lhe aviso: se o senhor insistir em recusar minha proposta, enviarei a oferta ao bispo.”
“QUE ENVIE ENTÃO! Mas saiba que nunca estarei de acordo com um templo feito tão mundanamente!”
Foi uma discussão acalorada, contudo não foi nem a primeira, nem a mais tensa delas. O padre e a Baronesa tiveram várias discussões em torno da Fé, da organização da aldeia, das leis e de outros vários assuntos. Mantinham ao mesmo tempo um profundo respeito e um certo desafeto um pelo outro, mas nunca rancor.
O padre achava que as ideias da Baronesa eram afastadas demais da comunidade e pouco preocupadas com a benevolência, apesar de estarem de acordo com as palavras de Deus. Para a Baronesa, as ideias do padre eram sempre ideológicas demais e pouco práticas, apesar de estarem de acordo com as palavras de Deus. E como era a concordância com as palavras de Deus que decidia quais eram as melhores ideias, eles não tinham critério de desempate. Costumeiramente, o padre ganhava as discussões, por ter uma posição mais próxima de Deus, mas as coisas costumavam ser feitas ao modo da Baronesa, por ter uma posição mais próxima do Governador.
No fim, o projeto foi enviado ao bispo que o aceitou imediatamente, formando uma comissão de bispos para abençoar o local da nova igreja e os objetos santos.
A planta da igreja, também incluía uma área no subsolo que seria a nova casa do padre. Ele, até então, morava num pequeno quartinho de teto baixo, na parte de trás da capela, dormia num colchão fino colocado sobre o chão, que fora presente do pescador. O cômodo também possuía ainda um fogão a lenha, montado pelo ferreiro. O banco e a mesinha onde o padre realizava seus estudos, ambos bambos, eram peças defeituosas doadas pelo marceneiro e um pouco mais afastado havia uma fossa com cabine, feitas pelo próprio padre, onde ele fazia suas necessidades.
A Baronesa foi rápida para mostrar serviço, e assim que abençoaram o local as máquinas deram início a construção. Os bispos ficaram encantados com a forma que aquelas criaturinhas de metal trabalhavam, tão encantados que se sentaram num ‘acampamento de obras’, montado pela Baronesa, para assistir a construção. Quando anoiteceu, a casa do padre já tinha o piso e todas as paredes. Logo antes de se retirarem para dormir os bispos perguntaram a Baronesa:
“Suas construções não vão descansar?”
“Ah, senhor bispo, não se preocupe, elas não precisam disso, podem trabalhar por dias seguidos. Inclusive, garanto aos senhores que a igreja estará de pé e decorada antes do dia de missa.”
Os bispos se surpreenderam com a promessa. Uma igreja como aquela demoraria ao menos três meses para ser construída por mãos humanas, se essas fossem mãos de pedreiros experientes talvez dois e meio. Porque a Baronesa falou muito bem delas, os bispos esperavam que as máquinas fizessem em um mês, tanto que a maioria deles tinha planejado ir embora no dia seguinte, menos o bispo responsável pela região que faria a primeira missa e o batismo da igreja. Contudo já que a Baronesa prometeu uma entrega tão rápida, todos resolveram esperar para realizar uma grande missa de batismo.
***
As máquinas trabalharam durante toda a noite. Elas têm a forma que melhor condiz com o seu trabalho. Sim, porque diferente das obras feitas por pedreiros, onde cada um faz um pouco de tudo, as máquinas possuem uma função específica, então necessitam de um corpo específico. Enquanto uma passa o cimento, a outra coloca os tijolos; uma ajuda a secar o cimento e, ao mesmo tempo, outra passa a massa onde o cimento já secou; uma é responsável por ajudar a secar a massa e a outra por pintar onde a massa já secou; algumas ajudam a levantar aquelas que trabalham em andares mais altos; sem falar na batedora de pregos, nas carregadoras, nas colocadoras de móveis e decoração, etc. Tudo isso é perfeitamente sincronizado, para que não se pinte onde a massa está molhada; não se pise onde o piso ainda não assentou; ou para não secar o cimento antes de colocar os tijolos.
Todavia diferente de um relógio, que para funcionar depende de todas suas engrenagens perfeitamente encaixadas, nos lugares e tempos específicos, tais criaturas trabalham de modo tão sincronizado porque se comunicam. Sim, e se comunicam de uma forma parecida, mas ao mesmo tempo muito diferente daquela dos humanos. Sua precisa e avançada ‘fala’ é composta por vários sons de *beep*, e cada máquina tem um *beep* de tom e altura diferentes. Durante a execução de uma tarefa elas ‘falam’ de forma incessante, para alertar umas às outras de suas ações, logo todas precisam conhecer a ‘voz’ uma das outras, a fim de ter uma noção sobre ‘o que ocorre onde’ na execução da tarefa.
Contudo não só na linguagem elas lembram os humanos, elas pensam, tem sentimentos, personalidades, gostam de certas máquinas e desgostam de outras. Apesar de serem fisicamente iguais e pintadas do mesmo jeito, o colocador de tijolos 36579 é alegre e festivo, enquanto o 85479 é introspectivo e silencioso, isso fica evidente em seus movimentos e também no tom e frequência de seus *beeps*. Um humano até poderia perceber isso, se pudesse observá-los atentamente durante dias, no entanto para as máquinas a diferença de personalidade entre eles é gritante. Claro, a personalidade deles pode até fazer com que ajam de forma diferente, mas de modo algum isso afeta seu trabalho, pois apesar de mover o braço um pouco mais e se agitar de vez em quando, o 36579 precisou colocar os tijolos da mesma forma e ao mesmo tempo que o 85479, para que as paredes ficassem prontas juntas.
Um humano provavelmente se sentiria desconfortável de ter que trabalhar de forma tão mecânica, sem poder imprimir sua personalidade, sua ‘marca’ no trabalho. Só que essa é a beleza para as máquinas, elas adoram ser todas diferentes e ainda assim trabalhar de jeito igual. O sincronismo as deixam felizes. Trabalhar para elas não é muito diferente de uma dança, uma dança num mundo onde todos são exímios dançarinos.
E naquele dia participaram de seu grande baile, que se estendeu por toda noite, quando tiveram de cochichar, mantendo seus *beeps* baixinhos para não acordar as pessoas humanas. Com a chegada da manhã seguinte, dançaram novamente sob o dia, cantando *beeps* mais altos, porque os humanos faziam muito barulho. E dançaram, trabalham, cantaram e cochicharam durante os dias que vieram, até que…
***
Na manhã do ‘dia “antes do dia de missa”’ a igreja estava pronta. Era grande, definitivamente maior que a velha capela. Ainda não chegava aos pés de uma catedral, porém tinha os tijolos mais bem colocados, as paredes mais bem niveladas, os únicos bancos posicionados com precisão milimétrica e um altar perfeitamente arrumado, com os todos utensílios alinhados, prontos para o início da missa.
As máquinas, orgulhosas do seu trabalho, se retiraram e aguardaram, ao lado da igreja, o despertar da Baronesa. Dispuseram-se em fileiras organizadas por função e aproveitaram o tempo de espera para conversar. Demoraram apenas 12 segundos para discutir profundamente sobre os mais variados assuntos, a comunicação delas era realmente muito eficaz. Nesse pequeno intervalo de tempo conversaram sobre: como os humanos eram estranhos, como gostaram de finalmente fazer um trabalho fora da mansão, teorizaram sobre os pássaros que cantavam na manhã, flertaram, fizeram novas amizades, planos para os próximos trabalhos, etc. Depois ficaram paradas. As mais afobadas tremiam de levinho, ansiosas para que sua Mestra dessem-lhes mais ordens, afinal gostavam muito de trabalhar.
A aldeia inteira, e boa parte das vizinhas, estava presente para a missa, que foi coordenada sobretudo pelo bispo regional, contando com as participações pontuais e diversas bênçãos dos bispos das outras regiões. Finalmente, depois de anos à frente do altar, o padre podia assistir uma missa como simples fiel e isso trazia-o boas lembranças.
Ao final da missa, e antes de conhecer sua nova casa, o padre perguntou a Baronesa se Ela havia construído um lugar para realizar a cura dos possuídos. Ela disse que não, que havia esquecido, mas os dois sabiam que o ‘esquecimento’ era proposital. Era mais provável que ela tivesse construído um abatedouro do que um lugar de cura.
“Se não construiu não há problema, eu os receberei na minha casa então.”
Em sinal de respeito, a Baronesa presenteou o padre com uma máquina ajudante, que ele só aceitou depois de muita relutância.
“Senhor padre, faça o favor de aceitá-lo, o senhor bem sabe é um tremendo desrespeito cometer a desfeita de rejeitar um presente.”
O ajudante foi instruído por sua Mestra a apresentar a casa ao padre, que levou alguns amigos e o bispo da região consigo. Desceram a escada atrás do altar, que levava à casa. Tudo tinha sido construído e organizado nos padrões mais modernos, o padre, que era um sujeito simples, não gostou da casa de primeira, desconfiava do estranho vaso de porcelana com água dentro, que ficava onde o ajudante disse ser o banheiro. Julgava que aquilo tinha intenções malignas.
Na verdade várias coisas na casa pareciam ‘erradas’, as velas nos candelabros nunca apagavam, a casa estava fresca demais para uma casa no subsolo e havia sempre uma brisa vinda de algum lugar. No final da visita, encontraram várias escotilhas bem discretas, por onde entravam ar e luz. A Baronesa podia não gostar do padre, mas queria que a casa fosse o mais funcional possível. Porém foi só depois de abençoar a casa mais de 15 vezes e finalmente descobrir como funcionava o vaso de porcelana que o padre se livrou de um certo ‘sentimento ruim’.
O ajudante era muito útil. Ele ajudava a preparar a missa, limpava a casa e a igreja, preparava comida e fazia companhia pro padre nas madrugadas. E apesar de achar estranho no começo, o padre foi, aos poucos, se acostumando com a natureza daquele ser flutuante com uma grande lâmpada amarela no meio do rosto. A máquina se auto denominava ‘Ajudante 2047’, tinha uma personalidade extrovertida e adorava falar. Isso incomodava a Baronesa que estava prestes a tirar-lhe o modulador de voz, quando teve a ideia de dá-lo ao padre. Nada poderia tê-lo deixado mais feliz! O padre era quieto e gostava de ouvir as pessoas, então tratava o ajudante com paciência, até quando ele falava demais, o que na opinião do padre não acontecia com tanta frequência, afinal a comunicação dele era estranhamente… eficaz. A maior parte das conversas eram sobre as pessoas. Apesar de nunca falar diretamente com elas, o Ajudante 2047 adorava ver seu comportamento estranho e ficava sempre ansioso para interagir, contudo toda vez que se aproximava de alguém a pessoa se afastava, às vezes com um olhar de repúdio, às vezes com um olhar de medo, mas na maior parte das vezes com uma mistura dos dois. No dia seguinte, o padre teria que encontrar e explicar para a pessoa que o ajudante não faria-lhe nenhum mal. Todavia mesmo com tantas explicações as pessoas ainda evitavam-no, então contentava-se em observá-las.
Agora que não precisava fazer todo trabalho da casa e igreja sozinho, o padre era mais visto do lado de fora, onde ajudava qualquer um que precisasse e não cobrava nada em troca, pedia apenas que comparecessem à missa. Vivendo assim, o padre e o Ajudante ajudaram-se mutuamente e logo isso virou a vida ‘normal’.
Com a reforma a igreja ficou mais famosa e a fila de possuídos cresceu, indo muitas vezes da sala da casa do padre até a entrada da igreja. Ao atender um enfermo, primeiro ele tinha de escutar suas confissões, em seguida concedia-lhes perdão e só depois fazia a oração de expurgo, para livrar-lhes. Alguns viam os sintomas da possessão desaparecem imediatamente, deixando cair qualquer escama, pêlo ou pedaço de pedra que, porventura, vieram a crescer; outros só melhoravam com o passar dos dias, mas seus sintomas iam embora sem deixar qualquer evidência. Os primeiros a serem atendidos eram aqueles que estavam em situação mais grave, ou seja, aqueles prestes a completar a transformação e perder o controle. Destes, alguns eram atendidos antes do final da missa, outros no lugar que estavam assim que fila se formava. Licantropia, glutanismo, petrificação, harpeismo e duplicismo eram os casos mais comuns, mas havia uma infinidade de outras possessões.
Um dia houve uma discussão sobre quem construiria a nova ponte sobre o rio, a Baronesa logo ofereceu suas máquinas, em troca, claro, de uma pequena contribuição da população. Já o povo queria que o marceneiro e o pedreiro fizessem a ponte. O padre, como sempre, tomou o lado do povo, pois sabia que se deixasse a construção nas mãos da Baronesa e suas máquinas o dinheiro jamais sairia dos cofres dela. Quando mandaram o impasse para o Governador, todos temiam que a Baronesa fosse ganhar, então o padre arquitetou um plano: avisou todos na aldeia, de modo que a Baronesa não ficasse sabendo, que seria feita uma missa importante no ‘dia depois do próximo dia de missa’. Durante essa missa ‘escondida’ eles arrecadariam os fundos para a ponte, que deveria ser construída antes que chegasse a ordem do governador. Assim, quando a Baronesa descesse de sua mansão no ‘dia de missa’ a ponte estaria pronta e o dinheiro continuaria entre o povo.
“Sei, senhor bispo, que este não é o plano mais honesto, mas o povo não aguenta mais entregar suas moedas à quem nunca às retorna.”
Confessou o padre, em lágrimas. O bispo apiedou-se do homem e respondeu-lhe que aquela devia ser a vontade de Deus, portanto não haveria castigo.
A Baronesa trabalhava em suas máquinas na varanda da mansão quando viu uma aglomeração na frente da igreja. Era normal que houvesse ‘missas depois do dia de missa’, Ela própria ia às vezes, o estranho era estar tão cheia. Pensou um tempo sobre o assunto, perguntou-se se havia esquecido alguma data especial, até que se lembrou da discussão e conjecturou que aquilo só poderia ser um plano do padre. Com pressa, desceu pela primeira vez o morro com suas roupas de trabalho, tomaria-a muito tempo colocar as roupas chiques, que costumava usar quando descia ao povoado. Andava rápido, porém o caminho era longo e ela só chegaria ao final da missa, mas talvez, a tempo de frustrar os planos do padre.
O padre que havia organizado a missa do lado de fora, exatamente para que pudesse ver o abrir e fechar do portão da mansão, acelerou a missa e conseguiu recolher o dinheiro antes que ela atravessasse o rio. Aflito, disse que não haveriam exorcismos públicos e que aqueles que necessitassem de ajuda deveriam procurá-lo em sua residência.
Neste dia havia um homem, que estava acompanhado de uma enorme criatura envolta num manto negro. O povo sabia que aquilo só podia ser um monstro em estágio final de transformação. A criatura era a esposa do homem e tinha sido possuída por um demônio glutão. Ao ouvir que deveria esperar ainda mais para ser curada, ela perdeu o controle, deixando-se levar pelos pensamentos sombrios que a atormentavam. Ficou furiosa, arrancou a capa que cobria o corpo e o rosto, e respondendo respondendo aos protestos do marido, que implorava para ela colocar o pano de volta , vociferou:
“Estou cansada! Estou com fome!”
O monstro era terrível, gordo, sem pelos ou cabelo, tinha horríveis bolas de pus amarelado, que se espalhavam como furúnculos por todo o corpo. Seu rosto era completamente deformado, a ausência de lábios fazia com que seus dentes e gengiva ficassem totalmente expostos. Porém a pior parte era a carne e pele que faltavam na lateral direita do torço, fazendo com que as costelas ficassem de fora e que fosse possível ver alguns dos órgão internos da criatura, mas o pedaço não parecia ter sido arrancado, não, pelo contrário, estava em formação. A carne borbulhava e parecia crescer muito lentamente, desejando cobrir as vísceras e formar o braço que faltava.
A criatura começou a andar em direção ao altar. As pessoas assistiam a cena paralisadas, em choque, horrorizadas. Ao dar o segundo passo, ela esbarrou no homem do casal à frente. O resultado fez com que o pânico tomasse conta do público, que finalmente disparou a correr em todas as direções. Primeiro, o homem ficou preso, depois seu corpo foi sendo pouco a pouco absorvido pela carne do monstro, e na medida que ia sendo ‘incorporado’ o lado direito do monstro enchia-se de carne, pele e bolhas de pus. A esposa do homem até fez um esforço para salvá-lo, mas ao ver a carne sendo derretida e sugada, vomitou e caiu para trás, para, em seguida, sair se arrastando de costas pro chão, incapaz de desgrudar o olhar do horror que acontecia em sua frente. Por sorte, o monstro a ignorou, seu olhar, faminto e furioso, dirigia-se para o padre, que preparava uma oração desde que este havia tirado o manto. Precisava do exorcismo pronto quando tocasse no monstro, do contrário seria absorvido.
Nesse momento a Baronesa já estava chegando e pode ver tudo com seus próprios olhos, furiosa, ela cerrou os punhos e começou a rezar. A criatura encarou o padre até que o corpo do homem fosse totalmente absorvido, aquela ‘refeição’ tinha sido o suficiente para formar um braço grotesco, mas não para preenchê-lo de carne, sobrara então por todo lado direito do monstro buracos, por onde se via os ossos e partes internas. Isso deu ao padre tempo para terminar o exorcismo. Semi-acabada, a criatura avançou correndo aos tropeções, como as criaturas infernais normalmente fazem, o padre só precisava tocar na criatura e fazer a segunda oração para a salvação das duas almas. O homem absorvido já estava morto, porém sua alma precisaria ser libertada e a possuída, exorcizada. Fazer isso em tão pouco tempo não seria tarefa fácil, mas tinha de tentar.
O monstro já estava perto. O padre sentia o cheiro podre, ouvia as passadas pesadas, os grunhidos inumanos, mas manteve os olhos fechados e o coração sem medo. Calculou a posição do monstro e no momento certo esticou o braço. Ouviu um grito, mas não sentiu o toque. Abriu os olhos. Sua mão estava a centímetros da criatura.
Algo estranho havia acontecido. A Baronesa tocava o monstro pelo lado, que congelado como uma estátua, tinha uma expressão de terror e tristeza nos olhos, um terror que só um possuído poderia sentir. O terror de ter seu corpo mudando a composição de carne, ossos e órgãos para cinzas, o que causava uma dor alucinante, o terror de ter sua alma sendo desmembrada, estraçalhada e destruída, o terror de saber que não vai nem para o céu ou para o inferno e sim para o vazio da inexistência, o terror de sentir tudo isso e não poder gritar.
Do lugar onde a Baronesa tocou, espalhou-se uma cor cinza por todo corpo do monstro, com uma textura que não lembrava pedra, mas, sim, pó acumulado. O padre teve tempo de ver o efeito tomando o corpo da criatura, que apesar dos pecados e da morte, possuía ainda um resquício de humanidade e tinha salvação. Também teve tempo de reparar em uma lágrima, que escorria do olho ainda não transformado em cinza da possuída. Quando foi finalmente inteira afetada pelo toque, ela se desfez e suas cinzas levadas pelo vento. A alma das duas pessoas, assim como a do demônio haviam sido completamente destruídas. O padre sabia que aquilo não era um exorcismo, era uma outra coisa, mais antiga, mais cruel, mais perigosa…
“Ela... ela lançou um sortilégio?”
Foi o que pensou, enquanto encarava a Baronesa, que estava pingando suor, cansada, ofegante, suja de terra e graxa. Ela olhou em seus olhos, mas não disse nada, apenas se virou voltando para a mansão.
Durante a noite, máquinas de limpeza desceram, para limpar o que sobrou das cinzas.
submitted by carretinha to EscritoresBrasil [link] [comments]


2020.02.10 06:00 tarotmadrid Horóscopo diario virgo arcanos en Barcelona, Clariana argençola

Horóscopo diario virgo arcanos en Barcelona, Clariana argençola
Llama ahora y conoce qué acontecimientos te esperan próximamente: 932 995 463 Atención mediante tarjeta visa TAROT VISA. Horóscopo diario virgo arcanos.
Tirada de cartas del tarot en Barcelona, Clariana argençola. ¿Ambicionas una lectura de cartas de tarot, para percibir que te anuncian las cartas para esta fecha, con una Deducción muy precisa y leal?. No fluctues en platicar por teléfono con nosotros. Un tarotista profesional y admitido en los medios te oira. Nos diferenciamos por ser una de las marcas que garantizamos a videntes muy gloriosos alrededor del mundo, con varios centenares de asiduos tranquilos.
Encuentra respuesta a tus inquietudes y descubre tu destino con ayuda del tarot. Tus predicciones de manera cómoda y rápida..

https://preview.redd.it/arp97ylc31g41.jpg?width=400&format=pjpg&auto=webp&s=29df512036de5e1a0f2ad084808856cf99dd5efb
Si resides en: Alava, Abezia. No osciles en dialogar por teléfono con nuestros videntes y consultar sobre Horóscopo diario virgo arcanos.

Consulta ahora Horóscopo diario virgo arcanos

La mayor parte de tus preocupaciones conectadas con:
  • Quehacer
  • Tu prole
  • Vitalidad
  • Bienes
Tienen Solución, solo faltas del asesoramiento oportuno/a.
Te guiaremos para que sepas elaborar la consulta cabal al tarot, y dependiendo de tu dilema te mostraremos muchos prototipos de echadas precisas para cada asunto. Complementariamente si requieres intuir sobre tu signo zodiacal o los números de la ventura para:
  • Los juegos de azar
  • La diaria
  • La loto
  • La lotería nacional
  • la rifa de pascuas
. Tienes que consultarlo, responderemos a cada una de tus congojas. Te ofreceremos el camino a tomar y te orientaremos por tu día a día, para que todo lo que ideas te salga bien. Fíate de nosotros, ya que cantidades de usuarios tranquilos en el Ámbito social, dan fe de nosotros.

Somos Tarotistas de fiar.

Son cuantiosas las personas que declaran los exquisitos resultados, que han adquirido siguiendo los consejos de nuestras leídas del tarot.
No es por alardear, no obstante aisladamente he logrado estimar las muestras de respeto de esos clientes, que dejan de ser simples asiduos para convertirse en camaradas leales, gracias a la empatía y simpatía que solo nuestros adivinadores pueden dar.

Los videntes más Certeros.

No es otro número de teléfono de tarotistas, si no que sin duda somos el mejor teléfono, que te dará: En primer lugar:
  • Seguridad
Y en segundo lugar te suplira:
  • Defensa
El único teléfono de tarot donde encontraras amigos que apetecen que tus jornadas se atiborren de regocijo.
Decidete y asesorate al número de teléfono:: 806 556 213. Y se testigo de la seriedad de lo que aquí está escrito. Encima somos:
  • Fidedignos
  • Castos
Y permaneceremos a tu lado en cada situación. Lo que las cartas articulen eso te manifestaremos, no falsearemos nada y te sugeriremos que hacer, las mejores sugerencia a seguir las obtendrás de nosotros, los muchos años de experiencia nos garantizan. No notara coyuntura o pregunta que no hayamos visto antes, no observara impedimento al que no le descubramos conclusión.
Pues que esperas llámanos y juntos tu y yo con la ayuda del tarot lo resolveremos. No esperes más el tiempo es ahora, no tengas temor los cobardes jamás tienen una vida plena y llena de felicidad. Además los precios son muy accesibles.

¿Cuál es el costo? para consultar Horóscopo diario virgo arcanos

Costo por utilizar las líneas 806 para consultar al Horóscopo diario virgo arcanos

El precio máximo por minuto de esta llamada es de 1 euro y 18 céntimos de euro si llama desde un teléfono fijo y de 1 euro y 53 céntimos de euro si llama desde un teléfono móvil, impuestos incluidos. Este servicio de entretenimiento reservado a mayores de 18 años está prestado por TAROT DE LAS ESTRELLAS. APARTADO DE CORREOS 57204. 28223 MADRID.

Costo por usar la consulta de Horóscopo diario virgo arcanos con tarjeta visa:

  • 10 minutos 7 euros.
  • 15 minutos 10.50 euros.
  • 20 minutos 14 euros.
  • 30 minutos 21 euros.

Horóscopo para hoy Domingo, 9 de Febrero de 2020 todos los signos del zodiaco

Aries:

Aries: Le ponen ganas a todo, pero si ven que no funciona no gastan el tiempo y se van...

El amor.

Se presenta una tendencia negativa debido al ánimo irritable, la susceptibilidad a las ofensas, y la incapacidad para responder adecuadamente frente a ello; te sentirás predispuesto a juzgar y a cerrarte en tus pensamientos. La economía. La visita de personas llegadas del exterior podría generar propuestas profesionales muy interesantes; tus esfuerzos por promover o lograr una estabilidad económica comenzarán a ser premiados.

Su salud.

Buen estado físico.

Tauro:

Tauro hoy: te vas a encender con mucha rapidez y tu carácter será bastante fuerte en esta jornada, por lo que vas a verte metido en más de una discusión hoy

El amor.

Tu espíritu se hará eco del mensaje de la Navidad, te sentirás relajado y más dispuesto a compartir; y comprenderás las ventajas de soltarte y dejar fluir lo que sientes. La economía. La estabilidad económica es tu objetivo y para ello pones tus esfuerzos sin prisa y sin pausa, colocando tu inteligencia al servicio de tu desarrollo económico.

Su salud.

Si te sientes muy ansioso, interrumpe lo que estés haciendo y sal a caminar un rato (te relajarás).

Géminis:

Géminis no suele rogarle a nadie, si una persona no quiere ayudarle en algo o proporcionarle lo que necesita, lo dejará hasta ahí. Buscará ayuda en otro lugar, pero ni de broma le rogará a alguien, pues eso va en contra de su naturaleza.

El amor.

Verás como una relación de sólida amistad se transforma sorpresivamente en algo más: de cómo reaccionas frente a este nuevo sentimiento dependerá tu futuro. La economía. Las actitudes positivas en el ámbito laboral se traducen en una mejor fluidez económica y un entendimiento entre colegas y compañeros de labor, más cordial y cooperativa.

Su salud.

Energía en aumento.

Cáncer:

Cáncer no muestra sus sentimientos a veces por miedo a que le hagan daño. Sin embargo, es un signo muy sensible.

El amor.

La madurez emocional será fundamental para favorecer uniones duraderas y mejorar sustancialmente los vínculos amorosos en el noviazgo y el matrimonio: piénsalo, hay una parte que sólo depende de ti. La economía. Nuevos vínculos laborales se generan a través de reuniones sociales o encuentros fuera del ámbito profesional, los emprendimientos independientes serán los más beneficiados.

Su salud.

Buen momento para cuidar tu apariencia, o hacer algún tratamiento estético.

Leo:

Leo sabe lo que es y lo que vale, aunque a veces le entren bajones de autoestima, en el fondo, sigue sabiendo que vale oro.

El amor.

La influencia de Venus en tu signo provocará sentimientos intensos en el terreno sentimental: tu energía fluirá fácilmente y te será fácil comunicar tus sentimientosos (y compartirlos). La economía. Toma las decisiones que pongan en marcha tus proyectos de una buena vez, no puedes estar tanto tiempo a la espera de que las circunstancias sean ideales.

Su salud.

Necesitas descargar energía mal acumulada, practica alguna actividad física.

Virgo:

Virgo sabe a lo que aspira y cómo conseguirlo, no es mediocre, lo que pasa es que a veces se distrae con cosas que no debe...

El amor.

Los astros favorecen las avanzadas amorosas de los Aguadores, dotándolos de un especial atractivo. La economía. Gracias a los tránsitos planetarios, se destaca tu gran capacidad para pactar buenos acuerdos: con buenos argumentos lograrás atraer clientes.

Su salud.

Agrega a tu baño de inmersión sales aromáticas para aumentar tu bienestar.

Libra:

Gente tóxica y dramática no tiene cabida en el mundo de Libra.

El amor.

La madurez afectiva otorga felicidad y sabiduría emocional; para los solos del signo, puede nacer un nuevo amor. La economía. Una jornada ideal para atesorar las ganancias; lo más preciado será poder disfrutar de lo que has conseguido con tanto esfuerzo, disfrútalo.

Su salud.

Molestias físicas pasajeras producto del exceso de actividades.

Escorpio:

Escorpio: buen amante, buen amigo, cuando todo está en orden.

El amor.

A pesar de algunas diferencias, triunfa la faz afectiva; la inteligencia emocional te permite superar las contingencias en el amor, paso a paso, se afirma el futuro sentimental. La economía. La jornada se presenta muy positiva para los negocios, concretar operaciones inmobiliarias o cerrar contratos, los astros te brindarán el optimismo necesario para el logro de tus objetivos.

Su salud.

Buena salud.

Sagitario:

A Sagitario no le interesa siempre ser el bueno de la película, sabe que ser el malo es a veces, más divertido.

El amor.

Inquietudes y sobresaltos pasionales; habrá inestabilidad en la pareja. La economía. Cautela con el dinero y los negocios; será prudente mantener distancia de personas manipuladoras.

Su salud.

Cuida la zona de los tobillos.

Capricornio:

Capricornio sabe intimidar a los demás cuando quiere, y créeme no te gustará mucho.

El amor.

Un domingo oportuno para pasarlo en familia y disfrutar de los seres queridos; los romances recientes serán promisorios y los solos tendrán oportunidades de conocer personas interesantes. La economía. La Luna en Aries favorece los negocios prácticos y revitaliza el manejo de dinero, se inicia un ciclo de buenas oportunidades y de alza en la economía.

Su salud.

Buena salud.

Acuario:

Los Acuario suelen ser rebeldes e inconformistas. Tienen siempre ganas de cambiar las cosas y hacerlas más justas.

El amor.

Busca la plenitud afectiva; no olvides que las experiencias del pasado sirven como modelo para evaluar el presente. La economía. En el plano laboral, tu creatividad en alza, se conjuga con tu capacidad de trabajo para llegar a la concreción de tus objetivos sin esfuerzo.

Su salud.

Escucha música suave para relajarte.

Piscis:

La lealtad y la confianza son la clave para Piscis.

El amor.

Enfrentamientos y diferencias en los asuntos del corazón: tendrás que hacer uso de toda tu capacidad de tolerancia para no profundizar los conflictos. La economía. Busca nuevos contactos para expandir tus planes, trata de poner en orden las prioridades económicas y evalúa las propuestas.

Su salud.

No es momento para hacer esfuerzos físicos.
TAROT
Para el número 806 El precio máximo por minuto de la llamada al número 806 es de 1 euro y 18 céntimos de euro si llama desde un teléfono fijo y de 1 euro y 53 céntimos de euro si llama desde un teléfono móvil, impuestos incluidos.
Este servicio de entretenimiento reservado a mayores de 18 años está prestado por tarot de las estrellas.
Quintanilla del Olivar, Atico 1 Apartado de correos 57204. 28223, Madrid
Teléfono 932 995 463

Preguntas frecuentes sobre Horóscopo diario virgo arcanos

1. Quiero hacer una consulta de Tarot, ¿sobre qué puedo consultar?
Puede consultar sobre lo todo aquello que le preocupe, el Tarot es ideal para temas sentimentales de todo tipo, matrimonios, divorcios, parejas, infidelidad, etc, para temas laborales y de juicios, viene muy bien para preguntas sencillas, afirmativas o negativas, también para cuestiones financieras, de herencias, etc. En cuestiones de salud somos muy precavidos, porque no somos dioses y podemos equivocarnos en temas tan delicados.
2. ¿Por qué tiene tan mala fama los servicios de Tarot y a menudo se les persigue como estafadores?
No entendemos muy bien la caza de brujas a la que siempre estamos sometidos, bien es cierto que estafadores existen en este sector, pero como en cualquier otro sector ( abogados, médicos, jueces, etc ), al igual que también existen muy buenos profesionales. Pensamos que la valía de cada empresa se demuestra por sus hechos, sea del sector que sea, y siempre el miedo y el desconocimiento hace que las personas desconfíen del servicio, sea cual sea éste.
3. ¿Las consultas de Tarot por teléfono son igual de fiables que en directo?
Nosotros diríamos que son incluso más fiables, por la sencilla razón de que el tarotista es más objetivo, está en su entorno, concentrado, puede visualizar mejor porque no está pendiente de los gestos del cliente, su canal está más limpio y ve más y mejor.
4. ¿Cuántas veces se puede consultar el Tarot?
El Tarot no se debe utilizar a la ligera , primero porque es un sistema que pierde efectividad si se consulta muy a menudo con las mismas preguntas una y otra vez , y segundo, porque es un servicio que te puede salir muy caro si no controlas tus consultas. Debe ser un servicio que se consulte cuando hay necesidad, no como juego o diversión.
5. ¿Por qué cobráis el servicio que prestáis?
No entendemos porque no debemos cobrar el servicio, nuestro equipo está formado por profesionales que se han dedicado toda su vida a esto, ya sea de forma innata o estudiada, dedican su tiempo, su esfuerzo en conseguir ver aquello que los consultantes no ven y de muchas formas ayudan a personas a diario, por lo tanto, deben cobrar por su trabajo, como cualquier profesional que dedique esfuerzos y trabajo en su actividad profesional.
6. ¿Quién consulta el Tarot?
El Tarot lo consulta todo aquel que lo necesite en algún momento de su vida, tenemos clientes de todas las clases sociales, de todas las profesiones posibles, de todos los países del mundo, y con multitud de problemas de toda índole, por lo tanto, el tarot lo consulta quien quiera y quien sea, si es mayor de 18 años, claro.
7. ¿Las consultas que yo haga son privadas?
Por supuesto, todas las consultas que usted realice con cualquiera de nuestros profesionales son confidenciales y no pueden ser desveladas a nadie, ni grabadas, garantizamos su privacidad.
8. ¿Vosotros acertáis en las consultas que hacéis?, ¿ qué tanto por ciento acertáis?
Aquel Tarotista o equipo de Tarotistas que diga que acierta en un tanto por ciento, realmente no lo dice correctamente. No tenemos unas estadísticas o tablas fiables que nos digan nuestro porcentaje de aciertos. Lo único que confirman nuestros aciertos son los testimonios de nuestros clientes, que son los que comprueban si con el tiempo las predicciones realizadas se han cumplido, y por ahora hay muchísimas que se han cumplido, algunas esperando ser cumplidas y otras que por ahora no se han cumplido. Creemos que nuestro Gabinete es uno de los más consultados actualmente porque tenemos grandes profesionales con un índice de aciertos muy alto, recibimos a diario cientos de confirmaciones y agradecimientos por ello. No lo dude consulte ahora sobre Horóscopo diario virgo arcanos
9. ¿Por qué es tan difícil que el tarotista adivine con exactitud el tiempo o las fechas en que se van a realizar las predicciones?
No somos una ciencia exacta, por lo tanto, es normal, que en cuestiones de fechas, nos aproximemos, pero no somos exactos. Si fuera así, adivinaríamos con mucha facilidad números de loterías, premios diversos, etc, y no es el caso.El Tarot es más complicado de lo que parece, no es fácil “ver“ lo que se pregunta, y muchas veces se ve lo que no se pregunta, por esto, necesitamos mucha concentración y energía.
10. ¿Por qué una tarotista me acierta a mí y otra no, y ésta le acierta todo a otra persona y la mía no?
Los tarotistas son como los médicos, lo psicólogos, los abogados, etc, el que es bueno para unos no lo es tanto para otros, por esto, siempre aconsejamos que se pruebe a varios tarotistas y con mucha paciencia, se quede con el que mejor les acierte. Somos seres con energía, conectamos con algunos, pero con otros no tanto, por eso decimos que la lectura del Tarot depende del consultante y del consultado, no hay un solo canal, se necesitan los dos canales para conectar bien.
http://tarotmundial.com/el-horoscopo-diario-capricornio-en-sevilla.html
submitted by tarotmadrid to u/tarotmadrid [link] [comments]


2020.02.10 05:58 tarotmadrid Vidente Teresa en Leon, Cacabelos

Vidente Teresa en Leon, Cacabelos
Habla directamente conmigo en privado por medio del numero:: 806 556 292. Vidente Teresa.
Explicacion de cartas del tarot en Leon, Cacabelos. ¿Ambicionas una ojeada de cartas de tarot, para conocer que te enumeran las cartas para ya, con una apreciacion muy justa y desinteresada?. No titubees en dialogar por teléfono con nosotros. Un tarotista entendido y aceptado en los medios te escuchara. Nos singularizamos por ser una de las marcas que garantizamos a quirománticos muy renombrados alrededor del mundo, con centenares de parroquianos tranquilos.
Encuentra respuesta a tus inquietudes y descubre tu destino con ayuda del tarot. Tus predicciones de manera cómoda y rápida..

https://preview.redd.it/5yt9njp131g41.jpg?width=400&format=pjpg&auto=webp&s=628b0550dc29013715fbaef423afa950addc611b
Si radicas en: Alava, Aberasturi. No dudes en hablar por teléfono con nuestro equipo y consultar sobre Vidente Teresa.

Consulta ahora Vidente Teresa

Todas tus pesadumbres unidas con:
  • Labor
  • Tu parentela
  • Fortaleza
  • Escasez
Tienen Salida, solo necesitas del aviso lógico/a.
Te guiaremos para que sepas realizar la interrogante adecuada al tarot, y dependiendo de tu duda te ofreceremos distintos tipos de echadas puntuales para cada suceso. y si precisas comprender sobre tu horóscopo o los números de la suerte para:
  • Los juegos de azar
  • La diaria
  • La loto
  • La lotería nacional
  • la tómbola de navidad
. Tienes que preguntarlo, contestaremos a cada una de tus preocupaciones. Te revelaremos la cenda a andar y te guiaremos por tu día a día, para que todo lo que presientes te salga bien. Cree en nosotros, ya que cantidades de usuarios satisfechos en el mundo, nos respaldan.

Somos un Tarot de fiar.

Son abundantes las personas que Testimonian los increibles resultados, que han logrado siguiendo los consejos de nuestras tiradas de cartas del tarot.
No es por pavonearnos, no obstante privadamente he conseguido amar las muestras de cariño de esos parroquianos, que dejan de ser simples parroquianos para transformarse en compañeros leales, gracias a la empatía y simpatía que solo nuestros clarividentes pueden dar.

Somos los más buenos Médiums.

No estará hablando a otro número de tarot más, si no que sin duda somos el mejor numero, que te dará: En primer lugar:
  • Promesa
Y en segundo lugar te proveera:
  • Colaboración
El único servicio de tarot donde descubrirás amigos que anhelan que tus días se abarroten de regocijo.
Arriesgate y marca en tu móvil o teléfono fijo el numero:: 806 556 213. Y se testigo de la franqueza de lo que aquí está escrito. Por demás somos:
  • Leales
  • Decentes
Y nos quedaremos a tu lado en cada circunstancia. Lo que las cartas enuncien eso te formularemos, no camuflaremos nada y te indicaremos que hacer, la mejor advertencia a seguir la adquiriras de nosotros, los excesivos años de práctica dan fe de nosotros. No advertira coyuntura o problema que no hayamos visto antes, no hay duda a la que no le hallemos resolución.
Pues que esperas llámanos y juntos tu y yo con la ayuda del tarot lo resolveremos. No esperes más el tiempo es ahora, no tengas temor los cobardes jamás tienen una vida plena y llena de felicidad. Además los precios son muy accesibles.

¿Cuál es el costo? para consultar Vidente Teresa

Costo por utilizar las líneas 806 para consultar al Vidente Teresa

El precio máximo por minuto de esta llamada es de 1 euro y 18 céntimos de euro si llama desde un teléfono fijo y de 1 euro y 53 céntimos de euro si llama desde un teléfono móvil, impuestos incluidos. Este servicio de entretenimiento reservado a mayores de 18 años está prestado por TAROT DE LAS ESTRELLAS. APARTADO DE CORREOS 57204. 28223 MADRID.

Costo por usar la consulta de Vidente Teresa con tarjeta visa:

  • 10 minutos 7 euros.
  • 15 minutos 10.50 euros.
  • 20 minutos 14 euros.
  • 30 minutos 21 euros.

Horóscopo para hoy Domingo, 9 de Febrero de 2020 todos los signos del zodiaco

Aries:

Aries Quieres enfocarte en una sola cosa y ser el mejor en eso, no dispersaste y hacer un poco de mucho ese no es tu estilo.

El amor.

Se presenta una tendencia negativa debido al ánimo irritable, la susceptibilidad a las ofensas, y la incapacidad para responder adecuadamente frente a ello; te sentirás predispuesto a juzgar y a cerrarte en tus pensamientos. La economía. La visita de personas llegadas del exterior podría generar propuestas profesionales muy interesantes; tus esfuerzos por promover o lograr una estabilidad económica comenzarán a ser premiados.

Su salud.

Buen estado físico.

Tauro:

Tauro: eres resistente como una piedra y pocos son los que pueden alterar tu tranquilidad

El amor.

Los celos tienen el poder de nublar el buen juicio; si te sientes confundido, evita tomar decisiones en base a tus presunciones porque puedes estar equivocado. La economía. Inversiones fallidas, malos negocios, errores en el manejo del dinero pueden ocasionar una retracción monetaria; sólo gasta en lo indispensable hasta equilibrar nuevamente tu economía, evita contraer deudas.

Su salud.

Evita el exceso de cafeína.

Géminis:

Si ACUARIO tuvo 12 novios💑, ARIES tendrá 15😍 y Géminis tiene 4😇 ¿quien tiene más novios?

El amor.

En cuestiones del corazón, el deseo se incorpora a la pareja de una manera distinta, hablar de las fantasías y los deseos ayuda a mejorar la calidad de la relación en la intimidad. La economía. Los tránsitos celestes te dotan de gran habilidad y mucha inteligencia para mejorar los ingresos; darás excelente uso a todos tus recursos intelectuales para ensanchar tus horizontes profesionales.

Su salud.

El hígado puede ser tu punto débil.

Cáncer:

Si haces bien a Cáncer, [email protected] harán lo mismo o más por ti

El amor.

Sientes deseos de cantar tu amor a los cuatro vientos sin temor al futuro: quizás, pensar en avanzar hacia algo más serio sea lo que te de felicidad. La economía. Altibajos en el plano laboral; cuestionamientos de tu entorno ponen en duda tus proyectos, reflexiona sobre las diferencias y manten una postura abierta a las sugerencias.

Su salud.

Practica actividad física para canalizar tu energía.

Leo:

Leo no conoce lo que es el segundo lugar. El primero o nada.

El amor.

Llegan alicientes que mejoran la convivencia entre los matrimonios y parejas establecidas del signo; todo será más fácil con más tolerancia. La economía. En tus ocupaciones, se disipan algunos nubarrones que presentaban perspectivas un tanto desfavorables para tus proyectos: es posible que surjan ganancias inesperadas.

Su salud.

El bienestar afectivo renueva tu energía.

Virgo:

Virgo es el signo de la virgen, peo es mejor no tomarse el simbolismo al pie de la letra.
undefined

Libra:

El encanto Libra es la razón por la que todos le adoran, casi nadie permanece enojado con ellos por mucho tiempo y muchos hacen su voluntad.

El amor.

Tu atractivo y capacidad de seducción se incrementan gracias a la influencia de los astros, lograrás armonizar la vida afectiva y vivir momentos íntimos inolvidables. La economía. Si persistes en el aislamiento y la falta de entrega en tus ocupaciones, todo será más difícil; trabajar en equipo puede traerte grandes satisfacciones.

Su salud.

Energía y vitalidad.

Escorpio:

A Escorpio se le hace difícil renunciar a algo, no conocen la palabra DERROTA.

El amor.

Con la ayuda incondicional de los astros, algo pasará en tu vida amorosa que te hará sentir como un adolescente: el pasado ya no importa, sólo el porvenir. La economía. Una nueva programación laboral plantea desafíos a largo plazo: libera tus deseos de tomar la iniciativa para conducir proyectos o actividades que no estaban a tu alcance.

Su salud.

Tu estado de salud, inmejorable.

Sagitario:

Sagitario dirá que le gustas tan pronto lo sienta, dirá q te quiere en el momento q le nazca, dirá q te ama, cuando esté totalmente seguro.

El amor.

Las malas interpretaciones dan lugar a problemas que pueden ser evitados: escucha más a tus seres queridos y sé más moderado con tus devoluciones. La economía. En el área profesional en cambio, habrá buenos acuerdos con los demás, lograrás buen entendimiento y progresos.

Su salud.

La práctica de yoga o algún ejercicio suave será una manera ideal para mantenerte saludable y en armonía.

Capricornio:

Capricornio nunca se arrepiente de lo que hace. Aprenden de sus errores, pero no se arrepentirán de haberlos cometido. Fueron lecciones.

El amor.

Gracias al dinamismo de Marte, los solos del signo podrán vivir momentos especiales con una persona que les resultará adorable, mientras que las parejas disfrutarán de su relación en forma vivaz y estimulante. La economía. Es una jornada ideal para cierres, firmar compromisos o acuerdos, cerrar negociaciones, concretar una compra-venta, los resultados serán muy favorables y satisfactorios.

Su salud.

Controla tu nivel de estrés.

Acuario:

Acuario odia los jueguecitos de niños, de ahora si, después no, uy quizás...Eso, no va con ellos.

El amor.

Acontecimientos de toda naturaleza se suceden sin dar respiro a tu dinámica sentimental: reencuentros, discusiones, una declaración de amor inesperada o una ruptura, nada queda fuera de un alocado escenario d

El amor.

La economía. Las influencias celestes potencian la comunicación: ampliar el círculo de contactos a través de reuniones o encuentros sociales puede propiciar nuevas oportunidades de negocios.

Su salud.

Energía en baja.

Piscis:

La sencillez es una cualidad de Piscis que también busca en la gente que quiere conocer...

El amor.

Las influencias celestes auguran un crecimiento interior que eleva el estado de vida; el León hará uso de su sabiduría interna y esclarecerá con su visión interior lo que ocurre en el entorno, especialmente en lo afectivo. La economía. Más atención con la puntualidad: la falta de seriedad en los compromisos laborales y sociales puede vulnerar tu buena reputación y ocasionar la pérdida de buenas oportunidades.

Su salud.

Necesitas practicar alguna actividad física para combatir el sedentarismo.
TAROT
Para el número 806 El precio máximo por minuto de la llamada al número 806 es de 1 euro y 18 céntimos de euro si llama desde un teléfono fijo y de 1 euro y 53 céntimos de euro si llama desde un teléfono móvil, impuestos incluidos.
Este servicio de entretenimiento reservado a mayores de 18 años está prestado por tarot de las estrellas.
Quintanilla del Olivar, Atico 1 Apartado de correos 57204. 28223, Madrid
Teléfono 932 995 463

Preguntas frecuentes sobre Vidente Teresa

1. Quiero hacer una consulta de Tarot, ¿sobre qué puedo consultar?
Puede consultar sobre lo todo aquello que le preocupe, el Tarot es ideal para temas sentimentales de todo tipo, matrimonios, divorcios, parejas, infidelidad, etc, para temas laborales y de juicios, viene muy bien para preguntas sencillas, afirmativas o negativas, también para cuestiones financieras, de herencias, etc. En cuestiones de salud somos muy precavidos, porque no somos dioses y podemos equivocarnos en temas tan delicados.
2. ¿Por qué tiene tan mala fama los servicios de Tarot y a menudo se les persigue como estafadores?
No entendemos muy bien la caza de brujas a la que siempre estamos sometidos, bien es cierto que estafadores existen en este sector, pero como en cualquier otro sector ( abogados, médicos, jueces, etc ), al igual que también existen muy buenos profesionales. Pensamos que la valía de cada empresa se demuestra por sus hechos, sea del sector que sea, y siempre el miedo y el desconocimiento hace que las personas desconfíen del servicio, sea cual sea éste.
3. ¿Las consultas de Tarot por teléfono son igual de fiables que en directo?
Nosotros diríamos que son incluso más fiables, por la sencilla razón de que el tarotista es más objetivo, está en su entorno, concentrado, puede visualizar mejor porque no está pendiente de los gestos del cliente, su canal está más limpio y ve más y mejor.
4. ¿Cuántas veces se puede consultar el Tarot?
El Tarot no se debe utilizar a la ligera , primero porque es un sistema que pierde efectividad si se consulta muy a menudo con las mismas preguntas una y otra vez , y segundo, porque es un servicio que te puede salir muy caro si no controlas tus consultas. Debe ser un servicio que se consulte cuando hay necesidad, no como juego o diversión.
5. ¿Por qué cobráis el servicio que prestáis?
No entendemos porque no debemos cobrar el servicio, nuestro equipo está formado por profesionales que se han dedicado toda su vida a esto, ya sea de forma innata o estudiada, dedican su tiempo, su esfuerzo en conseguir ver aquello que los consultantes no ven y de muchas formas ayudan a personas a diario, por lo tanto, deben cobrar por su trabajo, como cualquier profesional que dedique esfuerzos y trabajo en su actividad profesional.
6. ¿Quién consulta el Tarot?
El Tarot lo consulta todo aquel que lo necesite en algún momento de su vida, tenemos clientes de todas las clases sociales, de todas las profesiones posibles, de todos los países del mundo, y con multitud de problemas de toda índole, por lo tanto, el tarot lo consulta quien quiera y quien sea, si es mayor de 18 años, claro.
7. ¿Las consultas que yo haga son privadas?
Por supuesto, todas las consultas que usted realice con cualquiera de nuestros profesionales son confidenciales y no pueden ser desveladas a nadie, ni grabadas, garantizamos su privacidad.
8. ¿Vosotros acertáis en las consultas que hacéis?, ¿ qué tanto por ciento acertáis?
Aquel Tarotista o equipo de Tarotistas que diga que acierta en un tanto por ciento, realmente no lo dice correctamente. No tenemos unas estadísticas o tablas fiables que nos digan nuestro porcentaje de aciertos. Lo único que confirman nuestros aciertos son los testimonios de nuestros clientes, que son los que comprueban si con el tiempo las predicciones realizadas se han cumplido, y por ahora hay muchísimas que se han cumplido, algunas esperando ser cumplidas y otras que por ahora no se han cumplido. Creemos que nuestro Gabinete es uno de los más consultados actualmente porque tenemos grandes profesionales con un índice de aciertos muy alto, recibimos a diario cientos de confirmaciones y agradecimientos por ello. No lo dude consulte ahora sobre Vidente Teresa
9. ¿Por qué es tan difícil que el tarotista adivine con exactitud el tiempo o las fechas en que se van a realizar las predicciones?
No somos una ciencia exacta, por lo tanto, es normal, que en cuestiones de fechas, nos aproximemos, pero no somos exactos. Si fuera así, adivinaríamos con mucha facilidad números de loterías, premios diversos, etc, y no es el caso.El Tarot es más complicado de lo que parece, no es fácil “ver“ lo que se pregunta, y muchas veces se ve lo que no se pregunta, por esto, necesitamos mucha concentración y energía.
10. ¿Por qué una tarotista me acierta a mí y otra no, y ésta le acierta todo a otra persona y la mía no?
Los tarotistas son como los médicos, lo psicólogos, los abogados, etc, el que es bueno para unos no lo es tanto para otros, por esto, siempre aconsejamos que se pruebe a varios tarotistas y con mucha paciencia, se quede con el que mejor les acierte. Somos seres con energía, conectamos con algunos, pero con otros no tanto, por eso decimos que la lectura del Tarot depende del consultante y del consultado, no hay un solo canal, se necesitan los dos canales para conectar bien.
http://tarotmundial.com/carta-astral-de-tauro-en-burgos.html
submitted by tarotmadrid to u/tarotmadrid [link] [comments]


2020.01.07 13:49 ebookrevenda É possível iniciar um negócio sem dinheiro e com uma pontuação de crédito ruim?

Hoje na internet você pode iniciar um negócio a partir de sua casa sem um grande investimento e sem a necessidade de ter qualquer pontuação de crédito.
Temos uma diversidade de sistemas de revenda, sistemas de afiliação e outros sistemas onde você pode representar produtos de outras pessoas, geralmente nem é necessário visitar empresas ou algo do tipo, fazendo simples cadastros na internet você já pode passar a representar determinado produto e a divulgado para outros, geralmente seus ganhos por esse tipo de trabalho é feito por comissões em cima de cada venda realizada, por exemplo você vende um produto A que recebe uma comissão de 30%, você vende um produto B e recebe uma comissão de 40%, as pessoas que oferecem esse tipo de trabalho na internet geralmente estão interessadas em sua divulgação e por isso não te obrigam a fazer qualquer tipo de Contrato ou coisa do tipo pois estarão ganhando com a sua divulgação E logicamente se você ganhar comissões você irá divulgar mais, na verdade é uma troca de serviços e você é muito bem pago por isso em alguns casos.
Eu particularmente gosto muito de me focar em produtos digitais pois esses produtos não geram tanta responsabilidade, Além de que você pode encontrar uma diversidade de produtos desse tipo na internet com esse sistema de revenda, dentre eles, softwares, e-books, livros digitais, manuais, dentre outros….
Na imagem abaixo você pode ver um exemplo de site que oferece esse tipo de serviço, se trata de um software de Publicidade chamado Promotion Site, as pessoas que adquirem esse programa estão interessadas em divulgar alguma coisa na internet, o programa visita sites e vai postando mensagens nos formulários de contato desse site, é uma ferramenta de automação de marketing, os desenvolvedores do mesmo para ganhar mais visibilidade na internet aceita que você divulgue o software e a cada venda que fizer você ganha uma comissão por isso que chega a 50% do valor da venda, eles fornecem painel de controles onde você pode acompanhar o número de visitas a um site que você também recebe, acesso pessoas que vão se cadastrar em seu link fazendo pedido de compra, número de visitas ao seu link, dentre outras ferramentas para te ajudar….
Veja a imagem abaixo que contém o endereço do site:
https://programadivulgarsite.com.brevendedor.html
Esse sistema que estou citando é apenas um dos que você pode encontrar pela internet, como disse antes Existe uma grande variedade de sistemas semelhantes a ele e cabe a você decidir qual deles mais te agrada ou mais se adeque ao seu perfil, resumidamente o que você vai ter que fazer é Apenas divulgar algum produto ou serviço na internet e ganhar comissões por essa divulgação que você está fazendo.
Você pode se perguntar como fazer essas divulgações é tudo muito simples você pode fazer postagens em redes sociais, pode criar uma conta específica para fazer essas postagens cadastrando nessa conta apenas pessoas voltadas para determinado nicho de mercado, você pode fazer anúncios em sites de classificados grátis existem uma centena deles onde você pode anunciar, você pode fazer comentários em blogs relacionados ao seu nicho de mercado, e uma outra grande variedade de formas de se divulgar algo na internet, se cadastrar em um sistema como que se tem antes rapidamente você vai adquirir experiência quanto às suas divulgações e logo vai ver os resultados baterem em sua porta.
Espero ter respondido adequadamente, agradeço muito se puder dar um voto positivo a minha resposta, se tiver alguma dúvida quanto ao sistema que indiquei ou a minha resposta Fique à vontade para comentar abaixo que posso dar um feedback, abraço e sucesso nas buscas por um trabalho….
Palavras-chave relacionadas
negócio online de sucesso, negócio online do zero, negócio online 2019, negócio online automático, negócio online alex vargas, negócio online em 21 dias, negócio online como montar, formula negócio online, formula negócio online login, formula negócio online funciona, negócio arriscado online, formula negócio online alex vargas, o negócio online assistir, formula negócio online acesso, formula negócio online alex vargas reclame aqui, formula negócio online alex vargas download, negócio online brasil, negócio brechó online, formula negócio online blog, formula negócio online baixar, baixar negócio online, negócio online conteúdo, começar negócio online, negócio online de sucesso login, negócio online dicas, negócio dicionario online, formula negócio online download mega, formula negócio online download google drive, seu negócio online de sucesso, formula negócio online depoimentos, formula de negócio online, ideias de negócio online, oportunidade de negócio online, plano de negócio online sebrae, canvas de negócio online, tipos de negócio online, ideias de negócio online 2019, dicas de negócio online, fórmula de negócio online youtube, opções de negócio online, formula negócio online ebook, meu primeiro negócio online elias, formula negócio online é confiavel, curso formula negócio online é bom, o negócio online, o negócio online serie, o negócio online hd, negócio online franquia, formula negócio online gratis, fórmula negócio online free, curso formula negócio online gratis, negócio arriscado filme online, fechando negócio filme online legendado, formula negócio online download, negócio online grátis, divulgar negócio online gratis, meu negócio online google, formula negócio online 2019 google drive, formula negócio online hotmart, formula negócio online hotmart club, negócio arriscado online hd, assistir o negócio hbo online, o negócio serie online hd, o negócio hbo online gratis, série o negócio hbo online, investimento negócio online, negócio para jogar online, meu negócio online mary kay, formula negócio online login aluno, negócio arriscado online legendado, treinamento formula negócio online login, curso formula negócio online login, formula negócio online 2.0 login, negócio das arábias filme online legendado, negócio milionário online, formula negócio online membros, formula negócio online mega, formula negócio online minhateca, curso formula negócio online mercado livre, formula negócio online 2.0 minhateca, o negócio online 1 temporada, o negócio online gratis, o negócio online 2 temporada, o negócio online dublado, o negócio online 3 temporada, o negócio online hbo, negócio online passo a passo, negócio proprio online, formula negócio online preço, formula negócio online pdf, formula negócio online pdf gratis, negócio online na prática, criar negócio online portugal, formula negócio online quanto custa, formula negócio online o que é, negócio online resultados, formula negócio online resultados, meu negócio online reclame aqui, curso formula negócio online reclame aqui, negócio rentável online, negócio online site, curso negócio online sebrae, o negócio serie online 4 temporada, negócio dos sonhos online, tipos de negócio online sebrae, fórmula negócio online treinamento, monte um negócio online usando o marketing de afiliados, um negócio online, abrir um negócio online, montar um negócio online, criar um negócio online, começar um negócio online do zero, começar um negócio online, montar um negócio online do zero, formula negócio online vale a pena, formula negócio online valor, formula negócio online funciona yahoo, o negócio online 1 temporada completa, assistir o negócio online 1 temporada, formula negócio online 2.0 download, formula negócio online 2.0 download gratis, formula negócio online 2019 download, formula negócio online 2019, formula negócio online 2.0, 2 temporada o negócio online, formula negócio online 3.0 download, formula negócio online 3.0, formula negócio online 3.0 google drive, formula negócio online 3.0 mega, formula negócio online 3.0 minhateca, serie o negócio online 3 temporada, formula negócio online 4.0 download, assistir o negócio online 4 temporada, o negócio 4x12 online, 4 temporada o negócio online, formula negócio online 5.0 download mega
submitted by ebookrevenda to MarketingResearch [link] [comments]


2019.12.05 12:41 oppadoesntlikeyou Hoje é 5 de Dezembro, aniversário de morte de D. Pedro II, uma das figuras mais importantes da nossa história.

Hoje, é 5 de Dezembro e marca o aniversário de morte de D. Pedro II. Possivelmente o melhor e mais dedicado estadista que o país já teve.
Independente de visões politicas, foi um homem incrível e que serve de exemplo de como um politico, cidadão, governante e ser humano deve agir. Por isso, Aproveitando este aniversário, compilei alguns dos fatos mais interessantes que sei sobre ele. (Caso vocês saibam mais, fiquem a vontade para postar também). Esse não é um post político, só queria falar um pouco sobre o que considero o maior brasileiro de todos os tempos e, que mesmo assim, alguns de nós conhecemos pouco sobre.
É um dos 7 monarcas na história da humanidade a terem recebido o titulo de "O Magnânimo", (em inglês, Pedro II, The Magnanimus) sendo esta considerada por Aristóteles como a mais nobre das virtudes dos homens e quer dizer "Grande de alma e coração", que coloca seu próprio bem-estar em risco pelo bem de outros e que encontra felicidade na bondade.
Chamado de "O imperador-cidadão", escutou do escritor e ferrenho republicano Victor Hugo, autor de Les Misérables, que tinha sorte de não existir na Europa monarca como ele, pois "nós estaríamos fortemente complicados, eu e meus amigos republicanos, para não dizer que iríamos ter infinitas dificuldades em nossa crença". Os dois trocaram correspondências mensalmente até a morte do escritor 8 anos depois.
Em sua visita aos Estados Unidos para a feira mundial de 1876 cativou de tal modo a população americana que nas eleições que elegeram o presidente Rutheford Hayes naquele mesmo ano D. Pedro recebeu mais de 8mil votos.
Nunca quis ser Imperador e diversas vezes disse que a profissão de seus sonhos era ser professor. Em seu diário, hoje exposto no museu imperial de petrópolis, ele escreveu "Nasci para consagrar-me às letras e às ciências". D. Pedro tinha o sonho de que a educação fosse acessível a todos os brasileiros, independente da classe social, e através dessas ideais foram implantas dezenas de escolas e universidades públicas por todo o país. Foi criado o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, a Imperial Academia de Música e Ópera Nacional e o Colégio Pedro II que serviu de base para todas as escolas do país. Também financiou fortemente a academia de belas artes. Para garantir que o país crescesse com conhecimentos em diversas áreas o imperador financiou do próprio bolso diversas bolsas de estudos em universidades, escolas de arte e conservatórios musicais na Europa para estudantes promissores.
A coroa era uma responsabilidade que ele preferia não carregar e mesmo assim o fez por 50 anos. Ainda assim encontrou tempo para se dedicar a erudição e era amigo próximo de grandes filósofos e pesquisadores como Friedrich Nietzsche e Luís Pasteur. Os escritos do imperador sobre egiptologia ainda são referência acadêmica até hoje, assim como seus estudos em botânica.
Seus estudos não passaram despercebidos pois tornou-se membro da Royal Society , da Academia de Ciências da Rússia, das Reais Academias de Ciências e Artes da Bélgica e da Sociedade Geográfica Americana. Em 1875 foi eleito membro da Académie des Sciences francesa, uma honra rara que só foi dada a outros dois chefes de estado na história: Pedro, o grande da Rússia e Napoleão Bonaparte. Charles Darwin falou sobre ele após se conhecerem: "O imperador faz tanto pela ciência, que todo sábio é obrigado a demonstrar a ele o mais completo respeito."
Depois da seca terrível de 1877, ele chamou uma comissão especial para lidar com a seca no nordeste e criou o projeto de transposição do rio São Francisco para levar água as regiões mais criticas. O projeto era de tamanha importância que ele vendeu jóias e peças de arte de seu patrimônio pessoal para financiar a obra, que começou em 1879 mas foi bloqueada, contra vontade do imperador, pelo parlamento em 1881 devido ao seu custo e depois abandonada completamente com a proclamação da república. Só recentemente a obra foi retomada e ainda não está completa.
Adorador da modernidade e de novidades D. Pedro II foi a primeira pessoa do mundo a comprar um telefone da companhia de Graham Bell e tratou de tornar o Brasil o segundo país a ter um cabo telegráfico ligando as Américas a Europa. Era também um amante da fotografia e tirou as primeiras fotografias do país, além de ter dado grandes incentivos para o estudo e disseminação da arte.
Construiu mais ferrovias em seu tempo de reinado do que o governo brasileiro construiu durante todo o século XX, e tinha planos de interligar o país inteiro com uma malha ferroviária. Tinha planos também para Levar luz a gás e posteriormente elétrica para todo o país.
Nunca aceitou qualquer tipo de ajuda financeira por parte do governo do país, exigindo pagar todas suas despesas, até mesmo as carruagens que utilizava para se locomover, de seu próprio salario.
Logo após assumir o trono, aos 14 anos, alforriou todos os escravos de todas as dependências imperiais e ao longo de seu reinado tirou diversas vezes dinheiro de seu próprio bolso para alforriar escravos fugidos. Pressionava constantemente o parlamento pela abolição pois considerava uma prática barbárica e sem lugar em um país moderno.
Nunca aceitou qualquer tipo de censura midiática, e durante seu reinado era comum ver caricaturas suas nos jornais e nunca fechou nenhuma das publicações republicanas que quer circulavam pelo país, e na verdade existia o partido republicano no país que funcionava sem qualquer censura.
Durante a guerra com o Paraguai, insatisfeito com o andamento do conflito, pleiteou ao parlamento pare que ele pudesse ir em pessoa ao fronte mas o parlamento recusou o pedido. Diante da recusa, o monarca então ameaçou que se o parlamento não o permitia ir como imperador então ele abdicaria ao trono e se voluntariaria no exército. O parlamento então aprovou sua ida.
Infelizmente, devido ao golpe do Exército em conjunto com o apoio dos donos dos vales do café que proclamou a república do nosso país, D. Pedro foi exilado, considerado pelo marechal do exército depois do golpe (Cidadão non grata). Morreu no exílio em um pequeno hotel em Paris dois anos após a proclamação da república, pois recusara o dote e o palacete que seus parentes em Portugal haviam lhe oferecido. O governo Francês insistiu para que fosse realizado um cortejo e funeral de estado apesar do desejo do próprio imperador e da Princesa Isabel por uma cerimônia simples. O cortejo foi acompanhado por cerca de 50mil pessoas apesar da chuva e contou com chefes de estados, presidentes, monarcas e representantes de diversos países do mundo. Incluindo lugares como japão e pérsia. Sob o seu travesseiro no caixão foram colocados um livro, para que mesmo na morte descansasse no conhecimento, e um saco com terra brasileira, terra que ele tanto amava e dedicou toda sua vida por, e para onde ele só voltaria duas décadas após sua morte.
20 anos depois, o túmulo de D. Pedro II foi recebido com louvor pelos brasileiros.
E por último e não menos importante, D. Pedro II é o Líder do Brasil no Civilization pelas edições Civ V e Civ VI.
Deixo aqui essas curiosidades sobre uma figura que acredito que devia ser mais estudado e lembrado por nós brasileiros.
Desculpe pelo long post.
submitted by oppadoesntlikeyou to brasil [link] [comments]


2019.08.23 23:52 lorenzoep Olha aí pato, fiz a arte de 10 personagens em pixel pra você usar na campanha. (foi de graça pra ti <3)

Olha aí pato, fiz a arte de 10 personagens em pixel pra você usar na campanha. (foi de graça pra ti <3)
O Gibraldino é um herói tradicional do povo, leal e bom. Nascido de família simples, demonstrou grande valor ao auxiliar a defesa de sua cidade contra um ataque de orcs. Rapidamente ganhou fama e reputação ajudando os mais necessitados e oprimidos. Gibraldino é um guerreiro campeão, causando dano massivo em seus oponentes.
Nosso grande herói Gibraldino
________________________________________________________________________________________________________________________________
Nascido nas regiões desérticas, Mansur consegue ser tão duro quanto um diamante bruto. Vendido como escravo durante a juventude, Mansur logo ganhou o cargo de segurança, devido seu porte físico, sendo treinado na arte do combate. Com o cumprimento de seu tempo de trabalho, Mansur finalmente recebeu sua liberdade, passando a atuar como mercenário.

O mercenário Mansur
________________________________________________________________________________________________________________________________
Dranator é um anão clássico clérigo da forja. Ao longo de sua vida, ele acumulou conhecimentos de diversas áreas, principalmente de matérias primas raras e suas utilidades para produção de itens de qualidade superior.
O anão Dranator
________________________________________________________________________________________________________________________________
Meu nome é Selatriel e tenho 217 anos. Gosto de melancia e de caminhadas ao ar livre. Trabalho como clérigo da natureza. Busco uma elfa caseira, que sonhe em ter 2 filhos e que goste de matar invasores da floresta sagrado. Interessadas mandar PM.
O elfo Selatriel
________________________________________________________________________________________________________________________________
Calcedon é um jovem e inexperiente guerreiro, recém elencado no rol dos guardas de sua cidade. De criação simples, Calcedon viveu sua vida inteira na cidade, tendo pouco conhecimento do mundo externo, e sem muita perspectiva de algo além da vida de guarda.
O menino Calcedon
________________________________________________________________________________________________________________________________
O cavaleiro negro é o cavaleiro negro. Mais que isso e ele cortará sua cabeça fora!
Cavaleiro negro
________________________________________________________________________________________________________________________________
Um cavaleiro que usa uma armadura de ouro. Vive em uma casa isolada da sociedade, atacando invasores de ser território. Não gosta de visitas e de pessoas fracas. Recebe o triplo de dano de itens feitos de bronze.
Cavaleiro de ouro
________________________________________________________________________________________________________________________________
Azabnir é membro de uma ordem de demônios infernais. Transportado para esse plano por acidente, matou seu invocador, e vide hoje na terra como um flagelo, focado em fazer o mal, espalhar a morte e causar destruição.
Paladino Azabnir
________________________________________________________________________________________________________________________________
Abdicado de sua própria vontade, o Paladino de Sune vive por batalhar pela beleza do mundo, defendendo tudo que ele considere belo e enfrentando abominações que encontre pelo caminho. Possivelmente terá relações positivas com o grupo, caso não hajam aberrações na party.
Paladino de Sune
________________________________________________________________________________________________________________________________
Nos mares que cercam o continente, um nome que causa tremor e pavor é o de Garibaldo. Responsável por inúmeros saques e naufrágios, ele é o criminoso mais procurado do reino, tendo uma grande recompensa por sua cabeça. Apesar disso, seus crimes continuam impunes, sempre protegido por seu bando de piratas, sendo o maior em atividade atualmente.
Pirata Garibaldo
________________________________________________________________________________________________________________________________
Muito provavelmente os olhos mais perspicazes do chat já devem ter percebido, inclusive você pato. A verdade é que Gibraldino e Garibaldo na verdade são primos, dividindo o laço de sangue por parte de pai. Para aqueles do chat que não perceberam as semelhanças, coloquei abaixo as fotos lado a lado.

Comparação entre nosso herói Gibraldino e o vilão Garibaldo
Espero que goste da brincadeira patinho xD
submitted by lorenzoep to patopapao [link] [comments]


2019.05.24 01:20 ricardoorganizacao Câncer de mama: dos primeiros sinais ao tratamento

que é Câncer de mama?
O câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve na mama como consequência de alterações genéticas em algum conjunto de células da mama, que passam a se dividir descontroladamente. Ocorre o crescimento anormal das células mamárias, tanto do ducto mamário quanto dos glóbulos mamários. Esse é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres em todo o mundo, sendo 1,38 milhões de novos casos e 458 mil mortes pela doença por ano, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). A proporção em homens e mulheres é de 1:100 - ou seja, para cada 100 mulheres com câncer de mama, um homem terá a doença. No Brasil, o Ministério da Saúde estima 52.680 casos novos em um ano, com um risco estimado de 52 casos a cada 100 mil mulheres. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Mastologia, cerca de uma a cada 12 mulheres terão um tumor nas mamas até os 90 anos de idade. Segundo o INCA, é que represente, em 2016, 28,1% do total dos cânceres da mulher.
Tipos
Existem diversos tipos e subtipos de câncer de mama. No geral, o diagnóstico leva em conta alguns critérios: se o tumor é ou não invasivo, seu tipohistológico, avaliação imunoistoquímica e seu estadio (extensão):
Tumor invasivo ou não
Um câncer de mama não invasivo, também chamado de câncer in situ, é aquele que está contido em algum ponto da mama, sem se espalhar para outros órgãos - a membrana que reveste o tumor não se rompe, e as células cancerosas ficam concentradas dentro daquele nódulo. Já o tipo invasivo acontece quando essa membrana se rompe e as células cancerosas invadem outros pontos do organismo. Todo câncer in situ tem potencial para se transformar em invasor.
Avaliação Imunoistoquímica
Também chamada de IQH, a avaliação imunoistoquímica para o câncer de mama avalia se aquele tumor tem os chamados receptores hormonais. Aproximadamente 65 a 70% dos cânceres de mama tem esses receptores, que são uma espécie de ancoradouro para um determinado hormônio. Existem três tipos de receptores hormonais: o de estrógeno, o de progesterona e o de HER-2. Esses receptores fazem com que o determinado hormônio seja atraído para o tumor, se ligando ao receptor e fazendo com que essa célula maligna se divida, agravando a doença.
A progesterona e o estrógeno são hormônios que circulam normalmente por nosso organismo, que podem se ligar aos receptores hormonais do câncer de mama, quando houver. Já o HER-2 (sigla para receptor 2 do fator de crescimento epidérmico humano) é um gene que pode ser encontrado em todas as células do corpo humano, que tem como função ajudar a célula nos processos de divisão celular. O gene HER-2 faz com que a célula produza uma proteína chamada proteína HER-2, que fica na superfície das células. De tempos em tempos, a proteína HER-2 envia sinais para o núcleo da célula, avisando que chegou o momento da divisão celular. Na mama, cada célula possui duas cópias do gene HER-2, que contribuem para o funcionamento normal destas células. Porém, em algumas pacientes ocorre o aparecimento de um grande número de genes HER-2 no interior das células da mama. Com o aumento do número de genes HER-2 no núcleo, ficará também aumentado o número de receptores HER-2 na superfície das células.
Tipo histológico do câncer de mama
O tipo histológico é como se fosse o nome e o sobrenome do câncer. Os tipos histológicos se dividem em vários subtipos, de acordo com fatores como a presença ou ausência de receptores hormonais e extensão do tumor. Os tipos mais básicos de câncer de mama são:
· Carcinoma ducta in situ: é o tipo mais comum de câncer de mama não invasivo. Ele afeta os ductos da mama, que são os canais que conduzem leite. Ele não invade outros tecidos nem se espalha pela corrente sanguínea, a membrana que reveste o tumor não se rompe, e as células cancerosas ficam concentradas dentro daquele nódulo mas pode ser multifocal, ou seja, pode haver vários focos dessa neoplasia na mesma mama. Caracteriza-se pela presença de um ou mais receptores hormonais na superfície das células.Todo câncer de mama in situ tem potencial para se transformar em invasor.
· Carcinoma ductal invasivo: ele também acomete os ductos da mama, e se caracteriza por um tumor que pode invadir os tecidos que os circundam. O câncer do tipo ductal invasivo representa de 65 a 85% dos cânceres de mama invasivos. Esse carcinoma pode crescer localmente ou se espalhar para outros órgãos por meio de veias e vasos linfáticos. Caracteriza-se pela presença de um ou mais receptores hormonais na superfície das células.
· Carcinoma lobular in situ: ele se origina nas células dos lobos mamários e não tem a capacidade de invasão dos tecidos adjacentes. Frequentemente é multifocal. O carcinoma lobular in situ representa de 2 a 6% dos casos de câncer de mama.
· Carcinoma lobular invasivo: ele também nasce dos lobos mamários e é o segundo tipo mais comum. O carcinoma lobular invasivo pode invadir outros tecidos e crescer localmente ou se espalhar. Geralmente apresenta receptores de estrógeno e progesterona na superfície das células, mas raramente a proteína HER-2.Tem maior de afetar as duas mamas.
· Carcinoma inflamatório: raramente apresenta receptores hormonais, podendo ser chamado de triplo negativo. Ele é a forma mais agressiva de câncer de mama – e também a mais rara. O carcinoma inflamatório se apresenta como uma inflamação na mama e frequentemente tem uma grande extensão. Ele também começa nas glândulas que produzem leite. As chances dele se espalhar por outras partes do corpo e produzir metástase é grande.
· Doença de Paget: é um tipo de câncer de mama que acomete a aréola ou mamilos, podendo afetar os dois ao mesmo tempo. Ele representa de 0,5 a 4,3% de todos os casos de carcinoma mamário, sendo portando uma forma mais rara. Ele é caracterizado por alterações na pele do mamilo, como crostas e inflamações – no entanto, também pode ser assintomático. Existem duas teorias para explicar a origem da doença de Paget da mama: as células tumorais podem crescer nos ductos mamários e progredir em direção à epiderme do mamilo, ou então as células tumorais se desenvolvem já na porção terminal dos ductos, na junção com a epiderme.
Estadiamento do câncer de mama
O câncer de mama é dividido em quatro estadios ou estágios, conforme a extensão da doença, que vão do 0 ao 4:
· Estadio 0: as células cancerosas ainda estão contidas nos ductos, por isso o problema é quase sempre curável
· Estadio 1: tumor com menos de 2 cm, sem acometimento das glândulas linfáticas da axila
· Estadio 3: nódulo com mais de 5 cm que pode alcançar estruturas vizinhas, como músculo e pele, assim como as glândulas linfáticas. Mas ainda não há indício de que o câncer se espalhou pelo corpo
· Estadio 4: tumores de qualquer tamanho com metástases e, geralmente, há comprometimento das glândulas linfáticas. No Brasil cerca de 60 a 70% dos casos são diagnosticado em estadio 3 ou 4.
Fatores de risco
Os principais fatores de risco para o câncer de mama são:
)
Histórico familiar
Os critérios para identificar o risco genético para a doença são:
· Dois ou mais parentes de primeiro grau com câncer de mama
· Um parente de primeiro grau e dois ou mais parentes de segundo ou terceiro grau com a doença
· Dois parentes de primeiro grau com esse tipo de câncer, sendo que um teve a doença antes de 45 anos
· Um parente de primeiro grau com câncer de mama bilateral
· Um parente de primeiro grau com a doença e um ou mais parentes com câncer de ovário
· Um parente de segundo ou terceiro grau com câncer de mama e dois ou mais com câncer de ovário
· Três ou mais parentes de segundo ou terceiro grau com a doença
· E dois parentes de segundo ou terceiro grau com câncer de mama e um ou mais com câncer de ovário.
Idade
As mulheres entre 40 e 69 anos são as principais vítimas. Isso porque a exposição ao hormônio estrógeno está no auge com a chegada dessa idade. A partir dos 50 anos, particularmente, os riscos entram em uma curva ascendente.
Menstruação precoce
A relação com a menstruação está no fato de que é no início desse período que o corpo da mulher passa a produzir quantidades maiores do hormônio estrógeno. Esse hormônio em quantidades alteradas facilita a proliferação desordenada de células mamárias, resultando em um tumor. Quanto mais intensa e duradoura é a ação do hormônio nas células mamárias, maior é a probabilidade de um tumor. Se a primeira menstruação ocorre por volta dos 9 ou 10 anos de idade, é porque os ovários intensificaram a produção do hormônio cedo e, assim, o organismo ficará exposto ao estrógeno por mais tempo no decorrer da vida.
Menopausa tardia
A lógica nesse caso é a mesma do caso acima - enquanto a menstruação não cessa, os ovários continuam a produzir o estrógeno, deixando as glândulas mamárias mais expostas ao crescimento celular desordenado.
Reposição hormonal
Muitas mulheres procuram a reposição hormonal para diminuir os sintomas da menopausa. Mas essa reposição - principalmente de esteroides, como estrógeno e progesterona - pode aumentar as chances. Na menopausa, os tecidos ficam ainda mais sensíveis à ação do estrógeno, já que os níveis desse hormônio estão baixos devido à ausência de sua produção pelo ovário. Como alternativa à reposição hormonal, é indicada a prática de exercícios físicos e uma dieta balanceada.
Colesterol alto
O colesterol é a gordura que serve de matéria prima para a fabricação do estrógeno. Dessa forma, mulheres que altos níveis de colesterol tendem a produzir esse hormônio em maior quantidade, aumentando o risco de câncer de mama.
Obesidade
O excesso de peso é um fator de risco para o câncer de mama principalmente após a menopausa. Isso porque a partir dessa idade o tecido gorduroso passa a atuar como uma nova fábrica de hormônios. Sob a ação de enzimas, a gordura armazenada nas mamas, por exemplo, é convertida em estrógeno. O alerta é mais sério para aquelas que apresentam um índice de massa corporal (IMC) igual ou superior a 30. A redução de apenas 5% do peso já cortaria quase pela metade os riscos de desenvolver alguns dos principais tipos da doença. A constatação é de pesquisadores do Centro de Prevenção Fred Hutchinson (EUA), com base na avaliação de dados de 439 mulheres acima do peso entre 50 e 75 anos de idade.
Ausência de gravidez
Mulheres que nunca tiveram filhos têm mais chances devido a ausência de amamentação. Quando a mulher amamenta, ela estimula as glândulas mamárias e diminui a quantidade de hormônios, como o estrógeno, em sua corrente sanguínea.
Saiba mais:
Tudo sobre emagrecimento saudável
Lesões de risco
Já ter apresentado algum tipo de alteração na mama não relacionada ao câncer de mama também pode aumentar as chances do surgimento de tumores. Dessa forma, pequenos cistos ou calcificações encontrados na mama, ainda que benignos, devem ser acompanhados com atenção.
Tumor de mama anterior
Pacientes que já tiveram câncer de mama têm mais chances de apresentar outro tumor - nesse caso é chamado de câncer recidivo ou que sofreu uma recidiva.
Sintomas
Sintomas de Câncer de mama
Os sintomas do câncer de mama variam conforme o tamanho e estágio do tumor. A maioria dos tumores da mama, quando iniciais, não apresenta sintomas.
Caso o tumor já esteja perceptível ao toque do dedo, é sinal de que ele tem cerca de 1 cm³ - o que já é uma lesão muito grande. Por isso é importante fazer os exames preventivos (como a mamografia) na idade adequada, antes do aparecimento deste e de qualquer outro sintoma do câncer de mama.
Veja os outros sinais possíveis do câncer de mama:
· Vermelhidão na pele, inchaço ou calor
· Alterações no formato dos mamilos e das mamas, principalmente as alterações recentes, é possível até que uma mama fique diferente da outra
· Nódulos na axila
· Secreção escura saindo pelo mamilo
· Pele enrugada, como uma casca de laranja
· Em estágios avançados, a mama pode abrir uma ferida.
Diagnóstico e Exames
Diagnóstico de Câncer de mama
Além da mamografia, ressonância magnética, ecografia e outros exames de imagem que podem ser feitos para identificar uma alteração suspeita de câncer de mama, é necessário fazer uma biópsia do tecido coletado da mama. Nesse material da biópsia é que a equipe médica identifica se as células são tumorosas ou não. Caso seja feito o diagnóstico, os médicos irão fazer o estudo dos receptores hormonais para saber se aquele tumor expressa algum ou não, além de sua classificação histológica. O tratamento vai ser determinado pela presença ou ausência desses receptores na célula maligna, bem como o prognóstico do paciente.
Na consulta médica
Chegando ao consultório com a mamografia suspeita para câncer de mama, o médico fará perguntas sobre seu histórico familiar da doença, idade, data de início da menstruação, se você já está na menopausa e outras questões relacionadas a fatores de risco. Depois, fará a análise da mamografia e da biópsia a fim de encontrar o diagnóstico.
Caso você já tenha recebido o diagnóstico, é importante tirar todas as suas dúvidas com o médico e não deixar nada escapar. Confira algumas dicas para aproveitar ao máximo a consulta:
· Se não entender o médico, peça que repita com termos mais simples ou usando desenhos
· Leve um caderno para a consulta e anote os pontos mais importantes e para levar dúvidas anotadas para as consultas
· Caso queira informações adicionais sobre seu caso, peça a seu médico que indique livros, sites ou artigos
· Prefira levar um acompanhante para ajudar na assimilação de novas informações.
Segue uma lista de perguntas importantes para fazer na consulta:
· Onde está a doença nesse momento e qual a sua extensão?
· Meu câncer é receptor de hormônio positivo ou negativo?
· Meu câncer é HER-2 positivo ou negativo?
· Quais são as opções de tratamento e como elas funcionam?
· Quais são os efeitos colaterais mais e menos comuns do tratamento?
· Como esse tratamento me beneficiará?
· Posso evitar os desconfortos do tratamento? Como?
· Qual a previsão de duração do tratamento?
· Precisarei visitar o médico e realizar exames com que frequência durante o tratamento? Quais exames serão necessários?
· Precisarei ficar internada?
· Precisarei seguir dieta específica?
· Posso fazer a reconstrução mamária? Como ficará minha mama?
· Posso apresentar linfedema? Quais são as chances?
· Meu câncer voltará? Quais são as chances?
· Para quem devo ligar se tiver dúvidas e problemas relativos ao tratamento?
· Quando terminar, quais serão os próximos passos?
· Eu tenho outras doenças concomitantes que afetam a minha capacidade de tolerar tratamentos?
· Há alguma recomendação especial para esse momento?
Tratamento e Cuidados
Tratamento de Câncer de mama
Existem diversos tratamentos para o câncer de mama, que podem ser combinados ou não. Todo câncer deverá ser retirado com uma cirurgia, que pode retirar parte da mama ou ela toda – entretanto, em alguns casos pode ser que a cirurgia seja combinada com outros tratamentos.
O que vai determinar a escolha do tratamento é a presença ou ausência de receptores hormonais, o estadiamento do tumor, se já apresenta o diagnóstico com metástase ou não.
Outro fator determinante para o tratamento é a paciente e qual o seu estado de saúde e época da vida. Tratar o quadro em uma mulher de 45 anos, saudável, é completamente diferente de fazer o tratamento em uma mulher com 80 anos e doenças relacionadas – ainda que o tipo e extensão do câncer sejam exatamente iguais. Nesse caso, deve ser levado em conta o impacto dos tratamentos e se eles irão interferir na qualidade de vida da paciente. Os tratamentos são divididos entre terapia local e terapia sistêmica:
Terapia local de câncer de mama
O câncer de mama tratado localmente será submetido a uma cirurgia parcial ou total seguida de radioterapia:
· Cirurgia: é a modalidade de tratamento mais antiga. Quando o tumor se encontra em estágio inicial, a retirada é mais fácil e com menor comprometimento da mama
· Radioterapia: terapia que usa radiação ionizante no local do tumor. É muito utilizada para tumores que ainda não se espalharam e não metástases, para os quais não é necessária a retirada de grande parte da mama. A radioterapia também pode ser usada nos casos em que o câncer de mama não pode ser retirado completamente com a cirurgia, ou quando se quer diminuir o risco de o tumor voltar a crescer. Dura aproximadamente um mês.
Terapia sistêmica do câncer de mama
O tratamento sistêmico se faz com um conjunto que medicamentos que serão infundidos por via oral ou diretamente na corrente sanguínea. Em ambos os casos, o tratamento não é feito de forma local – ou seja, o medicamento irá circular por todo o organismo, inclusive onde o tumor se encontra. Há três modalidade de terapia sistêmica:
· Quimioterapia: tratamento que utiliza medicamentos orais ou intravenosos, com o objetivo de destruir, controlar ou inibir o crescimento das células doentes. A quimio pode ser feita antes ou após a cirurgia, e o período de tratamento varia conforme o câncer de mama e a paciente
· Hormonioterapia: tem como objetivo impedir a ação dos hormônios que fazem as células cancerígenas crescerem. A hormonioterapia, portanto, só poderá ser utilizada em pacientes que apresentam pelo menos um receptor hormonal em seu tumor. Essa terapia no geral é feita via oral, e as drogas agem bloqueando ou suprimindo os efeitos do hormônio sobre o órgão afetado
· Imunoterapia: também conhecido como terapia anti HER-2, essa modalidade é constituída de drogas que bloqueiam alvos específicos de determinadas proteínas ou mecanismo de divisão celular presente apenas nas células tumorais ou presentes preferencialmente nas células tumorais. São medicamentos ministrados geralmente via oral. Quando o tumor expressa a proteína HER-2 em grande quantidade, por exemplo, são utilizadas drogas que irão destruir essas células especificamente. Existem outras proteínas ou processos celular que podem se acentuar no tumor e intensificar seu crescimento, e as drogas da terapia alvo irão agir nesses pontos específicos.
Caso o tumor tenha grande extensão, pode ser que o médico recomende uma terapia sistêmica inicialmente, para diminuir o tamanho do câncer de mama e assim fazer a cirurgia parcial. Se o câncer apresentar metástases, a terapia sistêmica também é indicada, já que as drogas agem no corpo inteiro, encontrando focos do tumor e eliminando. A escolha do tratamento tem que levar em conta a curabilidade da doença e a tolerância à toxicidade do tratamento (algumas mulheres não podem se expor a tratamentos muito severos durante um longo período). Pacientes que sofreram metástases deverão se submeter ao algum tratamento sistêmico para o resto da vida, além do acompanhamento clínico.
Complicações possíveis
Entre as complicações está a recidiva, que é a volta de um tumor já tratado. A recidiva do câncer de mama ocorre nos dois ou três primeiros anos após a retirada do tumor, por isso é necessário fazer um acompanhamento próximo nesse período, com mamografias regulares em intervalos de seis meses ou anualmente mais análise clínica do paciente. O tumor também pode invadir outros tecidos e se espalhar pela circulação sanguínea ou linfática, atingindo outros órgãos como fígado e ossos - causando as chamadas metástases. Se o câncer for metastático, o tratamento deve ser sistêmico e acompanhado também individualmente.
Além disso, há os efeitos colaterais das terapias. Após a cirurgia, é necessário acompanhamento com médico e fisioterapeuta para evitar o rompimento dos pontos e necrose de tecidos - também é importante manter a higienização do local para evitar infecções. A cirurgia também envolve a modificação e pode causar uma série de alterações psicológicas na paciente, além das físicas.
A hormonioterapia pode piorar os sintomas da menopausa, favorecer a osteoporose, aumentar o risco de trombose e coágulos nas pernas - entretanto, esses efeitos colaterais são raros e as pacientes no geral tem uma alta tolerância ao tratamento.
Durante a quimioterapia a mulher pode sofrer infecções bucais, queda de cabelo, diarreia, náuseas e baixa imunidade temporária. Algumas quimioterapias também pode afetar a saúde cardiovascular - por isso é importante o acompanhamento com cardiologista. O sistema reprodutor também pode ser afetado, por isso, se você estiver em idade reprodutiva e pretende ter filhos, discuta com seu médico e parceiro(a) a possibilidade de se fazer o congelamento de óvulos. A queda dos cabelos é efeito mais comum da quimioterapia e não é controlável - isso porque o tratamento irá matar tudo aquilo que está crescendo. Dessa forma, além da queda de cabelo, pode ser que você perceba as unhas mais fracas também.
A terapia anti HER-2 tem menos efeitos colaterais, mas pode induzir uma toxicidade no coração - por isso, muita atenção com o cardiologista se optar por esse tratamento. Os anticorpos monoclonais, ligando-se às células cancerígenas e destruindo-as especificamente, apresentam geralmente menor grau de toxicidade que os quimioterápios convencionais. Ainda sim, pode gerar efeitos como falta de ar, sensação de calor, queda da pressão arterial e rubor. Notifique imediatamente a equipe que te atende ao sinal desses sintomas. Normalmente, esses efeitos diminuem nas administrações posteriores. Já a radioterapia pode causar cansaço e queimaduras leves na pele que voltam ao normal com o fim da terapia.
Convivendo (prognóstico)
Câncer de mama tem cura?
A maior chance de cura é por meio do diagnóstico precoce. Um tumor diagnosticado no estadio 0 ou 1 chega a ter mais 90% de chance de cura. Já um câncer de mama no estadio 3 ou 4 tem de 30 a 40% de chance de cura total. Mas isso não é motivo para desistir ou achar que o seu caso não tem cura – com o tratamento adequado e força de vontade, todo o obstáculo é transpassado. Mesmo cânceres em estadios mais avançados podem responder bem ao tratamento, podendo ser operados e retirados completamente. Por isso é importante conversar com seu médico e sempre buscar novas formas de lidar com a doença.
Convivendo/ Prognóstico
O prognóstico do câncer de mama depende de todas as características do tumor e paciente, como também da disponibilidade das drogas adequadas. No Brasil ainda não está disponível a terapia anti HER2 para doença metastática, por exemplo. Além disso, 40% das mulheres com câncer no geral que precisam de radioterapia não recebem o tratamento porque não tem equipamentos suficientes no país para suprir a demanda. Esse tipo de complicação pode piorar o prognóstico de uma paciente, que fica dependente de uma fila de espera ou então precisa se inscrever em programas internacionais. Existem modelos matemáticos que ajudam a estimar o risco de recidiva nos próximos dez anos – mas seus resultados não são 100% corretos ou perfeitos. Existem métodos mais modernos que avaliam o tumor da paciente em sua composição genética, individualmente. Com base na avaliação dos genes do tumor da paciente faz-se um prognóstico individualizado e o benefício que qualquer tratamento vai trazer para a cura do câncer de mama. Entretanto, esses testes são mais sofisticados e não precisam ser enviados para fora do país para avaliação.
O tratamento também envolve uma serie de cuidados e práticas para minimizar os efeitos das terapias:
Como minimizar os efeitos adversos da quimioterapia?
· Náuseas e vômitos: consuma alimentos de fácil digestão e converse com seu oncologista sobre a necessidade da utilização de antieméticos.
· Planeje a alimentação: algumas pessoas sentem-se bem comendo antes da quimioterapia e outras, não – nesse caso, o hábito varia conforme a necessidade da paciente com câncer de mama. Entretanto, deve-se sempre aguardar pelo menos uma hora após a sessão para consumir qualquer alimento ou bebida.
· Coma devagar: consuma pequenas refeições, cinco ou seis vezes por dia, em vez de três grandes refeições, evitando ingerir líquidos enquanto come. Isso evite enjoos e vômitos.
· Prefira alimentos frescos e evite consumi-los muito quentes
· Evite alimentos e bebidas fortes, como café, peixe, cebola e alho. Eles também favorecem os vômitos.
Cuidados durante a radioterapia
O radioterapeuta e a equipe de enfermagem debem orientá-la sobre os cuidados específicos que deverão ser adotados durante o tratamento de radioterapia. Esses cuidados variam muito de acordo com a região a ser irradiada.
· Pele: lave a pele irradiada com sabão suave e água morna. Tente não coçar nem esfregar a área.
· Pomada: aplique pomadas ou cremes sobre a pele somende com aprovação médica.
· Prefira roupas folgadas e confortáveis e se possível cubra a região irradiada com roupas claras.
Mais do que viver, a paciente pode viver bem, cuidando de si própria com carinho e atenção. Para ajudar as pacientes nesse desafio, é cada vez mais comum a abordagem multidisciplinar para o câncer de mama, com apoio de dentistas, nutricionistas, fisioterapeutas, enfermeiros, psicólogos, preparadores físicos e etc.
Fisioterapia para câncer de mama
Ela promove a independência funcional da paciente, permitindo que realize as atividades que deseja sozinha e sem inconveniências. Proporciona alívio da dor e reduz a necessidade do uso de analgésicos. Geralmente o tratamento é indicado após a cirurgia.
Nutrição
O acompanhamento nutricional ajuda a prevenir a perda de peso e a desnutrição durante o tratamento. Além disso, ele ajuda a paciente com câncer de mama a seguir as restrições dietéticas corretas para evitar possíveis efeitos colaterais do tratamento.
Exercícios físicos e câncer de mama
Não importante a atividade - o que importa é praticar. A atividade física ajuda a "mandar" a fadiga embora, aumenta a energia, a disposição e a autoestima, além de proporcionar convívio social.
· Depois da cirurgia: converse com seu médico sobre o retorno às atividades físicas. Isso varia de acordo com o tempo de recuperação esperado para cada procedimento e estado paciente.
· Algumas pacientes podem apresentar queda de imunidade durante o tratamento, o que pode ocasionar infecções oportunistas. Por isso, não se recomendam atividades com a natação – já o contato com a água da piscina pode favorecer infecções.
· Caso a ideia seja frequentar uma academia de ginástica, opte pela atividade supervisionada por um profissional de educação física. Relate seu caso, para que ele indique a série de exercícios mais adequada.
Sexualidade e sensualidade
Durante o tratamento do câncer de mama, diversas situações como diminuição da libido, alterações hormonais e incômodos emocionais podem influenciar diretamente no seu comportamento sexual. É importante que entenda que esses transtornos são causados por situações físicas que você está enfrentando e não tem a ver o que você é em essência. Tente resgatar nesse período a sensualidade que há em você – mas tudo em seu tempo.
· Fale com seu parceiro ou parceira: converse sobre a diminuição da libido para que a pessoa não se sinta rejeitada e confusa com seu possível desinteresse sexual. A comunicação aberta poderá ajudar a buscar maneiras criativas de despertas a sua libido.
· Fale com seu oncologista: seu médico pode prescrever medicamentos para combater os efeitos colaterais do tratamento, motivos que levam ao desinteresse sexual.
· Fale com um psicólogo: o profissional pode ajudar identificando e tratando os obstáculos emocionais que colaboram com o desinteresse sexual.
Cuidados com a autoestima
A queda de cabelos e a mastectomia são os pontos que mais podem afetar a autoestima da paciente. Tente não se render a esses sentimentos e procure saídas para esses incômodos, que são pequenos perto da sua qualidade de vida e da luta que você está travando. Você pode guardar os fios naturais para aplicar em rabo de cavalo quando cabelos voltarem a crescer, ou então comprar perucas e usar lenços coloridos, refletindo sua personalidade. Busque outras atividades que façam você se sentir bem, como cursos de uma área que você se interesse. Tudo vale para reconquistar a autoconfiança ou então não deixar que ela se vá.
Administrando sentimentos
O câncer de mama pode gerar uma série de sentimentos, diversos altos e baixos. Isso tudo é normal – o ser humano é cheio de emoções e a doença pode maximizar esse aspecto. Entenda que alguns dias serão melhores que outras, mas não permita que o mais estar se instale. O importante é que você não se desespere em meio aos sentimentos que experimenta. Se você perceber algum sinal de depressão, como tristeza profunda, falta de sono e apetite, insegurança e desânimo, converse com seu oncologista sobre o assunto. Ele poderá recomendar uma visita ao psicólogo.
Impacto do câncer de mama na minha vida
· Casa: se você ainda não divide a tarefas com seu parceiro (a) e filhos, essa é a hora para determinar novas funções. Durante o tratamento pode ser que você se sinta indisposta, e todo o apoio é importante nesse sentido.
· Trabalho: se você se sentir disposta e com vontade de trabalhar, vá em frente - isso ajudará a manter o convívio social e atrelará compromissos a sai vida que não estão relacionados com o tumor. Porém, em alguns momentos, você poderá se sentir debilitada e pode ser que opte por deixar o trabalho.
· Vida financeira: seu orçamento pode ficar abalado caso você precise parar de trabalhar, mais as despesas do tratamento. Saiba que é possível requisitar auxílio-doença e não se envergonhe se precisar pedir ajuda a um parente ou amigo mais próximo. Rever os gastos durante esse período também é essencial.
Conversando com seus filhos
· A pessoa mais indicada para contar é você. Fale o mais rápido possível, para não criar um clima de omissão. Além disso, evite omitir a palavra câncer ou tratar o câncer de mama como um tabu. Isso somente criará medo em torno da doença
· Você não precisa contar detalhes da doença, mas esteja preparada para questionamentos
· Explique os efeitos colaterais da doença do tratamento, que é normal você ficar mais triste em alguns momentos, que é normal a queda de cabelos e outros efeitos. Isso evite choques.
· Seus filhos poderão apresentar mudanças de comportamento e desempenho na escola. É importante que o educador saiba lidar com isso e tenha liberdade de comentar com você se algo diferente ocorrer.
· Se sentir a necessidade, busque apoio de um psicólogo familiar.
Conversando com seu marido ou companheiro
O seu companheiro ou companheira é a pessoa que, assim como os filhos, estará mais próxima de você nesse momento. Conversem francamente sobre as demandas que surgirão e peça ajuda para enfrentar a doença.
Reconstrução de mama
Passível de ser realizada em quase todas as pacientes porém há dificuldade de acesso nas pacientes do SUS principalmente por fatores econômicos. Para quem não tem acesso, é recomendado o uso de prótese externa afim de equilibrar um pouco do peso sobre a coluna e principalmente para alívio estético e maior liberdade para vestimenta da paciente.
Prevenção
Prevenção
A prevenção do câncer de mama pode ser dividida em primária e secundária: a primeira envolve a adoção de hábitos saudáveis, e a segunda diz respeito a realização de exames de rastreamento, a fim de fazer o diagnóstico precoce:
Exercícios
Um estudo publicado no Journal of the National Cancer Institute apontou que adolescentes praticantes de exercícios físicos intensos diminuem as chances de sofrer de câncer de mama na fase adulta em até 23%. Nessa análise, a prática de atividade física deveria começar por volta dos 12 anos e durar por pelo menos dez anos para que a proteção contra a doença seja notada. Os exercícios são capazes de reduzir os níveis de estrógeno, hormônio relacionado ao risco de câncer. A prática de exercícios também diminui o estresse e ajuda no controle do peso, fatores que também influenciam no desenvolvimento do tumor. É importante na prevenção do câncer e na prevenção da recidiva.
Amamentação
Mulheres que amamentam os seus filhos por, pelo menos, seis meses, têm 5% menos chances de desenvolver a doença. Quando a mulher amamenta, ela estimula as glândulas mamárias e diminui a quantidade de hormônios, como o estrógeno, da sua corrente sanguínea.
Dieta balanceada
Manter uma dieta adequada ajuda no controle do peso, na prevenção de doenças crônicas e melhora a saúde como um todo. Além disso, um corpo saudável trabalha melhor, prevenindo o surgimento de tumores. Mulheres que consomem vegetais com frequência têm até 45% menos chances de desenvolver câncer de mama, de acordo com um estudo realizado pela Boston University. Alimentos como brócolis, mostarda, couve e hortaliças verdes são ricos em glucosinolatos, que são aminoácidos com um papel importante na prevenção e tratamento.
Estresse
Mulheres que vivem uma rotina muito agitada e estressante têm quase o dobro de chances de desenvolver câncer de mama, quando relacionada a outros fatores de risco. Técnicas de respiração, meditação e relaxamento, praticadas em Tai Chi e ioga, ajudam a controlar o estresse e a ansiedade.
Álcool
O consumo de apenas 14 gramas de álcool por dia pode aumentar as chances de câncer de mama em 30%. O mecanismo de ação pelo qual o consumo de álcool aumenta esse risco ainda permanece desconhecido, mas sabemos que ele influencia as vias de sinalização do estrógeno.
Controle do peso
Ao atingir a menopausa, mulheres com sobrepeso ou obesidade correm mais risco de desenvolver o tumor. E mais: o excesso de peso ainda aumenta as chances do câncer ser mais agressivo.
Faça a mamografia
A maioria das mulheres devem começar a fazer mamografias anualmente após os 50 anos, mas, para quem tem histórico familiar de câncer de mama, o exame deve começar 10 antes do caso mais precoce na família. Assim se um parente próximo teve esse tipo de câncer aos 40, é preciso começar a fazer mamografias anualmente a partir dos 30 anos. Fazer a mamografia anualmente em idade adequada pode reduzir a morte por câncer de mama em até 30%, segundo um estudo publicado na revista Radiology.
Mais sobre Câncer de mama
Seus direitos
· Reabilitação profissional: o serviço da Previdência Social visa readaptar ou reeducar o profissional para o retorno ao trabalho, com o fornecimento de materiais necessários à reabilitação (tais como taxas de inscrição em serviços profissionalizantes e auxílios para transporte e alimentação). Todos os segurados da Previdência têm direito à reabilitação.
· Auxílio-doença: você terá direito ao benefício mensal desde que fique por mais de 15 dias com incapacidade para o trabalho atestada por perícia médica da Previdência Social e que tenha contribuído com o INSS por no mínimo 12 meses (embora haja exceções). Compareça pessoalmente ou por intermédio de procurador a uma agência da Previdência Social, preencha o requerimento, apresente a documentação exigida e agende a perícia. O auxílio-doença deixará de ser pago quando você recuperar a capacidade para o trabalho, ou caso o direito se reverta em aposentadoria por invalidez.
· Aposentadoria por invalidez: você terá direito ao benefício se for segurada da Previdência Social e a perícia constatar que está incapacitada permanentemente par ao trabalho. Via de regra, é preciso ter contribuído com o INSS por, no mínimo, 12 meses para obter o benefício. Compareça pessoalmente ou por procurador a uma agência da Previdência Social, preencha o requerimento, apresente a documentação exigida e agende a perícia. Você ainda pode requerer o auxílio-doença pela internet, no site da Previdência Social ou pelo telefone gratuito 135.
· Isenção de imposto de renda: você tem direito à isenção do imposto de renda sobre os valores recebido a título de aposentadoria, pensão ou reforma, inclusive as complementações recebidas de entidades privadas e pensões alimentícias, mesmo que a doença tenha sido adquirida após a concessão da aposentadoria, pensão ou reforma. Procure o órgão responsável pelo pagamento da aposentadoria, pensão ou reforma e solicite a isenção do imposto de renda que incide sobre esses rendimentos.
· IPTU: não existe uma legislação nacional que garanta a isenção do IPTU para pessoas com determinadas patologias, como o câncer de mama, mas, como se trata de um imposto municipal, algumas cidades já garantes a isenção. Informe-se na Secretaria de Finanças do seu município.
· Cirurgia de reconstrução mamária: você tem direito a realizar a cirurgia reparadora gratuitamente, tanto pelo SUS como pelo plano de saúde. Se estiver em tratamento no SUS, exija o agendamento da cirurgia no próprio local e, se não estiver, dirija-se a uma Unidade Básica de Saúde e solicite seu encaminhamento para uma unidade especializada em reconstrução mamária. Pelo Plano de Saúde, consulte um cirurgião credenciado.
Compartilhando a experiência
A solidão pode ser um sentimento que assola a paciente com câncer de mama. Mas lembre-se que você não está sozinha. Peça ajuda, compartilhe sua experiência, procure centros e locais que façam terapia em grupo. Dissemine seu conhecimento e sua luta contra o câncer de mama e ajude a quebrar o estigma que existe em torno da doença. Incentive as mulheres a fazer a mamografia, converse com suas amigas e colegas sobre a importância do exame. Relate sua experiência para entidades de apoio ao paciente ou crie um blog para dividir suas questões com os leitores.
Perguntas frequentes
Qual a porcentagem de cânceres de mama que acontecem por conta da mutação genética?
A população geral tem cerca de 10 a 12% de riscos de desenvolver a doença. De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia, a presença da mutação entre os casos de câncer de mama gira em torno de 5 a 10%, sendo que 5% de todos os cânceres de mama são de mulheres com a mutação genética BRCA. Por isso, a maneira mais segura de tratar e prevenir é visitar o seu mastologista, quando indicado, e seguir suas orientações.
Uma pessoa que tem risco comprovado para câncer de mama pode fazer uma mastectomia preventiva?
Uma mulher com alto risco pode, sim, optar por fazer a mastectomia preventiva. A mastectomia preventiva mamária consiste na retirada da região interna da mama - ou seja, da glândula mamária juntamente com os ductos mamários - que são os locais onde pode acontecer a formação de um tumor. Com a retirada do interior da mama, os riscos de câncer reduzem em até 90%. As chances do câncer ainda existem porque 10% do tecido mamário é preservado para a nutrir a pele, auréola e mamilo. Na cirurgia sempre serão removidas as duas mamas, daí a denominação de dupla mastectomia preventiva.
Existem também tratamentos que usam os chamados anti-hormônios ou moduladores hormonais, que inibem a produção de estrógeno e impedem as células da mama de se multiplicarem. Esse tratamento, no entanto, é recomendado apenas para cânceres de mama hormonais - ou seja, que acontecem ou podem acontecer em decorrência de alterações hormonais - não sendo indicado para pessoas que tem o risco genético, por exemplo.
Para pacientes com risco genético, uma alternativa é redobrar a atenção e acompanhamento da mamas, partindo para exames de rastreamento, como ultrassom de mamas e mamografias, em intervalos de tempos mais curtos, a cada seis meses, por exemplo, dependendo do que o seu médico considerar mais seguro. O objetivo nesse caso é identificar o câncer numa fase muito precoce e iniciar o tratamento adequado a partir desse diagnóstico.
submitted by ricardoorganizacao to u/ricardoorganizacao [link] [comments]


2019.04.02 08:47 battriptothemoon [Desabafo] Estou com meu pai que está internado já fazem 10 dias

Bem esse post é uma forma de desabafar aqui de madrugada. Não me importo muito de perder o anonimato nele. E não tem nenhum tipo de zueira com era das máquinas ou algo assim.
Sábado dia 23 pela noite meu pai caiu no trabalho. A princípio achei que era algo simples e como eu trabalho em São Paulo e eles vivem no interior minha mãe que estava cuidando dele. Quando entendi a gravidade do problema resolvi vir ajudar a cuidar dele.
O quadro dele é bem estável, fala, anda, se alimenta e vai ao banheiro. Mas ele tem convulsões muito fortes e o lado esquerdo do corpo ficou um pouco comprometido. Inicialmente as convulsões eram de 4 a 6 por dia, agora estão de 1 a 2 por dia. Ele já tratava um tumor na hipófise então desde o início essa era a nossa suspeita.
A princípio foi difícil conseguir fazer os exames até mesmo pela precariedade do hospital da cidade dos meus pais. A máquina quebrou, o plano não liberava. Quando tivemos o resultado o neurologista falou que o tumor tinha aumentado e que iria precisar fazer cirurgia com emergência. Mas ao ler o laudo da ressonância e comparar com as anteriores tanto o tamanho quanto a descrição do tumor parecia estar exatamente igual. Questionei outros médicos da cidade mas nenhum de fato falou que estava igual, explicando que a diferença estava apenas na imagem e que o laudo seria um resumo apenas.
Apesar de não acreditar fomos atrás de uma ambulância para levar ele até uma cidade próxima maior. Estava certo que o neurologista estava errado mas sabia que o neurocirurgião iria avaliar o caso e apontar que o tumor estava estável. Como previsto o neurocirurgião descartou a cirurgia e passou o caso para um neurologista daqui. Desde sexta que chegamos a mesma neurologista vem cuidando do caso diferente da situação anterior que eram plantonistas com raras visitas do neurologista.
A médica reviu vários exames dele, já que ele sempre acompanhou esse tumor, e encontrou apenas em um uma referência a um angioma. Ela disse que um angioma explicaria as convulsões e o comprometimento neurológico.
Após um tempo minha mãe lembrou que um médico falou que ele teve um episódio de dor de cabeça muito forte e uma única convulsão. Na época o médico disse que tinha sido uma pequena veia que estourou no cérebro por causa da pressão alta. Mas acabamos deixando isso de lado pois infelizmente foi a época em que meu avô teve o sexto e sétimo infarto e acabou falecendo. Ele nunca mais teve nada assim e o tratamento com o endocrinologista seguiu normalmente acompanhando o tumor.
Bem agora estamos aguardando alguns exames e a neurologista quer uma avaliação novamente junto ao neurocirurgião. Eu estou confiante no trabalho dela.
A dica que eu dou é anotem todos os casos de idas ao médico. Marquem dia, remédios prescritos tudo que for possível. Não apenas as coisas que tratam. Pode parecer que foi um descaso ou algo assim no caso dele mas eu sei que é bem normal isso.
submitted by battriptothemoon to brasil [link] [comments]


2019.04.01 05:29 noraroo MI historia paranormal

Hola, mi nombre es felipe y soy de Colombia. Soy una persona que por mi carrera no suele creer en cosas sin fundamento pero lo que me ha ocurrido a lo largo de mi vida, solo me deja pensando que tal vez la ciencia no es capaz de explicar ciertas cosas. Cuando tenia unos 8 años vivía en un conjunto residencial un poco campestre, como cualquier niño de los 90 salia todos los días después de la escuela para jugar con mis amigos; normalmente juegos como la lleva, escondidijo o policías y ladrones. Esto no seria nada extraño si no hasta una noche donde al esconderme en una casa en construcción me vi involucrado en un fenómeno demasiado extraño, cuando estaba allí no se veía mucho, ya que eran mas de las 9 de la noche y era una zona que no estaba bien iluminada por lo que opte por esconderme en lo que supongo seria un baño o armario y donde pase unos 15 minutos sin que pasara nada hasta que en un momento escuche un grito lejano de una mujer y una moneda caer por lo que salí a asomarme y ver si había alguien pero al no ver a nadie regrese al mismo lugar pero ya con la inquietud de que algo estaba cerca por lo que a los minutos volví a asomar la cabeza para ver si veía algo solo que esta vez me encontré con algo que al día de hoy solo puedo interpretar como un ser extradimensional pasando a nuestro plano, por que lo digo?. muy simple, se debe a que en una pared que estaba cubierta en su totalidad por la oscuridad normal de la noche había una sombra mas oscura casi corpórea de al menos 2 metros con el contorno de una persona, solo que a esta solo se le distinguía desde la cintura para arriba, así como dos cachos y estando el derecho quebrado por la mitad, ademas estaba señalándome con su mano derecha mientras lo rodeaba un sinnumero de púas o chuzos blancos brillantes como la luz de farola tratando de atravesarlo, lo único que pude hacer fue huir. el problema? todo cambio desde ese día, empece a soñar frecuentemente que luchaba con demonios, ademas me empezaron a acechar los hombres sombras los empece a ver en mi cuarto todas las noches siempre dos rondando las paredes o pasando por las ventanas, empece a escuchar ruidos extraños, a volverme mas sensible en las noches y a ciertas energías y como si fuera poco me logre desdoblar.

Durante años sufrí con esos acontecimientos y normalmente me seguían a donde fuera pero con el tiempo deje de termerles y empece a confrontarlos, esto paso incluso cuando empece la universidad y donde me aleje en su totalidad de la religión , allí tenia sueños extraños y me di cuenta que era lucido en mis sueños, el problema empezó una noche cuando en un sueño conocí un ser que solo puedo describirlo como perfecto, era tan brillante y tentador pero por alguna razón estaba acompañado por un pequeño ser parecido a un demonio a su izquierda que tenia una hoz y me invitaba con sus brazos que me hiciera a su lado derecho pero yo al acercarme opte por tomar la hoz y cortarlos a ambos, esto llevo que fuera expulsado de mi sueño a un estado que llamo la nada un mundo blanco. luego de ese evento, mas o menos 2 meses tuve otro sueño, la diferencia de este era que 1. era en el mundo blanco 2. yo era un espectador de mi mismo dentro del sueño 3. habían dos seres de luz como los del primer sueño que me miraban con hostilidad y 4. había otro ser, uno oscuro, negro, horrible, repulsivo y asqueroso; pero este hablaba conmigo y me advertía de algo (que ? no lo se, como digo era solo un espectador de una escena) que luego de terminar la conversación salio volando y riendo, mientras que los seres de luz se me acercaron y golpearon. lo extraño fue que al despertar estaba dolido en todo el cuerpo como si me hubiesen golpeado, tenia varios morados y me faltaba el aire. después de eso pregunte a varios conocidos y de todo lo que me dijeron me quede con dos posibilidades 1. enfrentaba mis demonios internos 2. tengo un aura tan fuerte que atraigo muchas cosas pero a su vez las repelo y a esto se le suma que no creo en la religión . con los años me ha tocado ver cosas extrañas en el campo y en otros lugares cuando voy de visita. hoy en día solo tengo 24 años y esos últimos eventos pasaron hace no menos de 3 años. si alguno puede decirme que me pasa seria de gran ayuda.

Pd. Alguna vez han tenido la sensación de que si te desdoblas o vas al mundo astral te pasara algo malo?. porque yo si, como dije empece a ser mas sensible y dentro de eso cabe resaltas que aprendí a dejar la mente en blanco y relajarme al punto donde solo es necesario proyectarse para entrar al mundo astral, solo que cada vez que lo hago siento esa urgencia de parar porque presiento que no regresare.
submitted by noraroo to Miedo [link] [comments]


2018.12.29 18:18 sorvetegatinho A causa secreta

Garcia, em pé, mirava e estalava as unhas; Fortunato, na cadeira de balanço, olhava para o teto; Maria Luísa, perto da janela, concluía um trabalho de agulha. Havia já cinco minutos que nenhum deles dizia nada. Tinham falado do dia, que estivera excelente, - de Catumbi, onde morava o casal Fortunato, e de uma casa de saúde, que adiante se explicará. Como os três personagens aqui presentes estão agora mortos e enterrados, tempo é de contar a história sem rebuço.
Tinham falado também de outra coisa, além daquelas três, coisa tão feia e grave, que não lhes deixou muito gosto para tratar do dia, do bairro e da casa de saúde. Toda a conversação a este respeito foi constrangida. Agora mesmo, os dedos de Maria Luísa parecem ainda trêmulos, ao passo que há no rosto de Garcia uma expressão de severidade, que lhe não é habitual. Em verdade, o que se passou foi de tal natureza, que para fazê-lo entender é preciso remontar à origem da situação.
Garcia tinha-se formado em medicina, no ano anterior, 1861. No de 1860, estando ainda na Escola, encontrou-se com Fortunato, pela primeira vez, à porta da Santa Casa; entrava, quando o outro saía. Fez-lhe impressão a figura; mas, ainda assim, tê-la-ia esquecido, se não fosse o segundo encontro, poucos dias depois. Morava na rua de D. Manoel. Uma de suas raras distrações era ir ao teatro de S. Januário, que ficava perto, entre essa rua e a praia; ia uma ou duas vezes por mês, e nunca achava acima de quarenta pessoas. Só os mais intrépidos ousavam estender os passos até aquele recanto da cidade. Uma noite, estando nas cadeiras, apareceu ali Fortunato, e sentou-se ao pé dele.
A peça era um dramalhão, cosido a facadas, ouriçado de imprecações e remorsos; mas Fortunato ouvia-a com singular interesse. Nos lances dolorosos, a atenção dele redobrava, os olhos iam avidamente de um personagem a outro, a tal ponto que o estudante suspeitou haver na peça reminiscências pessoais do vizinho. No fim do drama, veio uma farsa; mas Fortunato não esperou por ela e saiu; Garcia saiu atrás dele. Fortunato foi pelo beco do Cotovelo, rua de S. José, até o largo da Carioca. Ia devagar, cabisbaixo, parando às vezes, para dar uma bengalada em algum cão que dormia; o cão ficava ganindo e ele ia andando. No largo da Carioca entrou num tílburi, e seguiu para os lados da praça da Constituição. Garcia voltou para casa sem saber mais nada.
Decorreram algumas semanas. Uma noite, eram nove horas, estava em casa, quando ouviu rumor de vozes na escada; desceu logo do sótão, onde morava, ao primeiro andar, onde vivia um empregado do arsenal de guerra. Era este que alguns homens conduziam, escada acima, ensangüentado. O preto que o servia acudiu a abrir a porta; o homem gemia, as vozes eram confusas, a luz pouca. Deposto o ferido na cama, Garcia disse que era preciso chamar um médico.
Garcia olhou: era o próprio homem da Santa Casa e do teatro. Imaginou que seria parente ou amigo do ferido; mas rejeitou a suposição, desde que lhe ouvira perguntar se este tinha família ou pessoa próxima. Disse-lhe o preto que não, e ele assumiu a direção do serviço, pediu às pessoas estranhas que se retirassem, pagou aos carregadores, e deu as primeiras ordens. Sabendo que o Garcia era vizinho e estudante de medicina pediu-lhe que ficasse para ajudar o médico. Em seguida contou o que se passara.
Médico e subdelegado vieram daí a pouco; fez-se o curativo, e tomaram-se as informações. O desconhecido declarou chamar-se Fortunato Gomes da Silveira, ser capitalista, solteiro, morador em Catumbi. A ferida foi reconhecida grave. Durante o curativo ajudado pelo estudante, Fortunato serviu de criado, segurando a bacia, a vela, os panos, sem perturbar nada, olhando friamente para o ferido, que gemia muito. No fim, entendeu-se particularmente com o médico, acompanhou-o até o patamar da escada, e reiterou ao subdelegado a declaração de estar pronto a auxiliar as pesquisas da polícia. Os dois saíram, ele e o estudante ficaram no quarto.
Garcia estava atônito. Olhou para ele, viu-o sentar-se tranqüilamente, estirar as pernas, meter as mãos nas algibeiras das calças, e fitar os olhos no ferido. Os olhos eram claros, cor de chumbo, moviam-se devagar, e tinham a expressão dura, seca e fria. Cara magra e pálida; uma tira estreita de barba, por baixo do queixo, e de uma têmpora a outra, curta, ruiva e rara. Teria quarenta anos. De quando em quando, voltava-se para o estudante, e perguntava alguma coisa acerca do ferido; mas tornava logo a olhar para ele, enquanto o rapaz lhe dava a resposta. A sensação que o estudante recebia era de repulsa ao mesmo tempo que de curiosidade; não podia negar que estava assistindo a um ato de rara dedicação, e se era desinteressado como parecia, não havia mais que aceitar o coração humano como um poço de mistérios.
Fortunato saiu pouco antes de uma hora; voltou nos dias seguintes, mas a cura fez-se depressa, e, antes de concluída, desapareceu sem dizer ao obsequiado onde morava. Foi o estudante que lhe deu as indicações do nome, rua e número.
Correu a Catumbi daí a seis dias. Fortunato recebeu-o constrangido, ouviu impaciente as palavras de agradecimento, deu-lhe uma resposta enfastiada e acabou batendo com as borlas do chambre no joelho. Gouvêa, defronte dele, sentado e calado, alisava o chapéu com os dedos, levantando os olhos de quando em quando, sem achar mais nada que dizer. No fim de dez minutos, pediu licença para sair, e saiu.
O pobre-diabo saiu de lá mortificado, humilhado, mastigando a custo o desdém, forcejando por esquecê-lo, explicá-lo ou perdoá-lo, para que no coração só ficasse a memória do benefício; mas o esforço era vão. O ressentimento, hóspede novo e exclusivo, entrou e pôs fora o benefício, de tal modo que o desgraçado não teve mais que trepar à cabeça e refugiar-se ali como uma simples idéia. Foi assim que o próprio benfeitor insinuou a este homem o sentimento da ingratidão.
Tudo isso assombrou o Garcia. Este moço possuía, em gérmen, a faculdade de decifrar os homens, de decompor os caracteres, tinha o amor da análise, e sentia o regalo, que dizia ser supremo, de penetrar muitas camadas morais, até apalpar o segredo de um organismo. Picado de curiosidade, lembrou-se de ir ter com o homem de Catumbi, mas advertiu que nem recebera dele o oferecimento formal da casa. Quando menos, era-lhe preciso um pretexto, e não achou nenhum.
Tempos depois, estando já formado e morando na rua de Matacavalos, perto da do Conde, encontrou Fortunato em uma gôndola, encontrou-o ainda outras vezes, e a freqüência trouxe a familiaridade. Um dia Fortunato convidou-o a ir visitá-lo ali perto, em Catumbi.
Garcia foi lá domingo. Fortunato deu-lhe um bom jantar, bons charutos e boa palestra, em companhia da senhora, que era interessante. A figura dele não mudara; os olhos eram as mesmas chapas de estanho, duras e frias; as outras feições não eram mais atraentes que dantes. Os obséquios, porém, se não resgatavam a natureza, davam alguma compensação, e não era pouco. Maria Luísa é que possuía ambos os feitiços, pessoa e modos. Era esbelta, airosa, olhos meigos e submissos; tinha vinte e cinco anos e parecia não passar de dezenove. Garcia, à segunda vez que lá foi, percebeu que entre eles havia alguma dissonância de caracteres, pouca ou nenhuma afinidade moral, e da parte da mulher para com o marido uns modos que transcendiam o respeito e confinavam na resignação e no temor. Um dia, estando os três juntos, perguntou Garcia a Maria Luísa se tivera notícia das circunstâncias em que ele conhecera o marido.
Contou o caso da rua de D. Manoel. A moça ouviu-o espantada. Insensivelmente estendeu a mão e apertou o pulso ao marido, risonha e agradecida, como se acabasse de descobrir-lhe o coração. Fortunato sacudia os ombros, mas não ouvia com indiferença. No fim contou ele próprio a visita que o ferido lhe fez, com todos os pormenores da figura, dos gestos, das palavras atadas, dos silêncios, em suma, um estúrdio. E ria muito ao contá-la. Não era o riso da dobrez. A dobrez é evasiva e oblíqua; o riso dele era jovial e franco.
" Singular homem!" pensou Garcia.
Maria Luísa ficou desconsolada com a zombaria do marido; mas o médico restituiu-lhe a satisfação anterior, voltando a referir a dedicação deste e as suas raras qualidades de enfermeiro; tão bom enfermeiro, concluiu ele, que, se algum dia fundar uma casa de saúde, irei convidá-lo.
Garcia recusou nesse e no dia seguinte; mas a idéia tinha-se metido na cabeça ao outro, e não foi possível recuar mais. Na verdade, era uma boa estréia para ele, e podia vir a ser um bom negócio para ambos. Aceitou finalmente, daí a dias, e foi uma desilusão para Maria Luísa. Criatura nervosa e frágil, padecia só com a idéia de que o marido tivesse de viver em contato com enfermidades humanas, mas não ousou opor-se-lhe, e curvou a cabeça. O plano fez-se e cumpriu-se depressa. Verdade é que Fortunato não curou de mais nada, nem então, nem depois. Aberta a casa, foi ele o próprio administrador e chefe de enfermeiros, examinava tudo, ordenava tudo, compras e caldos, drogas e contas.
Garcia pôde então observar que a dedicação ao ferido da rua D. Manoel não era um caso fortuito, mas assentava na própria natureza deste homem. Via-o servir como nenhum dos fâmulos. Não recuava diante de nada, não conhecia moléstia aflitiva ou repelente, e estava sempre pronto para tudo, a qualquer hora do dia ou da noite. Toda a gente pasmava e aplaudia. Fortunato estudava, acompanhava as operações, e nenhum outro curava os cáusticos.
A comunhão dos interesses apertou os laços da intimidade. Garcia tornou-se familiar na casa; ali jantava quase todos os dias, ali observava a pessoa e a vida de Maria Luísa, cuja solidão moral era evidente. E a solidão como que lhe duplicava o encanto. Garcia começou a sentir que alguma coisa o agitava, quando ela aparecia, quando falava, quando trabalhava, calada, ao canto da janela, ou tocava ao piano umas músicas tristes. Manso e manso, entrou-lhe o amor no coração. Quando deu por ele, quis expeli-lo para que entre ele e Fortunato não houvesse outro laço que o da amizade; mas não pôde. Pôde apenas trancá-lo; Maria Luísa compreendeu ambas as coisas, a afeição e o silêncio, mas não se deu por achada.
No começo de outubro deu-se um incidente que desvendou ainda mais aos olhos do médico a situação da moça. Fortunato metera-se a estudar anatomia e fisiologia, e ocupava-se nas horas vagas em rasgar e envenenar gatos e cães. Como os guinchos dos animais atordoavam os doentes, mudou o laboratório para casa, e a mulher, compleição nervosa, teve de os sofrer. Um dia, porém, não podendo mais, foi ter com o médico e pediu-lhe que, como coisa sua, alcançasse do marido a cessação de tais experiências.
Maria Luísa acudiu, sorrindo:
Garcia alcançou prontamente que o outro acabasse com tais estudos. Se os foi fazer em outra parte, ninguém o soube, mas pode ser que sim. Maria Luísa agradeceu ao médico, tanto por ela como pelos animais, que não podia ver padecer. Tossia de quando em quando; Garcia perguntou-lhe se tinha alguma coisa, ela respondeu que nada.
Não deu o pulso, e retirou-se. Garcia ficou apreensivo. Cuidava, ao contrário, que ela podia ter alguma coisa, que era preciso observá-la e avisar o marido em tempo.
Dois dias depois, - exatamente o dia em que os vemos agora, - Garcia foi lá jantar. Na sala disseram-lhe que Fortunato estava no gabinete, e ele caminhou para ali; ia chegando à porta, no momento em que Maria Luísa saía aflita.
Garcia lembrou-se que na véspera ouvira ao Fortunato queixar-se de um rato, que lhe levara um papel importante; mas estava longe de esperar o que viu. Viu Fortunato sentado à mesa, que havia no centro do gabinete, e sobre a qual pusera um prato com espírito de vinho. O líquido flamejava. Entre o polegar e o índice da mão esquerda segurava um barbante, de cuja ponta pendia o rato atado pela cauda. Na direita tinha uma tesoura. No momento em que o Garcia entrou, Fortunato cortava ao rato uma das patas; em seguida desceu o infeliz até a chama, rápido, para não matá-lo, e dispôs-se a fazer o mesmo à terceira, pois já lhe havia cortado a primeira. Garcia estacou horrorizado.
E com um sorriso único, reflexo de alma satisfeita, alguma coisa que traduzia a delícia íntima das sensações supremas, Fortunato cortou a terceira pata ao rato, e fez pela terceira vez o mesmo movimento até a chama. O miserável estorcia-se, guinchando, ensangüentado, chamuscado, e não acabava de morrer. Garcia desviou os olhos, depois voltou-os novamente, e estendeu a mão para impedir que o suplício continuasse, mas não chegou a fazê-lo, porque o diabo do homem impunha medo, com toda aquela serenidade radiosa da fisionomia. Faltava cortar a última pata; Fortunato cortou-a muito devagar, acompanhando a tesoura com os olhos; a pata caiu, e ele ficou olhando para o rato meio cadáver. Ao descê-lo pela quarta vez, até a chama, deu ainda mais rapidez ao gesto, para salvar, se pudesse, alguns farrapos de vida.
Garcia, defronte, conseguia dominar a repugnância do espetáculo para fixar a cara do homem. Nem raiva, nem ódio; tão-somente um vasto prazer, quieto e profundo, como daria a outro a audição de uma bela sonata ou a vista de uma estátua divina, alguma coisa parecida com a pura sensação estética. Pareceu-lhe, e era verdade, que Fortunato havia-o inteiramente esquecido. Isto posto, não estaria fingindo, e devia ser aquilo mesmo. A chama ia morrendo, o rato podia ser que tivesse ainda um resíduo de vida, sombra de sombra; Fortunato aproveitou-o para cortar-lhe o focinho e pela última vez chegar a carne ao fogo. Afinal deixou cair o cadáver no prato, e arredou de si toda essa mistura de chamusco e sangue.
Ao levantar-se deu com o médico e teve um sobressalto. Então, mostrou-se enraivecido contra o animal, que lhe comera o papel; mas a cólera evidentemente era fingida.
"Castiga sem raiva", pensou o médico, "pela necessidade de achar uma sensação de prazer, que só a dor alheia lhe pode dar: é o segredo deste homem".
Fortunato encareceu a importância do papel, a perda que lhe trazia, perda de tempo, é certo, mas o tempo agora era-lhe preciosíssimo. Garcia ouvia só, sem dizer nada, nem lhe dar crédito. Relembrava os atos dele, graves e leves, achava a mesma explicação para todos. Era a mesma troca das teclas da sensibilidade, um diletantismo sui generis, uma redução de Calígula.
Quando Maria Luísa voltou ao gabinete, daí a pouco, o marido foi ter com ela, rindo, pegou-lhe nas mãos e falou-lhe mansamente:
E voltando-se para o médico:
Maria Luísa defendeu-se a medo, disse que era nervosa e mulher; depois foi sentar-se à janela com as suas lãs e agulhas, e os dedos ainda trêmulos, tal qual a vimos no começo desta história. Hão de lembrar-se que, depois de terem falado de outras coisas, ficaram calados os três, o marido sentado e olhando para o teto, o médico estalando as unhas. Pouco depois foram jantar; mas o jantar não foi alegre. Maria Luísa cismava e tossia; o médico indagava de si mesmo se ela não estaria exposta a algum excesso na companhia de tal homem. Era apenas possível; mas o amor trocou-lhe a possibilidade em certeza; tremeu por ela e cuidou de os vigiar.
Ela tossia, tossia, e não se passou muito tempo que a moléstia não tirasse a máscara. Era a tísica, velha dama insaciável, que chupa a vida toda, até deixar um bagaço de ossos. Fortunato recebeu a notícia como um golpe; amava deveras a mulher, a seu modo, estava acostumado com ela, custava-lhe perdê-la. Não poupou esforços, médicos, remédios, ares, todos os recursos e todos os paliativos. Mas foi tudo vão. A doença era mortal.
Nos últimos dias, em presença dos tormentos supremos da moça, a índole do marido subjugou qualquer outra afeição. Não a deixou mais; fitou o olho baço e frio naquela decomposição lenta e dolorosa da vida, bebeu uma a uma as aflições da bela criatura, agora magra e transparente, devorada de febre e minada de morte. Egoísmo aspérrimo, faminto de sensações, não lhe perdoou um só minuto de agonia, nem lhos pagou com uma só lágrima, pública ou íntima. Só quando ela expirou, é que ele ficou aturdido. Voltando a si, viu que estava outra vez só.
De noite, indo repousar uma parenta de Maria Luísa, que a ajudara a morrer, ficaram na sala Fortunato e Garcia, velando o cadáver, ambos pensativos; mas o próprio marido estava fatigado, o médico disse-lhe que repousasse um pouco.
Fortunato saiu, foi deitar-se no sofá da saleta contígua, e adormeceu logo. Vinte minutos depois acordou, quis dormir outra vez, cochilou alguns minutos, até que se levantou e voltou à sala. Caminhava nas pontas dos pés para não acordar a parenta, que dormia perto. Chegando à porta, estacou assombrado.
Garcia tinha-se chegado ao cadáver, levantara o lenço e contemplara por alguns instantes as feições defuntas. Depois, como se a morte espiritualizasse tudo, inclinou-se e beijou-a na testa. Foi nesse momento que Fortunato chegou à porta. Estacou assombrado; não podia ser o beijo da amizade, podia ser o epílogo de um livro adúltero. Não tinha ciúmes, note-se; a natureza compô-lo de maneira que lhe não deu ciúmes nem inveja, mas dera-lhe vaidade, que não é menos cativa ao ressentimento.
Olhou assombrado, mordendo os beiços.
Entretanto, Garcia inclinou-se ainda para beijar outra vez o cadáver; mas então não pôde mais. O beijo rebentou em soluços, e os olhos não puderam conter as lágrimas, que vieram em borbotões, lágrimas de amor calado, e irremediável desespero. Fortunato, à porta, onde ficara, saboreou tranqüilo essa explosão de dor moral que foi longa, muito longa, deliciosamente longa.
submitted by sorvetegatinho to historias_de_terror [link] [comments]


2018.07.27 05:04 vitalfortaleza CALAMBRES NOCTURNOS: ¡TODO LO QUE NECESITAS SABER!

CALAMBRES NOCTURNOS: ¡TODO LO QUE NECESITAS SABER!

¿QUÉ SON CALAMBRES NOCTURNOS?

Este concepto radica en dolores que se manifiestan mayormente en la noche. Los calambres nocturnos por lo general, se presentan como una incomodidad que interrumpe el sueño.
Principalmente, estos calambres ocurren en la zona de los músculos, específicamente de la pantorrilla, pero también pueden presentarse en los pies y en los muslos.
Los calambres nocturnos son contracciones bastante dolorosas y provocan una sensación de presión en los músculos.
Estos síntomas pueden permanecer varios segundos y también varios minutos. En algunos casos el dolor persiste luego del calambre.
Los calambres nocturnos suelen presentarse en adultos mayores de 50 años, sin embargo, se pueden dar en adultos jóvenes y niños.
https://preview.redd.it/10h8l4lcpec11.jpg?width=737&format=pjpg&auto=webp&s=326963532a6a1306fbb849b7d84792feb3871e0f

¿QUIÉN TIENE CALAMBRES NOCTURNOS?

Estos son indiferentes, ya que a cualquier persona se le pueden presentar calambres nocturnos, sin embargo, suelen verse mayormente en personas de edad más adulta.

¿QUÉ CAUSA LOS CALAMBRES NOCTURNOS?

Algo curioso, es que no se tiene una causa precisa de por qué ocurren estos calambres nocturnos, sin embargo, algunos casos se han relacionado con:
  • Estar un largo de tiempo sentado.
  • Un uso excesivo de los músculos.
  • De pie o trabajando en pisos de concreto
  • Sentarse incorrectamente
Los calambres nocturnos en las piernas también se han relacionado con ciertas afecciones médicas y medicamentos. Éstas incluyen:
  • El embarazo
  • Alcoholismo
  • Deshidratación / desequilibrios electrolíticos
  • Enfermedad de Parkinson Trastornos neuromusculares (neuropatía, miopatía, enfermedad de la neurona motora)
  • Trastornos estructurales (pies planos)
  • Trastornos endocrinos (diabetes, hipotiroidismo) Diuréticos, estatinas, betas agonistas
📷Leer también: Comida saludable y económica

¿CUÁNDO IR AL MÉDICO?

Habla con tu médico de cabecera si los calambres nocturnos en las piernas están afectando tu calidad de vida; por ejemplo, si tiene calambres frecuentes en las piernas o están interfiriendo con su sueño.
Su médico de cabecera le preguntará acerca de sus síntomas y examinará sus piernas y pies.
También pueden preguntarle si tiene otros síntomas, como entumecimiento o hinchazón, que pueden ser un signo de que tiene calambres secundarios en las piernas causados ​​por una afección subyacente.
En este caso, es posible que necesite más pruebas, como análisis de sangre y análisis de orina, para descartar otras afecciones.

TRATAMIENTO DE CALAMBRES

La mayoría de los casos de calambres en las piernas se pueden aliviar ejercitando los músculos afectados. Hacer ejercicio con las piernas durante el día a menudo ayudará a reducir la frecuencia de episodios de calambres.

ESTIRAMIENTOS:

Para ejercitar las pantorrillas, debe estar de pie con la punta de los pies sobre un escalón, con los talones respectivamente colgando del borde.
Debe bajar despacio los talones para que de este modo quede por debajo del escalón, manténgase por unos segundos antes de levantar sus talones para volver a la posición inicial. Repita varias veces.
La medicación generalmente solo se necesita en los casos más persistentes donde los calambres no responden al ejercicio.
Si tiene calambres en las piernas, tratar la causa subyacente puede ayudar a aliviar sus síntomas.
Los calambres nocturnos en las piernas que ocurren durante el embarazo deben pasar después del nacimiento del bebé.
El tratamiento de los calambres que ocurren como resultado de una enfermedad hepática grave puede ser más difícil. Su plan de tratamiento puede incluir el uso de medicamentos tales como relajantes musculares.
📷De interés para ti: Rutina de entrenamiento físico

PREVINIENDO CALAMBRES NOCTURNOS

Si a menudo tiene calambres en las piernas, estirar regularmente los músculos de la parte inferior de las piernas puede ayudar a prevenir los calambres o reducir su frecuencia.
Es posible que le resulte útil estirar las pantorrillas antes de acostarse cada noche (consulte los consejos de estiramiento anteriores o pruebe este estiramiento de la pantorrilla después del ejercicio).

LOS SIGUIENTES CONSEJOS NOCTURNOS TAMBIÉN PUEDEN AYUDAR

  • Si te acuestas de espalda, asegúrate de que los dedos de tus pies apuntan hacia arriba.
  • Colocar una almohada de lado en el extremo de la cama, con las plantas de los pies apoyadas contra ella puede ayudar a mantener tus pies en la posición correcta.
  • Si se acuesta boca abajo, cuelgue los pies sobre el extremo de la cama, esto mantendrá los pies en una posición relajada y ayudará a evitar que los músculos de las pantorrillas se contraigan y se tensen.
  • Mantenga sus sábanas y mantas sueltas.

SÍNTOMAS

Un calambre nocturno en la pierna es un episodio de dolor repentino en los músculos de la pierna causado por una contracción (acortamiento) involuntario del músculo de la pierna.
https://preview.redd.it/lj7xdpdbpec11.jpg?width=450&format=pjpg&auto=webp&s=9a526f07b1c9a1948daaa1824d5cf5f8844f6b95
La mayoría de los calambres en las piernas ocurren en los músculos de la pantorrilla y, con menor frecuencia, en los pies y los muslos.
Los calambres pueden durar desde unos pocos segundos hasta 10 minutos. Los calambres musculares del muslo tienden a durar más tiempo.
Durante un episodio de calambres, los músculos afectados se vuelven apretados y dolorosos y los pies y los dedos de los pies estarán rígidos.
Después de que hayan pasado los calambres, puede sentir dolor y sensibilidad en las piernas durante varias horas.

¿CUÁNDO BUSCAR CONSEJO MÉDICO?

Si solo tiene calambres en las piernas ocasionalmente, no es motivo de preocupación y no se requiere un diagnóstico médico.
Una visita a su médico de cabecera solo será necesaria si tiene calambres en las piernas con frecuencia, o si son tan dolorosos que interrumpen su sueño y no puede funcionar normalmente al día siguiente.
También debe visitar a su médico de cabecera si los músculos de sus piernas se están reduciendo o debilitándose.

¿CUÁNDO BUSCAR CONSEJO MÉDICO INMEDIATO?

Hay dos situaciones en las que los calambres en las piernas pueden ser un signo de una condición de salud subyacente más grave.

DEBE BUSCAR AYUDA MÉDICA INMEDIATA SI

Los calambres duran más de 10 minutos y no mejoran, a pesar del ejercicio.
Los calambres se desarrollan después de entrar en contacto con sustancias que pueden ser tóxicas (venenosas) o infecciosas, por ejemplo, si tiene un corte que está contaminado, que a veces puede causar una infección bacteriana.

CALAMBRES NOCTURNOS EN LAS EMBARAZADAS

Los calambres nocturnos (contracciones musculares involuntarias dolorosas que generalmente afectan la pantorrilla, el pie o ambos) son comunes durante el embarazo, son llamativos en la noche durante el segundo y tercer trimestre.

¿POR QUÉ TENGO CALAMBRES EN LAS PIERNAS DURANTE EL EMBARAZO?

Nadie sabe realmente por qué las mujeres embarazadas tienen más calambres en las piernas.
https://preview.redd.it/9ln53bdapec11.jpg?width=360&format=pjpg&auto=webp&s=2e0bb4d5fdfdcba3b3a1defab4fc9363a5ab9eb3
Es posible que los músculos de sus piernas se cansen de llevar un peso extra. O los calambres pueden estar relacionados con la hinchazón debida a la acumulación de líquido en las piernas, una afección conocida como edema.
Las piernas a menudo se hinchan durante el embarazo porque la presión de su útero en expansión ralentiza la sangre que regresa de las piernas al corazón.
Primero puede desarrollar calambres nocturnos en las piernas durante el segundo trimestre, y pueden empeorar a medida que progresa su embarazo y su barriga se agranda.
Estos calambres pueden ocurrir durante el día, pero probablemente los notará más durante la noche porque pueden interferir con su capacidad para dormir bien por la noche.

¿QUÉ PUEDO HACER PARA ALIVIAR UN CALAMBRE DURANTE EL EMBARAZO?

Si te despierta un calambre, estira el músculo de inmediato. Estire la pierna, el talón primero y flexione suavemente los tobillos y los dedos de los pies. Puede doler al principio, pero el dolor debería desaparecer gradualmente.
También puede relajar el calambre masajeando el músculo. Si esto no funciona, intente levantarse de la cama y caminar sobre sus talones durante unos minutos.
Si su dolor muscular es constante y no solo un calambre ocasional, o si nota hinchazón o sensibilidad en la pierna, consulte a su médico de cabecera.
En casos raros (uno o dos en 1.000 embarazos), se puede desarrollar un coágulo de sangre y alojarse en la vena de la pierna (trombo embolismo venoso). Esto necesita tratamiento inmediato.
📷No dejes de leer: Métodos para prevenir la retención de líquidos

MEDIDAS PARA PREVENIRLOS

Si bien la causa exacta de los calambres nocturnos en las piernas durante el embarazo no está clara, puede tomar medidas para prevenirlos. Por ejemplo:
  • ESTIRA TUS MÚSCULOS DE LA PANTORRILLA
Aunque faltan pruebas, estirarse antes de acostarse podría ayudar a prevenir los calambres en las piernas durante el embarazo.
  • HAGA EJERCICIOS DE ESTIRAMIENTO
Coloque las manos en la pared frente a usted y mueva el pie derecho detrás del pie izquierdo. Lentamente flexione la pierna izquierda hacia adelante, manteniendo la rodilla derecha y el talón derecho sobre el piso.
Mantenga el estiramiento durante unos 30 segundos, teniendo cuidado de mantener la espalda recta y las caderas hacia adelante. No gire los pies hacia adentro o hacia afuera y evite apuntar los dedos de los pies.
https://preview.redd.it/es9otkcxoec11.jpg?width=737&format=pjpg&auto=webp&s=846bd1067d9331dab4e3e7baf8742a9197f0d8b9
  • MANTENERSE ACTIVO
La actividad física regular puede ayudar a prevenir calambres en las piernas durante el embarazo.
Antes de comenzar un programa de ejercicios, asegúrese de que el proveedor de atención médica este de acuerdo.
  • TOMA UN SUPLEMENTO DE MAGNESIO
La investigación limitada sugiere que tomar suplementos de magnesio podría ayudar a prevenir los calambres en las piernas durante el embarazo.
Asegúrese de que el proveedor de atención médica acepte tomar un suplemento. También podría considerar comer más alimentos ricos en magnesio, como granos integrales, frijoles, frutas secas, nueces y semillas.
  • MANTENTE HIDRATADO
Mantener tus músculos hidratados podría ayudar a prevenir los calambres. Su orina debe ser clara o de color amarillo claro si está bien hidratado.
Si su orina es de color amarillo más oscuro, podría significar que no está recibiendo suficiente agua.
  • ELIGE CALZADO APROPIADO
Elija zapatos con la comodidad, el soporte y la utilidad en mente. Puede ser útil usar zapatos con un firme talón en el mostrador, la parte del zapato que rodea el talón y que ayuda a bloquear el pie en el zapato.
Si se produce un calambre en la pierna, estire el músculo de la pantorrilla del lado afectado.
Caminar y luego levantar las piernas podría ayudar a evitar que los calambres en las piernas regresen.
Una ducha de agua caliente, un baño caliente, un masaje con hielo o un masaje muscular también pueden ayudar.
  • LA PANTORRILLA SE ESTIRA
Párese a un metro de la pared. Con los pies apoyados en el piso, inclínese hacia adelante con los brazos extendidos para tocar la pared.
Mantenga esta posición durante cinco segundos, luego suelte. Repita durante cinco minutos, tres veces al día, especialmente antes de acostarse.
  • CAMINAR SOBRE LOS TALONES
Otros estiramientos de piernas y pies inferiores, como flexionar el pie o caminar sobre los talones. Haga esto tres veces al día, centrándose en las áreas que sufren calambres durante la noche.
https://preview.redd.it/grq81znwoec11.jpg?width=360&format=pjpg&auto=webp&s=f86e2e042b52951f3df5f307852aa14c527c2d6e
Si encuentra que estos ejercicios ayudan a aliviar los calambres en las piernas durante la noche, continúe haciéndolos hasta que nazca su bebé.
Algunas mujeres también encuentran que es útil evitar sentarse o estar de pie en la misma posición por mucho tiempo, y no cruzar las piernas cuando se sientan.
También puede encontrar que un baño tibio antes de acostarse ayuda a relajar los músculos.
📷Para leer también: Descubre los maravillosos beneficios del jugo de naranja

CALAMBRES NOCTURNOS EN LOS NIÑOS

Su hijo se despierta en medio de la noche con dolor, con un fuerte agarre en la pierna. Lo atribuyes a calambres nocturnos y vuelves a la cama tú mismo.
Pero luego sucede de nuevo. Y otra vez. Ahora te preguntas a ti mismo, ¿podría ser algo más serio? Casi dos de cada cinco niños tienen calambres nocturnos.
https://preview.redd.it/4bvxykyvoec11.jpg?width=450&format=pjpg&auto=webp&s=5d26cccd4bdb463d06fdacb1ea5e7e4085a865d2
Sucede cuando son niños pequeños y preadolescentes, justo en el momento de su crecimiento acelerado.
Por lo general, les duelen las piernas, principalmente en los muslos, las pantorrillas o en la parte posterior de las rodillas.
Los dolores y molestias también pueden ser simplemente por correr, saltar y jugar durante el día. Si su familia tiene un historial de síndrome de piernas inquietas, su hijo podría tener eso en su lugar.
Hay otras causas posibles, también. Podría ser un problema psicológico o incluso una falta de vitamina D en su dieta.

¿QUÉ PUEDES HACER?

Puede ayudar a su hijo a superar el dolor con estas simples técnicas.
  • Masaje suave.
  • Almohadillas térmicas.
  • Ejercicios de estiramiento.
  • Baño caliente antes de acostarse.
  • Medicamento para el dolor de venta libre (como acetaminofén), si es necesario.

¿CUÁNDO LLAMAR AL MÉDICO?

Estos síntomas pueden significar que es algo más serio que los dolores de crecimiento:
  • Su hijo duele por un largo tiempo, durante el día.
  • El dolor está ahí en la mañana.
  • Todavía duele mucho después de una lesión.
  • Sus articulaciones duelen.
  • El niño tiene fiebre.
  • Comienzan a aparecer erupciones inusuales.
  • El niño cojea o favorece una pierna.
  • Su hijo siempre está cansada o débil.
  • El niño es menos activo que de costumbre.

SÍNTOMAS DE CALAMBRES NOCTURNOS EN NIÑOS

Los calambres nocturnos son diferentes para todo el mundo, algunos niños los presentan durante la noche, otros no.
Estos calambres pueden aparecer y desaparecer. Pueden experimentar durante meses o incluso años. La mayoría de los niños superan los calambres nocturnos que por lo general son provocados por el crecimiento.
Si su hijo parece estar perfectamente bien por la mañana, no se apresure a pensar que estaba fingiendo. Los dolores crecientes desaparecen por la mañana.
Por lo general, no interfieren con la capacidad del niño para practicar deportes o estar activo.
En general, estos calambres se sienten en ambas piernas, especialmente en la parte delantera de los muslos, la parte posterior de las piernas (pantorrillas) o detrás de las rodillas.

CALAMBRES NOCTURNOS EN LAS PIERNAS

Los calambres nocturnos en las piernas ocurren cuando un músculo se contrae involuntariamente por sí mismo. Usualmente, sientes un bulto duro en el punto del dolor, ese es el músculo contraído.
Los calambres en las piernas generalmente ocurren por una razón. Si no ha tensado un músculo, es probable que tenga calambres porque el músculo está fatigado o se usa en exceso.
Esos minerales ayudan a que tus músculos trabajen más suavemente y los fluidos ayudan a tu cuerpo a procesar los minerales.
La mayoría de los casos de calambres musculares no indican una condición subyacente preocupante. Las personas de 65 años en adelante corren un mayor riesgo de sufrirlas.
📷Leer también: Conoce todo sobre el alzheimer y cómo prevenirlo
Los calambres nocturnos pueden estar relacionados con el alcoholismo, el hipotiroidismo o la diabetes. Si le molesta la frecuencia de sus calambres, informe a su médico.
A menudo ocurren mientras una persona está durmiendo o descansando. Pueden desaparecer en unos segundos, pero la duración promedio es de 9 minutos.
Pueden dejar sensibilidad en el músculo por hasta 24 horas después. En la mayoría de los casos, el motivo de los calambres nocturnos en las piernas nunca se encuentra y se consideran inofensivos.
A veces, sin embargo, están vinculados a un trastorno subyacente, como diabetes o enfermedad de las arterias.

CAUSAS DE LOS CALAMBRES NOCTURNOS EN LAS PIERNAS

Los calambres nocturnos generalmente no son un signo de una afección subyacente. En la mayoría de los casos, no existe una causa subyacente y la razón por la que ocurren los calambres no está clara.
Se cree que son causados ​​por la fatiga muscular y la disfunción nerviosa, pero no está claro exactamente cómo ocurren.
https://preview.redd.it/j6gfpq1voec11.jpg?width=366&format=pjpg&auto=webp&s=83069a02136e240aea1a679772b24b9e94b3a061
Se ha sugerido que la forma en que dormimos, con el pie estirado y los músculos de la pantorrilla acortados, puede desencadenar calambres nocturnos.
Otra teoría es que los calambres son más probables hoy en día, ya que las personas ya no se ponen en cuclillas, una posición que estira los músculos de la pantorrilla.
El ejercicio es un factor, ya que estresar o usar un músculo durante un tiempo prolongado puede desencadenar un calambre en la pierna durante o después del ejercicio.
Los calambres nocturnos a menudo afectan a los atletas, especialmente al comienzo de la temporada, si el cuerpo está fuera de condición. El daño a los nervios puede jugar un papel.
Se cree que la deshidratación juega un papel, debido a que los atletas que hacen ejercicio enérgicamente en climas cálidos a menudo experimentan calambres.
Sin embargo, hay una falta de pruebas para confirmar esto, y la teoría ha sido discutida. Los atletas que juegan en climas fríos también tienen calambres, después de todo.

REMEDIOS PARA LOS CALAMBRES EN LAS PIERNAS

EJERCICIOS

Relaja los músculos. Detenga cualquier actividad que pueda haber inducido el calambre y estire ligeramente el músculo, sosteniendo suavemente el estiramiento, incluso puede masajear el músculo mientras estira.
Considere la posibilidad de aplicar una almohadilla térmica en el área, después de estirar.
Si los calambres musculares de la pantorrilla en la mitad de la noche, póngase de pie y suba peso lentamente sobre la pierna afectada para empujar el talón hacia abajo y estirar el músculo.

CALAMBRES NOCTURNOS EN LOS BRAZOS

https://preview.redd.it/y1g7ppltoec11.jpg?width=680&format=pjpg&auto=webp&s=3b0ba59a481d977f20303c859ef4b56e2f36946b
Los calambres nocturnos en los brazos generalmente ocurren repentinamente y son muy dolorosos. Algunas veces, el calambre es tan intenso que puedes ver la bola muscular debajo de la piel.
Los calambres en los brazos se activan en cualquier momento, pero generalmente están asociados con alguna actividad o manteniendo el brazo en la misma posición durante un período prolongado.
Escribir o pintar son ejemplos del tipo de actividad que puede causar calambres en los brazos.

CAUSA DE LOS CALAMBRES NOCTURNOS EN LOS BRAZOS

Las causas más comunes de espasmos o calambres en los brazos son espasmos musculares, derrames cerebrales y presión arterial alta. Otras causas posibles, como insuficiencia renal, son más raras.

¿QUÉ SÍNTOMAS ESTÁN RELACIONADOS?

Dentro de todas las personas que acuden a su médico con espasmos o calambres en los brazos, el 81% informa tener calambres o espasmos en las piernas, el 61% dice tener dolor en el cuello y el 42% tiene calambres o espasmos en los hombros.

¿QUÉ PODRÍA RECETAR MI MÉDICO?

Los pacientes con calambres nocturnos o espasmos en los brazos a menudo reciben pruebas hematológicas, hemograma completo, panel de electrolitos, electrocardiograma, pruebas de función renal, medición de glucosa.
A su vez reciben reemplazo de líquidos por vía intravenosa y medición de enzimas cardíacas.

MEDICAMENTOS COMUNES

Los medicamentos más comúnmente prescritos para pacientes con calambres o espasmos en los brazos incluyen:
  • Diazepam (valium).
  • Rimabotulinumtoxinb (miobloque).
  • Producto tópico de nistatina, alendronato, acitretina (soriatane).
  • Vacuna de zoster en vivo.
  • Toxina botulínica tipo a (botox).
es importante mencionar que la automedicación no es recomendado, por lo que se debe acudir a consulta medica y que sea su médico de cabecera quien prescriba la dosis correcta junto al medicamento correcto para trata los calambres nocturnos.
Fuente: calambres al dormir
submitted by vitalfortaleza to u/vitalfortaleza [link] [comments]


2018.07.24 04:47 UchihaSkywalker Sasuke Shinten. Capítulo I

Sasuke Shinten. Capítulo I
Nuevamente, todos los créditos de la traducción del Japonés al Inglés a Organic Dinosaur. Este es el capítulo I de la novela (PARTES 1-5). El prólogo está en otros post dividido en dos partes.
Traducción original del japones al inglés para: https://twitter.com/OrganicDinosaur
Link del capítulo en inglés: https://www.reddit.com/Naruto/comments/911cnq/translation_sasuke_shinden_chapter_1_section_1/
https://www.reddit.com/Naruto/comments/91oxq4/translation_sasuke_shinden_chapter_1_section_1/
https://www.reddit.com/comments/93meo3
https://www.reddit.com/comments/9ajf6b
https://www.reddit.com/comments/9coikb

Novela Sasuke: Prólogo (Parte 1)Prólogo (Parte 2) → Capítulo I

Pixiv Id 15629111
CAPÍTULO I
PARTE 1 (pág 38-48)
-¡¡KONOHAMARUSENSEIIIIIIII!! ¡¡¡Mejórate pronto 'ttebasaaaa!!
Boruto abre enérgicamente la puerta de la habitación del hospital. Su voz alegre y vigorosa se puede escuchar en todo el hospital. Por supuesto, Boruto irrumpe en la puerta primero. Él tiene buenas intenciones, pero se ha quedado completamente con las manos vacías. Sarada entra a continuación:
- ¡Boruto! ¡Estás siendo ruidoso y molesto! ¡Como esta es una habitación de hospital, debes estar tranquilo!
Ella está sosteniendo un ramo de sakura en su pecho. ¡Por último Mitsuki entra tranquilamente a la habitación.
Solo ha pasado un día desde que Konohamaru fue hospitalizado, pero ya se ha aburrido de él. Está feliz de ver a sus amados estudiantes, y la alegría de su visita se extiende inadvertidamente a través de su rostro. Él comienza a preguntarles sobre su misión. Intenta hablar con ellos de una manera compuesta como su shishou, para preservar su dignidad. Boruto responde que no había uno. Así que es por eso que decidieron hacer fila desde temprano por la mañana.
-Qué quieres decir con 'Hacer fila’? ¿Para qué?
-¡Para esto!
Mitsuki está sosteniendo una bolsa de papel en sus manos de donde saca un paquete cuadrado. El nombre de la tienda está escrito en el papel de regalo. Es algo de una confitería japonesa que ha sido muy popular últimamente. Es famoso por hacer estas exclusivas fresas daifuku. ¡Solo hacen 400 de ellos por día! El rumor es que si no te metes en línea incluso antes de que abra la tienda, no podrás comprar ninguno.
Sarada confirma deliciosamente que todos se pusieron en línea temprano para estos daifuku de fresa. Mientras ella habla, coloca las ramas de sakura en un jarrón de flores. Boruto toma la caja de Mitsuki. ¡Parece que no puede esperar más! Él arranca el papel de envolver y abre la tapa. Los daifuku de fresa están envueltos en papel japonés y cuidadosamente alineados en filas.
Konohamaru concluye que podrían haberse metido en la fila por sí mismos. Aunque su corazón está animado por su intención, parece un poco decepcionado.
Mitsuki quiere preparar un poco de té y le pregunta dónde puede obtener un suministro de agua caliente. Konohamaru interviene y dice que quiere hacerlo. Con la ayuda de Mitsuki, Konohamaru saca las muletas de su cama. Como ha estado postrado en cama, se ha sentido un poco inquieto y deprimido. No ha podido hacer mucho, entonces sale entusiasmado de la habitación.
Mientras tanto, Boruto toma algunas sillas que están cerca de la habitación del hospital y las organiza en círculo. Todos se sientan. Sarada está sorprendida y preocupada de que haya ninjas que puedan herir y hospitalizar gravemente a alguien como Konohamaru-sensei. Mitsuki asiente con total acuerdo con ella. Pero al menos ninguno de los otros pasajeros resultó herido, por lo que deberían estar contentos por eso.
Sarada enciende la TV. El intervalo de transmisión se está emitiendo actualmente un programa de noticias. Es solo un poco antes del mediodía. Hay una joven rubia en la pantalla; están apuntando el micrófono hacia ella, parece ser una especie de entrevista.
-¿Quién es ella?
Sarada inclina la cabeza hacia un lado.
-Ese es Himeno Lilly. Sarada, ¿tú no sabes nada de ella?
Dice Boruto con los ojos muy abiertos.
-Bueno, eso es porque no veo mucha televisión. Entonces, ¿quién es esa niña? ¿Una estrella de televisión?
-Ella es una idol. Ella es popular hoy en día, por lo que aparece en la televisión bastante, ya sabes.
Mientras Boruto conversa, toma tranquilamente el daifuku de fresa. Comienza a abrir el papel de envolver y Sarada y Mitsuki lo siguen, extendiendo sus manos para obtener uno. Sarada arranca el papel de envolver, y luego mira distraídamente la pantalla del televisor.
Lilly todavía está en la pantalla. Tiene unos bellos rasgos faciales, está usando un mini vestido con volantes y cintas cosidas en él y también un par de botas blancas, tiene el pelo rubio largo hasta los hombros que está diseñado en ondas sueltas. Su edad parece ser a mediados de la adolescencia, pero manera de hablar y su comportamiento parece ser inocente, como si fuera una niña más joven.
-Ella es una ídolo, eh .... No estoy nada interesada, pero en cuanto a esta chica ... ¿Me pregunto qué tipo de canciones canta?
Mientras pensaba las cosas distraídamente, Sarada comió un bocado del daifuku de fresa. Ella inmediatamente saltó como si hubiera recibido una descarga eléctrica.
- ¿¡Qué es esto!? ¡¡Es delicioso!!
-Tienes razón.
Mitsuki estaba de acuerdo con Sarada.
-Mmm! Es delicioso, pero me gusta la dulce sopa de frijoles rojos con mochi que mi madre me prepara aún más, ya sabes.
Incluso mientras decía algo tan imprudente, Boruto ya estaba extendiendo su mano para tomar su segundo daifuku de fresa.
-Wow, Este daifuku es tan ... increíblemente ... increíblemente ... increíble
Era tan delicioso que no tenía palabras para su vocabulario. Sarada estaba completamente envuelta en felicidad mientras masticaba y terminaba de comer la primera.
Piensan en esperar hasta que Konohamaru-sensei regrese antes de tener una segunda, pero esa reconsideración duró solo dos segundos. Entonces, cada uno de ellos, alegremente, busca otro. La música comienza a transmitirse desde el televisor. Parece que Lilly anunció su última canción.
La pantalla muestra el título de la canción: "Machuumaro Heart" [1], y Sarada comienza a sentir un leve dolor de cabeza. Luces de colores brillan sobre Lilly ... Ella se mueve de su cintura y gira alrededor.
-¡¡Qué diablos es esto!!
Los gritos de Sarada también resuenan en todo el ala del hospital. Boruto responde con fastidio:
-Sarada, estás siendo molesta’ttebasa. Esta es una habitación de hospital, ¿no deberías estar en silencio?
Nota:
[1] OD dice que ese título de la canción fue lo mejor que lo pudo traducir, en Japones era algo así: まちゅまろハート
PARTE 2
Sarada le pregunta a Boruto si al menos entiende algo de las letras en las canciones de Lilly. Ella sigue cantando cosas como "infierno y angeles" y "Pegajosos, malvaviscos pegajosos". Él tampoco sabe el significado detrás de esto, ¿verdad? Boruto responde que a él no le importan particularmente las letras de las canciones.
Toma otro bocado del daifuku de fresa y llena boca con él. Parece que ha mantenido su apetito incluso después de escuchar la canción. A Sarada tampoco parece importarle demasiado la letra, pero de alguna manera, no puede evitar sentirse perturbada por estas letras enigmáticas. Sarada, en tono de reproche, echa otro vistazo al televisor. La vista de la cámara muestra a Lilly cantando un segmento que dice "Machuumaro mofumofu mofufufufu" [2]. La idol continúa cantando con entusiasmo su canción.
Sarada, no pudiendo soportar escuchar más, cierra el puño y da un golple al contro remoto, apagando el televisor. Mitsuki luego comienza a tararear para sí mismo: "Mofumofu mofufufufu". Los chicos no parecen entender el tema en absoluto. Pero, de todos modos, todavía hay más daifuku de fresa, y son bastante deliciosos. Siguen comiéndoselos mientras conversan ociosamente.
Konohamaru luego regresa con muletas en un brazo y con una bandeja hábilmente equilibrada en el otro. Se ríe un poco y nota que parecían haber comido ya. Él pasa el té a cada uno de ellos. Boruto comienza a preguntarle a Konohamaru sobre el incidente mientras toma su té. ¿Quienes fueron las personas que atacaron a la raisha? ¿Cuál fue el sentido de las explosiones? ¿Y con qué tantos perpetradores? Konohamaru dice que aún no tienen información sobre por qué. Esos tipos vestidos de púrpura no dejaron muchas pistas atrás. Pero parece que tienen un número excesivo de agujeros en sus oídos.
-¿Agujeros? Quieres decir agujeros de pearcings, ¿verdad?
Mitsuki dudosamente preguntó de nuevo.
-Sí. Los cadáveres fueron sometidos a una autopsia por el equipo de tratamiento médico. Dijeron que todos, desde los lóbulos de sus orejas hasta el cartílago, parecían haber tenido unos cinco agujeros perforados abiertos
-¿No es eso un signo para denotar la unidad de su grupo? Similar a nuestro hitai-ate ...
Konohamaru dice que no puede estar seguro de eso. Pero por sus impresiones al luchar contra ellos, fueron que su fuerza de batalla no parece ser una amenaza... Además del líder, parecen ser de nivel Chuunin. Pero seguían siendo problemáticos a su manera. Sarada concluye correctamente que el punto era que los enemigos estaban completamente dispuestos a arriesgar sus vidas. Konohamaru asiente sombríamente con la cabeza en acuerdo. Si los enemigos fueran arrestados, podrían extraer información de ellos. Sin embargo, los enemigos eligieron morir en su lugar. Entonces, es algo increíblemente difícil de hacer si tu objetivo es capturarlos vivos. Es aún más difícil hacer eso, en lugar de simplemente matarlos.
A Boruto le preocupa la explosión destructiva de la raisha: ¿estaban tratando especialmente de usar bombas o ninjutsu? Bueno, si su objetivo era apuntar indiscriminadamente contra los aldeanos podrían tener contramedidas también. Eso potencialmente causaría mucho daño. Podrían estar apuntando a una zona o estación civil atestada. Podrían haber causado la explosión destructiva a plena luz del día. Pero por ahora, Konohamaru no conoce la situación actual con mucho detalle. Los cuatro se quedan callados en el hospital después de enterarse.
-De todos modos, ¿no deberíamos comer un poco de daifuku de fresa?"
-Konomahu habló brillantemente para sacudirse la atmósfera sombría.
Levantó la tapa de la caja de daifuku de fresa, pero su contenido estaba completamente vacío.
- ¿¡Eh!?
Sorprendido, Konohamaru miró el contenido de la caja repetidamente por cuatro veces. No importaba cuántas veces mirara, no había nada dentro.
-S-ustedes ... ¿Qué pasó con el daifuku de fresa?
Mientras su agitación se extendía en su voz, miró hacia las tres personas.
-Solo comí dos.
Mitsuki afirmó esto sin un momento de retraso.
-Yo solo comí tres.
-Solo comí cuatro de ellos’dattebasa
-Ahora todo ha sido explicado, ¿verdad? ¡Porque solo había nueve'kore!
Konohamaru estaba furioso, mirándolos con dagas en los ojos. Sarada trató de calmarlo mientras decía "Está bien, está bien ..." Se sentía culpable, pero en realidad eran tan sabrosas que no se arrepiente.
-Bueno, porque podemos ir y comprarlos de nuevo
-No... Si tienes ese tipo de tiempo libre, úsalo para entrenar ...
Aunque lo dijo con firmeza, los hombros de Konohamaru estaban completamente caídos. Con una sonrisa amarga, Mitsuki intentó mediar cambiando el tema de la conversación.
-Sensei, ¿qué tan pronto será dado de alta?
Konohamaru inadvertidamente y con tristeza, echa un vistazo al yeso que protege su tobillo derecho. Él dice que la lesión en sí misma no es para nada mala. Sin embargo, la bomba parecía haber causado una leve parálisis, parece como si hubiera acutado un veneno contra él. Hasta que terminen de contrarrestar eso, se requiere hospitalización. Tomará aproximadamente tres semanas. Sarada le pregunta en un tono preocupado:
- ¿Tres semanas?
Boruto pregunta qué pasará con la misión de su equipo. Konohamaru mira hacia la puerta con una sonrisa. Él les dice que habrá un sustituto que se responsabilizará de ellos mientras tanto. Mitsuki parece un poco curioso.
-Un sustituto, ¿eh?
No te preocupes Esta persona es excepcionalmente fuerte. Bueno, eso es decirlo de una manera humilde, supongo. Es tremendamente fuerte.
- ¿Hablas en serio? ¡Eso es exactamente lo que quería!
Boruto agarra sus dos manos fuertemente por la emoción. Sarada, molesta por la forma tan pomposa en que Konohamaru está actuando, pregunta:
-Entonces, ¿quién es esta persona? ¿Quién dijiste que es el sustituto?
-Soy yo.
Se escuchó el tono bajo de una voz genial. Solo al escuchar ese tono de voz, los tres instantáneamente adivinaron quién era esa persona. Volvieron la cabeza hacia la entrada. Sasuke estaba parado allí con su rostro habitual e inexpresivo.
- ¡No es cierto! [3]
- ¿¡Papá será nuestro sensei!?
Sarada reaccionó con mucha alegría. Ella se sorprendió mucho, pero luego recuperó la compostura. Ella continuó después de aclarar su garganta, tosiendo:
- Entonces papá será nuestro sensei.
Ella se corrigió a sí misma, hablando con una postura serena.
-Ah. Eso es porque me quedaré en la aldea por un tiempo.
- ¿¡En serio!? ¡Bien!
Con una rebosante sonrisa, Boruto levantó los brazos sobre su cabeza. Sus ojos se iluminaron y estaban brillando. No pudo contener su completa felicidad y una sonrisa estalló en su rostro. Justo al lado de él, Mitsuki también tenía una sonrisa en su rostro por estar lleno de emoción.
Notas:
[2] OD no da traducción de esto, si recuerdan, es algo que no supo bien qué era.
[3] Para los que no sepan, la expresión “No way!” es como de sorpesa. Es como cuando uno dice “No mmes!” o “No inventes” algo así jajajaja.
PARTE 3 (pags 49-58)
-¡Sasuke-occhan nos va a enseñar ninjutsu!
Boruto no puede contener su emoción. El lugar de entrenamiento designado se encuentra en un bosque que se extiende fuera de la aldea. Su forma de andar cambia inconscientemente a una alegre y radiante, mientras avanza hacia el punto de encuentro. El objetivo de Boruto es convertirse en un ninja como Sasuke que apoyará al Hokage. Y para Boruto, Sasuke es la encarnación de su sueño en sí mismo.
Boruto no puede evitar estar de muy buen humor debido a esta oportunidad. Ya había entrenado con Sasuke: aunque fue un corto período de tiempo, había aprendido muchas cosas. Pudo comenzar a reflexionar sobre su relación con su padre y ese tiempo que pasó entrenando con Sasuke fue como un tesoro para Boruto. Desde ese momento, ha asumido muchas más misiones y ha madurado, así que esta vez, ¡definitivamente demostrará sus poderes a Sasuke-occhan! Está ansioso y lleno de entusiasmo por su primer día de entrenamiento.
-Entonces, ¿un kunai puede emitir este tipo de poder?
-Por supuesto que papá es increíble ... Shannaro
Boruto, Mitsuki y Sarada se murmuran el uno al otro. En la superficie del acantilado alejado, ven humo saliendo de él. En un solo ataque, ¿¡un kunai puede hacer eso!? Cómo es eso posible…
Por supuesto, Sasuke no arrojó el kunai de una manera ordinaria. Había enganchado el kunai con la punta de su dedo y amoldado chakra en él. En un instante, pareció que se había emitido electricidad. No entendieron el mecanismo muy bien, pero en el siguiente momento, el kunai salió volando con una fuerza violenta. Finalmente, la superficie del acantilado distante fue destruida.
Sasuke permaneció tranquilo y sereno, y bajó su brazo. Luego se da vuelta para enfrentar a los tres. Él dice que probablemente todavía es demasiado pronto para que lo hagan.
-Eh, ¿por qué molestarse en mostrarnos?
Los tres están de acuerdo en una protesta silenciosa. Sasuke toma una bolsa de cuero de forma despreocupada y saca dos dados pequeños. Extiende su mano al resto de ellos.
-Este es el primer reto. Con ninjutsu, deben hacer que los ojos de estos dados muestren números idénticos. Sin embargo, no pueden tocar los dados con las manos.
Los tres intercambian miradas, pensando que necesitarán algún tipo de milagro para hacerlo*.*
- ¿Sin tocarlos?
Sasuke les dice que tienen permitido probar el método que quieran. Sasuke arroja los dados al aire uno tras otro. Saca un shuriken del bolsillo de su pecho y lo arroja ágilmente. El shuriken gira en el aire. Cuando los dos dados caen, el shuriken los roza en ángulo de a uno a la vez. Los dados volteados caen sobre un arbusto y el shuriken se curva como un boomerang en su mano.
Los tres van y se ponen en cuclillas y confirman que los dos dados muestran el número seis. Con los ojos muy abiertos Boruto murmura que es una hazaña increíble. Mitsuki también examina de cerca los dados. Sarada los mira a los dos, dándoles una mirada de orgullo. Boruto, aún entendiendo cómo lo hizo, piensa que Sasuke-occhan es increíble. Y así, el Equipo 7 se embarca en un entrenamiento simple: que coincida con los lados de los dados. Los colocan sobre troncos de árboles y piedras.
-Para empezar, cada uno debe considerar su propio fuerte y cuál sería el mejor para manipular los dados pequeños.
-Yo usaré shurikens, por supuesto.
Sarada ha decidido y primero intenta tirar los dados en el tocón. Ella lanza un shuriken ligero. La presión del viento por sí sola agita los dados un poco, pero no lo suficiente como para derribarlos o girarlos. Su objetivo es voltear los dados, así que lo intenta otra vez, apuntando más cerca. Y entonces el shuriken golpea los dados, rompiéndolos.
Sarada se percata de que los dados están hechos de cubos de azúcar y almíbar, por lo que son extremadamente ligeros. Tendrán que manipularlos con cuidado y no ser demasiado fuerte o demasiado suave para que los lados coincidan correctamente. Una ligera o suave brisa debería moverlos.
Mitsuki elige usar fuuton y genera una brisa. Parece estar funcionando bien, pero ha lanzado números diferentes y luego los ha volado.
- ¡Mi fuerte es el Rasengan’dattebasa!
Boruto comienza tratando de hacer un pequeño Rasengan en la palma de su mano. En un abrir y cerrar de ojos, la presión del viento comienza a soplar sobre los dados. Los cubitos de azúcar no se desmoronan ni salen volando. Con ese grado de poder, puede manipular ambos dados al mismo tiempo y lanzarlos sin golpearlos directamente, así que puede intentar hacer coincidir las caras de los dados durante un período de tiempo más largo sin romperlos. Parecía relativamente simple, pero requería un control de chakra fino y delicado. Él tampoco tiene éxito.
- ¡Ahh, los rompí de nuevo!
- ¡Maldición, lo tengo que conseguir’dattebasa!
Los tres están gritando mientras intentan poner tanto esfuerzo en su entrenamiento. Sasuke está de pie en un lugar más alejado, vigilándolos atentamente.
[4] Entonces a Sasuke le vino a la mente algo: sus recuerdos de cuando él todavía era un genin. Bajo la guía de Kakashi, él se la había pasado entrenando todo el tiempo de cada día con Naruto y Sakura.
El tiempo que pasó junto al Equipo 7 fue bastante corto y la razón por la que tenía para convertirse en un shinobi era diferente a la de los demás. A pesar de ese corto período de tiempo, esos recuerdos todavía estaban grabados profundamente dentro de Sasuke. No era propio de él reflexionar sobre su pasado con nostalgia como esa; Sasuke sonrió irónicamente cuando se dio cuenta de que lo estaba haciendo.
Al mismo tiempo, se dió cuenta de que la sociedad había cambiado junto con la era en que vivía. La era en la que la demanda normal era solamente ser un shinobi fuerte había terminado. Había llegado el fin de aquellos tiempos turbulentos, donde mucha sangre fue derramada en vano durante muchas batallas.
Algunas cosas fueron necesarias para preservar la paz. El mundo ya no se basaba en la fuerza militar, sino en un equilibrio de naciones extranjeras con sociedades estables. Lo que era necesario en la era actual no era solo la fuerza típica, sino más bien, eran necesarios shinobis que pudieran sobrellevar y adaptarse rápidamente al entorno y a todas las situaciones que los rodeaban.
Gracias al trabajo de Naruto, Konoha había cambiado. La era de conflictos había terminado y el comercio exterior estaba floreciendo. Parecía que cada país compartía sus avances y desarrollos. El País del Fuego se había modernizado notablemente y las vidas de los aldeanos no estaban en peligro; No han tenido nada por qué preocuparse en su vida cotidiana. Konoha fue glorificada en paz. Los aldeanos habían olvidado como era estar en una era de guerra.
Por el bien de la paz de la aldea, hubo un solo hombre que cargó en sus manos el peso de tener que lidiar con su propia familia. Cosas como esas habían sido olvidadas a través del tiempo, sin embargo, Sasuke llegó a pensar que eso estaba bien. Él recordaba a su hermano mayor y eso era suficiente.
Aquellos que nacieron en la era moderna y en la nueva generación no tenían necesidad de pasar por tal tristeza. Además, cuando miraba a Sarada, Mitsuki y a Boruto, sentía que podía entender los sentimientos de su hermano mayor, que se había sacrificado por el bien del pueblo.
Estaba mirando la perspectiva de los niños de la nueva generación mientras usaban las enseñanzas de Konoha para madurar. Estas eran cosas que su hermano mayor había querido proteger. Cada vez que sentía que esos sentimientos eran heredados por la aldea, Sasuke sentía que toda presión se liberaba de su corazón. Parecía que no haber hecho más que largas batallas no había sido en vano. Entrenamiento. El resultado de eso sería por proteger a la aldea y al país. Tal vez eso es lo más importante que había por hacer. [5]
Boruto saca a Sasuke de su ensimismamiento para pedirle que le enseñe el truco para dominar el desafío. Sasuke mira en dirección de la voz de Boruto. Él ve esos familiares ojos azules, mirándolo con admiración, sin ningún cuidado o preocupación en absoluto. Sasuke le pregunta a Boruto qué sucede. Boruto dice que probaron Rasengan, shuriken y varias otras formas, pero nada parece funcionar correctamente. Boruto le pide a Sasuke que les enseñe cómo lo hizo con el shuriken de antes.
Sasuke saca un shuriken para mostrarle, pero de repente no tiene palabras. Mientras inhala, parece que no puede describir la sensación, al menos no conscientemente. Parece difícil para Sasuke tratar de expresárselo a Boruto. Él responde torpemente, diciendo:
-Sostenlo así y lánzalo.
- ¡No entiendo eso'ttebasa!
Boruto patea con frustración. Mitsuki comienza a hacer preguntas más tangibles: ¿Cómo ajusta Sasuke el chakra? ¿Por el chasquido de la muñeca? ¿O con la yema del dedo? Sasuke mira la palma de su mano y piensa por un momento. El truco fue probablemente algo así, pero le es difícil expresarlo con palabras, él sólo lo sabe. ¿Cómo podría explicar cómo ajustarlo? Los tres esperan atentamente su respuesta.
-Establece tu objetivo y tíralo… así.
Incluso si Sasuke lo dice de esa manera, no puede comunicarlo correctamente en absoluto. Los tres juntos suspiran cuando escuchan su consejo. Sasuke hace una sonrisa irónica ante su situación.
-No me parece adecuado como sensei.
Como líder y maestro del equipo 7, Kakashi era bastante hábil con las palabras. Él era diferente a Sasuke, que generalmente se las arreglaba bien sin tener que decir mucho al respecto, pero Kakashi siempre tenía las palabras adecuadas sin no importar de qué se tratara. Era fácil de entender cuando se comunicaba con quien él entrenaba.
“Si me comparo con Kakashi, siento como si todavía tuviera un largo camino por recorrer cuando se trata de ser un shishou”. Sasuke se ridiculizó a sí mismo con sus pensamientos más íntimos.
*Notas:
[4] Aquí comienza una traducción completa y literal de la novela.
[5] Aquí termina la traducción literal de esa parte de la novela.

PARTE 4 (págs. 59-65)
A pesar de entrenar hasta la puesta del sol, Boruto fue incapaz de acomodar la cara de los dados. Aunque había logrado vencer a un formidable enemigo, Momoshiki, con su Rasengan, se sintió humillado por algo como esto: ser incapaz de hacer rodar los terrones de azúcar a su gusto. Incluso desde que regresó a casa, su mente solo pensaba en el entrenamiento de los cubos de azúcar.
Mientras se metía en la bañera, recordó el entrenamiento matinal, e intentó usar ambas manos. Gotas de agua cayeron, la superficie del agua se rompió con la palma de sus manos. Incluso con tan pequeñas gotas de agua, al colisionar con la superficie producirían una onda. Entonces, para no destruir los terrones de azúcar, no podía golpearlos con chakra. ¿Era eso imposible?
-¡No puedo ser tan débil mentalmente 'ttebasa!
Boruto negó con la cabeza; Se regañaba a sí mismo por desanimarse.
-Esta no será una situación en la que siga fallando. Eso es porque ¡soy la alumno de Sasuke-occhan!
Al recuperar el control de sus pensamientos, tendió ambas manos mojadas frente a sus ojos.
-Entonces para evitar destruir los terrones de azúcar, tengo que ser cuidadoso.
Trató de hacen un entrenamiento en su mente, pero impensadamente, amasó su chakra. La superficie del agua en la bañera comenzó a dar vueltas y vueltas en un remolino.
- ¿Boruto? No está bien amasar chakra en un lugar como este. El baño terminará completamente destruido.
Su madre, Hinata, asomó la cabeza para advertirle. Como Hinata era usuaria de Byakugan, pudo ver el flujo de chakra.
- ¡Por favor, no echéis un vistazo a la bañera ttebasa! ¡Mamá, por favor deja de usar el Byakugan en la casa también!
- Hehe. Fue porque noté la presencia de chakra. No fue intencionalmente, ¿está bien?
Una vez terminado su baño, vio que Himawari estaba viendo un programa musical por televisón. Quien cantaba y bailaba era Himeno Lilly. Estaba disfrutando de las coloridas luces.
Comiendo malvaviscos ♪ Tan pegajoso, pegajoso ♪
Los ojos de Himawari estaban completamente atentos a la TV. Junto[YJ1] a la voz de Lilly, tarareaba la melodía para sí misma.
- Himawari, ¿te gusta Himeno Lilly?
A la pregunta de Boruto, Himawari respondió gustosa:
- ¡Sí! Porque Lilly-chan es linda, y es buena cantando y bailando.
¿Es eso así?
Boruto volvió su mirada a la pantalla del televisor. Ahora había un primer plano de la cara de Lilly. Lo que le impactó no fue si ella era linda o no, pero él pensó que ella tenía un bonito color de ojos. Tenía unos ojos morados que eran brillantes y claros: se parecían por completo al color en el borde de un arco iris.
Ir, Ir, Ir, al Infierno y ángeles ♪
Ir, ir, ir a la luna violeta ♪
Fue entonces cuando estuvo de acuerdo con lo que Sarada había dicho al respecto de las canciones de Himeno Lilly: Las letras de sus canciones eran bastante extrañas.
Continuaron entrenando con los dados también al día siguiente.
- ¡Argh!
Sarada grita amargamente debido a su frustración y su grito resuena en todo el bosque. Los shuriken están pegados en el tocón al lado de los dados, cuyas caras muestran un tres y un cuatro.
Ella le dice a Boruto que lo hará bien pronto, pero él responde que él tomará el liderazgo. Él ve que Sarada parece abatida por su progreso y trata de actuar como un sabelotodo. Boruto lo intenta, pero de inmediato grita de forma desanimada. Los golpeó con fuerza con el flujo de aire de su chakra y ha dividido sus dados por la mitad. Mitsuki responde un poco, diciendo con una sonrisa que el que está más cerca de completar el desafío es él y usa el fuuton. Sasuke llama a los tres, que todavía están haciendo prueba y error repetidamente.
- Agregaré algo al menú en el entrenamiento de hoy
- Ehh. ¿Cómo?
- El arma de Lorentz [6]
Los tres se preguntan a qué se refiere. Inclinan sus cabezas y dan un vistazo detrás de Sasuke. Pueden ver el daño que se hizo en el acantilado que golpeó ayer con su kunai. Un lado parece haber sido destruido, debido a la avalancha que él había causado.
- Esta técnica empleará Raiton
Los tres asienten. Sasuke saca un kunai. Es el mismo que usó ayer: un kunai con un color ligeramente rojizo.
- Oye papá, ¿por qué ese kunai es un poco rojo?
- Es un kunai de cobre, conduce bien la electricidad
Sasuke se preparó para usar el kunai.
- Cuando los ataques emplean Raiton normal, causa daño al golpear al enemigo con un fuerte voltaje. Por ejemplo, Boruto, tu Shiden es así. Pero en la técnica que estoy a punto de mostrarles, el principio es diferente. Cuando una corriente eléctrica fuerte fluye, el kunai se disparará utilizando el campo magnético que se ha producido a su alrededor. Recientemente, el Equipo Científico de Arma Ninja descubrió este principio; provisionalmente lo han llamado Inducción Electromagnética.
Al escuchar a Sasuke nombrar al Equipo Científico de Armamento Ninja, Boruto giró descaradamente su rostro.
Sosteniendo el kunai, Sasuke se volvió hacia la superficie de una roca distante. Sin otra opción que depender de su único brazo, extendió su brazo con el kunai colgando del dedo medio de su palma abierta.
- Párate frente al objetivo y dispara en paralelo con las dos cargas eléctricas.
En la palma de Sasuke había dos líneas de cargas eléctricas, que emitían un sonido particular. Al emitir una corriente eléctrica, la técnica usaba Raiton como base.
- Y luego, para atravesar el espacio entre las dos corrientes eléctricas, arroja el kunai de cobre a través de ellas.
Sasuke arrojó ligeramente el kunai emitiendo un sonido. Luego, en el momento en que los lados izquierdo y derecho del kunai tocaban las dos corrientes eléctricas alineadas de forma paralela...
¡BOOM!
El kunai había acelerado con una fuerza tremenda: los árboles en el bosque habían sido cortados y la superficie de la roca estaba completamente destruida.
La aceleración incluso superó la velocidad del sonido. Ese poder estaba en una liga completamente diferente, lo había lanzado solamente con su mano desnuda. El Hokage, ¿podría lanzar un kunai que exceda esta velocidad? [7]
Los tres se quedaron boquiabiertos cuando Sasuke se giró.
- Para empezar, este ataque tiene su base en Raiton: utiliza un método donde lo dividirás en dos cuando intentes emitirlo. Se puede usar las manos derecha e izquierda para liberar cada una de las corrientes eléctricas.
Solo Sarada y Mitsuki responden enfáticamente con un "¡Sí!". Boruto, sin embargo, parece deprimido. Echa un vistazo a las nubes de polvo que se han formado en la superficie de la roca. Sasuke nota la actitud que ha tomado Boruto. Luego saca tres kunai de cobre del bolsillo de su pecho.
- Debido a que es fácil que el kunai de cobre se oxide, deben pulirse regularmente con vinagre. Su poder se degradará si se oxida. [8]
Mitsuki cree que es bastante interesante. Él dice que a un kunai normal hecho de hierro, hay que calentarlo con llama para evitar que se oxide: tendrá una capa con una película de óxido negro alrededor. Un kunai hecho de cobre es lo contrario, ya que tienes que pulirlo con vinagre para evitar la oxidación.
Sasuke se impresiona con el conocimiento de Mitsuki. Él dice que Konohamaru-sensei le enseñó esto. Sarada dice que ella también lo sabía. Boruto no se une a la conversación, se encuentra aburrido y se dedica a observar a las aves volar.
- ¿Qué pasa, Boruto?
Sasuke le pregunta a Boruto, quien está tratando de no recibir el kunai.
- Nada. Estaré allá por un poco más de tiempo practicando con los dados’ttebasa.
Boruto lo dijo de una manera algo distante, mientras se apresuraba a regresar al bosque.
**NOTAS:
[6] Bueno, primero les diré lo que dice OD sobre esto.
“A partir de ahora, me referiré a él como la 'Pistola de Lorentz', porque el kanji es absurdamente largo de escribir si se lee normalmente o si lo guardo como un nombre de jutsu. Significa literalmente 'Lanzamiento de Inducción Electromagnética', que es igualmente molesto escribir... jaja ~ También para los amantes de la física, pueden refrescarse en este tema, [La Fuerza de Lorentz].”
Después de esta florida anotación por parte de OD, les pondré la mía. Jajajajajajajaja la quiero mucho. Bueno, en inglés OD lo tradujo como “Lorentz Gun”, yo adapté pistola a “arma”, pero si creen que debo dejar pistola, háganmelo saber. Ahora, respecto al fundamento científico aquí les va: la inducción electromagnética ha sido estudiada por físicos como Faraday y Lenz; Lorentz fue un físico que postuló la ley de Lorentz. Lo que han leído en este capítulo, implica estas leyes, la inducción electromagnética estudiada por Faraday y la tercera ley de Newton.
El conductor es el cobre, chicos.
[7] Boom Sonico: Lean sobre él, Esto es muy interesante.
[8] El cobre es un metal que tiene una excelente conductividad. Al contacto con el oxígeno, los metales reaccionan formando óxidos. ¿Por qué mencionan al vinagre? Bueno, el vinagre es ácido acético. Los ácidos tienen la capacidad de romper los enlaces formados, disolviendo el óxido en él.

PARTE 5 (págs. 66-71)
Antes de darse cuenta, el cielo se había teñido de rojo. Sin embargo, Boruto todavía no podía igualar las caras de los dados ni una sola vez.
-¡La próxima vez, me aseguraré de que sea un éxito ‘ttebasa!
Boruto intenta disparar con ambas manos extendidas, sosteniendo los dados. Él moldea un poco de chakra. Ambos dados caen unas cuantas veces juntos, y luego se detienen. ¡Ambos tienen las tres caras hacia arriba!
-¡Lo hice!
Pero justo cuando Boruto iba a empezar a celebrar, los dados de repente giran una vez más. Lee uno.
Boruto grita de frustración, y se tira al suelo con ambas piernas estiradas frente a él. Se derrumba, sintiéndose decepcionado de sí mismo. Está muy molesto consigo mismo.
-Argh… ¡maldición!
En ese preciso momento, Mitsuki y Sarada probablemente todavía estaban practicando esa habilidad con el raiton. El electromagnético, como sea que se llame. Boruto se levanta energéticamente y agarra los dados. Los arroja con una mezcla de irritación y contundencia.
-Perdiste la paciencia, ¿eh?
Desde lo alto, oye una voz. Sorprendido, Boruto mira hacia arriba. ¡Es el mismo Sasuke!
Boruto intenta parecer duro con su tono de voz, pero luego, de repente, mira hacia otro lado. Boruto vislumbra el vasto cielo de la tarde sobre él y ve a un cuervo volando, como si estuviera planeando. Sasuke se sienta en un tocón de árbol y en lugar de mirar a Boruto, se queda observando fijamente al cielo.
-Boruto, ¿odias la ciencia?"
-¿Qué te hace pensar que…?
-Por una que otra razón.
El cielo se ha teñido completamente de naranja, como si se estuviera en llamas. Hay una brisa fresca que sopla que hace sentir un poco de frío. Aun así, es una tarde tranquila. La hierba se sacude con el viento. Sus sombras ondean ligeramente.
-Bueno, no es como odio en particular, pero ...
Boruto da la impresión de sentirse un poco culpable, aun así, poco a poco comienza a hablar.
-¿Cómo debo decirlo? Cosas como el óxido negro de larga duración, o cosas como el arma de Lorentz ... Se trata de la confianza en la ciencia. No parece ser una cuestión Ninja en absoluto. Lo que quiero decir, es que es un poco lamentable ".
-Así que así es como te sientes.
-Sí, quiero decir... por supuesto... no me gusta la ciencia 'ttebasa
Es por eso por lo que Boruto se mostró bastante desalentado cuando vio a Sasuke usar una técnica que tenía principios científicos como base.
La luz del atardecer se asoma a través de las nubes y envuelve sus sombras. Una suave brisa pasa mientras las nubes continúan flotando lentamente. Sasuke continúa hablando mientras observa cómo algunas aves regresan a su nido.
-Si entiendes la ciencia, serás aún más efectivo y capaz de usar ninjutsu. La ciencia y el ninjutsu no son contrarios entre sí: crecen y se derivan de las mismas cosas.
-Lo sé 'ttebasa.
Boruto baja la mirada hacie el suelo y frunce el ceño. Algunos pensamientos pasan por su mente, amargos recuerdos de los exámenes de Chuunin, cuando usó en secreto las herramientas científicas prohibidas para los ninjas. Por supuesto, su padre lo descubrió y fue descalificado como castigo. Pero además de esas razones, su corazón y su mente la rechaza por completo. Solo al escuchar acerca de la ciencia, esos recuerdos se refrescan en su mente.
-Boruto, eres un excelente ninja.
Sasuke dice suavemente.
-Has sido bendecido con una excelente educación; Además, tienes suficiente talento y fuerza de voluntad para vivir de la misma manera. Si el ninja que murió protegiendo la aldea te viera, creo que infaliblemente estaría orgullosos de ti.
-Ese no es el punto, ¿sabes?
Boruto, más alterado y miserable, replica a Sasuke:
-Nací en una era que ha estado completa y convenientemente llena de ciencia, así que no me subestimes. ¡Las próximas generaciones de ninjas también lo serán!, ¿Sabes?
-Eso no es lo que quise decir.
Dijo Sasuke con dureza.
-Paz y avances, estas son dos cosas con las que los shinobi que nacieron atrapados en tiempos turbulentos solo podían soñar. Durante mucho tiempo se las arreglaron diligente hasta que terminaron agotados.
Sasuke saca un kunai de su bolsillo del pecho. Es un kunai que ha sido protegido con óxido, tiene un color negro intenso que refleja la luz.
-Al recubrir el kunai con óxido, se le protege de la corrosión. Lancé un kunai desde el centro de dos corrientes eléctricas y un poder especial hizo que los kunai se aceleraran. Para adquirir ese conocimiento en sí, muchos de nuestros antecesores han observado varias cosas y las han analizado repetidamente. Y así, en cuanto a las herramientas científicas de ninja, así es como se acumula el conocimiento. Por supuesto, no fue apropiado utilizarlo para los exámenes de Chuunin, pero si lo usas inteligentemente en un combate real, probablemente se convertirá en un arma importante. No es un poder ordinario, sino uno que puede usarse para proteger a la aldea.
Las nubes siguieron su curso, y Sasuke y Boruto fueron envueltos por el atardecer una vez más. Boruto se quedó mirando fijamente el perfil de Sasuke. Por lo general, el cabello y la pupila de Sasuke eran de color negro, pero ahora, bajo el sol del atardecer, estaban teñidos de un color naranja.
-Gracias a las manos de muchas personas a través de mucho tiempo, hemos podido acumular una colección de conocimientos. En primera fila para esto, Boruto, está tu generación.
De repente, Sasuke miró en dirección de Boruto. Sus ojos se encontraron brevemente y Boruto rápidamente aparta sus ojos. Al ver su reacción, Sasuke suaviza su expresión facial.
-Ya que odias la ciencia, probablemente te cansaste de mi historia.
-Tengo que admitir, Sasuke-Occhan, que estoy sorprendido. ¡Hablas tan bien!
-No tan bien como lo hace tu padre.
Boruto lanzó una mirada a la parte superior de los arbustos, donde había tirado los dados hace un tiempo. Debido a que los cubos de azúcar se habían roto, ya había una fila de hormigas a su alrededor.
Quería estar a la altura de las expectativas de Sasuke. Ese sentimiento era dolorosamente fuerte. Esa fue la razón por la que estaba tan irritado consigo mismo: por no querer acostumbrarse a que le gustara la ciencia, sin importar qué.
-El sol se pondrá pronto. Volvamos al pueblo.
Sasuke se levantó y comenzó a caminar hacia el acantilado donde practicaban Sarada y Mitsuki. Boruto caminó silenciosamente detrás de él. El cielo ya había empezado a oscurecerse.

submitted by UchihaSkywalker to u/UchihaSkywalker [link] [comments]


2017.11.01 01:41 ReaverPT Volta ao Mundo - 10 coisas que aprendi -

Faz este mês dois anos…. Há dois anos atrás, surpreendi toda a gente quando apresentei a carta de demissão numa empresa multinacional, mas onde me sentia infeliz e como se fosse um parafuso facilmente substituível numa grande máquina.
Demorei anos a juntar o dinheiro necessário para essa aventura e meses a planear o possível trajeto, que mais tarde viria a ser alterado por todas as circunstancias que vão acontecendo numa grande viagem. Foram 7 meses, em 16 países diferentes, sempre de mochila às costas, a recorrer a todos os meios de transporte necessários e mais baratos para chegar a um destino que ainda hoje não sei muito bem qual foi. Partilho aqui 10 lições que entre dias bons e inesquecíveis e outros menos bons e solitários retirei desta aventura.
1- Viajar sozinho é uma experiência inesquecível.
Muitos podem não gostar da ideia de viajar sem ninguém e consideram simplesmente aborrecido. Eu próprio sou algo reservado e não estava muito convencido que ia gostar, mas confesso que mudei de ideias logo na primeira semana. É sozinho, que forçosamente tens que falar com desconhecidos, sair de situações complicadas, pedir informações ao pessoal local, tentares engates com alguém “fora da tua liga” e não teres os teus amigos a gozarem contigo no dia a seguir pela tampa que levaste. Quando viajas sozinho a magia acontece, nunca sabes como vais acabar o dia e com quem. Claro que nem todo são "rosas", há dias em que o sentimento de solidão te assalta e gostavas de partilhar a memoria de um sitio especial ou uma história engraçada com um amigo, mas se te consideras algo tímido é um excelente remédio para enfrentares os teus receios. Aventura-te!
2- O Mundo está cheio de gente boa!
Somos bombardeados pelos meios de comunicação de assaltos, burlas, crimes horríveis, assassinos e atentados terroristas. Mas a viajar és confrontado com dificuldades que muitas vezes são resolvidos por pessoas que não conheces de lado nenhum, sejam simples indicações, uma refeição ou um sofá, quando tudo está fechado, ou até só mesmo a hospitalidade e simpatia de quem te recebe. Hoje acredito que as pessoas numa maioria geral tem boas intenções. Não deixem que o medo se apodere dos vossos planos, claro que muita gente vai tentar vos passar a perna, mas tenham confiança no vosso instinto.
3- Não ser preconceituoso e não julgar o “livro pela capa”.
Os países que inicialmente menos me cativaram foram os que mais me surpreenderam, as pessoas mais simples e com menos posses foram as mais generosas, como o contrário acontece, ainda falando no ponto anterior, a única vez que fui assaltado nesses 7 meses, um caso de burla, pela própria policia local... Tenham mente aberta!
4- “Mete na cabeça, não és especial"!
A sociedade vive cada vez mais individualizada, a pensar e a comparar que somos melhores que o vizinho. Simplesmente não és, muita gente tem o mesmo objetivo que tu.. Conheci habitantes do chamado "terceiro mundo" que mesmo com as suas limitações e falta de condições, tinham uma força de vontade brutal e uma iniciativa que mexia montanhas. Acredita em ti, foca-te nos teus sonhos, mas não deixes o orgulho e a arrogância se superiorizarem face aos outros. Nunca irás ser a última bolacha do pacote. Todos temos o mesmo fim.
5- As oportunidades estão em todo o lado!
Muitas pessoas passam dos seus dias a lamentar, mas o Mundo, esse está cheio de oportunidades. Vivemos na melhor "era" de sempre da Humanidade, temos acesso a serviços hospitalares e a medicamentos impensáveis há 50 anos atrás, dificilmente não temos acesso a comida e a água, temos informação e cultura na distância de um “clique”. Aproveita aquilo que o Mundo de bom te dá!
6- Ser turista é caro, mas ser viajante é super económico!
A desculpa que não há dinheiro para viajar é cada vez menos uma... desculpa. Conheci imensa gente a viajar sem grandes posses, onde ia trabalhando em hostéis ou restaurantes para ganhar algum dinheiro, conhecer pessoas e ter onde dormir ou comer. Isto para não falar da imensa oferta de companhias aéreas low-cost, hostéis com preços acessíveis e a mais variada informação na net para fazeres uma grande viagem sem gastar muito dinheiro. Haja vontade, planeamento e coragem!
7- As amizades vão e vêm!
Durante a viagem conheci imensa gente interessante com histórias de vida incríveis, partilhei o meu tempo, às vezes apenas algumas horas com excelentes companions, às vezes numa viagem de comboio, de avião, numa visita a um monumento ou a um museu, num bar a beber uns copos, ou a jogar bilhar. Mas aparece sempre a hora do adeus, do “obrigado pela tua companhia”. Talvez nos cruzemos no futuro, mas é sempre improvável. O passar do tempo e a distância vão dissipar essa amizade e isso é…. normal. Aprendi a dizer adeus, a desapegar-me de relações e a saber respeitar o espaço das outras pessoas. Talvez nos cruzemos numa outra vida, quem sabe?
8- Podes não ficar a conhecer o teu propósito de vida, mas vais aprender imenso sobre ti.
Muitos viajantes aventuram-se para tentar descobrir o seu sentido de vida. Muitos acabam a sua viagem sem conseguir encontrar o seu destino, eu por exemplo ainda não descobri, mas aprendi a conhecer-me melhor. Sou mais seguro de mim e respeito as minhas limitações. Outros viajantes, tentam fugir de problemas, a maior também não consegue fugir eternamente, porque esses problemas estão muitas vezes dentro de nós. Põe-te à prova! Conhece as tuas limitações e aquilo que tens de melhor e vive em paz contigo próprio!
9- Vais voltar diferente e vais precisar de algum tempo para te ambientar ao teu novo “eu”.
Quando regressas depois de uma grande viagem já não és mais o mesmo. Voltar e regressar às tuas origens é difícil e vais colocar muita coisa em causa do que fazes no teu dia-a-dia e até da forma de pensar de muitas pessoas ao teu redor. Porque sabes que o teu tempo é finito e não queres desaproveitar a maior parte da tua vida em tarefas ou com pessoas que não valem a pena. Eu tomei decisões muito difíceis depois disso, o futuro dirá se foram as melhores decisões. O teu tempo é o teu maior “asset”, não o desperdices!
10- Vivemos num país do crl!
Temos aspetos maus por cá, corrupção em certas elites, desemprego, salários reduzidos etc... Mas ao fim de 7 meses, tive saudades deste país... Sol, comida, as paisagens, os cheiros, a nossa história, a simplicidade e hospitalidade do nosso Povo. Temos características únicas, que infelizmente não dá-mos o devido valor. Numa tarde ia a passear numa rua em Kuala Lumpur na Malásia e ouço subitamente Fado dentro de um restaurante local, foi inexplicável a sensação de arrepio que senti a ouvir alguém a falar a minha língua, depois de tantos meses e num país tão distante. Posso não concordar com muita coisa do que se passa no nosso país, mas é o meu país e quero ajudar a torná-lo num sitio melhor.
submitted by ReaverPT to portugal [link] [comments]


2017.05.19 18:22 batataway Um dia no Porto.

Em resposta a este post, e para quem interessar - https://www.reddit.com/portugal/comments/6c1y19/s%C3%A9rio_um_dia_na_vossa_cidade_vila_aldeia/
Em modo percurso, e pegando em algumas nas sugestões do ForeverJamon sugiro um passeio como um autóctone o faria (não vamos subir a torre nenhuma que isso é pago. ), sendo que dá para inúmeras variações.
Começas no topo do Hotel Dom. Henrique onde tomas o pequeno almoço (caro!) e em seguida desces a rua Sá da Bandeira. Ao chegares ao cruzamento com a Rua Fernandes Tomás, visita o Mercado do Bolhão. Aproveita para comprar fruta pois vamos almoçar na rua com vista para o Rio, não compres vinho! Disso vamos tratar mais tarde.
Quando acabares a tua visita ao mercado, desce até à Rua Formosa, tens ai uma confeitaria de nome "confeitaria do bolhão". Compra bola de carne e pede para embrulhar. Não sabes para que lado é, certo? É em frente ao Bolhão mas na porta da Rua Formosa, logo esquerda para quem desce Sá da Bandeira. Se gostares de plantas e não tiveres ficado farto dentro do mercado aproveita para entrar na casa hortícola, a mesma família vende bolbos e sementes desde 1921! Quando saíres da pérola do bolhão olha para o topo da porta do mercado. Estás a ver aquelas duas personagens? Personificam o comércio e a agricultura. Volta ao Porto daqui a 5 anos quando o Mercado estiver todo arranjado para uma experiência diferente.
Já que estamos na Rua formosa, se fores uma pessoa que gosta de doces, tens ai uma Arcádia. Compra uma caixa de línguas de gato, é caro mas compensa imenso. Quando parares para tomar café podes mexer o mesmo com uma língua de gato (e depois comer a mesma, claro), é incrível!
Protip: Se desceres a Rua Formosa em direcção aos Aliados vais passar pelo Conga (fica na rua do Bonjardim que cruza com a rua formosa) mítica casa de bifanas. Eu no entanto, sugiro a codorniz.
Vamos subir a Rua Formosa pq precisamos de vinho para o nosso almoço, nessa rua, quase frente a frente vais encontrar duas mercearias tradicionais. A "Comer e chorar por mais" e a "Pérola do Bolhão". Entra numa delas e pede a quem te atender uma garrafa de vinho do Douro, até X euros. Tinto ou branco, é contigo.
Continua a subir e vira para a Rua de Santa Catarina. Vamos fazer esta rua até ao fim mas não penses que vamos tomar café no Majestic, nada disso, é bonito mas é um roubo. Vamos entrar no Majestic e vamos mandar os empregados foder fingindo falar uma língua desconhecida para eles, sempre com um sorriso, claro.
Se conseguires, tenta estar no cruzamento da Rua de Santa Catarina com a Rua de Passos Manuel às 11h00 ou 14h00 a olhar para o relógio que fica por cima da fnac. É um relógio verde.
De 3 em 3 horas saem do relógio pequenas estátuas do S. João, do Infante D. Henrique, do Almeida Garrett e do Camilo Castelo Branco, tudo personagens importantes da história da cidade, são acompanhadas de música. O espectáculo dura apenas um ou dois minutos. Deixo-te um vídeo que hoje estou simpático: https://youtu.be/ddWiHbkjI6U?t=1m15s
Já está? Boa, agora avança por Santa Catarina e desce a Rua 31 de Janeiro. Quando chegares ao fundo da 31 de Janeiro do teu lado esquerdo encontras a estação de S. Bento podes ver os azulejos se quiseres ser mais turista. Daqui já deves conseguir ver a torre dos Clérigos por isso avança por ai a fora em direcção a esta.
Chegaste aos Aliados certo? Finalmente! Estás a ver a estátua do gajo que está em cima de um cavalo? Esse man é D.Pedro IV, gostou tanto da cidade do Porto e das suas gentes que disse "Eu vou, mas o meu coração estará sempre no Porto", por isso depois do gajo quinar, abrimos o corpo do homem e tirámos o coração ao gajo que ficou guardado num frasco até aos dias de hoje. Está fechado não a sete mas a cinco chaves na Igreja da Lapa no Porto. Uma das placas que ladeia a estátua mostra esse momento. Pega uma imagem do coração para não achares que estou na tanga: http://images-cdn.impresa.pt/expresso/imv-2-232-966-coracao-a584.jpg/original/mw-860
De X em X anos abrem o mausoléu e retiram o coração numa cerimónia. A última vez penso foi em 2009, logo por muito que gostes de merdas gore não o podes ver.
Protip: Se queres mesmo ver cenas gore , manda um email para aqui [email protected], (ou na falta de resposta, para [email protected]) e pede para visitar o (o TheBushMonster diz que não é nececssário marcar) visita o Museu de Anatomia Nuno Grande (Fica a 15 minutos a pé de onde estás) As visitas são grátis mas obrigam a marcação prévia - Sneak Peak: http://roof-magazine.com/GestorSistema/2016/09/anatomia_4.jpg
Vamos subir a rua dos clérigos, aviso que se não tens pernas de pessoa que mora no Porto não tentes acompanhar a malta, vai ao teu ritmo. Eventualmente vais passar pela Livraria Lello, não vale a pena entrar, espeta a cara nos vidros e espreita, caso queiras mesmo entrar, são 3 euros que depois podes trocar ou abater num livro. Eu não perdia tempo na fila que é enorme, mas tu é que sabes....
Sobe tudo até chegares ao edifício da reitoria da Universidade do Porto, saberás qual é pois em frente tem uma praça com uma fonte com leões. O Porto, e suponho que outras cidades tb, tem nomes não oficiais para locais, o nome deste é os Leões, apesar que no teu google maps vai aparecer Praça Gomes Teixeira. O Chico Gomes Teixeira foi o primeiro reitor da Universidade do Porto e tens um busto do homem dentro da reitoria se quiseres ver o swag dele.
Se estiveres de costas para a reitoria, do lado direito vais ter uma pequena rua que na verdade é uma praça cujo nome é Praça Guilherme Gomes Fernandes (o maior Bombeiro que alguma vez existiu no mundo em e Portugal, tens o busto do gajo num canto do jardim), segue essa rua e entra na Padaria Ribeiro. Sabes onde estás? Na melhor padaria e pastelaria do universo. Vamos comprar (assumindo que não estás sozinho): 2 empada de vitela, 2 empada de frango em massa tenra, um lanche misto. Compra pão, caso tenhas tido a boa ideia e comprar queijo e presunto nas mercearias. Pede para embrulhar tudo e cortar o lanche a meio. E agora vamos almoçar que já está na hora e eu estou cheio de fome. É sair da padaria e virar à direita. Avança novamente para edifício da reitoria, e contorna-o. Estás a ver aquelas esplanadas todas. A segunda é o piolho, é um café mítico entre os estudantes. Entra e pede um copo de plástico, sorri e inventa uma desculpa. É que temos uma garrafa de vinho e não temos copos. Só pediste um? Entra no café a seguir e repete a dose. Caso eles digam que não dão, pede um fino em copo de plástico, bebe de pênalti e fica com o copo. "E se o OP quer ser cá da malta, tem de beber este copo até ao fim, até ao fim até ao fim........" Enquanto estás no piolho podes ler as placas que o pessoal vai deixando quando termina o curso.
Da esplanada do Piolho deves conseguir ver o jardim da cordoaria, segue até ao fim do jardim e vais reparar que do teu lado esquerdo tens uma estátua grande de uma senhora com uma espada e ao lado deste edifício (que é o tribunal da relação) tens uma pequena rua que desce imenso. Desce a rua, vira para a tua esquerda e TCHARAM, estás no passeio das virtudes (http://www.porto24.pt/wp-content/uploads/2015/09/Virtudes_Viver-o-Porto.jpg). Agora senta-te e come, tens ai umas mesas de pedra. Se tiveres sido esperto ao longo deste percurso compraste fruta no mercado, presunto, queijo, salgados e vinho (e uma garrafa de água tb era fixe). Descalça-te e abre a garrafa de vinho com um sapato, no caso de não saberes como é que isso se faz, usa a internet ou...no fim do passeio tens um café, pede para abrirem.
Protip: Caso tenhas sido burro e não tenhas seguido a minha sugestão para comprares comida pelo caminho, entras no edifício amarelo com o brasão de pedra que fica em frente da rua que acabaste de descer, viras para a tua esquerda e desces as escadas até ao último piso, tens ai um restaurante porreiro mas não barato (+-15 a 20€) - http://1.bp.blogspot.com/-zFvA-G96m3g/VgLOWh-GEEI/AAAAAAABoHY/hkkB05FL2s0/s1600/IMG_6052%2BAcopy.jpg - Tu tb não mereces barato, não compraste nada nas mercearias e no mercado.
Agora que estás cheio como uma prostituta holandesa no fim de uma noite de sábado do red light district de Amsterdão, das duas uma ou bates uma soneca ou vamos avançar.
Protip: O melhor local para bater uma soneca ao ar livre é na Praça de Lisboa que fica ao lado da Reitoria. A relva é fofa, não tem merda de cão e tem espaços com sombra. Podes é ter os betos do bar que acham que estamos em Ibiza e como tal por vezes começam a bombar música azeiteira bastante alto.
É para avançar? Segue o passeio das virtudes e começa a descer a rua Francisco Rocha Soares, a partir deste ponto escolhe tu as ruas, não tenhas medo de te perderes, se continuares sempre a descer vais dar ao rio. Tb não tenhas medo de ser roubado, o Porto é uma cidade segura. E tu dizes: "caralho batataway, diz lá por onde é que vou". Se fores preguiçoso podes descer pelas escadas que ficam no fim dessa rua, eu sugiro no entanto desceres sempre até Miragaia. Sabes de onde vem o nome? De Mirar Gaia. Duh! Ok, a verdade é que o nome vem de Gale, que significa em frente a Gaia.
O que não faltam no Porto são igrejas mas a igreja que fica na rua que acabaste de descer tem uma particularidade, é uma "igreja pobre" e é um contraste muito grande com outra igreja que passaremos em breve no nosso percurso (Igreja de São Francisco). Se puderes entrar para veres a diferença era fixe. É uma igreja simples pois era uma igreja de "pescadores". É a igreja de S. Pedro de Miragaia.
Protip: Se por acaso estiveres pela cidade na véspera do S.João, aqui é um boa zona para vir dançar e beber copos a partir das 2 das manhã. A animação de rua aqui só acaba por volta das 6h00 com um palco a bombar pimbalhada a noite toda.
Em frente vais ver edifício da antiga alfândega do porto, é habitual terem exposições ou feiras mas atenção que costuma ser pagas.
Se estiveres de frente para a alfândega vamos começar a andar para a esquerda em direcção à ribeira (Rua nova da Alfândega) e vais notar que mal começas a fazer a curva consegues vislumbrar do teu lado esquerdo a igreja de S.Francisco, é bem grande! É das igrejas mais "ricas" da cidade com um interior quase todo de talha dourada (https://3.bp.blogspot.com/-vJvx71CzzVY/V2HxLd6JUQI/AAAAAAAAKeU/W1bd8eujiyYKw1WZCmmxIvr1q2eGdas-ACLcB/s1600/11_igreja.jpg).
Hoje em dia tens de pagar para entrar (4.5€), eu prefiro gastar esse dinheiro num gin, mas tu fazes o que quiseres. Se fizeres um choradinho e disseres que acabaste de vir da igreja de S.Pedro e que só queres espreitar eles deixam-te. Ajuda se tiveres uma t-shirt com a cara do Papa chico.
Começa a entrar na Ribeira pela rua da Reboleira (é a rua mesmo em frente e que começa a descer). É uma rua tipicamente medieval e o nº55 (ou é o 59? Não tenho certeza) é uma construção cujo o rés-do-chão é medieval mas os andares superiores foram sendo construídos ao longo dos séculos. É a casa-torre da rua da Reboleira e é dos edifícios mais antigos da cidade.
Se virares logo na primeira rua vais dar a uma das minhas ruas favoritas da Ribeira, na verdade é um muro. O muro dos Bacalhoeiros, o nome provém dos barcos que descarregavam o bacalhau na alfândega e este era posto a secar nesse muro. O muro tem outra história, conheces o bacalhau à gomes de sá? A casa onde nasceu José Luís Gomes de Sá é aqui no Muro dos Bacalhoeiros.
Protip: Como turista que és podes ter a tentação de querer ficar um bocado sentado na Ribeira, não o faças. Não só preço da cerveja é alto como sobe quanto mais perto estivermos do Rio. Não existe nenhuma razão realmente válida para o fazer a não ser apenas perder tempo. Se quiseres mesmo beber uma cerveja compra numa mercearia e senta-te ao pé do Rio. PROFIT!
Segue o muro até ao fim, desce as escadas e aproxima-te do rio, agora segue pela margem. Vais encontrar uma praça com uma fonte e um escultura de um cubo. Esta zona é conhecida como o Cubo ou a praça do Cubo (o nome real é Largo/Praça da Ribeira). Do teu lado direito vais ver uma escada e uma arcada, passa pela arcada e segue em frente para veres o que é o barreto - é como se designa o interior da ribeira.
Quando encontrares uma praça atravessa novamente para perto do Rio. Como está a ficar na hora de nos começarmos a enfrascar é aqui que vamos descansar um pouco, no Peter’s Café Sport. Se calhar nunca ouviste falar do Peter’s café Sport, logo permite-me a introdução. É um bar conhecido mundialmente, e desde os anos 80 considerado um dos melhores bares do mundo. O famoso não é no Porto, mas sim na Horta, ilha do Faial. Ponto de paragem obrigatório para todos os velejadores que fazem a travessia do atlântico. É conhecido pelas suas tostas mistas e pelo gin. Não gin maricas com couves como se serve hoje em todo o lado.
O primeiro Peter’s (não sei se existem mais) a abrir fora do Faial foi aqui no Porto. Se vais queimar dinheiro na Ribeira, que seja aqui com um gin.
Quando estiveres pronto avançamos para a travessia do Rio pelo tabuleiro inferior da Ponte D.Luis I. Não digas aos teus amigos que esta é obra do Eiffel da torre Eiffel. Foi construida por um caramelo que trabalhou com o Eiffel na Ponte D.Maria que fica um pouco mais acima no Rio e que hoje está desactivada.
O nome do gajo que a fez é Théophile Seyrig e eu decorei o nome como “Pédophile Serynga”. Caso estejas a pensar “mas o que são estas colunas aqui ao lado? É da antiga ponte pênsil que foi desmontada quando se acabou a construção da D.Luis I.
Protip: Não pares a meio da ponte para tirar selfies sem avisar as pessoas que vão atrás, corres o risco de levar duas bojardas para aprenderes a não ser idiota. Os passeios são estreitos e os carros passam na ponte. Tb não te atires ao Rio que isso é a forma de sustento dos proto-gunas-macacos dessa zona.
Chegaste ao fim, parabéns, estás em Gaia. É outra cidade. Sabes quando é que Gaia é uma cidade bonita? Quando vista do Porto.
Agora estás em modo free tour, dá uma volta pela Ribeira de Gaia para depois subirmos para até ao tabuleiro superior da ponte D.Luis I.
Como estamos em hora de enfrascanço temos duas possibilidades, uma toda fina e outra mais normal. A normal é o ar de rio, senta-te cá fora e pede sangria, a fina é o último piso do espaço Porto Cruz. É um terraço onde podes beber cocktails feitos com vinhos do Porto da Porto Cruz. Ambos são fixes, depende do que te apetecer. Eu como não turista vou ali aos cafés do mercado municipal comprar umas cervejas frescas e fico sentado ao pé do Rio. Não sabes abrir uma super bock com um isqueiro? É a tua oportunidade para aprender algo novo (ou então pedes para te abrirem e poupas os dedos e o isqueiro).
Agora vamos subir até ao tabuleiro superior da ponte, novamente, dou-te duas sugestões:
Subir em passeio: Vais pela rua Cândido dos Reis (não confundir com a cândido dos Reis no Porto que é um local mais para copos e vida nocturna - É a rua do “Plano B”) e cortas para a travessa Cândido dos Reis, sobes as escadas, rua da Barroca, continua a subir, rua general torres, atravessa a rua e sobe pelas escadas, rua do pilar, continuas a subir, no topo encontras outras escadas, sobe essas escadas também, (não tenhas medo dos gunas que estão sempre no topo dessas escadas. A única preocupação deles é descobrir quantos canhões conseguem fumar por dia) e pronto estás no jardim do morro, achas a vista boa? Espera até estares no meio da ponte.
Subir modo preguiçoso versão batataway: Voltas ao início da Ponte D. Luís I, tens um edifício grande com um parque estacionamento, entras no parque como se fosses buscar o teu carro, avanças até ao fundo do parque e do lado esquerdo vais encontrar elevadores. Sobe até ao último piso, sobes a rampa de acesso ao carros e sais. Estás na calçada da serra. Sobes a rua até encontrares uma escada de pedra. No topo dessa escada e estarás no jardim do morro.
Atravessa a ponte D. Luís I pelo tabuleiro superior. A meio do tabuleiro vais ter das melhores vistas da cidade. Tira uma selfie e canta o “Porto Sentido” do Rui Veloso - https://www.youtube.com/watch?v=ch5DVcZqsu4 - “Quem vem e atravessa o rio, Junto à serra do Pilar, vê um velho casario, que se estende até ao mar. Quem te vê ao vir da ponte, és cascata são-joanina, erigida sobre um monte, no meio da neblina. Por ruelas e calçadas da Ribeira até à Foz por pedras sujas e gastas e lampiões tristes e sós. E esse teu ar grave e sério, num rosto de cantaria, que nos oculta o mistério, dessa luz bela e sombria, Ver-te assim abandonado, nesse timbre parnacento, nesse teu jeito fechado, de quem mói um sentimento, E é sempre a primeira vez, em cada regresso a casa rever-te nessa altivez. de milhafre ferido na asa.”
E não é que agora a letra desta música faz sentido para ti tb? Isso não invalida que o Veloso seja uma azeiteiro.
Não sei quanto a ti, mas eu estou a ficar com fome, por isso sugiro acabar de atravessar a ponte e bater umas tascas. Sim?
Acabas a ponte e continuas a subir a rua até a Sé estar do teu lado esquerdo. É fácil de identificar a Sé, é puta de grande.
Atravessa a estrada e entra pela rua Chã, segue pela Rua Cimo de Vila até encontrares a Casa Louro. O que é que achas que vamos comer? Olha para a foto do gajo que criou a tasca: https://jlmeirinhos.files.wordpress.com/2014/01/neg_casa_louro_0033.jpg - Presunto! Amigo. Presunto! Claro! Não te empanturres, temos mais tascas para bater, mas isso não quer dizer que não possas beber uma malga de tinto. Enquanto comes a tua sandes pensa no ForeverJamon e como gostavas que ele estivesse aqui contigo.
Protip: Melhor lugar para comprar misturas de caril para aquele prato com que pretendes impressionar a gaja que andas a tentar comer é na Rua Cimo de Vila.
Agora que já não estás esganado de fome, desce a rua e vira na primeira cortada à esquerda, sobe essa rua e vais encontrar a cervejaria Gazela. Eu não acho grande merda mas o pessoal garante que os cachorrinhos da Gazela é das melhores coisinhas da vida. Bebe um fino com isso que já deves estar com sede.
Terminamos o cachorro, sobe a rua e aproveita para apreciar como o Teatro S.João é bonito, isso dá-te tempo para fazer um bocadinho a digestão, podes entrar tb, é grátes.
Quem está de costas para o S. João, do lado direito aparece uma rua ao lado de um hotel todo finesse. É a rua de entreparedes e vamos seguir por essa rua e virar na primeira à direita. Aqui dou-te novamente duas opções, se fores guloso vamos mamar um gelado no La Copa (que juntamente com a Sincelo são os melhores gelados de Portugal. Que sa foda a Santini, é merda em comparação). Eu sou menos guloso e mais bêbado, por isso do outro lado da rua do La Copa vais encontrar um hotel todo moderno. Entra, apanha o elevador para o último andar. Fixe não é. Tem um problema de serviço, por vezes tens que descer um piso para avisar que queres pedir no bar do terraço. Bebe um cocktail, uma cerveja ou uma merda qualquer e aproveita o sol de fim de tarde. Diz que queres amendoins ou coisas para picar, está incluído no preço da bebida mas como o serviço é mitra e por vezes não trazem!
Descansado? Contente? Ainda bem, agora paga para ficares menos contente e apanha o elevador de volta para a rua. Segue a rua, vira à esquerda e continua até encontrares um jardim. Sobe esse troço e estás no famoso Guedes. Nada que saber, duas sandes e pernil. Uma com queijo da serra, outra sem. Para beber, se estiveres acompanhado, pede uma garrafa de vinho da casa (é verde).
Já estás a ficar com os copos? Ainda bem, ainda temos mais uma paragem já de seguida para aconchegar o estômago. Gostava mais do Buraquinho antigo, mas as papas de sarrabulho não perderam qualidade no novo. Atravessa a direito a estrada e a praça e vais encontrar, depois de subires uns 3 ou 4 degraus, uma tasca que fica num edifício cor de rosa de nome “o Buraquinho”.
Ainda não estás feliz? Ai mesmo ao lado tens o venham mais 5 para comer um prego no pão como deve ser.
Agora ou vamos para casa ou vamos para a noite.
Se vais para casa pq estás com os copos és um facadas e um conas. Eu fico sozinho, estou-me a cagar para ti! Bai lá, mariquinhas!
Se vamos para a noite, vamos começar por descer a rua Passos Manuel e ver se temos concertos ou se algo vai acontecer no Passos Manuel ou no Maus Hábitos. O Maus hábitos fica num edifício que é um parque de estacionamento e que tens que subir até ao último piso. O Passos e o Maus Hábitos ficam frente a frente. Se algo acontecer nesses lugares, porreiro é dar uma volta e esperar ou ficar a beber copos nos poveiros (é a praça que atravessaste para ir para o Buraquinho). Se não acontecer é avançar para a “baixa”. Continua a descer a rua Passos Manuel até chegares aos Aliados. Aprecia a beleza do palácio da Câmara Municipal, branco e imponente, e diz baixinho para ti: Que puta de cidade espetacular e bonita. Quero morar aqui! Quando acabares de te babar, continua em frente e sobe a Rua de Ceuta e avança para a rua das Galerias de Paris. O Café Au Lait, costuma ter concertos, o Plano B tb. O Plano B é um bom local para acabar a noite, mas tenta chegar por volta das 3h00 para não teres que lutar com imensa gente que está a tentar entrar.
Não queres ir para o Plano B e estás com fome, certo? É altura de uma francesinha pré-sono, a melhor francesinha que vais arranjar é no Pajú. Fecha por volta das 5 da manhã e é mesmo um restaurante e não um café ou um bar. É ligeiramente mais afastado e isso é bom pq assim podes limpar essa álcool todo que tens no sangue e desenvolver essa fome. Não te vou escrever como é que chegas ao Pajú pq é longo, mas é no 309 da Rua Faria Guimarães. A porta por vezes está fechada e tens que bater.
Se quiseres petiscos, o Museu da Avó na baixa fecha às 4h00. Não é a melhor coisa de sempre mas bate facilmente aquelas pizzas manhosas e os paniques.
Espero que te divirtas e se precisares de mais dicas avisa.
submitted by batataway to porto [link] [comments]